.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Sexta-feira, 14 de Abril de 2017

Reflexão: Semifrio de Emoções…

Caríssimos,

     Por vezes as coisas são simples, mas o Ser humano parece que tem um “complicómetro” na mente “programado” para baralhar as coisas. Mas quando se trata de situações que além do plano mental também mexem com as nossas emoções, as coisas parecem ainda ficar mais complicadas, gerando mais confusão mental. Aprender a lidar e a controlar as nossas emoções não é tarefa fácil e exige de nós muito treino, principalmente da nossa mente, pois muitas vezes ela comporta-se como um “cavalo selvagem”. Na verdade as nossas emoções estão intimamente ligadas aos nossos pensamentos, que muitas vezes são, infelizmente, a “nascente” dos nossos problemas. Lidar com as emoções é uma tarefa difícil para a maioria das pessoas, que conjugadas com os pensamentos podem produzir um cocktail de tal forma explosivo, que pode originar doenças de vários tipos. Saber controlar as emoções, reagindo calmamente perante situações anómalas, não significa que a pessoa tenha um coração de pedra desprovido de emoções, significa que a pessoa é ponderada não permitindo reações emocionais, usando a sua calma e tranquilidade proveniente da sua paz interior, para racionalmente resolver as situações que surgem.

     Saber controlar as emoções é uma grande mais-valia para a nossa harmonia, equilíbrio e paz interior. Esse controlo evita preocupações desnecessárias, sofrimentos por antecipação, aborrecimentos, e todo um conjunto de situações “criadas” pela nossa própria mente, que apenas e só servem para nos entristecer e “deitar abaixo”. Recomendo-lhes pensamentos positivos e dê importância àquilo que é realmente importante, principalmente no que diz respeito a outras pessoas. Sejam Felizes e fontes de Amor.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 13:20
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 2 de Julho de 2015

Reflexão: Fontes do sofrimento humano

Caríssimos,

     Ao longo dos tempos o “sofrimento” do Ser humano, tem sido relatado e abordado constantemente em inúmeras situações. Infelizmente o “sofrimento” fez parte do passado, existe no presente e permanecerá no futuro, pois enquanto o Ser humano se desrespeitar a Si mesmo, dificilmente se conseguirá libertar desse sentimento.

     O Ser humano, na maioria das vezes, aponta o dedo aos outros, atribuindo-lhes a culpa do seu mal-estar, mas será que é mesmo dos outros? Porque será que as pessoas lhe dizem coisas menos positivas? Porque acha que as pessoas o estão a atacar quando lhe apontam defeitos? Porque teima e observar e criticar os aspetos negativos dos outros? Porque não elogia o seu semelhante nos bons gestos que pratica? [pense um pouco sobre o que leu]

     E se um dia alguém lhe disser que você é 80% culpado do seu sofrimento, gostava? [pense na pergunta] Certamente ninguém gostaria, mas na realidade é uma grande verdade com a qual cada um sente imensas dificuldades em lidar. Quando se irrita com alguém, apenas gera mal-estar para si mesmo, e depois para se voltar a por bem, vai ter uma data de trabalho, será que vale a pena irritar-se? É melhor não se irritar nem permitir que os outros lhe provoquem irritação, pois voltar a sentir-se bem dá trabalho e é chato. Este exemplo que acabei de lhe dar deve-se à excessiva Importância que atribuímos à(s) pessoa(as) que nos provocou essa reação emocional. Este é um pequeno exemplo da grande variedade de exemplos que lhe podia dar, nos quais você imputa sentimentos de “dor” a si mesmo, promovendo a intabilidade do seu plano emocional.

     Seja simples, tenha pequenos objectivos que consiga alcançar (grandes objectivos além de difíceis pode precisar de muito tempo para lá chegar, o que lhe pode provocar ansiedade, exaustão, frustração entre outros sentimentos), analise a quem dá importância, pergunte a si mesmo se aqueles que se dizem seus “amigos” o são verdadeiramente, seja livre não permitindo que outros façam as suas escolhas porque só você vive a sua vida, analise os outros pela sua mente e ética (não seja do tipo “Maria vai com as outras”) não tomando como sua as análises dos outros (Eu mesmo sou amado por uns e odiado por outros), ajude o semelhante sempre que possa mas não tome por suas as dores dos outros. Enfim, muita coisa poderia aqui ser dita, mas não vos pretendo aborrecer com leituras muito grandes.

     Assim, termino esta pequena reflexão, a qual agradeço desde já a sua leitura e caso tenha ficado a pensar é bom sinal, pois significa que pretende fazer algo por si mesmo, amando-se e elevando a sua auto estima. Desejo-lhes boas vibrações, energias, muito amor e sejam felizes.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 23:35
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 12 de Maio de 2014

Porque estás triste?

Caríssimos,

     Cada ser humano é muito mais que aquilo que se vê, porque apenas vemos o plano físico do mesmo, mas é também composto pelo plano emocional, mental e espiritual. Por esse facto, ao longo dos tempos têm vindo a ser feitos estudos sobre o ser humano e muito há ainda para ser descoberto.

     Cada um de nós já passou certamente por momentos felizes e infelizes, sendo na generalidade mais frequentes os segundos que os primeiros. Há também um sem número de situações que nos podem causar sentimentos de tristeza, mágoa, solidão, angustia, enfim, tantas situações que nos podem “deitar abaixo”, baixar a nossa auto-estima, nos por de mau humor, nos fazem chorar, nos provocam ira e/ou outros sentimentos negativos. Todas essas situações fazem parte da nossa caminhada e aprendizagem, pois são testes à nossa inteligência emocional, testando a nossa capacidade de controlo das nossas emoções. Controlar as nossas emoções é um grande desafio o qual alguns de nós temos imensas dificuldades em alcançar esse objectivo no decorrer da vida. Em inúmeros casos a tristeza que se “abate” ou “apodera” de nós deriva da incapacidade que temos em controlar as nossas emoções, por isso tenho frisado a importância da nossa Inteligência Emocional (IE).

     Não me querendo alongar demasiado no texto, deixo-lhes algumas dicas para reflectirem de forma a poderem libertar esses sentimentos de tristeza que se instalaram dentro de si: Remova da sua mente a ideia de que os outros são como você, pois isso só lhe vai trazer decepções; Cada um exprime o amor à sua maneira, não espere ser retribuído da mesma forma; Evite criar expectativas para as coisas, aceite apenas com tranquilidade pois o que tiver de ser será; Faça sempre o que for melhor para si, sem desrespeitar o seu semelhante; Quando faz caridade de coração não espere reconhecimento, pois a ingratidão ainda esta dentro de muitas pessoas; Liberte-se de todo e qualquer apego a pessoas ou bens, assim libertar-se-á da maior fonte de sofrimento da Terra. Nada mais tenho a dizer por agora e se conseguirem aplicar as dicas que lhes referi verão o bem que se vão sentir interiormente. Muita paz e amor incondicional para todos.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 15:05
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 11 de Março de 2014

A essência do Perdão

Caríssimos,

     Este é sem dúvida um assunto que suscita grandes dúvidas, pois através de diálogos que tenho com outras pessoas, várias vezes chego à conclusão que as pessoas dizem: “…Eu perdoei essa pessoa…”; “…mas não consigo esquecer…”; “…quando penso na situação sinto-me mal…”; entre muitas outras coisas. Muitas vezes acabamos por falar nisso numa conversa sobre esse assunto ou até mesmo numa mera conversa de circunstância.

     Se em determinadas alturas da sua vida, em meras conversas de circunstância, surge frequentemente um certo assunto sobre determinada pessoa, é o Universo a dar-lhe a seguinte informação: “Essa pessoa magoou-te mas tens de a perdoar”. Isso é sem dúvida uma grande verdade, mas a qual muitas pessoas têm dificuldade em acreditar e mais ainda em superar. Além do mais deixem que lhes recorde algo, o Perdão não se exerce apenas para com os outros, mas também para connosco mesmo, pois certamente ao longo da sua vida já tomou atitudes e disse coisas das quais posteriormente se veio a arrepender, certo? Será que se arrependeu de tais coisas? Será que já se perdoou a si mesmo pelo que fez? (faça uma pausa na leitura e uma pequena reflexão sobre o que acabou de ler)

     Quando somos incapazes de nos perdoar a nós mesmos por algo que fizemos menos correcto, jamais seremos capazes de perdoar outra pessoa, tal como quem não se ama a si mesmo também jamais conseguirá nutrir sentimentos de amor verdadeiro pelos outros. Ao longo do tempo tenho-me apercebido que muitas pessoas dizem: “…eu já o/a perdoei…” mas tento dúvidas que seja bem assim, porque a par da expressão anteriormente citada, as pessoas também dizem: “…posso perdoar mas nunca esquecerei…”, expressões que se contradizem. O Perdão é algo que além de estar ligado à mente, está directamente ligado à nossa “inteligência emocional”, porque além de seres racionais, somos também seres emocionais e aprendermos a controlar as nossas emoções é uma tarefa mais difícil do que controlar a nossa mente. Já tinham pensado nisto?

     Depois de lhes explicar o mecanismo que envolve o Perdão, vou-lhes dar umas dicas sobre a prática do Perdão. Faça uma retrospectiva da sua vida anotando num bloco todas as situações negativas, onde tenha estado envolvido apenas você ou também outras pessoas, desde a sua infância até ao momento presente. Depois relaxe, colocando-se em posição de meditação, feche os olhos e projecte-se nesses momentos. Quando se estiver a projectar-se nesse momento e se no mesmo estiverem envolvidas uma ou mais pessoas, verifique quais os tipos de sentimentos que surgem à tona relativamente às pessoas. Se vierem à “flor da pele” qualquer tipo de sentimento sem ser apenas o sentimento de Compaixão, significa que ainda tem trabalho para fazer, pois o processo de Perdão não foi concluído com êxito.

     Uma das técnicas que os pode ajudar no processo de Perdão é o Ho’oponopono (que já expliquei noutros textos), mas sem dúvida que a melhor maneira é encher-se de amor e compaixão, emanando pensamentos positivos e acima de tudo dissolver os sentimentos menos positivos tornando-os em pura compaixão e amor incondicional. Termino deixando uma célebre frase de Jesus: “Perdoa e serás perdoado”.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 11:20
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 12 de Setembro de 2012

É bom Amar

Caros leitores,

     Tudo neste universo é gerado e criado através da fantástica energia do Amor. O Amor tem uma enorme capacidade de construir, de unir e até mesmo de perdoar. Quando amamos verdadeiramente alguém, desejamos que essa pessoa seja muito feliz e que esteja disposta a receber todo o amor, carinho, ternura e afecto que temos para dar. Todos estes gestos envoltos em puro amor e recheados de sentimentos são sempre dados sem a intenção de receber o mesmo como resposta da outra parte. Sem dúvida que todo o Ser humano gosta de receber Amor, mas todo aquele que dá, sendo um Ser como nós, também gosta de receber, pois é um Ser idêntico a nós mesmos.

     Para que um sentimento de amor (puro e verdadeiro) por alguém brote dentro de nós, temos de estar bem connosco mesmos, gostarmos de nós e amarmo-nos. Estas são as condições ideais e necessárias para florescer um verdadeiro sentimento de amor por outro Ser. É muito bom podermos amar e ser amados. É como um elixir que modifica a nossa vida, nos dá um novo estado de espírito, faz-nos sentir de bem com a vida e atenua muito as adversidades da vida quotidiana.

     Termino deixando uma recomendação: Amem-se e Amem intensamente, pois assim envolvem-se numa maravilhosa cascata de energia, luz e amor.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 18:39
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 2 de Março de 2011

Reflexão...

Caros Irmãos,

      Todos nós somos seres divinos detentores de grande sabedoria, mas ao virmos a este planeta, não viemos simplesmente passear, viemos em missão ou expiação. Nós, no nosso nível de consciência mais elevado, sedentos de poder vir a este planeta cumprir os nossos desígnios na persecução do caminho da ascensão, aperfeiçoando-se em cada vinda, pois cada vinda à terra é como se fosse um curso no qual no final saberemos se tivemos aproveitamento ou não.

      Sendo Deus infinitamente bom e infinitamente justo, oferece-nos todas as condições para podermos evoluir aquando da nossa “estadia” no planeta terra, pois cada um de nós, mediante a missão a cumprir, escolhemos os nossos pais. Mas as nossas escolhas não se ficam por aqui, pois desde o momento do nosso nascimento a nossa vida é composta por inúmeras escolhas no dia-a-dia. Escolhemos o que queremos comer, o que queremos vestir, com quem nos relacionamos, enfim, faz parte da vida. Este conjunto de situações define claramente que nós somos os responsáveis por tudo o que nos acontece e como o caminho de ascensão é o caminho do Amor. Neste caminho devemos emanar o nosso Amor e também Perdoar todos os seres que de alguma forma nos tentaram prejudicar ou até mesmo atacar, pois sendo algo difícil transportar a nossa cruz, mais será se ainda a sobrecarregarmos com os “fantasmas do passado”. Normalmente esses fantasmas são situações passadas não resolvidas, sentimentos de ódio, apegos, invejas, mágoas, que geram dentro do ser uma certa revolta que por sua vez desarmoniza a integridade da sua estrutura nos vários níveis de que é composto (físico, emocional, mental e espiritual). Desta situação resulta mal-estar mental, emoções alteradas e manifestações de ordem física através do surgimento de dores e/ou algumas patologias.

Compreendo que neste momento tenha na sua mente a seguinte ideia: Como irei ultrapassar esta situação onde me enquadro?      

      Para ultrapassar estas situações incomodativas deve começar por educar a sua mente, pois a uma mente mal-educada é o verdadeiro carrasco do seu portador, chegando ao ponto de levar a pessoa ao estado de loucura. Assim, este deverá ser o seu primeiro passo, dominar a sua mente tal qual um domador de leões domina os animais. Em simultâneo ou depois de dominar a sua mente (depende do nível de consciência de cada um), deverá fazer trabalho de perdão sobre todos aqueles que ao longo da vida cruzaram o seu caminho, que de certa forma lhe provocaram alguma instabilidade, pois nenhum tipo de sentimento menos positivo deverá ter relativamente a outros seres humanos, pois isso é também um obstáculo nos caminhos de luz. Deverá também praticar a caridade e/ou trabalhos altruístas, trabalho esse que nos dá uma enorme felicidade interior pois sentirmo-nos úteis é algo deveras gratificante e preenche-nos de Amor e harmonia. Concluo dizendo-lhe que quando mudar interiormente, mudará o mundo à sua volta e se todos dermos um pouco do nosso Amor para o semelhante certamente faremos deste um mundo melhor. Sejam Felizes.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: RFM
Publicado por Viktor às 13:59
Link | Comentar | ver comentários (4) | favorito
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2010

Procuro-me...

Caros amigos,

     Cada um de vós é um Ser fantástico, multidimensional e imortal. Isto é a chave do segredo do bem-estar e harmonia do Ser.

     O Ser não é apenas um corpo físico, que nutre sentimentos, que é afectado pelos estados emocionais, coordenado pelo plano mental e muitas vezes motivado por impulsos. É uma malha interligada entre o seu corpo físico e os seus corpos subtis, em constante interacção e interdependência que formam o todo do vosso Eu Sou. Pois o que seria de cada um de nós se a vida fosse resumida ao período de tempo entre o nascimento e a “morte”? Se assim fosse seria uma perca de tempo dedicarmo-nos aos outros ou efectuar trabalhos altruístas, pois assim não conseguíamos alimentar o nosso ego acompanhado de todos os prazeres da vida materialista e dos prazeres carnais da vida terrena. Mas felizmente esse é um ponto de vista da vida completamente errado e sem nenhum tipo de fundamento e/ou credibilidade. O Universo não é apenas aquilo que dele conhecemos mas sim uma multiplicidade de dimensões, nas quais habitam uma enorme quantidade de Seres, incluindo nós na nossa multiplicidade, e a vida é apenas um momento, mais ou menos prolongado, no seio da nossa imortalidade. Cada uma das vidas que vamos tendo servem como lições para a nossa consciência mais elevada, no caminho de ascensão. Neste momento este planeta está a passar por uma grande fase de transformação na sua fase evolutiva que marcará a história deste planeta. Cada um de nós está cá no planeta neste momento porque quis estar e fazer parte da história. O organismo corporal do Ser Humano encontra-se numa grande fase de transformação, onde estamos a passar do Homem-Animal para o Homem-Anjo. Este caminho não é fácil, pois exige de cada um de nós alguns sacrifícios, em prol do nosso bem-estar e ascensão, pois muitas vezes a regeneração celular corporal sente-se através da dor, ou seja, as células estão-se a abrir e a “deitar fora” as coisas menos boas e isso manifesta-se por meio de uma dor que eventualmente possa surgir seguidamente a uma meditação ou um trabalho de relaxamento espiritual. Isto para os esclarecer de que muitas situações que são definidas como “menos boas” ou até mesmo “negativas” que nos vão acontecendo, tem muito a ver connosco mesmo e como tal, cada um deverá de assumir plenamente o papel da sua vida e não sacudir as suas responsabilidades para cima de terceiros. Em abono da verdade e do nosso bem-estar, vamos educar a nossa mente e o pensamento deixando assim manifestar-se a nossa essência divina através da alma/espírito, porque viver escravo do pensamento é uma vida de auto-punição e muitas vezes sem sentido e da qual infelizmente, muitos Seres só se dão conta no dia da partida.

    Dê uma oportunidade a si mesmo de ser Feliz deixando de se mal tratar, colocando sempre os que o rodeiam à sua frente, em detrimento da sua pessoa. A maior felicidade reside dentro de nós e não fora, onde muitos Seres erradamente a procuram, por isso “façam o favor de ser felizes”. Vocês são maravilhosos seres de luz divina, com uma fantástica essência e sentimentos nobres que muitas vezes estão encobertos pelas capas que criam ao longo do tempo. Quando o teu Eu Sou se sentir feliz, verás como muda o mundo à tua volta.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Repleto de Amor Incondicional
Música: M80
Publicado por Viktor às 13:46
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010

Aprenda a Gostar de Si

     Amar a nós mesmos parece simples, mas às vezes é muito difícil.

     Eu gostaria de ensinar algumas maneiras que descobri para aprendermos a nos amar melhor.

     E quero insistir carinhosamente para que vocês as pratiquem sempre, porque as mudanças que elas podem proporcionar são impressionantes.

     O amor é respeitoso, generoso, solidário e cheio de compaixão.

     Quem ama a si mesmo entra em sintonia com o universo no que ele tem de melhor, e tudo flui em sua vida.

         "A Bíblia diz: Ama a teu próximo como a ti mesmo.”

     Por mais simples e clara que esta afirmação possa parecer, levei muito tempo para me dar conta do que significa "amar a si mesmo" e para saber que se não amarmos e respeitarmos a nós mesmos seremos incapazes de qualquer amor verdadeiro pelos outros.

     Alguns talvez digam que amar a si mesmo é vaidade, egoísmo e arrogância.

     Talvez seja por isso que esse amor por nós mesmos não é despertado e estimulado em nós desde pequenos.

     Pelo contrário, somos formados para atender o desejo alheio, a expectativa dos pais, as exigências dos professores, as ordens dos adultos.

     Lutamos desesperadamente para atender o desejo dos outros, achando que assim seremos amados por eles.

         E nesse esforço perdemos de vista o incrível milagre que cada um de nós é como centelha divina e esplêndida expressão da vida.

     As atitudes de vaidade, egoísmo ou arrogância não revelam amor por nós mesmos.

     Revelam medo, insegurança, necessidade de afirmação.

     Essas atitudes são disfarces, são escudos para ocultar as carências que incomodam e fazem sofrer.

     Pense nisso sempre que uma pessoa arrogante intimidar ou procurar diminuir você.

     O amor é respeitoso, generoso, solidário e cheio de compaixão.

     Quem ama a si mesmo entra em sintonia com o universo no que ele tem de melhor, e tudo flui em sua vida.

         Como é que amamos um filho querido para que ele cresça e se desenvolva dentro de suas características próprias?

     É procurando conhecê-lo tal como ele é, e não como gostaríamos que ele fosse.

     É acolhendo suas necessidades e estimulando suas capacidades.

     É ajudando-o a superar suas dificuldades e colocando limites para que ele se dê conta dos direitos dos outros.

     É tendo para ele um olhar de amor que reconhece, respeita, valoriza, levando-o a descobrir a pessoa única e especial que ele é.

     Levando-o a amar a si mesmo.

     Por que então não fazemos o mesmo connosco?

     Somos adultos, está na hora de cuidarmos de nós como o faríamos com um filho querido.

     Está na hora de aprender a amar a nós mesmos.

 Louise Hay

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: M80
Publicado por Viktor às 10:59
Link | Comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 16 de Novembro de 2010

Energia, fonte de vida

Caros Irmãos,

         A energia é algo que está sempre presente, em todos os pontos da via láctea. Tudo necessita de energia para se movimentar, as pessoas, o ar, o planeta, enfim, a energia está presente em todos os locais, em todos os movimentos e em todos os momentos. A Energia é algo que não se vê, tal como o vento e as terapias holísticas com base na manipulação energética corporal, mas sente-se e é necessária para o funcionamento cósmico universal. A Energia sente-se em todos os locais, pessoas e até mesmo nos objectos que não sendo “matéria viva” podem transportar consigo uma certa densidade magnética e energética. Isto faz com que, quer o Ser humano tendo ou não consciência ou conhecimento desta realidade, tenha de viver e co-habitar com ela diariamente. Não entendeu? Eu vou explicar. No decorrer do dia as pessoas mudam variadas vezes o seu estado emocional, os sentimentos, e nem sequer falo nos pensamentos que são milhares, mas penso que estes três aspectos (emoções, sentimentos e pensamentos) são o suficiente para poder falar sobre este assunto. Qualquer uma destas 3 situações faz com que nós, enquanto seres humanos emissores e receptores de energia, emanamos uma determinada frequência energética. Isto é para os fazer entender que ao longo do dia, as nossas energias vão variando consoante as situações que vão ocorrendo no decorrer do mesmo. Assim, podemos constatar que pessoas emocionalmente instáveis, com sentimentos instáveis e com pensamentos predominantemente negativos, são pessoas que tendenciosamente atraem “doenças” ou “problemas” devido à sua baixa vibração energética, isto porque o ser humano atrai para si tudo o que se encontra numa “vibração energética” igual ou idêntica, pois o que está por fora é o reflexo do nosso interior. Relativamente ao que lhes acabei de explicar, podem constatar a importância de manter uma frequência vibratória elevada e estável, sem grandes oscilações, de forma a mantermos a nossa harmonia e integridade do Ser.

         Estas palavras são capaz de lhes colocarem algumas dúvidas, portanto terei de os esclarecer de uma coisa. Os nossos sentimentos e pensamentos emanam energia para com as pessoas sobre as quais recaem, ou seja, a energia libertada pelos pensamentos que o Pedro detém sobre o Vitor vão afectá-lo provocando-lhe mau estar. Assim podemos constatar que mesmo inconscientemente, os pensamentos que nos vêm à mente, transportam consigo uma certa carga energética, que para não os reencaminhar em direcção a certa pessoa, então devemos simplesmente eliminar o pensamento da mente, não o aceitando, aguardando calma e pacientemente que o universo se encarregue do nos responder. Certamente que a esta altura devem de estar a pensar: “Você fala bem, mas não consigo por isso em prática.” Em primeiro lugar, deve de começar por remover da sua mente as frases que contenham a terminologia “não consigo”, pois esta trata-se de um bloqueio criado pelo seu plano mental sobre o seu subconsciente, do qual só você é responsável. Em segundo lugar deverá preocupar-se consigo mesmo, com o seu bem-estar, equilíbrio e harmonia, pois cada um de nós não consegue por si só mudar o mundo, mas quando muda-mos interiormente também muda o mundo à nossa volta. Vamos deixar florir a nossa essência, tal como as flores de um jardim, e veja-se então invadido por pensamentos bonitos, sentindo-se em harmonia com a natureza. Para alcançar este “estado” deverá praticar algo que lhe permita o desabrochar e manifestação da sua essência divina, através de exercícios de meditação, partilhas energéticas, desenvolvimento espiritual ou até mesmo na prática de trabalhos altruístas.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: M80
Publicado por Viktor às 11:53
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 14 de Setembro de 2010

Porquês...

Caros amigos,

O ser Humano vive constantemente numa azáfama (stress, tensão, pressão, cansaço, etc.) entre trabalho, casa e família. As pessoas vivem assim porque continuam a viver pelas regras “ditadas” pela sociedade em que estão inseridas e eu pergunto, mas porquê? Porquê viver quase num constante sobressalto? Acha que isso é saudável? Porque não age por si? Porque fazes tudo aquilo que as outras pessoas fazem? Porque achas estranho ver um casal homossexual? Porque não admites quando erras? Então agora seguem-se as respostas às questões supracitadas.

Porquê viver quase num constante sobressalto?

A maioria das pessoas vive assim porque muitas vezes se esquecem do seu corpo e da integridade do seu Ser, nos níveis físico, emocional, mental e espiritual. Vivem para a sua realização pessoal e profissional que muitas vezes não é mais do que alimentar o seu ego, vivendo competindo com os outros. Sim lembram-se do corpo, porque sentem que estão mais gordos, porque lhe surge uma doença, porque têm uma dor, mas é claro, quando o corpo se queixa lembram-se dele, mas quando estão bem não lhe dão importância e assim não zelam pela manutenção de aquilo que os permite estar neste plano (terra). Viver em sobressalto não é nada saudável nem para si nem para quem o rodeia.

Porque não age por si?

Pare, pense e faça uma reflexão sobre isto: Quantas decisões importantes na sua vida foram tomadas única e exclusivamente por si, consoante a sua mente, pensamento e vontade? Pois é, muitas das decisões que tomas são coadunadas com os paradigmas da sociedade actual e das leis humanas que são falíveis em muitos aspectos que apenas servem uma sociedade capitalista na qual o papel social é sempre relegado para segundo plano.

Porque fazes tudo aquilo que as outras pessoas fazem?

Levas uma vida dita normal porque fazes aquilo que toda a gente faz (casa->trabalho, trabalho->casa). Se gostas de fazer outras coisas, se tens sonhos e projectos que gostarias de realizar, porque não tomas a iniciativa de arrancar com eles? Não receies se acham que és diferente.

Porque achas estranho ver um casal homossexual?

És quem és e os teus gostos bem como a tua orientação sexual só a ti diz respeito por isso sê tu próprio, na tua verdadeira essência. Sentes-te desconfortável porque te apontam? Não sintas, pois isso é uma atitude de pessoas de nível espiritual baixo que vivem agarradas aos paradigmas da velha sociedade. Assumires que és é um acto de coragem pessoal, mas os outros marginalizarem-te por isso é porque têm graves problemas com aquilo que se define como Aceitação, pois não conseguem aceitar a diferença, ou seja, o facto de seres diferente. Como vivemos em comunidade, aceitemo-nos uns aos outros com as nossas virtudes e defeitos pois ninguém é 100% perfeito.

Porque não admites quando erras?

Admitir o erro é um acto de coragem e revela humildade por parte da pessoa, ao contrário do que a maior parte das pessoas faz. As pessoas têm enorme dificuldade em assumir os seus erros porque gostam de viver de aparências e fachadas e assumir isso seria, no entender delas, estar a desvalorizar-se perante os outros indo contra o seu ego. Vamos humildemente aceitar e agradecer quando nos alertam para algo e nos mostram uma solução, pois isso é aquilo que defino como crítica construtiva ( o mesmo já não, caso a critica seja meramente destrutiva).

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:52
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 13 de Setembro de 2010

Emoções...

Caros amigos,

O ser humano, encarnado ou desencarnado, vive no ambiente das emoções, pressionado e/ou sustentado por ela, levado por ela aos confins mais profundos da dor e da revolta, ou alçado aos píncaros a felici­dade e a paz. Elas afectam-nos, mesmo quando ocasionalmente, pa­rece não existir em nós. Arrastado pelas emoções, o Espírito desloca-se, num sentido ou noutro, cami­nhando para as trevas dos sofrimentos inevitáveis ou subindo para os planos superiores da realização pessoal, segundo ele se deixe dominar pelo ódio ou se entregue ao amor. Esse deslocamento conduz a extremos de paixão, que o esmaga, ou a culminâncias de devotamento, que o santifica, e, muitas vezes, em estágios ainda inferiores da evolução, confunde-se em nós a realidade ódio/amor, e nos confundimos nela e com ela, porque é comum tocarem-se os extremos.

O trabalho de desobsessão não deve ignorar essa realidade. Frequentemente, o processo de desobsessão desencadeia-se, de ma­neira paradoxal, por amor, e é lembrando esse aspecto que conse­guimos, às vezes, ajudar aqueles que se atormentam mutuamente, a colocarem um ponto final nas suas angústias. O que acontece é que, por natureza dos paradigmas, temos em nós todos o instinto egoísta (e quase todos os instintos são egoístas) de conservar a posse total dos objectos da nossa preferência ou afeição: a esposa, o esposo, o filho, o dinheiro, a posição social, o poder. Suponhamos que a esposa nos trai, que o filho nos rejeita, que o dinheiro ou o poder nos sejam retirados. Passamos imediatamente a odiar os que nos privaram da posse daquilo que amamos ou valorizamos. Com isto, percebemos que Amor e Ódio são duas faces de uma só realidade (luz e som­bra) que em determinado ponto absorveram-se uma na outra, criando uma opressiva atmosfera de penumbra, na qual perdemos a visão dos caminhos e o senso da direcção. Para desfazer esse clima de crepúsculo, que agonia e desorienta o Espírito, é preciso ajudá-lo a identificar bem os seus sentimentos, a fim de os separ. Estejamos certos, para isso, de uma realidade indisputável, ainda que pouco percebida: o Amor, como dizia Paulo aos Coríntios, não acaba nunca. Mesmo envolvido, soterrado no rancor e na vingança, ele subsiste, sobrevive, renasce, está ali. O Ódio não o exclui; ao contrário, fixa-o ainda mais, porque em termos de relacionamento homem/mu­lher, o ódio é, muitas vezes, o amor frustrado. Odiamos aquele Ser exactamente porque parece que ele não quer o nosso amor, porque nos recusa, nos traiu, nos desprezou, porque a amamos...

No momento em que conseguimos convencer o companheiro desencarnado, em crise, que odeia porque ainda ama, ele co­meça a recuperar-se, compreendendo que essa é uma verdade com a qual ele ainda não tinha tomado consciência. Por mais estranho que pareça, o rancor contra a amada, ou o amado, que traiu ou aban­donou, é que mantém acesa a chamazinha da esperança. Aquele que deixou de amar é porque não amou bastante e, com menor dificuldade, desliga-se do objecto da sua dor. Cedo compreende que não vale a pena perder o seu tempo, e angustiar-se no doloroso pro­cesso de vingança, dado que (isto pode também parecer con­traditório) não podemos ignorar o fato de que a vingança impõe, também ao vingador, penosas vibrações de sofrimento.

O perispírito é o veículo das nossas emoções. O Espírito pensa, o perispírito transmite o impulso e o corpo físico executa. Da mesma forma como as sensações que vêm de fora recebidas através dos sen­tidos, são levadas ao Espírito pelos mecanismos perispirituais. É o perispírito que preside à formação do ser, funcionando como molde, a ordenar as substâncias que vão constituir o corpo físico. É nele que se gravam, como num “dvd”, as nossas experiências, com as imagens, sons e emoções. Isto constata-se no processo de regressão da memória, espontâneo ou provocado, no qual se descobrem, com todo o seu impacto, cenas e emoções que pareciam diluídas há milénios. É ele, pois, a nossa ficha de identidade, com o registo intacto das vidas progressivas, a nossa folha corrida o nosso curriculum.

Ele é denso, enquanto caminhamos pelos escuros caminhos de muitos enganos, e vai-se tornando cada vez mais explícito, à medida que vamos galgando estágios mais avançados na escalada evolutiva. É nele, portanto, que se gravam alegrias e conquistas, tanto quanto as dores. Mas, como tudo no universo obedece à lei irrevogável da sintonia vibratória, parece que, ao nos desfazermos dos fluidos mais pesados e escuros, que envolvem o nosso perispírito, nos pri­meiros estágios evolutivos, vamo-nos também libertando das ma­zelas que naqueles fluidos se fixavam, ou seja, vamo-nos purifi­cando. Seria quase inadmissível a deformação perispiritual num ser de elevada condição moral. [Curiosidade: Um antigo sacristão português, desencarnado, era recompen­sado, pela tarefa de lançar discórdias, com abundantes “refeições”, regadas a bom “vinho” de sua terra.]

Assim podem constatar que muitas vezes o Ser Humano é comandado pelas emoções, o que em muitos casos faz com que aja de uma forma irracional, que depois de acalmar os ânimos e reflectir, constata que não agiu correctamente e assim vai desencadear outras emoções. Conclui-se então que para que detenha um maior controlo sobre si, então deverá aprender a controlar as suas emoções e assim controla também as suas reacções às mais diversas situações do dia-a-dia.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: M80
Publicado por Viktor às 11:20
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 19 de Agosto de 2010

Aceitação

Caros amigos,

ACEITAÇÃO, é uma coisa que está directamente ligada com o “Livre Arbítrio”. Este é um dos maiores males do Ser humano na sociedade actual, pois diariamente dizem ou pensam dezenas de vezes, “…olha-me este…”, “…olha o que aquele fez?”, “…Isto há com cada um…”, “…este tem a mania…”, “…ai se fosse comigo…”, “…estas pessoas não têm respeito nenhum…”, “…há com cada doido…”, “…no meu tempo não era nada disto…”, “…já não é como antigamente…”, etc., etc. .

Este tipo de situações acontece porque o Ser tem uma tendência geral para observar os comportamentos dos outros. Mas observar nada tem de mal, só que muitas vezes as pessoas não resistem, e não conseguindo ficar caladas, expressando sempre a sua opinião, ou como se diz na gíria popular “tem de mandar a boca”. Ao estarem a fazer isso estão constantemente a por em causa tudo o que é feito sem que saibam qual a razão ao fundamento para tal atitude porque se soubessem talvez mudassem de opinião. Fazer isto é estar a julgar os outros. Ah, lembrei-me de outra coisa, quando criticam os outros, na maior parte dos casos estão a colocar os vossos defeitos nos outros, pois as costas dos outros são os nossos espelhos, mas não era sobre isto que pretendia falar. Este tipo de atitude não é nada benéfico, pois sendo as palavras proferidas maioritariamente em sentido depreciativo, inconscientemente estamos a colocar energia menos positiva nas palavras, o que por sua vez se reflecte em nós, fazendo com que baixe o nosso nível vibratório energético, abrindo as portas às doenças. Vamos parar com isso! Vamos viver o nosso dia-a-dia em harmonia, ACEITANDO as pessoas e mundo como ele é, tendo sempre em mente o bem-estar comum universal. Não critiques o pescador porque não apanhou peixe (talvez não saiba) ensina-o a pescar e verás que disseminarás a semente do conhecimento. Aceitemos as atitudes dos outros (mesmo que não concordemos), as palavras (violência gera violência) as decisões (respeita o espaço deles, o seu livre arbitrio) e mesmo que não queira falar contigo dá-lhe tempo, porque o silêncio é a voz da Alma. No dia em que a sua mente dê espaço para que o subconsciente se liberte, então verá o quão divino é e mudará o seu comportamento perante os outros e o universo.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Feliz por partilhar com todos
Música: M80
Publicado por Viktor às 13:46
Link | Comentar | ver comentários (4) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2010

2º Chakra – Esplêncico, Baço, Sacro ou Svadhisthana

Este chakra localiza-se um pouco acima do anterior, à altura do baço e tem a função de especializar, subdividir e difundir a vitalidade oriunda do sol.

Este chakra faculta-nos informações sobre os estados emocionais da pessoa em causa.

Este chakra comunica-se para a parte frontal e posterior do corpo, tal como os outros chakras , à excepção do primeiro e do sétimo.

Este chakra corresponde à cor laranja e ao elemento agua. Sensorialmente está associado ao gosto e é representado por uma flor de lótus com seis pétalas.

A “Propagação criativa do Ser” é o princípio básico associado a este chakra.

Os órgãos corporais correspondentes a este chakra são: órgãos reprodutores, cavidade pélvica, rins e bexiga.

Este chakra corresponde às glândulas dos órgãos sexuais. Tem também uma correspondência directa com os ciclos do período menstrual.

O segundo chakra é o centro de grande parte das nossas emoções. O desbloqueio ou bloqueio deste chakra define as nossas relações interpessoais com as pessoas do sexo oposto ou do mesmo, consoante as tendências sexuais de cada um. As disfunções neste chakra geralmente iniciam-se na puberdade. O crescimento e o surgimento do desejo sexual mais intenso provoca sentimentos de insegurança derivados pela não existência de educação sexual por parte dos pais e até dos profissionais de ensino. Neste caso podem mesmo chegar ao ponto de utilizar a sexualidade tal qual uma droga. Um desequilíbrio neste chakra provoca uma desarmonia entre o nosso Yin e Yang. Todas as pessoas que desde tenra idade sofrem de carências do foro afectivo através da não estimulação sensorial e da falta de contactos sociais, têm o segundo chakra a trabalhar abaixo das suas capacidades, o que provoca uma retracção no relacionamento com os outros.

O Mantra associado a este chakra é o Vam. Este chakra controla todo o sistema reprodutivo humano. Neste ponto flui toda a energia sexual do indivíduo. Neste ponto são armazenadas as nossas experiências diárias quer sejam conscientes ou não ou mais ou menos importantes.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 13:45
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 19 de Janeiro de 2010

Emoções

 

Afectividade, aflição, alegria (sentimento), amizade, angústia, ansiedade, apatia, arrependimento, brisa (sensação), carinho, ciúme, compaixão, coragem, culpa (sentimento), curiosidade (emoção), desculpa, dó (sentimento), egoísmo, emoção, empatia, esperança (filosofia), euforia, fanatismo, felicidade, frieza, gratidão, histeria, hostilidade, humor, impulsividade, indecisão, inveja, ira, mágoa, medo, nojo, nostalgia, ódio, orgulho, paixão (sentimento), pânico, paz interior, prazer, preguiça, preocupação, raiva (sentimento), remorso, resignação, riso, saudade, simpatia (sentimento), síndrome de falso amor, sofrimento, solidão, surpresa, susto, tédio, tristeza e vergonha são coisas que afectam todas as pessoas no seu dia-a-dia quotidiano.

Muitas delas podem ser evitadas ou atenuadas, mas o que é que diariamente fazem para isso? Infelizmente a resposta é: …quase nada!

Agora eu pergunto-lhes: Vale a pena irritarem-se com outras pessoas? Ganham alguma coisa com isso? Sentem-se bem?

R: Não vale a pena, não ganham nada e só se vão sentir mal. Porque depois de ficarem assim, através de bloqueios energéticos por vocês criados, criação de sentimentos de fúria, raiva e ódio, quem é que vos vai acudir? Ninguém, apenas e só vocês é que têm de se compor, ou esperar que uma noite de sono vos possa recompor de alguma forma.

Isto tudo deve-se a quê? Deve-se à nossa falta de controlo mental, pois com isso controlamos também a maior parte das nossas emoções e os sentimentos menos positivos que delas derivam, numa interactividade conjunta. Neste caso o Reiki pode desempenhar um papel fundamental como terapêutica de auxílio ao restabelecimento do equilíbrio a vários níveis do indivíduo. Papel ainda mais importante se a pessoa se iniciar no Reiki, pois assim todo o conjunto de modificações interiores que se dão, vão permitir um melhor controlo mental. Esse controlo permite às pessoas eliminarem os pensamentos e ideias que lhe surgem na mente indevidamente, provocando-lhes esses sintomas e cansaço cerebral que pode resultar em depressões ou avc 8acidente vascular cerebral).

Vamos então colocar de parte todas essas emoções que em nada nos ajudam no nosso dia-a-dia e vamos agradecer todas as coisas boas que temos sem o intuito de querer sempre mais. Assim termino com mais dois dos 5 princípios do Reiki: Só por hoje, seja gentil e honesto para com os outros; Só por hoje, respeite todos os seres vivos (semelhante).

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Este é o meu AMOR...
Publicado por Viktor às 14:55
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 10 de Julho de 2009

A Aura nas Sessões Terapêuticas

A aura é realmente o “elo que faltava” entre a biologia e a medicina física e a psicoterapia, o “lugar” em que se localizam todas as emoções, pensamentos, lembranças e padrões de comportamento que discutimos sem parar na terapêutica. Não estão apenas suspensos nalgum lugar da nossa imaginação, senão localizados no tempo e no espaço. Pensamentos e emoções movimentam-se entre as pessoas no tempo e no espaço através do campo da energia humana, e o seu estudo é o modo de se conseguir um instrumento para lidar com essa actividade. Reparemos nos fluxos de energia fluida de auras enquanto as pessoas se movimentam em sessões terapêuticas. Quando o Terapeuta ou Reikiano está a aplicar Reiki em si ou noutra pessoa, a sua aura expande-se podendo atingir um metro de distância. É como se o Terapeuta estivesse dentro de um pequeno sol a irradiar raios de luz energética pelas mãos directamente em corrente contínua e pelo corpo todo num fluxo menor mas também agradável. O mesmo acontece a quem recebe, pois no final fica com a sua aura expandida, alisada e num constante movimento permitindo um bom fluxo energético entre todos os chakras e nádis.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:24
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
::: GUESTBOOK :::

.Procurar no Blog

 

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Lisboa, Loures, Porto, Odemira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: Partilhas de um Ser - APR
CURRENT MOON
------------------------------- REIsocialKI: Projecto Social em Prol do Semelhante

Divulga também a tua página -------------------------------

.LINKs

.posts recentes

. Reflexão: Semifrio de Emo...

. Reflexão: Fontes do sofri...

. Porque estás triste?

. A essência do Perdão

. É bom Amar

. Reflexão...

. Procuro-me...

. Aprenda a Gostar de Si

. Energia, fonte de vida

. Porquês...

. Emoções...

. Aceitação

. 2º Chakra – Esplêncico, B...

. Emoções

. A Aura nas Sessões Terapê...

. Ansiedade...

. Doenças vs Emoções

. CHAKRAS

. As Sete Camadas e os Sete...

. 3º CHAKRA

. O QUE OFERECE UM TRATAMEN...

.Arquivos

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.subscrever feeds

.tags

. todas as tags

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31