.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Domingo, 25 de Outubro de 2015

Reflexão: A Essência do Reiki

Caríssimos,

     Hoje senti vontade de fazer uma reflexão sobre a essência do Reiki, o que é na sua verdadeira essência e dimensão. Qualquer cidadão pode entrar no universo do Reiki, tornando-se assim num reikiano, apenas o devendo fazer se tal vontade seja uma manifestação no seu interior. A partir do momento que essa vontade desperta dentro de si, surge agora uma importante passo a dar, a escolha do mestre que, em meu entendimento, é a escolha mais importante que temos de fazer e com o qual devemos ter empatia energética. Depois de escolhido o mestre, através do curso, onde será sintonizado, dá-se a sua entrada no maravilhoso universo energético da terapia do Amor Incondicional, o Reiki.

     A partir desse momento passa a ser mais um reikiano, neste universo em constante crescimento, entrando no universo reikiano que continua dia apos dia a crescer. Contudo, é insuficiente apenas tirar a formação, pois o Reiki vai muito além de um simples curso, é uma Filosofia de Vida, através dos cinco princípios que Mikao Usui adaptou ao Reiki, criados pelo Imperador Meiji. Claro está que, para que tal seja possível, todo o “candidato” a reikiano deverá estar ciente se de facto, pretende dar um Novo Rumo à sua Vida. Quando queremos essa mudança ou novo rumo, devemos sentir esse desejo a florescer dentro de nós, dar inicio a uma transmutação da nossa mente, desligando-se de “velhos” paradigmas (dogmas e crenças) e estar recetivo à aprendizagem das novas matrizes universais.

     [pense um pouco sobre o que acabou de ler]

     Todas estas mudanças devem ser feitas por cada um de nós, com ou sem auxílio de outros, demoram um certo tempo e como tal devemos ser pacientes e fazermos essa mudança, cada um a seu ritmo. É um trabalho moroso, no qual muitas vezes nos sentimos de tal maneira sós, que chegamos a pensar que temos o mundo contra nós. Recorde-se que sendo este um trabalho interior, é e será sempre da Sua Inteira Responsabilidade, pelo que, quem o rodeia, quer compreenda ou não, certamente irá emitir opiniões menos positivas, opiniões essas que não passam de pensamentos ou conclusões, as quais deverá desvalorizar, para que não interfiram no seu processo. Dependendo de pessoa para pessoa, este processo pode demorar meses ou anos, pois uma pessoa antes de ser reikiano, vive inserido numa família, sociedade e país, que em inúmeros casos são intolerantes à mudança individual e intelectual do Ser, tornando-se adversários à mudança do nosso Eu Sou Interior. Talvez sejam por estas razões, além do facto de atualmente o Ser Humano querer tudo para “ontem”, que a determinada altura, no decorrer desse processo, as pessoas desistam daquilo que alcançaram até ao momento, deitando a “perder” o que já tinham alcançado. Humildemente lhe digo: “Jamais desista, porque a pessoa mais importante da sua vida é você, e a felicidade está dentro de si, dê a si mesmo o amor que transmite aos outros”.

     [pense um pouco sobre o que acabou de ler]

     Para terminar, pois esta reflexão já vai extensa, esclareço que tudo aquilo que aqui escrevi está intimamente ligado à minha visão e pensamento sobre o Reiki, tentando sempre transmitir a verdade, pois ao longo dos tempos será esse o aspeto que irá perdurar. Grato pelo tempo dispensado nesta leitura e faça o favor de ser feliz.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 21:05
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 30 de Abril de 2014

Conversas com Deus (2)

Pronto, pronto… está bem. Mas entre agora e essa altura – ou, então, pelas pessoas que possam vir a ler estes livros – que vias podem ser utilizadas, aqui mesmo, agora mesmo, para regressar à sabedoria, para regressar à clareza, para regressar a Deus? Temos de regressar à religião? É esse o elo perdido?

     Regressem à espiritualidade. Esqueçam a religião.

Essa afirmação vai irritar muita gente.

     As pessoas reagirão a todo este livro com irritação… a menos que não reajam.

Porque é que dizes esqueçam a religião?

     Porque não é boa para vós. Compreendam que para a religião organizada ter sucesso, tem que fazer com que as pessoas acreditem que precisam dela. Para as pessoas terem fé noutra coisa, têm primeiro de perder a fé em si próprias. Portanto, a primeira tarefa da religião organizada é fazer-te perder a fé em ti próprio. A segunda tarefa é fazer-te ver que tem as respostas que tu não tens. A terceira e mais importante é fazer-te aceitar as suas respostas sem as questionar.

     Se questionas começas a pensar! Se pensas, começas a regressar àquela Fonte Interior. A religião não te pode deixar fazer isso porque é provável que surjas com uma resposta diferente da que ela inventou. Portanto a religião tem que te fazer duvidar do teu Eu; tem que te fazer duvidar da tua capacidade de pensar claramente.

     O problema da religião é que, com frequência, isto faz ricochete – porque se não puderes aceitar sem duvidar os teus próprios pensamentos, como podes não duvidar das novas ideias sobre Deus que a religião te deu?

     Muito brevemente, até duvidas da Minha existência – da qual, ironicamente, nunca duvidaste antes. Quando vivias de acordo com o teu conhecimento intuitivo, podias não Me ter compreendido totalmente, mas sabias definitivamente que Eu estava lá!

     Foi a religião que criou os agnósticos.

     Qualquer pensador lúcido que examine o que a religião tem feito, tem que assumir que a religião não tem Deus! Porque foi a religião que encheu o coração dos homens do temor de Deus, enquanto que houve tempo em que o homem amava Aquilo Que É em todo o seu esplendor.

     Foi a religião que ordenou aos homens que se curvassem perante Deus, quando em tempos o homem se ergueu de braços estendidos com alegria.

     Foi a religião que sobrecarregou o homem com preocupações sobre a ira de Deus, quando em tempos o homem procurava Deus para o aliviar do seu fardo.

     Foi a religião que disse ao homem para ter vergonha do seu corpo e das suas funções naturais, quando em tempos o homem celebrou essas funções como as maiores dádivas da vida!

     Foi a religião que ensinou que precisam de um intermediário para chegar a Deus, quando houve tempo em que consideravam ter alcançado Deus vivendo simplesmente a vossa vida no bem e na verdade.

     E foi a religião que ordenou aos humanos que adorassem Deus, quando houve tempo em que os humanos adoraram Deus porque era impossível não O adorar!

     Em toda a parte onde a religião chegou criou desunião – que é o oposto de Deus.

     A religião separou o homem de Deus, o homem do homem, o homem da mulher – algumas religiões até dizem ao homem que ele está acima da mulher, tal como proclamam que Deus está acima do homem – dando assim azo às maiores caricaturas alguma vez impingidas a metade da raça humana.

     Eu vos digo: Deus não está acima do homem, e o homem não está acima da mulher – não é essa a “ordem natural das coisas” – mas é a maneira como todos os que tinham poder (nomeadamente os homens) queriam que fosse quando formaram as religiões patriarcais, apagando sistematicamente metade do texto da versão final das “sagradas escrituras” e distorcendo o resto para se adaptar ao molde do seu modelo masculino do mundo.

     É a religião que ainda hoje insiste que as mulheres são de certa forma inferiores, de alguma forma cidadãs espirituais de segunda classe, algo “inadequadas” para ensinar a Palavra de Deus, pregar a Palavra de Deus ou ministrá-la ao povo.

     Como crianças, ainda estão a discutir que sexo é ordenado por Mim para serem Meus sacerdotes!

     Eu vos digo: Todos vós sois sacerdotes! Cada um de vós.

     Não há nenhuma pessoa ou classe mais “adequada” para fazer o Meu trabalho do que outra.

     Mas tantos homens são tal e qual as nações. Sequiosos de poder. Não gostam de partilhar o poder, apenas de o exercer. E construíram o mesmo tipo de Deus. Um Deus sequioso de poder. Um Deus que não gosta de partilhar o poder mas apenas de o exercer. No entanto eu vos digo: O supremo dom de Deus é a partilha do poder de Deus.

     Eu queria que vocês fossem como Eu.

Mas nós não podemos ser como Tu! Isso seria blasfémia.

     A blasfémia é terem-vos ensinado essas coisas. Digo-vos: Vocês foram feitos à Imagem e Semelhança de Deus – é esse o destino que vieram cumprir.

     Vocês não vieram aqui para se esforçarem e lutarem e nunca “chegarem lá”. Nem vos enviei numa missão impossível de cumprir.

     Creiam na bondade de Deus e creiam na bondade da criação de Deus – nomeadamente, nos vossos Eus sagrados.

Fonte: Conversas com Deus de Neale Donal Walsch

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 08:54
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 29 de Abril de 2014

Sofrimento, dispenso

Caríssimos,

     Ao longo do tempo tenho tido a preocupação de escrever sobre os temas, que em meu entendimento mais podem atormentar o Ser humano. Desde o inicio dos tempos a humanidade tem assistido a histórias de Sofrimento global e/ou particular que tem atormentado os seres humanos, condicionando o seu desenvolvimento cognitivo, mas sobretudo a sua inteligência emocional. Nós como seres sentimentais reagimos emocionalmente às situações que depois conjuntamente com a nossa inteligência mental obtemos um resultado, que em muitos casos resulta em sofrimento. Fórmula de cálculo: IE+IM=EQ [Inteligência Emocional + Inteligência Mental = Equilíbrio]

     Após a leitura do parágrafo anterior, espero que tenham compreendido uma das fórmulas que nos ajuda a alcançar o nosso equilíbrio e bem-estar. Essa compreensão é fundamental para a nossa estabilidade e também para nossa protecção perante os “ataques” externos de que somos alvo diariamente.

     O Sofrimento é um sentimento que pode ter duas origens: interna e externa. Externamente por todos os acontecimentos do dia-a-dia que possam interferir na sua paz interior e estabilidade emocional, tal como todas as pessoas sabem, pois certamente são situações quotidianas pelas quais passam com uma certa assiduidade. Em meu entendimento o Sofrimento interior é bem pior que o exterior, pois funciona como um vírus que se impregna dentro de nós, o qual depois se torna difícil e complexo remover. Esse vírus [sofrimento interior] que você quer remover ao invés vai permanecendo, pois ele alimenta-se através da energia de baixa vibração que lhe é fornecida pela nossa própria mente [pensamento], já tinha pensado nisso?

     [Faça uma pequena pausa na leitura para reflexão sobre o que acabou de ler]

     Para poder remover esses vírus dentro de si mesmo tenha sempre em mente as seguintes afirmações: Você é a pessoa mais importante da sua vida; As pessoas só têm a importância que você lhe dá; Cada um é como cada qual, logo ninguém é mais do que ninguém; A felicidade está dentro de si; Active o seu amor próprio e assim irradiará amor para quem o rodeia; Evite pensar demasiado nas coisas para as quais sente dificuldade em encontrar resposta; Tenha só pensamentos positivos sobre si mesmo; Evite pensamentos negativos sobre quem quer que seja; Evite nutrir sentimentos negativos sobre os outros; Perdoe sempre, mesmo quem é desprovido de razão. Penso que com estas dicas para remover o vosso sofrimento interior, já se aperceberam que podem fazer inúmeras coisas em prol de vocês mesmos e do vosso bem-estar interior. Estejam descansados que o resto virá depois, porque o universo é bondoso devolvendo-nos o amor que emanamos por todas as “obras” do Criador. Sejam felizes e sejam fontes de amor, a mais poderosa de todas as forças do universo.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 13:05
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Reflexão: Quem sou?

Caríssimos,

     Cada ser humano tem as suas vocações, sonhos, convicções, crenças e ambições (na sua infância) e esperam um dia ser médicos, bombeiros, policias, estilistas, professores, engenheiros, jogadores de futebol, enfim, um sem número de coisas que passam na mente das crianças e dos adolescentes. Mas a escolha do que vão ser é condicionada pela vocação que temos, pela família e até mesmo pelos amigos que nos rodeiam. Muitas vezes quando uma pessoa escolhe o que quer ser, mais propriamente a profissão que pretende desempenhar no futuro, condiciona a sua escolha também às perspectivas de mercado (se vai ter trabalho ou não) pensando no seu futuro a longo prazo. Esta foi apenas uma pequena introdução à reflexão que pretendo fazer e que vai começar no parágrafo seguinte.

     Por vezes perguntam-me: Quem és?

       Resposta: Sou aquilo que sou.

     Pergunta: Mas tu trabalhas certo, então és o quê?

       Resposta: Sim trabalho, nesse campo sou… mas continuo a dizer que sou o que sou.

     Pergunta: Mas não respondeu totalmente à minha questão.

       Resposta: Respondi sim. Disse-te o que sou profissionalmente e qual o meu trabalho. Certamente já ouviu falar sobre Jesus Cristo e sobre as palavras por ele ditas, as acções que ele praticava e o exemplo que deixou para a humanidade. Ele mesmo foi amado por uns e odiado por outros, por isso mesmo eu lhe respondo que sou aquilo que sou, nada mais.

     Sou apenas um simples ser humano que, a determinada altura da sua vida, decidiu escolher seguir um determinado caminho, ajudando-me a mim mesmo para poder ajudar aqueles que me procuram com esse propósito. Jamais em tempo algum me achei ser mais que os outros seja naquilo que for, pois cada um é como cada qual e eu sou apenas e só eu, nada mais. Escolhi partilhar com a humanidade (meu semelhante) experiencia e conhecimento que fui adquirindo ao longo dos tempos, uns mais e outros menos conturbados, pelos quais tive de passar para hoje ser aquilo que sou. Senti solidão, rejeição social, desprezo, fome, desgosto, um vazio que se alojou em mim, mas nunca perdi o amor-próprio e a fé, acreditando que ia chegar o dia em que conseguia ultrapassar todas essas barreiras. Foi um caminho moroso, árduo, difícil e doloroso, o qual tive de percorrer sozinho a maior parte das vezes, sem o apoio de ninguém com formação em psicologia ou até mesmo no campo da espiritualidade. Neste caminho nunca me faltou o amor de família, que foi um bom contributo para essa fase da minha caminhada, na qual tive de reaprender conhecimentos, de me encontrar a mim mesmo e de me auto-ajudar, pois exteriormente sentia a crueldade de uma sociedade que não está preparada para este tipo de casos. Encaro tudo isto com tranquilidade, pois sei que tinha de passar por uma experiência de “quase morte” e por todas estas coisas para ser quem hoje sou, um simples ser que tenta ser para o seu semelhante aquilo que nunca foram para ele durante tão conturbado período.

     Por agora vou terminar esta reflexão, desejando-lhes tudo de bom e nunca deixem de ter amor e de acreditar em vocês, porque se eu consegui tu também consegues, sê feliz.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 21:00
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 22 de Abril de 2014

Reflexão do dia

Caríssimos,

     A vida é feita de surpresas, emoções, sentimentos, pensamentos, gestos e tantas outras coisas, que nos alteram os estados de humor, tranquilidade, bem-estar e até mesmo da saúde. Seja ou não da nossa vontade, acabamos por estar sempre expostos a tudo e todos, é como se a nossa vida real fosse um gigantesco “Big brother”, no qual temos inúmeros olhos “postos” em cima de nós a observar e julgar tudo o que fazemos. Por vezes a vida do Ser humano parece a vida de um animal selvagem, constantemente vigiado por abutres que esperam que tombe, para dele se poderem alimentar. Mas no caso dos seres humanos os “abutres” são diferentes, pois atacam a presa em vida, praticando o cinismo depois da morte da presa. Será que a humanidade ainda não compreendeu que esse tipo de atitudes não lhe trás nenhum benefício? Porque se continuam a praticar rituais pagãos nos quais impera dor, sofrimento e cinismo de forma exacerbada? Pelo contrário, só lhe vai trazer mais problemas a somar aos que já tem. (faça uma pausa na leitura e pense no que acabou de ler)

     Talvez pelo facto de vivermos completamente expostos aos outros, é que a maioria das pessoas dá tanta importância ao que está à vista, vivendo sempre preocupados com o que parecem e com o que os outros pensam deles. Preocupem-se com aquilo que interiormente são, porque a essência de qualquer Ser está no seu interior, não no seu exterior. Cada Ser humano vive em certa medida condicionado, sendo o próprio o primeiro a condicionar-se a si mesmo através de pensamentos do tipo: “Não visto isto porque vão fazer chacota de mim”; “Se não beber sou excluído do grupo”; “O que será que vão pensar de mim”; enfim, tantas outras frases que são apenas bloqueios (em forma de palavras) mentais. Muitos destes bloqueios são criados e “alimentados” por nós mesmos, os quais acabam também por ser “alimentados” pelas pessoas com as quais lidamos no dia-a-dia, já tinham pensado nisto? Em certa medida as acções do ser humano estão condicionadas porque atribui demasiada importância aos outros e ao que possam dizer, certo? Talvez tenha chegado a hora e o momento de mudar em si mesmo essas atitudes e pensamentos, e verá como cresce a sua liberdade, sentindo-se bem melhor consigo mesmo, porque o que é realmente importante é agir correctamente e ser verdadeiro, o que faz com que esteja de consciência tranquila e isso sim, é realmente importante para si mesmo.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:10
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 17 de Outubro de 2013

Reflexão: Karuna e Reiki, combinação perfeita

Caros leitores,

     Hoje vou escrever um pouco acerca destas duas terapias que se encontram intimamente ligadas entre si. É com agrado que, nos dias de hoje, o Reiki se encontra cada vez mais difundido no seio da nossa sociedade muito “presa” aos velhos paradigmas e crenças, onde tem sido difícil a aceitação das terapias e praticas orientais. Tem sido com um grande esforço da Associação Portuguesa de Reiki, dos seus associados e dos mestres independentes, bem como de algumas outras associações que o Reiki se encontra cada vez mais divulgado, o que vai permitindo cada vez mais uma melhor aceitação por parte dos cidadãos nacionais e das instituições.

     Nesta reflexão vou falar um pouco mais acerca do Karuna, pois encontra-se menos difundido que o Reiki. O Reiki, como é do conhecimento geral define-se também como a terapia do “amor incondicional”, que é praticada através da imposição de mãos canalizando assim a energia vital universal (amor incondicional) para o receptor. Através do Reiki todas as pessoas podem fazer a sua entrada no Universo energético, e dentro do mesmo, percorrerem um caminho interior e precisamente pessoal que posteriormente os levará até onde sentirem uma vontade interior de se expandir. Dentro do Reiki nem todas as pessoas alcançam o grau de “mestre”, uns porque não querem, outros por impossibilidades económicas e outros porque cientes da responsabilidade que lhes fica atribuída perante a sociedade, não se acham à altura de tal desafio, pelos mais variados motivos. Por isso uns ficam pelo primeiro nível e outros pelo segundo, não porque não pretendam aprender mais mas porque não é sua intenção, atingir o grau de “mestre” tal como referi anteriormente.

     Mas muitas pessoas pretendem aprender mais do que a terapia do amor incondicional «Reiki», como tal eu recomendo-lhe a aprendizagem de um dos mais belos ramos desta terapia, o da energia da compaixão «Karuna». O Karuna é uma terapia compassiva que nos aumenta significativamente a nossa capacidade de canalização energética, em benefício de nós mesmos, de quem nos rodeia e também do planeta. Para poderem aprender Karuna é necessário ter o segundo nível de Reiki (independentemente da linhagem) no mínimo, pois ao ser uma ramificação necessita dos conhecimentos de nível 2 de Reiki porque trabalham conjuntamente no que diz respeito às aplicações que são necessários os símbolos. O Karuna que lecciono é o Karuna dos mestres independentes, criado pela israelita Rosy Naor diferente so sistema de Karuna Reiki® de William Rand que decidiu criar uma base de dados da certificação dos formandos e mestres desse sistema que os obriga a estarem registados nessa base de dados, tal qual um engenheiro tem de estar inscrito na ordem dos engenheiro para poder exercer a sua profissão. O Karuna dos mestres independenes não “obriga” o formando a estar registado em nenhuma plataforma para poder exercer. A formação de Karuna, tal como o Reiki tem a duração de 22 dias, onde no primeiro dia o mestre lhes transmite os novos conhecimentos, símbolos e lhes faz a abertura dos canais energéticos de Karuna através da sintonização à fonte universal da energia da compaixão «Karuna» e os restantes 21 dias definem-se como o período da purificação interior, nos quais o formando terá de fazer, pelo menos, uma auto-aplicação de Karuna. O Karuna actua muito profundamente em cada um de nós, sendo muito bom para o tratamento de traumas de infância, abusos infantis, traumas que vem nos nossos registos de adn de vidas passadas, remoção de memórias alojadas nas células, quebra de ilusões e padrões negativos mentais, cura do nosso “eu sombra”, anulação de ataques psíquicos, cura de relacionamentos e vícios, auxílio na criação de bons hábitos, atenuação de carências e falta de desejo sexual entre outros problemas relacionados com as emoções. O primeiro nível de Karuna define-se por “A preparação do jardim da Alma” que, como podem entender, para esse jardim estar limpo sem “ervas daninhas” há que passar por um trabalho de purificação interior do nosso “eu sou”, e assim alcançar a paz e harmonia que nos permitira a felicidade interior. Pense bem na oportunidade de vir a usufruir destas coisas através desta terapia.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 16:50
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 4 de Setembro de 2013

Reflexão: Aceitação

Saudações, queridos.

     Hoje vou falar um pouco sobre o tema ACEITAÇÃO, pois é algo que faz parte de todos nós e que podemos dizer que é um “denominador comum” na nossa missão de vida. Aprender a Aceitar é algo que dá algum trabalho e tem de começar pela mudança de consciências, pois o Ser humano tem uma certa tendência, ao lidar com os outro, achar que Eles são como nós, e quando nos deparamos com as reacções às nossas acções ficamos admirados, porque nada têm a ver com o que tinha-mos em mente. Isso define-se como “expectativas”, mas o assunto da reflexão é outro, deixarei este para abordar outro dia. De facto, aprender a Aceitação requer uma prática diária, e para a qual eu lhes deixo umas dicas: Não crie expectativas sob a forma como a outra pessoa vai reagir; Ser claro no que diz mesmo assim pode levar a interpretações erradas das suas palavras; Não julgue o que os outros fazem, pois da mesma forma será julgado; Analise sempre em consciência o que lhe fazem e se discordar desvalorize; Evite fazer filmes acerca das atitudes dos outros, porque isso é mau para si mesmo, podendo chegar ao ponto de se tornar ansioso.

     Agora para de ler esta reflexão, volte atrás e leia novamente as dicas que lhe dei, de forma a ter consciência se alguma corresponde à sua pessoa e/ou às suas atitudes.

     Cada um de nós define o seu caminho e através dele tem as suas vivencias e aprendizagens, bem como vai adquirindo os seus conhecimentos ao longo do tempo. Essa aprendizagem é feita com todos aqueles que vão cruzando no nosso caminho em determinadas alturas, tal qual como nós cruzamos os caminhos dos outros, numa inter-actividade constante. Por isso devemos praticar a aceitação para com todos os seres vivos, independentemente de estarmos de acordo ou em desacordo, mas aceitando sem julgar vai-nos permitir estar em harmonia com o universo e em paz com os nossos semelhantes, que coabitam connosco neste planeta. Quando a aceitação estiver bem presente em nós, permite-nos uma maior harmonia com a nossa essência, além de prevenir problemas do foro mental que muitas vezes têm correspondência com os nossos órgãos corporais, e assim evitamos o surgimento de certo tipo de doenças, e também fortalecemos o nosso equilíbrio.

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: RFM
Publicado por Viktor às 16:46
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 24 de Julho de 2013

Vagueando…

Caros leitores,

     Cada Ser Humano vem à Terra com um determinado propósito de vida, mas assim que chega vê-se aprisionado e condicionado. Muito se fala e se diz sobre “livre arbítrio” mas na realidade todos os seres humanos estão sempre, de certa forma, condicionados a padrões morais, leis, religiões e sociedades, o que em parte nos condiciona na utilização da totalidade do nosso livre arbítrio. É natural que cada Ser humano queira o melhor para si e para aqueles que o rodeiam, pois em meu entender apenas pessoas com perturbações do foro psicológico é que desejam o seu próprio mal. Quantas vezes o ser humano faz coisas apenas para agradar os outros? Quantas vezes nos subjugamos a determinadas situações e/ou comportamentos? Quantas vezes são “obrigados” a fazer coisas sem que sejam de nossa livre vontade? Quantas vezes têm de ficar calados “impedidos” de manifestar a nossa opinião? Estas e muitas outras perguntas lhes poderiam fazer, mas por agora bastam estas para entenderem o que lhes pretendo dizer.

     Nada acontece por acaso e se está a ler esta reflexão é porque de certa forma contém contém uma mensagem para si. Quantas pessoas têm uma vida que não é a que pretendiam? Quantas vezes já se sentiu “impotente” e/ou “sufocado” sem vislumbrar uma saída? Estas são questões que nos fazem pensar e reflectir, e é isso que neste momento quero que façam. Na verdade, muitas destas coisas acontecem porque nos preocupamos com o que os outros pensam de nós, em agir de acordo com os padrões sociais e familiares, entre muitas outras coisas, relegando-nos a nós mesmos para o papel de personagem secundária, quando na verdade deveríamos ser a personagem principal no “teatro” da nossa vida.

     A maioria destas coisas que mencionei, acontecem porque frequentemente nos esquecemos da pessoa mais importante na nossa vida, DE NÓS. O amor e compaixão que manifesta pelos outros, tenha-o por si; A felicidade que procura nos outros tem de a encontrar dentro de si; O valor que atribui aos outros, atribua-o a si; Repara e vê as virtudes dos outros, veja as suas; Acredite em si, porque a felicidade, o amor, o bem-estar e muitas outras coisas começam por SI. Tudo aquilo que chama de obstáculos são aprendizagens e todas se conseguem superar, com maior ou menor dificuldade e nunca se esqueça que NADA É IMPOSSÍVEL. Liberte-se dessas palavras que condicionam a mente, pense positivo concentrando-se em si mesmo, pois você é dono e senhor do seu mundo que interage com o mundo exterior, por isso a mudança começa por SI, porque quando conseguir mudar o SEU mundo, o mundo à sua volta também mudará. Para tornar isto possível, o Reiki dá uma preciosa ajuda, pois vai provocar mudanças no nosso interior, para que fiquemos mais próximos da nossa verdadeira essência. Seja paz, harmonia, compaixão e amor.

Desejo-lhes tudo de bom.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 14:18
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 12 de Abril de 2013

Reflexão do dia

Caros leitores,

     Ao longo do tempo o Ser Humano vai evoluindo física, emocional e mentalmente, através das suas aprendizagens, vivências, educação, estudos e amizades. Cada um de nós cria as suas crenças, os seus dogmas, os seus anseios, os seus objectivos, os seus medos em suma, a sua verdade.

    Como é natural, todo e qualquer Ser humano almeja ser bom naquilo que faz, para dessa forma se sentir profissionalmente realizado. Mas esta realização é apenas uma parte de um conjunto de coisas que pretendemos Ser e que nos podem ajudar a conseguir encontrar a tão desejada felicidade.

     A Felicidade é algo incerto, pois varia de pessoa para pessoa, ou seja a minha felicidade pode ser completamente diferente da tua. Cada Ser humano é único e como tal cada um sabe certamente o que o faz feliz e o que pretende alcançar para que essa felicidade possa ser encontrada. Há um aspecto da felicidade comum a todos os Seres humanos, ela tem de ser encontrada dentro de nós, e isso sim, é uma tarefa demorada, uma jornada interior, caminho esse que a maior parte do tempo percorremos sozinhos. O facto de sermos famosos, socialmente populares, ricos, bonitos, ou possuidores de outro tipo de atributos não significa que somos na verdade felizes. Alguns atributos podem “auxiliar” na procura da felicidade interior, mas sem os mesmos também a podemos encontrar pois muitos dos atributos que mencionei têm a ver com os termos “posse”, “materialismo”, “egocentrismo”, “ego” e a felicidade está e sempre esteve ligada ao Ser e não ao Ter. Façam o que o vosso coração diz e procurem a felicidade em tudo o que fazem com amor.

     Por agora termino deixando-lhes uma frase para vossa reflexão:

“Desejo ter uma mente clara como as pessoas grandiosas que, embora desconhecidas, têm almas e mentes grandiosas. Eu, sendo o Imperador não sou um grande ser humano.” Meiji

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:20
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 3 de Abril de 2013

Curso de iniciação ao REIKI

Caros leitores,

     No próximo Sábado, dia 13 de Abril, Curso de Iniciação ao Reiki em Albufeira. Esta formação define-se como: “A descoberta e o acordar do curador interior”, e centra-se particularmente na nossa jornada interior, em busca do nosso Eu Sou ou Essência.

     Se pretender obter mais informações ou efetuar a sua inscrição, envie um e-mail para: mestreviktor@gmail.com . Esta formação tem um limite de 6 participantes, pelo que deverá assegurar o seu lugar.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:32
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012

Crianças...

    

     As Crianças são seres maravilhosos, aos quais a maioria dos seres humanos chama de anjos. Sem dúvida que o são, pois Deus disse um dia: “Somente te enviarei anjos”, mas parece que o Ser humano rapidamente, após a sua chegada ao plano terrestre, se esquece dessas palavras. Quanto mais vão crescendo, mais se vão afastando da sua componente divina, o seu Eu Sou Superior.

     Se todos nós fossemos Seres com a pureza de uma criança, que vive para si e em si, agindo sem maldade com gestos de amor na sua mais pura expressão certamente o mundo seria bem melhor, onde reinaria a paz e o amor universais.

     Libertar a nossa criança interior, é desabrochar o amor e a compaixão que reside dentro de nós, sem artificialismos nem pensamentos inapropriados ao comum dos mortais.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:30
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Sábado, 15 de Outubro de 2011

No Facebook...

Mestre Viktor | Cria o teu cartão de visita

REIsocialKI: Projecto Social em Prol do Semelhante

Divulga também a tua página

Publicado por Viktor às 16:59
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 29 de Agosto de 2011

Será teu?

 

Caros Irmãos de Luz

      Neste planeta cada Ser é como uma gota de água, com as suas capacidades, a sua sabedoria e livre arbítrio. As gotas juntas formam lagos, ao se juntarem mais formam rios que seguem até ao ponto de união, o mar, tal qual como acontece com os Seres quando juntos formam um imenso conhecimento, pois todos somos Uno. Neste planeta a sede de poder, fez com que os Seres cometessem, ao longo dos tempos, actos de grande atrocidade, desrespeitando aquele que é composto da mesma matéria, o seu Irmão, pois todo o Ser deriva de Deus (criador).

      Todo e qualquer Ser, aquando da sua vinda à Terra, tem sempre o objectivo de progredir, de se tornar uma melhor pessoa, de evitar cometer erros, entre outras coisas que no fundo se resumem numa tentativa diária de ser cada vez mais uma pessoa melhor. Ser uma pessoa melhor é “trabalhar” o seu Eu interior, descobrindo dentro de si o enorme potencial que tem, inclusivamente facetas da sua personalidade que se encontram ocultas, derivado aos inúmeros chip’s e implantes que nos são mentalmente colocados, tanto por aqueles que nos são próximos como pela sociedade em geral, das mais diversas formas.

      Cada um de nós quando chegámos à Terra, o que trouxemos connosco? Trouxemos algum conhecimento e capacidades adquiridas noutras pré-existências (vidas passadas) através do espírito (alma quando anima um ser vivo) que se vem juntar à matéria (corpo) que se está a formar dentro do útero daquele ser que será a sua Mãe Terrestre. Deixem que faça aqui um pequeno aparte, os nossos pais foram por nós escolhidos no plano espiritual. Como podem constatar, matéria é algo que apenas e só existe aqui no planeta Terra, pois nem o nosso corpo vem do espaço, pois este é aqui criado/gerado e aqui também ficará (em decomposição) aquando do momento da nossa partida.

      Assim, como podem constatar, nada é nosso, à excepção da nossa essência, o nosso Eu Sou interior. Tudo o que são bens materiais, são e pertencem à terra, e destes, o único que é exclusivamente nosso e do qual temos de tratar é o nosso corpo, o mesmo que nos permite estar aqui nesta dimensão, no cumprimento dos nossos desígnios. Todos somos “iguais”, seres divinos, portadores de uma característica única, o livre arbítrio, e como tal, nós somos os responsáveis por tudo o que nos acontece e detemos plenos direitos em escolher o nosso caminho, bem como em podermos estar com quem entendermos e com quem nos sintamos bem. Ninguém é dono de ninguém, nem dos seus familiares, nem dos companheiros e nem sequer dos filhos. Quando escolhemos ser pais, nós somos o veículo/meio que permite a mais um Ser vir à Terra cumprir a sua missão, e assumimos a responsabilidade de os educar para a vida, para que Ele um dia siga também o seu caminho tal como todos os Seres. Aqui neste planeta podemos ser “donos” de alguns bens materiais temporariamente, porque aquilo que hoje dizemos ser nosso, amanhã pode já não ser. Além do mais gerar apego ao que quer que seja, apenas e só provoca sofrimento a si mesmo. Por isso irmãos, todos os Seres são livres e ninguém é dono de ninguém, nenhum Ser deve exercer o poder sobre outros Seres, tal como tem vindo acontecer ao longo de milénios, das mais variadas formas tais como: escravatura, ditaduras, violência psicológica e/ou física, repressão, injustiça, tortura e outras formas, de forma a exercer poder sobre o seu semelhante. Vamo-nos respeitar mutuamente, fazendo deste um mundo melhor.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Feliz por partilhar com todos
Música: RFM
Publicado por Viktor às 15:30
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Sábado, 18 de Junho de 2011

O Trabalho de Casa…

Caros Irmãos;

      Todo o Ser humano ao longo da sua caminhada depara-se com inúmeros obstáculos que tem de ultrapassar desde o momento da sua chegada [nascimento] até ao dia da partida. Começam com obstáculos mais pequenos, tais como montar um carrinho de legos, até aos mais complexos com um grau de dificuldade mais elevada.

      Muitas vezes perante determinados obstáculos sentem-se “perdidos” de várias formas: na resolução e nos pensamentos. Para se ultrapassar qualquer obstáculo, o Ser começa sempre por pensar o que é perfeitamente natural, mas pode também ser prejudicial. Natural porque se deve sempre pensar antes de agir (controlando a impulsividade) mas pensar em excesso na situação é prejudicial, pois o próprio pensamento vai atribuir uma dimensão cada vez maior ao problema o que lhe vai causar ainda mais dificuldades na sua transposição. Depois pode surgir uma certa frustração por não conseguir resolver certos obstáculos e aí, muitas vezes o Ser recorre auxílio de terceiros. Claro que as pessoas através de todos aqueles que se dedicam a auxiliar o próximo podem encontrar uma preciosa ajuda para ultrapassar aquilo que os “atormenta” (bloqueia) e impede de continuar no seu caminho calma e serenamente. É sempre uma excelente opção recorrer às Terapias holísticas e/ou naturais sem uso nem recurso a substâncias químicas, mas pode não ser suficiente. Há sempre um “Trabalho de Casa” a ser feito pelo próprio paciente. Esse trabalho muitas vezes resume-se a aprender a aceitar as coisas (aceitação) e a perdoar mesmo aqueles que de alguma forma no tentaram prejudicar de alguma maneira ou forma. Não te esqueças de ti, porque és a pessoa mais importante para ti.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 23:30
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 2 de Junho de 2011

Gratidão

Caros Irmãos;

      Ao fim de todos estes anos, onde fui evoluindo como ser, passei por bons e menos bons momentos, surpresas e desilusões, enfim, tanta coisa passou. Conheci muitas pessoas, com umas tive mais empatia e com outras menos, tal como qualquer ser humano neste plano, mas afinal de contas a vida é uma aprendizagem onde cada um aprende ao seu ritmo, definindo assim o seu caminho.

      Deram-me conhecimento, luz, carinho, ternura, respostas e amor, e por isso lhes estou grato, pois tudo isso contribuiu para o meu conhecimento, crescimento e para ser o que sou, por isso tudo humildemente agradeço. Não sendo um Ser perfeito procuro ao longo da minha vida, colher uma boa aprendizagem em todos os gestos, atitudes e acções. Sou um ser que se vai libertando das “amarras” colocadas desde o primeiro momento (nascimento), através do estudo, leitura e de outros seres que cruzaram o meu caminho que me passaram conhecimento, me deram respostas, me auxiliaram a por em prática a Aceitação, que permitiram que com Eles partilhasse o meu Amor, que me deram conforto, que me estenderam a mão nos momentos mais difíceis. Agradeço aqueles que me apoiaram nesta minha caminhada e também aos que não o fizeram pois também me conseguiram dar ainda mais força para seguir o meu caminho, pois com as pedras que vou encontrando nele irei construir o meu “castelo”.

      Mas há duas pessoas, melhor 3, os meus pais e a minha irmã, aos quais tenho de agradecer, uns porque foram o meu “passaporte” de vinda à Terra que me aturaram durante alguns anos e ainda me aturam de vez em quando, a minha irmã que também teve de me aturar durante uns anos. Contudo estou-lhes grato por isso e por tudo o que me puderam proporcionar.

Só por hoje, estou grato por todos os que se cruzaram no meu caminho, passando a fazer parte dele.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: RFM
Publicado por Viktor às 09:17
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
::: GUESTBOOK :::

.Procurar no Blog

 

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Lisboa, Loures, Porto, Odemira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: Partilhas de um Ser - APR
CURRENT MOON
------------------------------- REIsocialKI: Projecto Social em Prol do Semelhante

Divulga também a tua página -------------------------------

.LINKs

.posts recentes

. Reflexão: A Essência do R...

. Conversas com Deus (2)

. Sofrimento, dispenso

. Reflexão: Quem sou?

. Reflexão do dia

. Reflexão: Karuna e Reiki,...

. Reflexão: Aceitação

. Vagueando…

. Reflexão do dia

. Curso de iniciação ao REI...

. Crianças...

. No Facebook...

. Será teu?

. O Trabalho de Casa…

. Gratidão

. Ascensão...

. Eu Sou... ...Tu Es

. Sofrimento…

. Prazer...

. Procuro-me...

. Conversas com a Alma *Lib...

. Escolhas… Decisões… Opçõe...

. No Teatro da Vida...

. Por um Mundo Melhor…

. Reflexão sobre este Espaç...

. Reflexão para hoje...

. Dez Passos para se AMAR

. Por estes dias...

. Templos de Luz

. AutoCorrecção

.Arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.subscrever feeds

.tags

. todas as tags

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31