.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Quinta-feira, 25 de Novembro de 2010

A Imortalidade do Ser...

Caros Irmãos,

         Cada um de vós vive presencialmente na Terra mas efectivamente pertence a dois mundos (visível e invisível). A nossa ligação ao mundo visível é feita através do corpo físico e ao invisível através do corpo etéreo. Assim podem constatar que o sono é a separação temporária entre estes dois mundos e a morte a separação definitiva (nesta vida). Dessa forma verificamos que a Alma quando se separa do corpo físico, concentra-se no nosso corpo etéreo, logo, a vida para lá da morte é simplesmente a mudança de estado através da libertação da parte invisível do nosso Ser.

         Esta verdade e realidade foi durante muito tempo oculta por religiões e filosofias, que nos foram transmitindo e incutindo dados pouco concretos no que toca a estes problemas, dados esses desprovidos de controlo e confirmação e quase na sua totalidade opostos à ideia de continuidade e evolução dos mundos. Por outro lado temos a ciência, que ao longo dos tempos foi estudando o Ser humano terrestre, no que diz respeito à sua componente física, mas essa é apenas uma das partes da integridade do Ser e não o seu todo. Relativamente ao corpo etéreo, coisa que o cérebro físico não tem consciência, tem sido muito ignorada ao longo dos tempos. Por isso sempre foi impotente na resolução do problema da sobrevivência do Ser, uma vez que apenas a parte etérea é que sobrevive. A ciência não compreende o conjunto de manifestações psíquicas que se dão no sono, no desprendimento ou na exteriorização, cada vez que a Alma se escapa para a vida superior. Assim, apenas com a constatação deste facto nesta vida, é que podemos ter uma visão e conhecimento positivo da natureza do nosso Eu, da imortalidade e das condições da sua existência no plano invisível ou além. Apenas a experiência poderia resolver esta questão, estudando o homem actual para nos tentarmos esclarecer sobre o homem futuro, sem saída para o pensamento humano que a ciência, a religião e a filosofia, nas suas incapacidades, o encurralaram no materialismo. Esse seria o preço da salvação social, mas o materialismo apenas conduziria a anarquia dos povos e sociedades.

         Foi através do estudo da espiritualidade que o problema da sobrevivência passou a entrar nos domínios da observação científica e rigorosa. Este foi um grande passo, pois em vez de se cavar um fosso, veio estabelecer-se uma solução de continuidade entre as formas de vida terrestre e celeste, visível e invisível. A preexistência da vida, mantendo todos os seus atributos (memória, inteligência e faculdades afectivas) foram recolhidas em vários pontos do planeta através de experiências e estudos efectuados por sociedades de estudos psíquicos dos mais variados países.

         Os espíritos dos Seres desencarnados (mortos) manifestam-se aos milhares, manifestando características da sua vida terrena (aspecto físico e vestes) nos fenómenos de materialização, ou dizendo coisas intimamente pessoais para que o receptor constate a veracidade do espírito ali presente. Ao longo desse tempo esses espíritos, através dos meios que estavam ao seu alcance, foram facultando informações acerca da vida para lá da morte e até mesmo das leis cósmicas universais que regem o universo, deixando ficar muitos desses ensinamentos através da psicografia. Mesmo sem a manifestação dos mortos, estas manifestações já se podiam verificar nas experiências através do desdobramento dos vivos, dando-nos a conhecer um mundo invisível.

         Pode-se então concluir que o nascimento é o fenómeno da morte da Alma, ficando enclausurada dentro do envoltório carnal (corpo). Desta forma aquilo que você define como morte é simplesmente o retorno da Alma (espírito) à liberdade, depois de se ter enriquecido ou não no decurso da vida terrestre. Os sonos são também pequenas fugas ou retornos à vida no mundo invisível. A morte é uma fuga, mas por tempo indeterminado. Espero ter ficado esclarecido sobre o quão imortal é.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: M80
Publicado por Viktor às 14:47
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009

O Maior Evento Cósmico de Todos os Tempos para a Terra

Carlos Castilho

03.09.2009

Um acontecimento extraordinário, de natureza cósmica, está previsto acontecer em futuro incerto, porém não tão distante no tempo, de forma que ele ocorrerá na atual época da história da humanidade.. Quem me passou essa informação é um Ser não identificado por um nome, mas que deu-me a segurança de situar-se em nível bastante elevado e, também, ser portador de grande responsabilidade quanto ao processo de Transição Planetária. Este Ser transmitiu-me que os Mestres Ascencionados têm conhecimento de tudo quanto está previsto neste evento e ajudam enormemente no sentido de criar as condições propícias para que o melhor resultado possível seja alcançado.

Trata-se de um megaevento envolvendo dois sóis, fora do nosso sistema solar, localizados numa parte do Universo que não está tão próxima do Planeta Terra a ponto do fenômeno interferir fisicamente nele como em forma de hecatombes, por exemplo; mas, a distância que existe entre esses sóis e a Terra permitirá que uma ação de inusitada influência ocorra em todo o nosso planeta.

Segundo me foi informado, embora a comunidade científica esteja atenta a muitas coisas que acontecem no Cosmo, o evento ocorrerá em uma área do Universo que não está sob observação frequente, em um quadrante que não costuma chamar muito a atenção de astrônomos e cientistas. Outro aspecto importante é que o fenômeno ocorrerá de uma forma absolutamente inesperada, surpreendendo a todos, de modo que, no dia em que o evento ocorrer, as pessoas estarão conduzindo suas vidas de modo muito habitual e corriqueiro e, de repente, se verão em meio a uma situação totalmente nova, com qual jamais imaginaram conviver.

Este grande evento cósmico, no entanto, não será algo casual, mas fruto de uma complexa Engenharia Sideral, conduzida por Seres que lidam com a Evolução, não apenas do homem, mas de sistemas que vão muito além daqueles conhecidos por nós. O fenômeno, provocado deliberadamente, tem a finalidade de introduzir um novo fator na Terra capaz de revolucionar todas as relações humanas e modificar completamente todos os conceitos, sistemas de crenças e estruturas que acompanham os seres humanos desde épocas imemoriais.

Em que pese o fato de que tudo isso represente algo extraordinário para o homem, o fenômeno não será deflagrado, nem mesmo por um pequeno instante, com a intenção de amedrontar quem quer que seja. Ao contrário, nunca em toda a história da Terra aconteceu alguma coisa tão auspiciosa e magnífica como esta, de forma que os benefícios que advirão para a humanidade são inimagináveis e incalculáveis. A partir do evento nada será mais como antes para ninguém.

Na realidade, todas as situações que amedrontam o homem são aquelas provocadas pelo próprio homem e nunca pelos Seres de elevadíssima envergadura que zelam pela evolução planetária. Assim, não estão descartadas eventuais circunstâncias severas que envolvem a natureza do Planeta e que podem até mesmo ceifar muitas vidas, mas, todas elas, resultam das agressões psíquicas e físicas que o homem ocasionou no seu próprio ambiente. É possível que o ser humano ainda tenha de conviver com alguns traumas, situações estas que não se confundem com o evento em questão, mas que poderiam precedê-lo, eventualmente.

Aliás, é justamente a negatividade humana que impediu a consecução no passado deste evento anunciado agora. De acordo com o Plano, uma das condicionantes imprescindíveis é a de que a atmosfera da Terra não estivesse tão carregada de negatividades, pois isso forma uma espécie de crosta que impede a passagem do novo fator de influência, semelhante ao magnetismo, porém, de outra natureza não conhecida ainda, mesmo da comunidade científica.

Atualmente, embora as condições energéticas que envolvem o Planeta não sejam ainda as ideais, já é perceptível uma grande evolução na composição desta crosta, que já permite a passagem de alguma quantidade de Luz. A crosta é densa ainda, mas já está bem diferente do que foi no passado, fruto do trabalho incessante dos servidores da Luz que estão trabalhando no sentido de dissolver as negatividades que estão em suspensão, em volta de todo o Planeta.

Oportuno seria que esse trabalho fosse intensificado, pois já se tornou irreversível o fato de que a egrégora sombria não consegue mais ser alimentada como antes. Ainda que haja muitas pessoas projetando negatividades no ambiente, o que se projeta de Luz vem crescendo muito ultimamente, neutralizando assim as sombras. Enfim, assim como foi progressivo no passado, durante milênios, o incremento de sombras na atmosfera da Terra, agora é progressiva também as ações que dissolvem essa mesma sombra, ressaltando- se, inclusive, que não há como comparar a força da Luz e a força da sombra, sendo a primeira infinitamente maior. É justamente essa nova condição da egrégora planetária que permitirá a materialização do fenômeno ora anunciado.

Na prática, o que ocorrerá neste evento que envolve os dois sóis é uma espécie de “explosão”, carreando para a Terra – mas não só para ela – uma irradiação que se instalará na atmosfera do Planeta permanentemente. Isso não tem nada de perigoso para a saúde das pessoas, mas irá produzir um efeito “mágico” que tornará todas as coisas visíveis, como aquelas que apenas percebemos indiretamente que existem, mas não as vemos, como o ar e o vento. Tudo... Absolutamente tudo irá adquirir um aspecto luminoso e poderá ser visto a olho nu.

O espectro de coisas sutis que será exposto pela nova atmosfera terrestre é muito vasto, de modo que todos poderão ver com os seus olhos físicos, não apenas o que hoje é percebido, porém invisível como ar, vento, ondas magnéticas, etc., mas também o que é invisível e não é, tampouco, percebido pelas pessoas comuns, como é o caso, por exemplo, da aura humana e, também, a aura dos animais e vegetais ou ainda dos pensamentos das pessoas.

Tecnicamente falando – se é que se pode usar esse termo – a nova atmosfera terrestre funcionará como um anteparo assim como, grosso modo, funciona com o Raio X ou a foto Kirlian. É no contraste entre a atmosfera e as coisas que são invisíveis hoje, que se revelarão as novas formas de tudo, que ganharão contornos iridescentes.

Mais ainda do que apenas as coisas comuns que foram citadas, até mesmo o Corpo Causal dos seres humanos ficará aparente. Significa dizer que as pessoas passarão a ser visualizadas a partir da perspectiva de todo o desenvolvimento espiritual que elas conseguiram atingir até então. Nas ruas ou em qualquer outro lugar, todos verão a todos em seu esplendor luminescente, alguns mais resplandecentes e outros nem tanto.

Isso, evidentemente, mudará todos os paradigmas. As pessoas estarão totalmente desnudadas, na medida em que não poderão usar o artifício da dissimulação ou do engodo, hábito ainda muito frequente entre os humanos. O mundo, notadamente materialista, passa a perceber-se de uma outra perspectiva muito mais espiritualizada, até porque os indivíduos bem espiritualizados estarão visivelmente radiantes para todos, provando assim que esse sempre foi o caminho correto da evolução.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 02:42
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |  O que é?
Sábado, 7 de Junho de 2008

Energia Universal

Adeptos de todas as religiões falam em experimentar ou ver luz em torno da cabeça das pessoas. Através de práticas religiosas, como a meditação e a oração, eles atingem estados de consciência ampliada que lhes abrem as capacidades da Percepção Sensorial Elevada.

A antiga tradição espiritual indiana, de mais de 5.000 anos, menciona uma energia universal denominada Prana, vista como o constituinte básico e a origem de toda a vida. Prana, o alento da vida, move-se através de todas as formas e lhes dá vida. Os praticantes de ioga manipulam-na por meio de técnicas de respiração da meditação e de exercícios físicos destinados a manter estados alterados de consciência e a juventude muito além do espaço normal de vida.

Os chineses, no terceiro milénio AC., acreditavam na existência de uma energia vital a que davam o nome de Ch'i. Toda a matéria, animada ou inanimada, se compunha dessa energia universal e dela se impregna. O Ch'i contém duas forças polares, o yin e o yang. Quando o yin e o yang estão equilibrados, o sistema vivo reflecte saúde física; quando, porém, estão desequilibrados, daí resulta um estado mórbido. Um excesso de força do yang redunda em demasiada actividade orgânica. Quando o yin predomina, é causa de funcionamento insuficiente. Qualquer um desses desequilíbrios acarreta um problema físico. A antiga arte da acupuntura concentra-se no equilíbrio dessas duas forças, o yin e o yang.

A Cabala, teosofia mística judaica que teve início por volta de 538 AC., refere-se às mesmas energias como a luz astral. As pinturas religiosas cristãs retratam Jesus e outras figuras espirituais cercadas de campos de luz. No Antigo Testamento, existem inúmeras referências à luz em torno das pessoas e ao aparecimento de luzes, mas, no correr dos séculos, esses fenómenos perderam o significado original. A estátua de Moisés ou de Miguel Ângelo, por exemplo, mostra o karnaeem como dois chifres na cabeça em lugar dos dois raios de luz a que o termo originalmente se referia. Em hebraico, essa palavra tanto significa chifre como luz.

No livro “Future Science”, John White enumera 97 culturas diferentes que se referem aos fenómenos áuricos com 97 nomes diferentes.

Muitos ensinamentos esotéricos — os antigos textos védicos hindus, os teosofistas, os rosa-cruzes, o povo da Medicina Americana Nativa, os budistas tibetanos e indianos, a Sra. Blavatsky e Rudolph Steiner, para citar apenas alguns — descrevem pormenorizadamente o Campo da Energia Humana. Há pouco tempo, muita gente com estudos científicos modernos adicionou algumas observações num nível físico, concreto.

Publicado por Viktor às 12:10
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Como se define ESPIRITISMO

O Espiritismo está fundado sobre a existência de um mundo invisível, formado de seres incorpóreos que povoam o espaço, e que não são outros senão as almas daqueles que viveram sobre a Terra, ou em outros globos, onde deixaram seu invólucro material. São a esses seres que damos o nome de Espíritos. Eles nos rodeiam permanentemente, exercendo sobre os homens, com o seu desconhecimento, uma grande influência; eles desempenham um papel muito activo no mundo moral, e, até um certo ponto, no mundo físico. O Espiritismo, está pois na Natureza e pode-se dizer que, em certa ordem de ideias, é uma potência, como a electricidade o é noutro ponto de vista bem como a gravitação. Os fenómenos, dos quais o mundo invisível é a fonte, são efeitos produzidos em todos os tempos; é por isso que a história de todos os povos deles faz menção. Somente que, na sua ignorância, como para a electricidade, os homens atribuíram esses fenómenos a causas mais ou menos racionais, e deram a esse respeito um livre curso à imaginação.

Allan Kardec

Publicado por Viktor às 12:35
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
::: GUESTBOOK :::

.Procurar no Blog

 

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Lisboa, Loures, Porto, Odemira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: Partilhas de um Ser - APR
CURRENT MOON
------------------------------- REIsocialKI: Projecto Social em Prol do Semelhante

Divulga também a tua página -------------------------------

.LINKs

.posts recentes

. A Imortalidade do Ser...

. O Maior Evento Cósmico de...

. Energia Universal

. Como se define ESPIRITISM...

.Arquivos

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.subscrever feeds

.tags

. todas as tags

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31