.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

Reflexão: Caminho do Amor

caminho-luz-escuro.jpg

Caríssimos,

     No decorrer da nossa vida, muitos são os caminhos que podemos percorrer e experienciar, uns mais fáceis e outros mais complexos. Escolhemos um e a maioria das pessoas, pelo menos diz, que pretende seguir o caminho do Amor, mas em verdade lhes digo que esse caminho em muitas etapas pode ser um pouco penoso e sombrio. O caminho do Amor é o da Verdade, Honestidade, Humildade, Compaixão, Coerência e Justiça, o que em nos dias que correm é algo que muitas vezes nos coloca em situações complicadas, sobretudo perante aqueles que seguem por caminhos algo diferentes. É certo ao longo da vida cada ser humano faz as suas escolhas, umas vezes seguindo um caminho, outras vezes outro e por vezes completamente perdido, sem saber qual o caminho a seguir. Claro que nem sempre conseguimos seguir o caminho que queremos, porque na verdade fala-se muito em “livre arbítrio” mas as coisas não são bem assim, porque acabamos por ser condicionados por muitas regras sociais, mas não pretendo desviar-me do assunto em causa. Os caminhos que escolhemos podem ser mais ou menos benéficos, moldados pela predominância dos nossos pensamentos e crenças, pelas companhias com quem privamos, pela educação que nos é dada e por muitas outras coisas que poderia aqui enunciar.

     Os caminhos errantes (negativos) pelos quais as pessoas enveredam, são caminhos mais complexos que aquele que eu defino como sendo o “caminho do amor”, pois são impulsionadas pelas drogas, pelo álcool, pelo prazer de furtar, pela ganância, pela inveja, pelo ódio, pela vingança, enfim, por tantas razões que nada têm que ver com a prática diária do amor incondicional. Este tipo de caminhos são menos bons, pois todo aquele que os percorre no dia que consiga ter consciência que está no caminho errado, entra numa complexa espiral de culpabilização, julgando-se a si mesmo, o que depois os obriga a um intenso trabalho de perdão sobre si mesmo e depois sobre os outros. Uma vez que este texto era para escrever sobre o “caminho do amor” deixo este tema para outra reflexão.

     O “caminho do amor” é um caminho complexo atualmente, pois a sociedade vive tempos muito conturbados onde, para infelicidade da mesma, parece predominar a falsidade, a hipocrisia, a mentira, os conflitos, a mesquinhez, as guerras, a ganância de poder, entre outras coisas. São inúmeras as complexidades, tias como: Hoje em dia ao ser amável com alguém, há logo quem pense que queremos algo em troca; Quando ajudamos alguém praticando a compaixão e o amor incondicional de forma desinteressada, pensão logo que queremos algo em troca; Pelo facto de sermos compreensivos, as pessoas tentam arranjar todo o tipo de manhas para nos usurpar; Por sermos compassivos e compreensivos, as pessoas tentam-nos enganar fazendo uso das nossas emoções; Enfim, tantas vezes somos procurados para ajudar e depois recebemos em troca Ingratidão, Má educação, Desrespeito, Desconsideração e muitas outras atitudes que ferem a nossa bondade e compaixão. No “caminho do amor” também temos de dizer não, que apesar de ser uma palavra de conotação negativa, serve para praticar o bem, de forma a educar, esclarecer e a demonstrar o “caminho do amor” a todos aqueles que o pretendem percorrer, mas na verdade continuam noutros caminhos. Para terminar, que o texto já está um pouco longo, recordo-lhes que se pretenderem seguir o “caminho do amor” deve estar 24h alerta sobre si mesmo, sobre os seus pensamentos e sobre as suas atitudes. Boa sorte a todos e sejam felizes.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 03:02
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 16 de Agosto de 2013

A Jornada…

     A vida de cada Ser humano é repleta de histórias e peripécias, neste planeta onde dentro das leis humanas se vive e/ou sobrevive. Diz-se que cada Ser humano se rege pelo seu livre arbítrio o que lhe confere liberdade, mas na realidade não é bem assim, pois a suposta “liberdade” que temos é condicionada através das leis humanas e ainda assim “violada” por aqueles que governam o mundo e os seus destinos. As únicas leis que tratam todo e qualquer ser humano com igualdade são as Leis Universais, porque todas as que são criadas pelos Seres humanos revelam-se incapazes de tratar todos os Seres com igualdade. Muitos daqueles que detêm poder na terra usam as leis, religiões, governos e outras organizações usam a componente psicológica do Ser humano “manipulando” a sua mente, ao ponto de venerarem o dinheiro em detrimento do Criador (Deus).

     Ser puro nos pensamentos, palavras e acções é algo que requer muito trabalho por parte de cada um de nós, o que se torna uma árdua tarefa no dia-a-dia de cada Ser devido às grandes adversidades de que somos alvos no quotidiano. Todo e qualquer Ser humano, sobretudo quem acredita na vida para além da vida, tenta viver da melhor maneira possível, segundo os seus ideais, conceitos e crenças. Muitas pessoas dizem: “Aquelas pessoas que têm uma grande elevação são aqueles, tipo budista, que se dedicam inteiramente à essência do Ser”; Sem dúvida que isso é verdade, mas para conseguirem isso vivem uma vida de privações, praticando a pureza da vida espiritual e negando os prazeres da vida terrena (gula, sexo, soberba, cobiça, etc.). Assim podem “constatar” o quão difícil é a caminhada para o Ser humano comum, que pretende melhorar a cada dia que passa, pautar-se pelas leis universais e pela espiritualidade, é sem dúvida um caminho difícil e muitas vezes hostil. Ao longo desta caminhada muitas são as ciladas, tentações, fintas e rasteiras de que somos alvo, por parte dos que vemos e dos que não vemos, o que nos “obriga” a estar alerta constantemente, vigiando os nossos pensamentos e acções para o nosso bem-estar.

     Para se conseguir percorrer este caminho o Reiki é uma boa mais-valia e/ou ferramenta que nos pode auxiliar na manutenção do nosso equilíbrio físico, emocional, mental e espiritual. O bem-estar connosco mesmos é também alcançado através de variadas coisas, tais como: o desprendimento do materialismo, não invejar, aprender a aceitar e tolerar, descobrir o Amor dentro de nós e exteriorizar esse Amor. Ao estarmos bem connosco isso reflecte-se naqueles que nos rodeiam e até mesmo naqueles que ao longo da nossa jornada vamos encontrando pelo caminho. Só por hoje, sou um farol de luz que liberta o amor incondicional para todos os semelhantes.

Desejo-lhes tudo de bom.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:05
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 29 de Julho de 2013

O que somos?

     Todo o universo é constituído por energia, fonte de vida para todos os seres vivos que coabitam à face da terra. Sem energia a terra não girava, o vento não soprava, nem sequer havia vida no universo e o mesmo era como se fosse uma tela com uma imagem estática. Tudo no universo é composto por energia e necessita da mesma para se manter neste plano, veja-se o que acontece ao ser humano quando perde toda a sua energia? Como diz o povo: “vai desta para melhor”, ou seja, chegou a hora da sua partida para o plano espiritual, a sua morte na Terra.

     O parágrafo anterior serve de introdução ao texto que se segue. Todo o Ser humano é composto por 4 níveis ou planos [físico, emocional, mental e espiritual] os quais se encontram intimamente ligados. Essa ligação é unicamente energética que funciona mediante impulsos que muitas vezes se reflectem fisicamente em sintomas ou dores que surgem, sem motivo aparente para o comum dos mortais. Isto para os alertar que devemos zelar constantemente os nossos pensamentos, pois a energia por eles emanada pode-nos provocar danos no plano físico (corpo), porque nós somos sem dúvida seres energéticos. Assim sendo devemos de estar sempre atentos, no que diz respeito às energias corporais, bem como a dores corporais, pois a dor não é apenas um “mau estar” é também um diálogo ou alerta para nós mesmos, porque o nosso corpo fala connosco através da linguagem corporal, à qual devemos dar a devida atenção. Quero com isto dizer-lhes que cada um de nós deve ser o principal interessado em promover o seu bem-estar e equilíbrio energético, em prol da sua paz e harmonia interior, mas a sua mente está certamente a questionar-se de como fazer isso, certo?

     Há várias coisas que podem fazer e promover em prol do vosso bem-estar tais como caminhadas, meditação e alguns exercícios respiratórios. Relativamente à meditação, recomendo-lhe que comece por meditações guiadas para “orientação” e quando já se sentir à vontade então comece a meditar sozinho. Pode fazer caminhadas pelo campo, à beira rio ou à beira mar, apreciando a beleza das paisagens naturais em plena harmonia com a natureza. Além destas práticas, há outras coisas que podem aprender, mas isso já exige que participe numa formação, tais como Reiki, Karuna, Tai-Chi e outras técnicas, onde lhes é dado a conhecer o funcionamento das energias corporais, irá aprender os vários sistemas de energias universais e também irá a aprender a utiliza-las em seu benefício e daqueles que o rodeiam. É sem dúvida um conhecimento valioso, uma grande mais-valia que vai mudar muito positivamente a nossa vida, forma de estar e de encarar o universo. Valorize-se e dê uma oportunidade a si mesmo e verá que uma auto aplicação por dia nem sabe o bem que lhe fazia.

Desejo-lhes tudo de bom.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:00
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 9 de Março de 2011

Prazer...

Caros Irmãos,

     Quando se diz a palavra “Prazer”, as pessoas dão-lhe um sentido conotativo ou denotativo, dependendo do contexto frásico onde está inserida.

     Todo e qualquer ser vindo a este plano norteia-se pelas verdadeiras leis universais cósmicas, pelas leis dúbias criadas pelo ser humano, pelo seu bom senso e livre arbítrio. Enquanto seres divinos e espirituais a viver uma experiência terrestre, à partida estamos muito condicionados, relativamente à nossa verdadeira essência e para nos complicar mais a vida, o nosso plano mental encontra-se agarrado às energias e vibrações da terceira dimensão, que em verdade nada abonam a nosso favor se queremos ascender verdadeiramente, na persecução da nossa plenitude.

     Nesta minha vinda, depois de uma certa atribulação inicial eis que encontrei o verdadeiro sentido da palavra Amor e assim defini o meu rumo. Decidi viver uma vida de missão, de dedicação ao semelhante, em prol do bem-estar comum universal. Não foi uma decisão fácil, pois para se alcançar esse estado, tive de passar por um longo período de aprendizagem, descobrindo a minha essência, limpar e repor as energias retidas no passado, perdoar todos os que comigo se cruzaram e de alguma forma interagiram comigo, libertar-me de todos os apegos, libertar-me do materialismo, e de muitas outras coisas que estão intimamente ligadas às energias de baixas vibrações. Todas estas libertações têm a ver com o caminho de ascensão do Ser, soltando-se das amarras que do passado, não o deixando viver no presente, impedindo-o de prosseguir para um futuro melhor. Nesse caminho de ascensão devemo-nos reger pelas leis universais, aquelas que são verdadeiramente coerentes e tratam todos os seres de igual forma, o que não acontece com as leis humanas, feitas e regidas pelo governo oculto que trabalha arduamente com o intuito de comandar os desígnios da evolução da espécie terrestre.

     Termino dizendo-lhes que se centrem em vocês mesmos, preencham-se com Amor e sintam o verdadeiro prazer que a felicidade do semelhante lhes pode transmitir, principalmente quando conseguiram ajudar sendo parte “integrante” desse objectivo alcançado por outrem. Ame-se, adore-se, venere-se, admire-se, mime-se porque na verdade você é a pessoa mais importante na sua vida, e verá que descobrirá a felicidade que reside dentro de si.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 11:07
Link | Comentar | ver comentários (4) | favorito
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 5 de Maio de 2010

APEGO

Caros leitores e amigos,

Apego como o próprio nome indica significa estar agarrado a algo. Até aqui nada de extraordinário, pois todos temos algum apego a certas coisas e sabemos a amargura que temos ao abrir mão dessa coisa. Mas há uma coisa que lhes quero dizer, o apego limita os vossos desejos e é também uma fonte de sofrimento, porque torna as pessoas mesquinhas e egoístas, pois deixam de seguir o fluxo da natureza universal.

Reparem que a própria natureza é desapegada. De entre muitos vamos ver este exemplo: Um pássaro coloca um ovo, depois a mãe permanece presente até ao momento do nascimento do seu filhote. Depois ele cresce, cria força e defesas e então sai do ninho para se fazer à vida e seguir o seu caminho. Por sua vez a mãe fica no caminho dela, não se apegando ao filho que já é um adulto.

Existem inúmeras formas de apego, das quais nos podemos libertar para o nosso bem-estar. Para tal faça uma meditação interna e constate qual é o apego que possui e que o/a está a travar no percurso do seu caminho de libertação. Vejamos alguns TIPOS de APEGO:

Apego ao Ego: Este está intimamente ligado a ideias e pensamentos fixos, o que torna as pessoas menos compreensíveis e com muitos preconceitos. Pratique actividades na natureza que lhe vão transmitir paz interior, pois aí quase não existem conflitos de ego. Fazer um retiro espiritual é também benéfico, pois no mesmo não nos exigem o que não conseguimos, nem têm de provar isto ou aquilo. Na vida quotidiana passam o tempo a pensar em ter “o meu espaço”, o “meu trabalho”, “o meu tempo”, os “meus amigos”. Ao desprender-se disso vai dar oportunidade a que “os outros” entrem na nossa vida e assim criar laços de maior proximidade.

Apego a Opiniões Estreitas: Isto dá-se quando as pessoas estão agarradas a concepções que não funcionam, ou mesmo quando formulam uma opinião fixa relativamente à vida de outra pessoa. Constatamos isto quando vemos um casal exigir ao seu filho/a que siga uma determinada carreira por eles determinada e não pelo livre arbítrio e gosto do/a mesmo/a. São pessoas que regularmente projectam os seus desejos em cima dos outros, o que muitas vezes o receptor não gosta. Esta pessoa deverá fazer meditação ou Reiki para poder começar a libertar-se dessas ideias fixas, abrindo a sua mente a novas ideias e conceitos de vida.

Apego ao Princípio do Prazer e da Dor: Constata-se nas pessoas dependentes de bebidas, chocolates, vícios, relações que nunca resultam, família, etc. Para verificar este tipo de apego imaginem a seguinte situação: Perguntam a uma mulher se é feliz no seu casamento e Ela responde assim: “Eu acho que sim, apesar do meu marido me bater a mim e às crianças, é muito trabalhador e não deixa faltar nada em casa. Por acaso nunca tinha pensado nisso, mas estamos juntos à tanto tempo. Acho que me acostumei a isso e já não me vejo sem ele”. Este é um típico caso de apego ao sofrimento. Depois estão tão presos a essas rotinas familiares e de relacionamentos penosos que não sabem como se podem libertar deles, caminhando noutra direcção, mesmo constatando que isso é o melhor para ele/a.

Apego a Ritos e Rituais Vazios: Podemos verificar isso quando as pessoas se agarram a dogmas vazios, incapazes de abrirem a mente e de pensar por si mesmos, simplesmente porque acreditam em algo simples que lhes foi dito por uma pessoa ou porque leram num determinado livro.

Apego à Visão Limitada: Libertamo-nos deste apego quando expandimos a nossa auto-percepção, passamos a observar, ouvir e sentir o que nos rodeia de uma forma mais ampla. Podemos sentir a fragrância divina intuída de uma certa presença momentânea. Somos impelidos a aprender e amar, observando as nossas complexidades com mais profundidade, nos seus variados níveis, dimensões e formas.

Apego às Pessoas: Este tipo de apego muitas vezes tem um efeito contrário afastando as pessoas, porque quem tem este apego tornar-se chato, aborrecido, enfadonho e inoportuno. Não se agarre às pessoas. Deixe que elas sigam os seus caminhos, quer estejam ou não de acordo, porque a escolha é deles/as e temos de respeitar o livre arbítrio dos mesmos/as.

Saudações Reikianas

NAMASTÊ

Música: M80
Publicado por Viktor às 14:07
Link | Comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 15 de Abril de 2008

Confidência

No meu dia-a-dia há coisas que me fazem sentir bem, como por exemplo observar uma pessoa que a minha ajuda tenha procurado e assim tenha encontrado o bem-estar, mais alegria e uma nova forma de observar o quotidiano. Mas o que realmente me enche de orgulho é o facto das pessoas me conhecerem como terapeuta de Reiki e quando me vêem, nas mais variadas circunstâncias, quando em conversa comigo se queixam de alguma dor que os perturba, então eu prontamente lhes digo: Posso colocar aí as minhas mãos? Ao que prontamente me respondem: Se não te importares põe. Então eu rapidamente faço uma meditação Gassho, e após conectar-me com a energia universal, faço uma pequena aplicação de Reiki, que não dura mais que cinco minutos, sobre a zona afectada com a dor. Esta aplicação rápida, simples e de enorme eficiência eu defino como Reiki para Urgências. Sem dúvida que após uma aplicação dessas, observando o rosto da pessoa, expressando uma sensação de felicidade e bem-estar, isso sim dá-me ânimo e vontade de continuar a fazer Reiki e a praticar o amor incondicional para com o meu semelhante. Além disso gosto também de o divulgar aqui, partilhando com os meus fiéis leitores, pacientes e amigos experiências e situações do meu quotidiano, enquanto Terapeuta de Reiki. Como tal gostava de saber o que acham deste blog? Comentem…

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:24
Link | Comentar | ver comentários (4) | favorito
 O que é? |  O que é?
::: GUESTBOOK :::

.Procurar no Blog

 

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Lisboa, Loures, Porto, Odemira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: Partilhas de um Ser - APR
CURRENT MOON
------------------------------- REIsocialKI: Projecto Social em Prol do Semelhante

Divulga também a tua página -------------------------------

.LINKs

.posts recentes

. Reflexão: Caminho do Amor

. A Jornada…

. O que somos?

. Prazer...

. APEGO

. Confidência

.Arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.subscrever feeds

.tags

. todas as tags

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31