Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

«Reiki & Terapias Orientais»

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

«Reiki & Terapias Orientais»

17
Out08

Reflexão...

Viktor

Caros amigos e leitores,

Por vezes dedico um pouco de tempo a fazer pesquisas na internet. Podemos encontrar por lá informação mais e menos válida, com o devido respeito por quem as coloca nos mais variados locais.

Ao verificar que nalguns sites ou blogues, o Reiki e os seus praticantes serem vilipendiados através do uso da palavra Deus, tomei a liberdade de vir aqui explicar de que forma os Reikianos observam e usam a palavra Deus.

Deus é uma palavra com um grande simbolismo para todas as religiões, crenças e habitantes deste planeta, para os quais Ele é a entidade suprema, o criador todo poderoso. Quando um Reikiano fala de Deus, fá-lo sempre com o devido respeito, com gratidão (pelo facto de nos permitir canalizar a energia vital ou cósmica), com amor (tendo como máxima o amor incondicional) e como Ele, o trabalho que um Reikiano desenvolve é sempre, e em qualquer circunstância, em prol do bem-estar dos outros e do bem-estar Universal.

Para fundamentar o anteriormente dito, vamos recuar até ao século XIX. Foi no ano de 1922 que o Dr. Mikao Usui redescobriu o Reiki, após 21 dias de meditação no Monte Kurana, a norte de Quioto. Quando fez essa meditação, fez-se acompanhar por  alguns sutras (livros de escrituras sagradas) que tinha adquirido no Tibete, uma garrafa de água e um pequeno saco com 21 pedras que lhe iam servir de calendário. No seu último dia de meditação, estando ele em elevado estado de meditação, conseguiu estabelecer uma comunicação com Deus, e Este deu-lhe a conhecer os símbolos, seus significados e aplicações. Após estes acontecimentos, ele resolveu levar a técnica ao mundo fazendo a sua divulgação aplicando e ensinando as pessoas, De seguida, Mikao Usui mudou-se para Tóquio, onde abriu uma clínica onde oferecia tratamentos de Reiki. Muitas vezes ele deslocava-se aos bairros dos arredores de Tóquio para assim, fazer aplicações de Reiki aos mendigos e pobres. A esses ensinava também os cinco princípios do Reiki, por forma a os remover das ruas, através dos quatro níveis de tratamento do Reiki (físico, emocional, mental e espiritual). Os cinco princípios do Reiki, bem como o amor incondicional, estão em sintonia com a lei da providência ou lei de Deus. Pelas razões anteriormente mencionadas, seguindo o legado de Mikao Usui, todos os Reikianos actuam sempre em prol do bem-estar do seu semelhante no sentido do bem supremo da humanidade. Podem também aplicar Reiki aos animais e ao mundo vegetal (plantas).

Esta é a missão dos Reikianos, que apesar de invocarem/solicitarem o auxílio de Deus nos seus tratamentos, são pessoas normais, que têm apenas ideais diferentes bem como a sua filosofia de vida.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Local/Contacto:

Portugal - Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

Links

FÓRUM DO BLOG

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D