Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

Tratamento de Traumas Transtemporais

Muitas pessoas, num determinado ponto ao longo do seu caminho espiritual, começam a ter experiências transtemporais, relacionadas com experiências de uma vida passada. Alguém pode estar em estado de meditação e, durante a mesma “lembrar-se” de ter sido outra pessoa noutra era. Ao realizar um trabalho de terapia profunda, em que revive traumas desta existência, outra pessoa pode, de repente, reviver um trauma experimentado em “outra existência”.

A experiência transtemporal provavelmente não pode ser definida de modo completo em virtude do nosso “sentido” limitado de tempo e de espaço. Pessoalmente, entendo que a expressão vida passada é uma forma “ao de leve” de falar de uma tão enriquecedora experiência pessoal no longo caminho da felicidade suprema, alcançada perto de Deus. Einstein fala num contínuo espaço-tempo, em que todas as coisas do passado e do futuro existem agora, de certo modo entrelaçadas numa realidade multidimensional.

Existem várias maneiras pelas quais “observo” o trauma de uma vida passada e trato dele, cada qual relacionado com o nível ou os níveis da aura em que o tratamento deve ser feito. Todos os níveis, do ketérico para baixo, são afectados por traumas de uma ou mais vidas passadas. Nos quatro primeiros níveis áureos, um trauma de vida passada parece-se como uma obstrução normal de energia no campo. Nos níveis etérico e ketérico padrão, mostra-se como problema estrutural e, além disso, no nível ketérico, a vida passada apresenta-se como um anel ou faixa no nível da casca de ovo do campo.

Este tipo de traumas, é de difícil diagnóstico inicialmente. Através de sessões de tratamento de Reiki, também este tipo de traumas podem ser ultrapassados. Uma vez que o Reiki trata quatro níveis (físico, emocional, mental e espiritual), podem este tipo de traumas ser tratados por reikianos de nível mais elevado. Neste tipo de casos, tratar apenas o paciente pode não ser suficiente pois, não residindo o mesmo na sala de tratamento, a habitação pode necessitar de uma limpeza energética que caso contrário pode prejudicar o trabalho feito no tratamento. Este tipo de tratamento é moroso e necessita de uma grande “dose” de disponibilidade do terapeuta e do paciente. Para o pleno sucesso do mesmo, o paciente tem de se entregar de “corpo e alma” nas mãos de quem o pretende ajudar (terapeuta). O passado é história, o futuro um mistério e o presente uma dádiva, pensem nisto.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Muita Energia Positiva...
Publicado por Viktor às 09:21
Link | favorito
De Isa_ a 21 de Janeiro de 2009 às 10:55
qd falas em traumas de vidas passadas tas a falar nos traumas de uma só vida n? é q eu já meditei e nunca me lembrei de vida nenhuma anterior ao meu nascimento, nem conheço ninguem a quem isso tenha ocorrido, tirando aquelas pessoas q sao pagas p irem à televisao..

acho q os traumas da vida corrente sao mto mais importantes q os das "vidas passadas"! quais vidas passadas??!
De Viktor a 21 de Janeiro de 2009 às 14:00
Olá Isa,
É claro que na vida existente também podemos ter um ou vários traumas.
Quando falo sobre meditação, falo em estados meditativos bastante avançados aos quais só se chega com uma prática regular e profunda. É claro que para que tal possa ser possível, é necessário uma enorme paz interior e só assim se consegue chegar lá.
Todos nós temos "alma" que depois de morrer-mos lhe chama-mos de espírito, mas na realidade estamos a falar da mesma coisa, embora em estados diferentes (encarnado(alma) desencarnado(espírito)).
No dia 15 de Junho de 2007 publiquei aqui uma noticía sobre o "observatori romano" no Vaticano onde reconhecem isso mesmo (link: http://mestreviktor.blogs.sapo.pt/4642.html ).
O Dr. Brian Weisse, que ontem deu uma palestra "seminário" em Lisboa é um famoso médico americano que descobriu estas áreas através de um tratamento que fez a uma sua paciente. Ele era completamente céptico e mudou. O primeiro livro dele relata todos esses acontecimentos e chama-se "Muitas Vidas, "Muitos Mestres" o qual lhe recomendo para ler.
Obrigado pelo comentário e espero ter respondido à sua dúvida.
Saudações Reikianas
NAMASTÊ
Comentar:
De
( )Anónimo- este blog não permite a publicação de comentários anónimos.
(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

Portugal - Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Curso de Iniciação ao Kar...

. A Crise de Cura nos Inici...

. Reflexão: Mundo de Ilusão

. Reiki na Actualidade

. SÍMBOLO: CHO-KU-REI

. As Energias II

. Reflexão: As Energias...

. O que é o Reiki?

. Consultas Terapêuticas Ho...

. Cursos de Reiki e Karuna ...

. Reflexão: do Reiki ao Kar...

. Reflexão: O Reiki em inúm...

. Agenda de Outubro

. Reflexão: A mesquinhez hu...

. Agenda de Junho

. Relexão: Guias...

. Reflexão: Semifrio de Emo...

. Consultas Holísticas

. Actividades em Abril - Re...

. Reflexão: Caminho do Amor

. Agenda... de Março

. Formações em Agenda

. Reflexão: A Infelicidade…

. Ensinamentos em Poesia

. Curso de iniciação ao Rei...

. Hoje em Poesia

. Reflexão: Lixo Invisível…

. Curso de Iniciação ao Rei...

. Brevemente... Reiki e Kar...

. Proximas actividades em a...

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007