Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

«Reiki & Terapias Orientais»

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

«Reiki & Terapias Orientais»

07
Mar09

Tratamento à distância…

Viktor

A interferência ou cura de outra pessoa quando não solicitada é uma interferência nos compromissos kármicos, uma invasão na privacidade e na vida cósmica de cada pessoa. É obrigatoriamente necessário ter sempre a permissão de quem recebe o REIKI. Essa autorização deve ser solicitada mentalmente, através da conexão com o EU SUPERIOR da pessoa que irá receber a energia, bem como por parte da própria pessoa. O pedido mental reporta-se apenas aos casos em que estamos ligados fortemente com a pessoa a ser tratada, como parentes e amigos.

A experiência diz-me que quando enviamos REIKI à distancia para pessoas que estão a passar pelo processo do desencarne (morte), qualquer situação menos boa ou mão resolvida, entre nós e essa pessoa será resolvida.

O envio de REIKI à distancia é de grande utilidade quando o contacto directo pode ser doloroso, quando há risco de contágio para o REIKIANO ou de infecção para o receptor e quando por força das circunstâncias da vida não pode ser presencial; também nos animais quando estão violentos, ou o acesso seja muito difícil.

No envio à distancia o REIKIANO deve concentrar-se sempre a sua atenção e consciência na aplicação, observando e sentindo as ocorrências no decorrer da mesma. É necessário porque durante a aplicação forma-se um Elo de ligação com a pessoa a quem se envia a energia vital. Desperta uma conexão com todos os níveis energéticos, irradiando-se a energia do 70 ao 10 nível.

É conveniente que sempre que possível, seja combinada a hora mais adequada para o envio, pois algumas pessoas costumam ficar sonolentas ou até dormirem, perdem reflexos e a coordenação motora, sentirem calor, calafrios e pressão na cabeça, isso momentaneamente enquanto está a receber.

Um grupo de REIKIANOS irradiando energia em conjunto faz com que o REIKI se eleve potencialmente, fazendo com que em grupo os resultados sejam superiores à soma das energias individuais.

Para o envio de energia à distancia, é necessário um ambiente tranquilo e sem interrupções.

Quanto à postura a adoptar não se deve cruzar as pernas e braços, e libertar o corpo de tenções.

É importante a visualização do rosto e o nome do receptor; se não o conhecer use uma fotografia para facilitar a visualização; se isso não for possível, use o nome completo e a data de nascimento.

Podemos enviar REIKI à distancia a áreas de difícil acesso no nosso corpo, como a coluna. Para isso, deve visualizar a área entre as nossas mãos.

O envio de energia a uma pessoa que esta no mesmo ambiente, além de no outro lado da sala já ser considerada uma distancia para estarmos fora do nosso campo áurico. Nessa modalidade de cura, a energia primeiro actua no campo áurico e depois no físico.

No REIKI existem diversos métodos ou técnicas de envio à distancia conforme já aqui tenho explicado no blogue. Este tipo de envios são feitos por REIKIANOS de nível 2 ou superior, não havendo distâncias impossíveis de ser superadas.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Local/Contacto:

Portugal - Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

Links

FÓRUM DO BLOG

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D