Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

«Reiki & Terapias Orientais»

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

«Reiki & Terapias Orientais»

26
Jun09

Propósito do Reiki Ryoho

Viktor

Olhando para trás, o principal propósito do Reiho não era apenas para tratar doenças, mas também para se ter uma mente correcta e um corpo saudável para que as pessoas pudessem aproveitar e experienciar alegria na sua vida. Por isso, quando se trata de ensinar, primeiro há que fazer o aluno compreender os conselhos do Imperador Meiji, e então deixá-los entoar cânticos de manhã e à noite, tendo em mente os cinco princípios, que são:

1º.   Primeiro, hoje não nos zangamos.

2º. Depois, hoje não nos preocupamos.

3º. A seguir, hoje vamos ser gratos.

4º. Adiante, que trabalharemos com dedicação.

5º. Por fim, seremos gentis para os outros.

(Emiko foi muito firme em relação à escolha das palavras em cima).

Esta é uma admoestação deveras importante. Foi assim que homens sábios e santos se disciplinaram desde sempre. Sensei designava-os como “métodos secretos de convite à felicidade”, “medicina espiritual para muitas doenças”, para esclarecer o propósito de ensinar. A sua intenção era, também, que o método de ensino fosse tão simples quanto possível e fácil de entender. Todas as manhãs e todas as tardes, sentar em silêncio, com as mãos colocadas em oração (gassho) e entoar as afirmações, e assim uma mente pura e saudável será alimentada. Este era o verdadeiro sentido da sua prática no dia-a-dia, usando-o (isto é, pondo-o em prática). Por esta razão, o Reiho tornou-se muito popular.

Recentemente, a condição do mundo tem estado em transição. Não é pequena a mudança no pensamento das pessoas (isto é, tem mudado muito). Felizmente, se o Reiho puder ser espalhado por todo o mundo, não será uma pequena ajuda (isto é, será uma grande ajuda) para quem tem uma mente confusa ou que tem pouca moral. Certamente, o Reiho não é aplicável apenas no tratamento de doenças e maus hábitos.

O número de alunos dos ensinamentos de Sensei chega aos 2.000 (este número pode incluir também os alunos dos alunos). Entre eles, alunos seniores que permaneceram em Tokyo dão continuidade à escola do Sensei, e outros em diferentes províncias também estão a tentar espalhar o Reiki tanto quanto possível. (O Dr. Hayashi deu nome ao dojo em Novembro de 1926 e, em conjunto com o Almirante Taketomi e o Almirante Ushida, passaram-no para a sua clínica em Shinano Machi em 1926, e geriram-no como um hospício). Apesar da morte do Sensei, o Reiho tem de ser partilhado e dado a conhecer por toda a gente a longo prazo. Sensei quis partilhar o seu Reiho, que ele percebeu por si próprio, por toda a gente, indiscriminadamente.

Nesta altura, muitos estudantes convergiram e decidiram construir este Memorial, no Templo de Saihoji, distrito de Toyotama (os limites mudaram e o Templo esteve no distrito de Nakano (1986), e pertence agora ao de Suginami), para sublinhar a sua benevolência e para espalhar o Reiho por toda a gente no futuro. Foi-me pedido que escrevesse estas palavras. Porque apreciei profundamente o seu trabalho e porque fiquei sensibilizado com aqueles que se sentem honrados por terem sido alunos do Sensei, aceitei este trabalho em vez de o recusar.

Espero, sinceramente, que as pessoas não se esqueçam de olhar para Usui Sensei com respeito. (a localização da campa e do memorial são um trabalho realizado pelos Almirantes e pelo URR Gakkai. Os alunos ainda vivos, Tenon-in e Suzuki-sensei, confirmam que Usui Sensei foi um devoto Tendai até à sua morte. Contudo, o Templo

Saihoi é uma Terra Santa ou um Templo budista Jodo Shu). Editado por “ju-san-i” (subordinado de terceiro grau, o Terceiro Tribunal Júnior - um título honorífico), Doutor de Literatura, Masayuki Okada. Escrito (esboçado) pelo Contra-Almirante da Marinha, “ju-san-i kun-san-tou ko-yon-kyu” (“subordinado de terceiro grau, o Terceiro Tribunal Júnior, 3º na ordem de mérito, 4ª classe de serviço” – mais uma vez, um título honorífico) Juzaburo Ushida (também pronunciado Gyuda).

Ano Segundo de Showa (1927), Fevereiro

© 1998-2003 Emiko Arai & Richard Rivard

©Copyright versão portuguesa - Monte Kurama – Associação Portuguesa de Reiki

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Local/Contacto:

Portugal - Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

Links

FÓRUM DO BLOG

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D