Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

«Reiki & Terapias Orientais»

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

«Reiki & Terapias Orientais»

05
Mai10

APEGO

Viktor

Caros leitores e amigos,

Apego como o próprio nome indica significa estar agarrado a algo. Até aqui nada de extraordinário, pois todos temos algum apego a certas coisas e sabemos a amargura que temos ao abrir mão dessa coisa. Mas há uma coisa que lhes quero dizer, o apego limita os vossos desejos e é também uma fonte de sofrimento, porque torna as pessoas mesquinhas e egoístas, pois deixam de seguir o fluxo da natureza universal.

Reparem que a própria natureza é desapegada. De entre muitos vamos ver este exemplo: Um pássaro coloca um ovo, depois a mãe permanece presente até ao momento do nascimento do seu filhote. Depois ele cresce, cria força e defesas e então sai do ninho para se fazer à vida e seguir o seu caminho. Por sua vez a mãe fica no caminho dela, não se apegando ao filho que já é um adulto.

Existem inúmeras formas de apego, das quais nos podemos libertar para o nosso bem-estar. Para tal faça uma meditação interna e constate qual é o apego que possui e que o/a está a travar no percurso do seu caminho de libertação. Vejamos alguns TIPOS de APEGO:

Apego ao Ego: Este está intimamente ligado a ideias e pensamentos fixos, o que torna as pessoas menos compreensíveis e com muitos preconceitos. Pratique actividades na natureza que lhe vão transmitir paz interior, pois aí quase não existem conflitos de ego. Fazer um retiro espiritual é também benéfico, pois no mesmo não nos exigem o que não conseguimos, nem têm de provar isto ou aquilo. Na vida quotidiana passam o tempo a pensar em ter “o meu espaço”, o “meu trabalho”, “o meu tempo”, os “meus amigos”. Ao desprender-se disso vai dar oportunidade a que “os outros” entrem na nossa vida e assim criar laços de maior proximidade.

Apego a Opiniões Estreitas: Isto dá-se quando as pessoas estão agarradas a concepções que não funcionam, ou mesmo quando formulam uma opinião fixa relativamente à vida de outra pessoa. Constatamos isto quando vemos um casal exigir ao seu filho/a que siga uma determinada carreira por eles determinada e não pelo livre arbítrio e gosto do/a mesmo/a. São pessoas que regularmente projectam os seus desejos em cima dos outros, o que muitas vezes o receptor não gosta. Esta pessoa deverá fazer meditação ou Reiki para poder começar a libertar-se dessas ideias fixas, abrindo a sua mente a novas ideias e conceitos de vida.

Apego ao Princípio do Prazer e da Dor: Constata-se nas pessoas dependentes de bebidas, chocolates, vícios, relações que nunca resultam, família, etc. Para verificar este tipo de apego imaginem a seguinte situação: Perguntam a uma mulher se é feliz no seu casamento e Ela responde assim: “Eu acho que sim, apesar do meu marido me bater a mim e às crianças, é muito trabalhador e não deixa faltar nada em casa. Por acaso nunca tinha pensado nisso, mas estamos juntos à tanto tempo. Acho que me acostumei a isso e já não me vejo sem ele”. Este é um típico caso de apego ao sofrimento. Depois estão tão presos a essas rotinas familiares e de relacionamentos penosos que não sabem como se podem libertar deles, caminhando noutra direcção, mesmo constatando que isso é o melhor para ele/a.

Apego a Ritos e Rituais Vazios: Podemos verificar isso quando as pessoas se agarram a dogmas vazios, incapazes de abrirem a mente e de pensar por si mesmos, simplesmente porque acreditam em algo simples que lhes foi dito por uma pessoa ou porque leram num determinado livro.

Apego à Visão Limitada: Libertamo-nos deste apego quando expandimos a nossa auto-percepção, passamos a observar, ouvir e sentir o que nos rodeia de uma forma mais ampla. Podemos sentir a fragrância divina intuída de uma certa presença momentânea. Somos impelidos a aprender e amar, observando as nossas complexidades com mais profundidade, nos seus variados níveis, dimensões e formas.

Apego às Pessoas: Este tipo de apego muitas vezes tem um efeito contrário afastando as pessoas, porque quem tem este apego tornar-se chato, aborrecido, enfadonho e inoportuno. Não se agarre às pessoas. Deixe que elas sigam os seus caminhos, quer estejam ou não de acordo, porque a escolha é deles/as e temos de respeitar o livre arbítrio dos mesmos/as.

Saudações Reikianas

NAMASTÊ

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Local/Contacto:

Portugal - Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

Links

FÓRUM DO BLOG

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D