Quarta-feira, 13 de Outubro de 2010

Vida sem Complexidades…

Caros irmãos,

Ultimamente tenho constatado que muitos de vós estão cada vez mais confusos, mais baralhados, stressados e infelizes. Muitos dizem que não gostam deles, que todos gozam com eles, que são marginalizados, ninguém os entende, acham que estão loucos, entre muitas outras coisas, e eis que então começam os mais variados sintomas (insegurança, medo, desconfiança, tristeza, angustia, desmotivação, inacção, intolerância). O que torna esta situação, em variados casos “aflitiva”, é que, apesar de estar assim, a pessoa tem plena consciência do seu estado, bem como da incapacidade que detém de por si só sair dessa mesma situação.

Mentalmente e desde o momento da chegada à Terra (nascimento), sempre nos incutiram que quando não estamos bem, devemos sempre recorrer a alguém para nos ajudar a superar o problema que estamos a atravessar, tal como um computador que funciona mediante o “sistema operativo” que lhe instalamos. Errado, pois afinal de contas cada Ser Humano é como um Super Computador que segundo após segundo, ao longo da sua vida, faz milhões de processamentos. Reparem na complexa malha corporal que temos (músculos, órgãos, membros, sistema digestivo, sistema nervoso, plano mental) e então, não acham que são capazes? Porque se inferiorizam? Porque agem em função do que os outros pensam? Porque se preocupam com os outros? Porque se “afogam” em trabalho? Porque te sentes perdido?

Porque não se acham capazes?

Vocês são tão capazes como qualquer outra pessoa, pois todos somos seres divinos que provimos do pai (Deus) e ao encontro Dele caminhamos, por isso têm tanta capacidade como qualquer pessoa, desde que deixem exteriorizar a vossa divindade.

Porque se inferiorizam?

Ninguém é mais que ninguém e como tal não se sinta inferior a ninguém. O período da escravatura física, para Portugal, acabou há mais de 500 anos, mas parece que a escravatura psicológica teima em continuar e ainda por cima imposta por si própria! Por favor, não se castigue mais.

Porque agem em função do que os outros pensam?

O que os outros pensam a eles diz respeito, pois o que realmente importa é estar abem com a sua consciência, ou seja, sendo moralmente uma pessoa integra nada o/a deverá atormentar, por isso desvalorize essas coisas e lembre-se de si.

Porque se inferiorizam?

Não se atormente mais nem queira viver num clima de auto-flagelação e punição porque apenas está a fazer mal a si próprio e aí ninguém lhe pode valer. Vamos mudar esses padrões de pensamento, elevando a sua frequência vibratória energética para outros níveis e constate a mudança que se vai operar à sua volta.

Porque agem em função do que os outros pensam?

Faça as coisas consoante o que a sua intuição e consciência lhe diz, em vez de se limitar a fazer como os outros fazem receando ser apontado. Vejamos o seguinte: Uma pessoa que não tem roupas novas e bonitas, sendo uma pessoa marginalizada pela sociedade [um sem abrigo] e decide ir à igreja pedir auxílio divino. Naquele momento estava a ocorrer uma homilia (missa) e várias pessoas ficaram algo “incomodadas” com aquela presença. Sendo a Igreja uma casa de Deus, aquele Ser tem tanto direito de lá estar quanto tem um que esteja engravatado, pois naquele local vai-se para manifestar a fé e não para mostrar o aspecto que tem, pois isso apenas serve para alimentar egos em locais de manifestação de fé, contra todos os princípios da fé, pois não andava Jesus de sandálias?

Porque se preocupam com os outros?

Preocupe-se com o seu bem-estar, saúde, paz e harmonia em vez de se preocupar com os outros, porque quando necessitar será que se vão preocupar consigo? Preocupar-se consigo é valorizar-se, respeitar-se e nutrir amor pelo maravilhoso ser de luz que é. Viver preocupado com o bem-estar dos outros esquece-se do seu, o que o impede de viver a sua vida na sua plenitude.

Porque se “afogam” em trabalho?

Esta é uma das formas que o Ser Humano tem para tentar ocupar a mente e assim não pensar nos problemas que o/a afligem. Esta é uma forma errada, pois agindo assim apenas estão a prolongar o sofrimento e o problema adiando a sua resolução. Não acham melhor resolver de uma vez por todas essa situação e retirar esse peso que trazem nas costas?

Porque te sentes perdido?

Muitos de vós sentem-se perdidos e sós, inclusivamente chegam a pensar que não são deste “mundo”. Certo, vocês são do Universo, mas estão cá porque quiseram, vindo para evoluírem passando pelas demais provações que vão tendo ao longo da vossa vida. Tenham consciência de que não estão cá por acaso e o facto de se sentirem perdidos é porque o vosso plano mental se sobrepôs ao seu subconsciente, impedindo-o de viver na plenitude e harmonia.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:51
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Curso de Iniciação ao Kar...

. A Crise de Cura nos Inici...

. Reflexão: Mundo de Ilusão

. Reiki na Actualidade

. SÍMBOLO: CHO-KU-REI

. As Energias II

. Reflexão: As Energias...

. O que é o Reiki?

. Consultas Terapêuticas Ho...

. Cursos de Reiki e Karuna ...

. Reflexão: do Reiki ao Kar...

. Reflexão: O Reiki em inúm...

. Agenda de Outubro

. Reflexão: A mesquinhez hu...

. Agenda de Junho

. Relexão: Guias...

. Reflexão: Semifrio de Emo...

. Consultas Holísticas

. Actividades em Abril - Re...

. Reflexão: Caminho do Amor

. Agenda... de Março

. Formações em Agenda

. Reflexão: A Infelicidade…

. Ensinamentos em Poesia

. Curso de iniciação ao Rei...

. Hoje em Poesia

. Reflexão: Lixo Invisível…

. Curso de Iniciação ao Rei...

. Brevemente... Reiki e Kar...

. Proximas actividades em a...

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007