Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

«Reiki & Terapias Orientais»

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

«Reiki & Terapias Orientais»

16
Nov10

Energia, fonte de vida

Viktor

Caros Irmãos,

         A energia é algo que está sempre presente, em todos os pontos da via láctea. Tudo necessita de energia para se movimentar, as pessoas, o ar, o planeta, enfim, a energia está presente em todos os locais, em todos os movimentos e em todos os momentos. A Energia é algo que não se vê, tal como o vento e as terapias holísticas com base na manipulação energética corporal, mas sente-se e é necessária para o funcionamento cósmico universal. A Energia sente-se em todos os locais, pessoas e até mesmo nos objectos que não sendo “matéria viva” podem transportar consigo uma certa densidade magnética e energética. Isto faz com que, quer o Ser humano tendo ou não consciência ou conhecimento desta realidade, tenha de viver e co-habitar com ela diariamente. Não entendeu? Eu vou explicar. No decorrer do dia as pessoas mudam variadas vezes o seu estado emocional, os sentimentos, e nem sequer falo nos pensamentos que são milhares, mas penso que estes três aspectos (emoções, sentimentos e pensamentos) são o suficiente para poder falar sobre este assunto. Qualquer uma destas 3 situações faz com que nós, enquanto seres humanos emissores e receptores de energia, emanamos uma determinada frequência energética. Isto é para os fazer entender que ao longo do dia, as nossas energias vão variando consoante as situações que vão ocorrendo no decorrer do mesmo. Assim, podemos constatar que pessoas emocionalmente instáveis, com sentimentos instáveis e com pensamentos predominantemente negativos, são pessoas que tendenciosamente atraem “doenças” ou “problemas” devido à sua baixa vibração energética, isto porque o ser humano atrai para si tudo o que se encontra numa “vibração energética” igual ou idêntica, pois o que está por fora é o reflexo do nosso interior. Relativamente ao que lhes acabei de explicar, podem constatar a importância de manter uma frequência vibratória elevada e estável, sem grandes oscilações, de forma a mantermos a nossa harmonia e integridade do Ser.

         Estas palavras são capaz de lhes colocarem algumas dúvidas, portanto terei de os esclarecer de uma coisa. Os nossos sentimentos e pensamentos emanam energia para com as pessoas sobre as quais recaem, ou seja, a energia libertada pelos pensamentos que o Pedro detém sobre o Vitor vão afectá-lo provocando-lhe mau estar. Assim podemos constatar que mesmo inconscientemente, os pensamentos que nos vêm à mente, transportam consigo uma certa carga energética, que para não os reencaminhar em direcção a certa pessoa, então devemos simplesmente eliminar o pensamento da mente, não o aceitando, aguardando calma e pacientemente que o universo se encarregue do nos responder. Certamente que a esta altura devem de estar a pensar: “Você fala bem, mas não consigo por isso em prática.” Em primeiro lugar, deve de começar por remover da sua mente as frases que contenham a terminologia “não consigo”, pois esta trata-se de um bloqueio criado pelo seu plano mental sobre o seu subconsciente, do qual só você é responsável. Em segundo lugar deverá preocupar-se consigo mesmo, com o seu bem-estar, equilíbrio e harmonia, pois cada um de nós não consegue por si só mudar o mundo, mas quando muda-mos interiormente também muda o mundo à nossa volta. Vamos deixar florir a nossa essência, tal como as flores de um jardim, e veja-se então invadido por pensamentos bonitos, sentindo-se em harmonia com a natureza. Para alcançar este “estado” deverá praticar algo que lhe permita o desabrochar e manifestação da sua essência divina, através de exercícios de meditação, partilhas energéticas, desenvolvimento espiritual ou até mesmo na prática de trabalhos altruístas.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Local/Contacto:

Portugal - Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

Links

FÓRUM DO BLOG

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D