Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2008

PERCEPÇÃO DOS ESPÍRITOS

Uma vez de volta ao mundo dos Espíritos, conserva a alma as percepções que tinha na Terra, além de outras de que aí não dispunha, porque o corpo, qual véu sobre elas lançado, as obscurecia.
Os Espíritos, quanto mais se aproximam da perfeição, tanto mais sabem. Se são Espíritos superiores, sabem muito. Os Espíritos inferiores são mais ou menos ignorantes acerca de tudo.
Para os Espíritos conhecerem o futuro, depende da elevação que tenham conquistado. Muitas vezes, apenas o entrevêem, porém nem sempre lhes é permitido revelá-lo. Quando o vêem, parece-lhes presente. À medida que se aproxima de Deus, tanto mais claramente o Espírito descortina o futuro. Depois da morte, a alma vê e apreende num golpe de vista suas passadas migrações, mas não pode ver o que Deus lhe reserva. Para que tal aconteça, preciso é que, ao cabo de múltiplas existências, se haja integrado nele. Nem os Espíritos que alcançaram a perfeição absoluta têm conhecimento completo do futuro, só Deus é soberano Senhor e ninguém O pode igualar.
Conforme a elevação do Espírito e a pureza que haja atingido, conhece o princípio das coisas. Os Espíritos de ordem inferior não sabem mais do que os homens.
Como o Espírito se transporta aonde queira, com a rapidez do pensamento, pode-se dizer que vê em toda parte ao mesmo tempo. Seu pensamento é susceptível de irradiar, dirigindo-se a um tempo para muitos pontos diferentes, mas esta faculdade depende da sua pureza. Quanto menos puro é o Espírito, tanto mais limitada tem a visão. Só os Espíritos superiores.  
Os Espíritos não compreendem a duração de tempo como nós. Daí vem que nem sempre nos compreendeis, quando se trata de determinar datas ou épocas.   Os Espíritos vivem fora do tempo como o compreendemos. A duração, para eles, deixa, por assim dizer, de existir. Os séculos, para nós tão longos, não passam, aos olhos deles, de instantes que se movem na eternidade.
Do mesmo modo que aquele, que vê bem, faz mais exacta ideia das coisas do que o cego. Os Espíritos vêem o que não vedes. Tudo apreciam, pois, diversamente do modo por que o fazeis. Mas, também isso depende da elevação deles.
O passado, quando com ele o Espírito se ocupa, é presente. Verifica-se então, inteligência dos Espíritos, lembram mesmo daquilo que se te apagou da memória. Mas, nem tudo os Espíritos sabem, a começar pela própria criação.
Só os Espíritos superiores o vêem e compreendem a Deus. Os inferiores o sentem e Um Espírito inferior não vê a Deus, mas sente a Sua soberania e, quando não deva ser feita alguma coisa ou dita uma palavra, percebe, como por intuição, a proibição de fazê-la ou dizê-la.   
O Espírito não tem circunscrita a visão como os seres corpóreos, ela reside em todo ele.
Os Espíritos não precisam da luz para ver. Vêem por si mesmos, sem precisarem de luz exterior. Para os Espíritos, não há trevas, salvo as em que podem achar-se por expiação.
Os Espíritos são sensíveis à música. A música terrena não se compara à música celeste. A esta harmonia nada na Terra pode dar ideia. Uma está para a outra como o canto do selvagem para uma doce melodia. Não obstante, Espíritos vulgares podem experimentar certo prazer em ouvir a música terrestre, por lhes não ser dado ainda compreenderem outra mais sublime. A música possui infinitos encantos para os Espíritos, por terem eles muito desenvolvidas as qualidades sensitivas. Refiro-me à música celeste, que é tudo o que de mais belo e delicado pode a imaginação espiritual conceber.
Publicado por Viktor às 10:01
Link | Comentar | favorito
9 comentários:
De historiasdealguem a 26 de Janeiro de 2008 às 14:30
Olá
Já fiz a minha primeira sessao de Reiki e devo dizer que gostei muito, realmente foi uma coisa do outro mundo.
A pessoa que me fez a sessao também ficou muito contente com o que viu, pois sou uma pessoa muito receptiva ,e por vezes o que acontece, é que com outras pessoas sao necessárias várias sessoes para conseguirem o que eu consegui com uma só e pela primeira vez...
ainda Gosto muito de ler o seu blog pois aborda questoes com as quais me identifico ou me suscitam interesse e das quais muitas vezes retiro esclarecimentos..
Gostaria, que me esclarecesse, se n´~ao se importar, uma questao. A seguinte,quando falei com a reikiana que me fez a sessao, estivemos a falar sobre reiki e xamanismo uns dias antes, e perguntei-lhe se aquilo tudo nao tinha a ver também com espiritismo oqual ela disse que nao, que nao tem nada a ver e que respeita quem o faz mas que nao tem nada a ver com isso.
Eu conheço algumas coisas da doutrina espírita e claro que é diferente do reiki mas acho que se "roçam" ou nao? Ainda para mais devido a uma situaçao que tive no meu passado, essa pessoa disse -me que o me tinha acontecido tinha sido uma possessao, algo que me vai explicar mais tarde,pois disse-me que por agora seria ainda cedo para eu perceber...
Pode-me me esclarecer?
De Viktor a 27 de Janeiro de 2008 às 15:21
Olá,
Em primeiro lugar pretendo agradecer as palavras dirigidas a este blog, que muito honra os intervenientes no mesmo, e a mim mesmo particularmente. O facto de ter dito que faz deste blog um ponto de passagem de leitura e onde retira algumas das suas dúvidas dá-nos mais força para continuar e nos enche de orgulho.
Relativamente à “possessão” de que foi alvo no passado, isso deve-se ao facto de ser uma pessoa extremamente receptiva e que assim sendo a mesma se desenvolva com relativa facilidade.
O Reiki quando foi redescoberto pelo Dr. Mikau Usui no século XIX, nunca esteve relacionado ou interligado com qualquer tipo de religião, dogma ou fanatismo. Eu sou de uma linhagem de Reiki Usui Royko Essencial Chinesa, onde o Reiki é tratado separadamente de todas as religiões, apesar do Grande Mestre Mikau Usui ter sido budista. Eu utilizo o Reiki conjuntamente com o Espiritismo, ambos na sua forma mais simples e essencial, mas tendo consciência que um vive sem o outro. O Reiki tem inúmeras semelhanças com o Espiritismo, principalmente no nas passagens biblícas quando Jesus fazia a imposição da sua mão perante os que o procuravam. Ele detinha sim um poder sobrenatural em relação ao comum dos seres mortais, e quando impunha as mãos e dizia “Purifica-te”, estava a fazer uma passagem dos fluidos vitais para o ser vivo que o procurou (em linguagem Reikiana define-se como paciente). Não sei onde se encontra geograficamente, mas caso algum dia venha ao Algarve e particularmente à zona de Albufeira, e se pretender falar um pouco comigo e experimentar uma sessão de Reiki comigo, então contacte-me por o e-mail: mestreviktor@gmail.com .
Espero ter sido esclarecedor, agradecendo que depois me desse uma resposta.
Saudações Reikianas - NAMASTÉ
De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2008 às 01:56
Olá, de novo
Agradeço a sua resposta, embora ,nao me tenha esclarecido, o que é afinal uma possessao... mas também pelo que tenho andado a pesquisar pela net, é melhor eu nem "saber" por enquanto, porque está a assustar-me um bocado o que leio... pois eu nao quero voltar a passar pelo mesmo outra vez ...tenho receio de entrar para este novo mundo que me está a bater á porta e a chamar para eu entrar, um mundo que tenho tentado negar e arranjado mil teorias para apoiar essa rejeiçao . Parece que nao tenho outra hipótese que é seguir este caminho por mais que eu nao queira, pois seria como tentar viver sem respirar. Pelos vistos, nós nao escolhemos mas, sim ,somos escolhidos...sei lá... ou nós é que escolhemos? E a partir de agora, também, talvez consiga começar a perceber, o porque de certas coisas estranhas na minha vida como uma que aconteceu há cerca de um ano atrás. Ainda eu nao pensava em nada disto de reiki, e uma pessoa que nao conhecia de lado nenhum, meteu conversa comigo assim do nada enquanto estávamos á espera há imenso tempo para sermos atendidas num serviço público. Começou-me a falar de reiki, inclusive disse-me que era mestre de reiki, e de repente, (quando me apercebi bem do rumo da conversa), essa pessoa parecia que me tinha tirado uma foto e estava a ver certas coisas acerca de mim como por exemplo o facto de me ter perguntado/afirmado : « pois tu sentes-os .. eu também e oiço-os até e ás vezes ignoro. Que é o que tu fazes, nao é? Fazes bem, tens medo que achem que tu és maluquinha, eu sei o que é isso...» comecei a ficar a assustada com a conversa e a pensar que esta pessoa era maluquinha, estranha e afastei qualquer possibilidade de travar ali um relacionamento de amizade em que a outra pessoa parecia demonstrar interesse. Mais tarde fiquei a pensar que raio de cena tinha sido aquela...
Nao sou do Algarve sou de Lisboa. Mas pode ser que um dia que vá até ao Algarve surja uma oportunidade de passar por aí ou vice versa e vir conhecer o espaço onde iniciei o Reiki.
De Viktor a 2 de Fevereiro de 2008 às 14:23
Cara amiga,
Nesta altura não te vou explicar o que é uma possessão, pois vulgo que não te encontras ainda preparada para tal.
Quando dizes: "Pelos vistos, nós nao escolhemos mas, sim ,somos escolhidos...sei lá... ou nós é que escolhemos?", eu tenho a dizer-te que de facto somos escolhidos, pois para se ser médium há que reunir determinadas condições que muita gente não possui. Penso que tens de encarar isso com naturalidade, pois define o inicio de uma nova etapa na tua vida, para a qual te deves de preparar e da qual nada terás a temer, pois simplesmente terás de te habituar a essa nova realidade e não a deves de negar.
Aquilo que a outra pessoa te disse, e a forma como te abordou foi porque o mesmo se apercebeu que estava ao lado de uma pessoa com capacidades semelhantes às dele (mediúnicas).
Para te poderes preparar para essa nova realidade eu aconselho-te a leitura do livro "A Génese" de Allan Kardec, onde encontrarás resposta a algumas dúvidas acerca do mundo que nos rodeia. O livro em causa foi psicografado por médiuns e ditado pelo Pai do Espiritismo.
Quando dizes: "...e vir conhecer o espaço onde iniciei o Reiki.", eu pergunto se se iniciou no Reiki, ou simplesmente vai receber sessões de Reiki por parte de terapeutas?
Espero ter sido útil, e aguardo resposta da tua parte.
Bom Carnaval.
Saudações Reikianas - NAMASTÉ.
De historiasdealguem a 3 de Fevereiro de 2008 às 01:36
Vou começar a fazer sessoes de reiki com uma terapeuta, dar inicio a um curso de reiki e meditaçao também com a mesma.
Mais uma vez agradeço a sua atençao e obrigado pelos seus conselhos.

Cumprimentos

P.S.: Vou adicionar o seu mail.
De PAULO JORGE DA C. SANTOS a 23 de Maio de 2012 às 01:53
FUI NUMA SEÇAO DE REIKI(5 SEÇOES).A MESTRA DISSE QUE O MEU NOME FOI TODO TRABALHADO,FIZERAM MATANÇA,FUI POR CAUSA DE MINHA ESPOSA QUE CONHECIA ESSA MESTRA E FAZIA REIKI COM ELA.MEU NOME:PAULO JORGE DA CONCEIÇAO SANTOS.POR FAVOR,ME ENVIEM UM EMAIL!!!OUTRA SEÇAO DISSE QUE TINHA UMA MULHER DE CABELOS COMPRIDOS COM INVEJA DO MEU RELACIONAMENTO COM A MINHA ESPOSA.POR GENTILEZA,ME ESCLAREÇAM,POIS,EU NEM SEI OQUE E REIKI,COM TODO O RESPEITO,GRATO A TODA EQUIPE!!!
De Viktor a 23 de Maio de 2012 às 09:38
Bom dia Paulo,
5 sessões de Reiki define-se como um tratamento.
Reiki é uma terapia que tem por base a imposição de mãos e canalização da energia universal. Um mestre é apenas um canalizador que establece a ponte entre a fonte energética e o paciente.
O que é dito por cada mestre nas sessões é da sua inteira responsabilidade, e como tal tem o valor que tem e quem diz essas coisas é que pode justificar o porquê das mesmas.
Devo alertar que nem todas as pessoas são honestas, como tal devemos de ouvir e sermos nós mesmos através do nosso livre arbítrio a tirar as conclusões.
Há quem ao fazer Reiki veja ou sinta coisas, mas isso é algo que tem a ver com mediunidade, não própriamente com Reiki.
Espero que o tenha esclarecido.
Desejo-lhe tudo de bom.
Saudações holísticas
NAMASTÊ
De PAULO JORGE DA C. SANTOS a 23 de Maio de 2012 às 18:22
muito obrigado,mas nao sei oque faço,devo continuar com essa mestra,e ainda mais agora,que a minha esposa esta falando a nossa vida pessoal para esta mestra de reiki.por gentileza,seja mais objetivo,pois eu sei que com espiritualidade nao se brinca!!!sera que realmente o meu nome foi trabalhado antes de eu nascer,ta,e se foi,esses espiritos vao me pertubar e por isso tenho que fazer a oraçao do perdao e o experimento da chama trina!!!desde ja agradeço.domingo agora ela vai fazer uma palestra demagnifield healing,que eu nao sei oque e,bom,confesso que estou ficando,confuso com essas afirmaçoes desta mestra.confesso.
De Viktor a 28 de Maio de 2012 às 00:27
Caro Paulo,
Eu não lhe posso dizer aquilo que não tenho a certeza.
Você é dono do seu livre arbítrio, então deverá fazer aquilo que a sua consciência lhe mandar.
Relativamente à questão do "mestre", o que lhe digo a si é o que sempre aqui disse a todas as pessoas. A escolha do mestre é muito importante, e devemos de o escolher se tivermos empatia energética e se em consciência concordar-mos com as ideias do mesmo, o que significa que contra mim mesmo falo pois nem todas as pessoas têm empatia energética comigo, mas esta é a verdade que tem de ser devidamente esclarecida.
Grato pela questão e desejo-lhe boa sorte.
NAMASTÊ

Comentar post

::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Curso de Iniciação ao Kar...

. A Crise de Cura nos Inici...

. Reflexão: Mundo de Ilusão

. Reiki na Actualidade

. SÍMBOLO: CHO-KU-REI

. As Energias II

. Reflexão: As Energias...

. O que é o Reiki?

. Consultas Terapêuticas Ho...

. Cursos de Reiki e Karuna ...

. Reflexão: do Reiki ao Kar...

. Reflexão: O Reiki em inúm...

. Agenda de Outubro

. Reflexão: A mesquinhez hu...

. Agenda de Junho

. Relexão: Guias...

. Reflexão: Semifrio de Emo...

. Consultas Holísticas

. Actividades em Abril - Re...

. Reflexão: Caminho do Amor

. Agenda... de Março

. Formações em Agenda

. Reflexão: A Infelicidade…

. Ensinamentos em Poesia

. Curso de iniciação ao Rei...

. Hoje em Poesia

. Reflexão: Lixo Invisível…

. Curso de Iniciação ao Rei...

. Brevemente... Reiki e Kar...

. Proximas actividades em a...

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007