Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

«Reiki & Terapias Orientais»

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

«Reiki & Terapias Orientais»

17
Jul07

" A Astrologia é a escrita de Deus "

Lidadoras

Comecei a frequentar as aulas de Astrologia há sensivelmente três anos, num espaço iluminado de onde se sai com uma força renovada, situado no Chiado, o Centro Português de Astrologia " Quíron ". Foi nessa casa, com vista para o Tejo, que conheci Maria Flávia de Monsaraz. Logo na primeira aula, quando a Maria Flávia começou a falar, fui arrebatada pela sua voz, pelas palavras impregnadas de clareza, mistério e sabedoria e pelo seu fascinante entendimento do Universo.

Hoje, congratulo-me por ter conhecido essa grande senhora precisamente num momento significativo da minha vida, tendo sido e continuado a ser uma ajuda no meu processo evolutivo.

Passo a transcrever algumas afirmações retiradas de " 17 Entrevistas e um Poema ", livro que aconselho vivamente.

" Como disse Einstein, " Deus não joga aos dados com o Universo ". Tudo é cíclico. Nada começa e nada acaba. Viver é fundamentalmente Evoluir. Transformar as energias que trazemos ao nascer e que actuam como matriz do nosso destino, registadas na posição relativa dos astros, ao minuto da nossa primeira respiração. "

" Somos um corpo com uma determinada Energia a que posso chamar Terra. Somos Sentimentos com uma determinada Energia a que posso chamar Água. Somos Mente e Consciência, com uma determinada Energia a que posso chamar Ar. Somos ainda Emoção, Paixão, intensidade de projecção emocional, a que posso chamar Fogo. Estes vários registos de Energia exprimem diferentes níveis de vibração. Da sua interacção nasce o todo da Personalidade.

Se perceber como estes elementos em mim funcionam, percebo quem sou. Vejo as capacidades que trago ao nascer, o meu potencial de descoberta e criatividade. Vejo igualmente os conflitos latentes que transporto, na origem das crises do meu Destino. "

" Quando passamos por trânsitos mais " pesados ", estes acontecem sempre nas datas em que têm que acontecer. São momentos precisos, astronómicos, programados, se assim se pode dizer, para serem vivenciados na altura em que têm de ser vividos. Não temos poder de alterar esta poderosa realidade, Expressão de um Universo Inteligente. Universo ele próprio igualmente programado, que proporciona a Evolução, a contínua transformação de Energias. As crises da vida aparecem neste contexto como oportunidades de crescimento ao nível da Consciência. Na hora parecem-nos negativas, mas são momentos fundamentais. Revelam-nos os nossos equívocos e limitações. Obrigam-nos a ir mais longe na descoberta de nós próprios e, assim, " não há que temer o Caos. Do caos alguma coisa sempre nasce. Se a minha Mente se torna caótica é porque não vejo a Totalidade. "

Podemos também colocar a seguinte questão : Quais as probabilidades de acertar no destino das pessoas ?

" Um astrólogo nunca poderá prever que circunstâncias vão materializar uma crise. a Astrologia não pode prever acontecimentos, só pode prever tensões de energias, relações de força com determinados significados. Pode prever conflitos e explicar a natureza desses conflitos. Se vão atrair uma situação muito grave ou uma situação menos grave, isso já depende do nível evolutivo da pessoa em questão.

Passo a dar um exemplo : Marte em quadratura a Urano. Marte é a força de autoafirmação, o desejo, a pulsão de iniciativa e intervenção. Úrano simboliza a Inteligência Cósmica, corresponde à intenção dinâmica e transformadora dos Ciclos do Universo. Quando se dá o referido trânsito, significa que alguma coisa de súbito e intenso vai acontecer. Algo violento, inesperado, radical.

Se essa quadratura Marte-Úrano se situar no tema de uma pessoa violenta, posso imaginar uma experiência muito negativa, um súbito desastre, embora nunca possa saber o quê. Se a mesma quadratura se situar no tema de uma pessoa mais evoluída, mais consciente, o momento do trânsito pode ser perigoso, sem no entanto nada de muito grave acontecer. A pessoa pode cortar-se num dedo, torcer um pé, viver qualquer coisa que corresponde àquela tensão, mas num nível de intensidade muito menor. No entanto, os planetas eram os mesmos. Porquê ? Porque essa pessoa mais evoluída, mais livre, já se encontra mais leve do ponto de vista energético. Os planetas e as suas forças de transformação já não lhe causam tanto dano. Porque a Evolução vai da Violência para a não-Violência. Da não-Inteligência para a Inteligência. Violência é sinónimo de não-Inteligência. A violência nasce do medo e o medo é o que temos de mais irracional. "

" Antes de responder às situações difíceis da vida devemos focalizar-nos primeiro no nosso Ser interior receptivo, para depois, e só depois, expandir o Fogo, o lado extrovertido e activo da personalidade. Isto significa que importa pacificar-nos interiormente com as situações, para podermos responder ao mundo já sem medo, em vez de agirmos por razões de autoafirmação e insegurança.

Ao harmonizar os conflitos que surgem no meu dia-a-dia, adquiro cada vez maior Unidade. Tudo é conflitual e tudo pode não o ser se soubermos encontrar uma nova resposta adequada. Uma resposta nossa, criativa, individualizada que permita uma nova síntese. Síntese correspondente ao movimento que, nessa altura, o Universo nos propõe.

Se tivermos respondido ao apelo da nossa transformação, trabalhando e denunciando todos os conflitos que a própria vida nos obriga a viver e, ao mesmo tempo, se tivermos desenvolvido as capacidades que também trouxemos, há um momento em que vamos encontrar o ponto de síntese de tudo aquilo que somos.

Quando percebemos que viver é evoluir e que estamos integrados num Universo inteligente que tem um Projecto para cada um de nós, que passa obviamente pelo trabalhar de todas as nossas áreas de conflito e de tensão e que cada minuto da nossa Vida é uma oportunidade que temos para resolver essas tensões, então apanhamos o fio da meada e não paramos de crescer. É essa a verdadeira aventura individual ! "

Assim, " a Astrologia é a escrita de Deus " dado que " nós somos uma memória ambulante, ou seja, somos tudo o que vivemos até ao minuto em que estamos. Resta saber se entendemos ou não o que vivemos. "

 

Célia Casaca

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Local/Contacto:

Portugal - Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

Links

FÓRUM DO BLOG

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D