Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

«Reiki & Terapias Orientais»

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

«Reiki & Terapias Orientais»

27
Jan09

Reiki… Medicina Tradicional Tibetana

Viktor

Há mais de 2500 anos a Medicina Tradicional Tibetana estuda e trabalha, com comprovada eficácia, com técnicas de cura que se utilizam da energia das plantas, minerais, o poder da mente humana e da Força Vital do Universo.

         Com profundo conhecimento dos sistemas de funcionamento do corpo humano, enquanto ser energético, a medicina Tibetana permite e leva a compreensão da interligação entre os sistemas mentais e a condição física, a relação do ser humano com outros seres e a sobrevivência do planeta.

         O Reiki é uma das mais efectivas técnicas de cura física e equilíbrio espiritual da Medicina Tibetana, trabalhando a pessoa como um todo, holístico (Físico-Mente-Corpo), permitindo a reposição do seu estado natural e desejável de bem-estar e harmonia. O Reiki permite a libertação da energia e a restauração dos processos sadios no sistema de vida. Através de toques suaves, o corpo e a mente são estimulados a reagir às suas deficiências, desfazendo “NÓS”(bloqueios) dos Canais Energéticos do Corpo, rompendo padrões de stress, disfunções de Chakras e órgãos correlacionados, e deslocamentos dos corpos áuricos.

         O Reiki Trabalha exclusivamente com a Energia Vital do Universo, sem polaridades, por conseguinte sem qualquer efeito indesejável ou colateral, muitas vezes encontrados noutras modalidades de terapias energéticas ( como a sub ou super estimulação de glândulas e Chakras). O Reiki tem demonstrado na sua prática de ser completamente acessível a todas as pessoas, em qualquer situação, não existindo impedimento quanto a idade e muito menos à condição física do terapeuta – existindo a auto-aplicação mesmo durante o atendimento a outra pessoa.

         Para a aplicação, o Reiki prescinde de mentalizações, preces, cuidados ou qualquer comportamento, externo e interno, para estar promovendo a cura e bem-estar. Sem religião ou filosofia, sem rituais, adequado ao sistema moderno de vida, o Reiki capta e direcciona a mais perfeita e completa energia e manutenção da vida.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

21
Jan09

Tratamento de Traumas Transtemporais

Viktor

Muitas pessoas, num determinado ponto ao longo do seu caminho espiritual, começam a ter experiências transtemporais, relacionadas com experiências de uma vida passada. Alguém pode estar em estado de meditação e, durante a mesma “lembrar-se” de ter sido outra pessoa noutra era. Ao realizar um trabalho de terapia profunda, em que revive traumas desta existência, outra pessoa pode, de repente, reviver um trauma experimentado em “outra existência”.

A experiência transtemporal provavelmente não pode ser definida de modo completo em virtude do nosso “sentido” limitado de tempo e de espaço. Pessoalmente, entendo que a expressão vida passada é uma forma “ao de leve” de falar de uma tão enriquecedora experiência pessoal no longo caminho da felicidade suprema, alcançada perto de Deus. Einstein fala num contínuo espaço-tempo, em que todas as coisas do passado e do futuro existem agora, de certo modo entrelaçadas numa realidade multidimensional.

Existem várias maneiras pelas quais “observo” o trauma de uma vida passada e trato dele, cada qual relacionado com o nível ou os níveis da aura em que o tratamento deve ser feito. Todos os níveis, do ketérico para baixo, são afectados por traumas de uma ou mais vidas passadas. Nos quatro primeiros níveis áureos, um trauma de vida passada parece-se como uma obstrução normal de energia no campo. Nos níveis etérico e ketérico padrão, mostra-se como problema estrutural e, além disso, no nível ketérico, a vida passada apresenta-se como um anel ou faixa no nível da casca de ovo do campo.

Este tipo de traumas, é de difícil diagnóstico inicialmente. Através de sessões de tratamento de Reiki, também este tipo de traumas podem ser ultrapassados. Uma vez que o Reiki trata quatro níveis (físico, emocional, mental e espiritual), podem este tipo de traumas ser tratados por reikianos de nível mais elevado. Neste tipo de casos, tratar apenas o paciente pode não ser suficiente pois, não residindo o mesmo na sala de tratamento, a habitação pode necessitar de uma limpeza energética que caso contrário pode prejudicar o trabalho feito no tratamento. Este tipo de tratamento é moroso e necessita de uma grande “dose” de disponibilidade do terapeuta e do paciente. Para o pleno sucesso do mesmo, o paciente tem de se entregar de “corpo e alma” nas mãos de quem o pretende ajudar (terapeuta). O passado é história, o futuro um mistério e o presente uma dádiva, pensem nisto.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

16
Jan09

GASSHO

Viktor

Esta é uma posição muito usada e ensinada pelo Dr. Mikao Usui. Gassho significa em português “mãos postas”. Esta posição faz-se colocando as mãos com as palmas encostadas uma na outra (posição de oração) e com ambos os polegares encostados ao chakra cardíaco. Esta prática é muitas vezes utilizada no inicio de cursos, sessões ou encontros. Pode ser feita individualmente ou em grupo. Sendo feita em grupo, potencia fortemente a energia que chega mesmo a ultrapassar a soma das energias individuais dos intervenientes. É também utilizada como posição de meditação. Sendo de enorme simplicidade pode ser usada por pessoas de todas as idades, independentemente da afinidade que com ela tenhamos ou não. Esta prática pode ser feita diariamente ao levantar ou ao deitar, durante cerca de 20 minutos aproximadamente. No caso de a começar a fazer diariamente e ao segundo dia sentir algum desconforto, pare por uma semana e depois tente novamente, pois pode não ser apropriada para si. Isto significa que nem todos os remédios são bons para os doentes, medicamente falando. Para fazer esta meditação coloque-se numa posição confortável, coloque as mãos na posição Gassho e feche os olhos. Concentre o pensamento nas mãos e tente abstrair-se de todos os pensamentos que o envolvem. Durante a meditação observe apenas as imagens ou pensamentos que lhe surgem na mente aleatoriamente e não tente sequer comandar a mente durante este processo. Caso sinta algum desconforto em estar com as mãos nesta posição, sem as desencostar eleve-as e depois volte a colocar na mesma posição. Tente manter a coluna numa posição erecta para não lhe causar nenhum incómodo.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

01
Dez08

Reiki, para que serve?

Viktor

O Reiki é uma terapia alternativa holística que pode ser aplicado a qualquer ser humano, no reino vegetal e animal.

As pessoas que, ao longo do tempo recorrem ao Reiki, fazem-no maioritariamente quando algum problema de saúde as afecta. Também há aquelas que o fazem apenas para relaxamento, mas neste caso, refiro-me ao turistas nacionais e estrangeiros que por vezes aos meus serviços recorrem.

O Reiki pode ser usado conjuntamente com a medicina convencional, como terapia preventiva e em termos paliativos, nas pessoas com qualquer tipo de problema de saúde.

Actua nos níveis físico, emocional, mental e espiritual. Quando aplicado em pessoas medicamentadas, potencia os efeitos benéficos da medicação, e atenua ou elimina os efeitos secundários da mesma.

Informo-os ainda que na Associação Portuguesa de Reiki estamos a desenvolver todos os esforços necessários para a sua aceitação como terapia alternativa pelas entidades governamentais do nosso país. Digo “estamos” pois estou na coordenação de dois projectos fundamentais para o mesmo (provas cientificas e a sua aplicabilidade nos hospitais, lares e centros de dia). Mais informo que, nos EUA e Reino Unido o Reiki é praticado nos hospitais. Na Espanha estão a ser levados esforços para a sua aceitação como terapia alternativa e no Brasil, há cerca de mês e meio já foi devidamente regulamentada e aceite pelo governo.

Para terminar, vou enunciar aqui alguns problemas de saúde, segundo os quais, enquanto Terapeuta de Reiki sou procurado no Hotel onde tenho o consultório: depressão, insónias, tumores, coluna, ansiedade, stress, ciática, prós parto, hiperactividade, desequilíbrios emocionais, traumas, circulação sanguínea, obesidade entre outras de um extensivo rol. Além do Hotel, há sempre a possibilidade de fazer domicílios para acamados ou pessoas com dificuldades de mobilidade.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

14
Nov08

Cura à distância

Viktor

A interferência ou cura de outra pessoa quando não solicitada é uma interferência nos compromissos kármicos, uma invasão na privacidade e na vida cósmica de cada um. Devemos de ter sempre a permissão de quem recebe o REIKI. Essa autorização pode ser solicitada mentalmente, através da conexão com o EU SUPERIOR da pessoa que irá receber a energia. Mas só nos casos em que estamos vinculados fortemente com a pessoa a ser tratada, como parentes e amigos, pois caso contrário é necessário pedir permissão à pessoa.

A experiência mostra que quando enviamos cura a distância para pessoas que estão a passar pelo processo do desencarne, em qualquer situação, mal ou bem resolvida, entre nós e essa pessoa será resolvida.

A cura a distancia é de grande utilidade quando o contacto directo pode ser doloroso, quando há risco de contágio para o REIKIANO ou de infecção para o receptor; também nos animais quando estão violentos, ou o acesso seja muito difícil.

Na cura a distancia o REIKIANO deve manter sempre a sua atenção e consciência na aplicação, observando o que ocorre. Isso é necessário porque na aplicação forma-se um Elo de ligação com a pessoa a quem se da a cura. Ocorre uma conexão com todos os níveis energéticos, irradiando-se a energia do 70 ao 10 nível.

É recomendável sempre que possível, que seja combinada a hora mais adequada para a energização, pois algumas pessoas costumam ficar sonolentas e até dormirem, perderem os reflexos e coordenação motora, sentirem calor, calafrios e pressão na cabeça, isso momentaneamente é claro.

Um grupo de REIKIANOS irradiando energia simultaneamente faz com que o REIKI se eleve potencialmente. Portanto, em grupo os resultados são sempre melhores.

O ideal, quanto ao ambiente para enviarmos energia a distancia, é que esse seja tranquilo e não sejamos interrompidos.

Quanto à postura, não devemos cruzar pernas, nem qualquer parte de nosso corpo, permitindo a livre circulação energética.

É importante que se visualize o rosto e o nome do receptor; se não o conhecer, a pessoa faculte-lhe uma foto para facilitar a visualização; se isso não for possível, use o nome completo e o endereço ou data e local de nascimento.

Podemos enviar REIKI à distancia para áreas de difícil acesso no nosso corpo, como a coluna. Para isso, devemos visualizar a área entre as nossas mãos.

O envio de energia a uma pessoa que esta no mesmo ambiente, porém do outro lado da sala já é considerado a distancia por estarmos fora do seu campo áurico. Nessa modalidade de cura, a energia primeiro actua no campo áurico, depois no físico.

No REIKI existem diversos métodos de cura a distancia, como alguns dos quais já aqui falei ou outros que poderei vir ainda a falar.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

13
Nov08

Aplicação de Reiki em Hospitais, Lares e outros locais

Viktor

O local ideal para aplicar REIKI é ter uma sala própria para o efeito. A frequência das aplicações num único local facilita a organização da espiritualidade “socorrista” e esse local transforma-se numa “sala cirúrgica”. Infelizmente, nem sempre isso é possível e a pessoa de boa vontade (terapeuta) que deseja ajudar pode correr alguns riscos. O ambiente astral dos lares, hospitais e de outros locais similares não costuma ser dos melhores para essas práticas. Além do sofrimento dos encarnados, o número de desencarnados nestes locais também é significativo. Há aqueles que lá se encontram sem saber que já não possuem um corpo físico, há aqueles que lá estão para se vingar ou para aumentar o sofrimento de alguma pessoa por quem nutrem ódio e outros sentimentos maléficos. A situação é muito delicada e complexa neste contexto. Um caso comum que costuma acontecer é o do terapeuta, imbuído de boa vontade, entra de quarto em quarto para enviar energia para os pacientes. Aqui temos uma série de problemas se não explicar o que vai fazer nem solicitar a autorização do paciente para lhe administrar Reiki. Isso faz com que o paciente não fique aberto e receptivo à energia curativa. Mas podem também acontecer problemas mais graves. Se o paciente estiver sob a vigilância de espíritos obsessores, estes, possivelmente, não ficarão felizes com o “intruso” que foi ajudar a sua vítima. Se o terapeuta não estiver vigilante e com a vibração alta e equilibrada, corre o sério risco de sair de lá também obsediado ou receber uma forte dose de energia negativa que o leve a passar o resto do dia mal disposto, com vómitos e com dores de cabeça ou por todo o corpo. Quando sugiro a necessidade de haver um local específico para o atendimento é porque lá a espiritualidade socorrista costuma também ter um “serviço” para atendimentos dos obsessores. O paciente que sofre o assédio extra físico, ao ingressar na sala, sendo imediatamente desligado do obsessor. Este último costuma ser adormecido ou levado para sessões de esclarecimento em “salas espiritualistas” que realizam esse tipo de atendimento fraterno.

Outro risco é a do paciente, caso este seja médium, incorporar alguma entidade durante a sessão. Este risco é praticamente zero numa sala preparada para esse fim, mas pode acontecer em situações adversas. Nesse sentido, o ideal seria que em cada lar, hospital ou pronto-socorro tivesse uma sala para orações e para atendimentos com REIKI. O atendimento seria feito apenas nesse local. Os pacientes que se podem deslocar seriam levados até essa sala; os pacientes em coma ou em UCI, que não poderiam ser levados até a sala, receberiam REIKI à distância, com os pacientes, devidamente preparados, enviando energia daquela sala destinada para esse fim. E o que se deve ter nesta sala? A sala deve ter apenas as macas, um recipiente com água (com a qual a equipe medica espiritual fará remédios) e, se possível, um abajur de cromoterapia. Velas, incensos, espelhos de Feng Shui, cristais etc. Tudo isso são objectos que podem mais ajudar o paciente a relaxar.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

08
Nov08

Sessões Terapêuticas

Viktor

Alguns reikianos colocam música durante suas sessões. Essa música é sempre suave e de baixo volume. A iluminação desses lugares, seguindo essa mesma tendência, é ténue. O uso de roupas confortáveis, tanto por parte do terapeuta como do paciente, constitui uma regra de boa prática. Durante as sessões não é aconselhado o uso de óculos, sapatos, bijutarias e relógios, ou seja, todo e qualquer tipo de objecto metálico. Conforme se observa durante a realização da sessão, as palmas das mãos do reikiano são sempre voltadas para baixo, mantendo os cinco dedos unidos e estendidos. As mãos ficam relaxadas e não exercem pressão sobre o corpo de quem irá receber a aplicação energética podendo ser posicionadas directamente sobre o corpo da pessoa ou ligeiramente acima dele. A imposição de mãos sob cada ponto tem duração aproximada de três minutos e, totalizando, são vinte e três os pontos que podem ser energizados durante as sessões. O tempo de duração da imposição de mãos, varia consoante o grau ou nível de Reiki do terapeuta.

Procurando fundamentar o método terapêutico oferecido, terapeutas em Reiki relatam o tratamento dos mais diversos casos: problemas de coração, cancro, doenças de pele, ferimentos profundos, regeneração de ossos partidos, gripes, cansaço, falta de memória, depressões, dores de cabeça, problemas de coluna, cólicas menstruais, efeitos de quimioterapia, problemas psicológicos. Os clientes, por sua vez, afirmam na sua maioria nunca ter recorrido unicamente à terapia reikiana quando incomodados por alguma doença grave.

A frequência das sessões baseia-se na gravidade do caso. Para casos mais simples, como uma dor de ouvidos ou dor de cabeça, talvez baste uma sessão. Para doenças mais sérias as sessões devem ser repetidas, ainda que seja em dias intercalados.

No final um alisamento da aura e uma carícia energética é bastante benéfica para o paciente.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

24
Set08

Terapia de REIKI ou Químicos?

Viktor

Caros leitores,

Na noite passada foi tornado público, através dos canais televisivos, o aumento significativo das vendas de antidepressivos, relaxantes e ansiolíticos, sendo o mesmo confirmado pelas entidades farmacêuticas, por alguns médicos e até mesmo por cidadãos entrevistados na via pública. Ao ver as referidas notícias fiquei preocupado pelo que está a acontecer, o que significa que o bem-estar dos cidadãos não anda nada bem, e isso levou-me a escrever as palavras que se seguem.

Numa sessão de Reiki, ao paciente é aplicado um tratamento a quatro níveis: físico, emocional, mental e espiritual. Num ambiente relaxante, energeticamente harmonizado, espiritualmente elevado, com uma música celestial e pensamentos elevados apelando ao amor incondicional, permitem que através do terapeuta sejam canalizadas energias e fluidos cósmicos para o bem estar supremo do paciente. Assim possibilita que se aplique aquela muito conhecida máxima grega: mente sã, corpo são. Todo o nosso organismo funciona através de energias, bem como todos os seres vivos do universo, e assim sendo, um bom equilíbrio energético nos chakras principais, nádis e meridianos permite que se atinjam os quatro níveis já citados de bem-estar, permitindo que o paciente fique num estado relaxamento tal, como há muito não sentia.

Assim sendo, uma maior adesão a este tipo de terapias, contribuía para uma diminuição significativa do consumo desse tipo de medicamentos, e contribuindo ainda para que alguns cidadãos que se tornaram dependentes dos mesmos, deixem essa dependência que o próprio organismo cria com a ingestão continuada dos mesmos por longos períodos de tempo.

Será que se vai continuar a tomar químicos em detrimento das terapias alternativas? O que acham?

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

15
Set08

A Face da Nova Medicina

Viktor

Conforme se modifica a nossa visão da doença, modifica-se também a nossa forma de a tratar. Consoante nos tornamos mais eficientes no diagnóstico e tratamento da doença, podemos individualizar melhor os nossos programas curativos. Sendo único, cada indivíduo requer uma combinação ligeiramente diversa de agentes usados no processo de cura. Cada sessão de tratamento é diferente. O curador tem de estar preparado com uma grande base de informações, muito amor e um bom contacto com os guias espirituais no tratamento e na canalização. À medida que passamos para um modo mais requintado de efectuar o tratamento, a prática converte-se em arte. O tratamento profundo penetra na estrutura da personalidade quando feito por um longo período de tempo. Disse Heyoan que “a substância precisa, tomada na quantidade precisa, no momento preciso, age como substância transformadora”. Nesses casos emprego uma combinação de imposição de mãos, acesso directo à informação e análise psicodinâmica. Tudo isso, combinado com a própria iniciativa e a auto-responsabilidade do paciente não somente debelou a doença, mas também provocou mudanças na sua vida, que só foram possíveis porque o paciente assumiu plena responsabilidade pela própria cura.

O descobrimento da causa iniciadora da doença é sempre a chave do tratamento, para a qual o acesso directo à informação é sempre um instrumento inestimável. Em todos os casos, discute-se a causa da doença do ponto de vista da circunstância da vida física, da psicodinâmica envolvida, dos sistemas de crença do paciente e do seu plano de vida espiritual.

NAMASTÉ

26
Jul08

Exame Geral do Processo de Cura

Viktor

O terapeuta tem três coisas distintas para oferecer ao paciente e à profissão médica: uma visão distinta e ampliada das causas e tratamentos da doença; o acesso à informação acerca de qualquer situação vital ou médica que talvez não seja possível obter por outros meios; e o trabalho directo com o paciente no intuito de realçar-lhe as capacidades curativas. Por mais milagroso que seja o resultado, o terapeuta, na realidade, induz o paciente a curar-se por intermédio de processos naturais, mesmo que se situem além do que os que não estão familiarizados com a cura consideram natural. O corpo e o sistema de energia movem-se naturalmente na direcção da saúde. O terapeuta tem modos e meios de evocá-la. Está visto que o médico também trabalha com os mesmos princípios. Mas, carregando o fardo de tantos casos impessoais, e defrontando-se constantemente com a doença, muitos médicos se orientam para a cura de determinado conjunto de sintomas, o que nem sempre coincide com a orientação para a saúde. Entende o terapeuta que a saúde não significa apenas saúde no corpo físico, mas também equilíbrio e harmonia em todas as partes da vida [emocional, mental e espiritual].

O processo da cura, na realidade, é um processo de lembrança — lembrança de quem você é. Dentro da aura, o processo da cura reequilibra as energias de cada corpo. Quando todas as energias de cada corpo estão equilibradas, acontece a saúde. A alma aprendeu a sua lição particular e, por conseguinte, tem mais verdade cósmica.

Existem hoje duas abordagens principais da cura. Uma delas, a cura “interior”, estabelece o equilíbrio e a saúde em todos os níveis da pessoa pela focalização e manipulação directas dos aspectos físico, emocional, mental e espiritual do ser humano, do modo com que ele cria seus sistemas de crenças e da realidade. A outra, a cura “exterior”, ajuda a restabelecer o equilíbrio das diferentes camadas da aura, incluindo os sistemas do corpo físico, pela aplicação da energia destilada do Campo da Energia Universal.

Tenho para mim que a cura “interior” é a mais importante, mas os métodos de cura “exterior" são necessários à harmonia completa do processo.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Local/Contacto:

Portugal - Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

Links

FÓRUM DO BLOG

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D