.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Segunda-feira, 31 de Agosto de 2015

Reflexão: A Paz Interior…

Caríssimos,

     Cada Ser humano é único, com as suas virtudes e os seus defeitos, com a sua forma de reagir, a sua forma de falar, mais ou menos sentimental, mais ou menos agressivo, mais ou menos bonito, mais ou menos gordo, mais ou menos baixo, enfim, um sem número de características que nos definem. Desta forma podemos concluir que cada Ser é único, com as suas particularidades, vivências e conhecimento entre tantas outras coisas. Sim, na verdade cada um é como cada qual, o que faz de cada Ser um Ser Único. A “Paz Interior” é algo muito importante, na verdade é algo que cada um de nós procura alcançar, mas aquilo que para uns pode ser um pouco trabalhoso, para outros é muitíssimo trabalhoso, ao ponto de os fazer acreditar que é algo inalcançável. Mas verdadeiramente lhes digo, que é possível que todos possam alcançar essa Paz Interior. (espero que se sinta motivado para tal)

     Alcançar essa Paz Interior, não é algo que se consiga comprar com dinheiro, nem com atitudes desonestas, nem com desrespeito, nem com corrupção, nem com atitudes, palavras e gestos que desrespeitem o seu semelhante. A Paz Interior é um processo Individual de cada Ser humano, pelo que conseguir chegar à formula de sucesso global para todos é extremamente difícil, pois todos somos diferentes e cada um com as suas particularidades. Ainda assim, em minha modesta opinião, vou-lhes dizer quais os passos necessários (pelos quais passei e estou a passar) para conseguirem, ou pelo menos tentarem, alcançar a vossa Paz Interior, em sequência, para assim irem por etapas:

   - Importância: Nesta etapa deve verificar e analisar a Importância que atribui às pessoas que o rodeiam, bem como às palavras e acções que essas pessoas têm;

   - Aceitação: Aprenda a aceitar as pessoas com as suas virtudes e defeitos e o mundo como é, quer concorde ou não com o mesmo;

   - Perdão: Perdoe tudo o que lhe fizerem ou disserem, livrando-se do terrível custo de não perdoar;

   - Amor: Faço do amor uma coisa constante no seu dia-a-dia, emanando amor incondicional em tudo o que faz;

   - Gratidão: Seja grato diariamente por aquilo que tem, não invejando o que não tem.

     Por agora vou ficar-me por aqui, pois acho que os 5 itens anteriores, são grandes desafios para si mesmo, mas no dia em que conseguir verá que poderá sentir dentro de si essa Paz Interior que queria. Claro que cada um irá encontrar os mais variados obstáculos para os conseguir alcançar, mas se sentir muitas dificuldades disponha.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 01:32
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 2 de Julho de 2015

Reflexão: Fontes do sofrimento humano

Caríssimos,

     Ao longo dos tempos o “sofrimento” do Ser humano, tem sido relatado e abordado constantemente em inúmeras situações. Infelizmente o “sofrimento” fez parte do passado, existe no presente e permanecerá no futuro, pois enquanto o Ser humano se desrespeitar a Si mesmo, dificilmente se conseguirá libertar desse sentimento.

     O Ser humano, na maioria das vezes, aponta o dedo aos outros, atribuindo-lhes a culpa do seu mal-estar, mas será que é mesmo dos outros? Porque será que as pessoas lhe dizem coisas menos positivas? Porque acha que as pessoas o estão a atacar quando lhe apontam defeitos? Porque teima e observar e criticar os aspetos negativos dos outros? Porque não elogia o seu semelhante nos bons gestos que pratica? [pense um pouco sobre o que leu]

     E se um dia alguém lhe disser que você é 80% culpado do seu sofrimento, gostava? [pense na pergunta] Certamente ninguém gostaria, mas na realidade é uma grande verdade com a qual cada um sente imensas dificuldades em lidar. Quando se irrita com alguém, apenas gera mal-estar para si mesmo, e depois para se voltar a por bem, vai ter uma data de trabalho, será que vale a pena irritar-se? É melhor não se irritar nem permitir que os outros lhe provoquem irritação, pois voltar a sentir-se bem dá trabalho e é chato. Este exemplo que acabei de lhe dar deve-se à excessiva Importância que atribuímos à(s) pessoa(as) que nos provocou essa reação emocional. Este é um pequeno exemplo da grande variedade de exemplos que lhe podia dar, nos quais você imputa sentimentos de “dor” a si mesmo, promovendo a intabilidade do seu plano emocional.

     Seja simples, tenha pequenos objectivos que consiga alcançar (grandes objectivos além de difíceis pode precisar de muito tempo para lá chegar, o que lhe pode provocar ansiedade, exaustão, frustração entre outros sentimentos), analise a quem dá importância, pergunte a si mesmo se aqueles que se dizem seus “amigos” o são verdadeiramente, seja livre não permitindo que outros façam as suas escolhas porque só você vive a sua vida, analise os outros pela sua mente e ética (não seja do tipo “Maria vai com as outras”) não tomando como sua as análises dos outros (Eu mesmo sou amado por uns e odiado por outros), ajude o semelhante sempre que possa mas não tome por suas as dores dos outros. Enfim, muita coisa poderia aqui ser dita, mas não vos pretendo aborrecer com leituras muito grandes.

     Assim, termino esta pequena reflexão, a qual agradeço desde já a sua leitura e caso tenha ficado a pensar é bom sinal, pois significa que pretende fazer algo por si mesmo, amando-se e elevando a sua auto estima. Desejo-lhes boas vibrações, energias, muito amor e sejam felizes.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 23:35
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Maio de 2015

Agenda de Maio

     Para os católicos este é o mês de Maria, também conhecido por epoca mariana, no qual o amor de mãe deve ser ainda mais enaldecido. Reiki também é conhecido pela terapia do Amor Incondicional, aquele que transmitimos ao nosso semelhante pelo prazer interior que nos dá a prática desse gesto tão nobre. Nesse sentido, dando continuidade ao trabalho que tenho desenvolvido, esta vai ser a agenda das actividades que vou desenvolver ao longo do mês:

  Dia 16: Curso de Reiki nível 2, em Vila Real de Santo António;

    Dia 19: Chá com Reiki em Albufeira, às 21h (entrada gratuita);

      Dia 23: Curso de iniciação ao Reiki em Albufeira;

        Dia 30: Curso de Mestrado de Reiki, em Vila Real de Santo António;

  Dia 10 de Junho: Curso de Iniciação ao Reiki, em Vila Real de Santo António;

    Dia 21 de Junho: Curso de Karuna nível 2, em Vila Real de Santo António.

     Se pretender informações e/ou esclarecimentos, solicite através do seguinte e-mail: mestreviktor@gmail.com .

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 22:27
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 23 de Março de 2015

Reflexão: Impacto do Reiki na Sociedade…

Caríssimos,

     Cada Ser humano é único, com as suas virtudes e os seus defeitos, pois cada um à sua maneira procura a sua perfeição à sua maneira. Uma das missões que temos em comum é a de vivermos em sociedade, o que nos coloca diariamente à prova, principalmente as nossas emoções e sentimentos. Além do que acabei de escrever, somos também “bombardeados”, quase constantemente, por notícias de índole negativa, por parte dos meios de comunicação social, que também interferem bastante no nosso equilíbrio mental/psicológico. Mas na realidade aquilo que efectivamente pode fazer mais moça, ao ponto de nos deixar desorientados, é as relações inter-pessoais com os nossos semelhantes, pois além de nos poderem afectar psicologicamente, podem perturbar as nossas emoções. Conjuntamente devo salientar que todo o ser humano tem uma grande capacidade imaginativa, o que faz com que a nossa mente comece a promover histórias especulativas, que originam sentimentos menos positivos sobre o seu semelhante. Isso não é nada bom, pois pensamentos negativos sobre outra pessoa é como estar a enviar energia negativa sobre a mesma.

     Aquilo que lhes disse no parágrafo anterior certamente não é novo para si, mas penso ser necessário para um melhor entendimento do que se segue. O Reiki além de uma terapia, é uma filosofia de vida, desde que consiga aplicar no seu dia-a-dia os 5 princípios que lhe são ensinados quando se inicia no universo do Reiki. Através do Reiki aprende a canalizar a energia universal do Amor Incondicional, e sendo essa energia inteligente, irá provocar alterações dentro de si. Essas alterações são feitas principalmente no período da purificação interior, ou seja, nos 21 dias seguintes após a sintonização que o mestre lhe faz no dia do curso. Contudo, essas modificações continuam a ser feitas depois desse período, mas com uma menor intensidade. Através dessas alterações e também na mudança do nosso paradigma de pensamento, vamos conseguir alcançar o tão desejado equilíbrio interior, conseguindo assim ter um melhor controlo mental, bem como um melhor controlo sobre as nossas emoções/sentimentos. São sem dúvida, essas capacidades alcançadas com o Reiki, que nos dão uma maravilhosa ajuda no nosso equilíbrio e controlo, evitando assim dissabores e desentendimentos muitas vezes desnecessários, que apenas e só contribuem para o nosso mal-estar pessoal.

     Estas mudanças que se dão dentro de cada um de nós são fruto da elevação de consciência que cada um dos níveis nos provoca, pois, tal como em anteriores textos referi, por vezes nós somos os principais causadores dos nossos próprios problemas, chatices e aborrecimentos, entre outras coisas, pois permitimos que os outros interfiram no nosso equilíbrio, perturbando assim a nossa paz e bem-estar. Nunca se esqueça que você é a pessoa mais importante da sua vida e façam o favor de ser felizes.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:10
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Março de 2015

Projeto de Voluntariado de Reiki

voluntariado-300x150.jpg     Todo e qualquer reikiano é uma fonte amor incondicional, podendo compartilhar o seu amor com todos aqueles que o rodeiam. Muitas vezes fala-se em cuidar dos doentes, carenciados e moribundos, mas não nos devemos esquecer que há no país centenas de pessoas que através de trabalhos remunerados ou de voluntariado, dão o seu precioso contributo para os mais desfavorecidos, de forma a atenuar os seus sofrimentos.

     Nesse âmbito, a denominação de “2015 – Ano de Cuidar de quem Cuida” tem todo o sentido, pois essas pessoas, quer sejam ou não reikianas, compartilham e praticam gestos de amor incondicional, como tal merecem também ser “recompensados” com amor incondicional. Assim o Núcleo de Albufeira promoveu no passado dia 22 um workshop de voluntariado de Reiki, dando inicio ao projecto de voluntariado de Reiki, enquadrado no projecto social REIsocialKI iniciado em 2009. Ao longo do ano vão ser realizados mais workshop’s, de forma a poder integrar melhor os futuros voluntários no grupo deste núcleo. Este projecto vai iniciar em 2 lares de idosos, mas o objectivo é de chegar a mais IPSS para ajudar os utentes e também aqueles que deles cuidam, com muito amor incondicional, além de alargar a zona geográfica abrangida.

     Neste projeto social, Todos somos Poucos, como tal este projeto está aberto a todos aqueles que, sendo reikianos, pretendam abraçar esta nobre causa, fazendo parte integrante deste projeto.

     Para mais informações e/ou esclarecimentos sobre esta actividade os contactos são os seguintes:

e-mail: mestreviktor@gmail.com

tlm: 962856134

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:30
Link | Comentar | favorito
Domingo, 1 de Fevereiro de 2015

Reflexão: Enquadramento religioso do Reiki

193658_194669700573735_100000921206654_516480_7199

Caríssimos,

     Nos dias de hoje fala-se muito acerca de religião, fundamentalismo e outras coisas associadas à mesma, o que na verdade nada me espanta, pois ao longo de séculos as mais diversas religiões foram moldando o rumo da história. Hoje em dia há várias religiões, cada uma com os seus dogmas, crenças e rituais, mas na realidade o Universo é apenas um, tal qual o nosso planeta.

     Depois desta pequena introdução, vou reflectir sobre o assunto referido no título deste texto. O Reiki é uma terapia integrativa e/ou complementar, que pode ser também ser uma filosofia de vida, se o reikiano apenas e só tentar, diariamente, implementar os cinco princípios do Reiki na sua vida quotidiana. O Reiki nunca esteve associado a nenhuma religião, podendo ser praticado por qualquer Ser humano, independentemente da religião que frequente e da fé que tenha.

     O Reiki é uma forma de transmitir Amor Incondicional Universal, ou seja, um reikiano “liga-se” à energia do Amor Incondicional Universal e, através das mãos, passa essa energia para si mesmo ou para outra pessoa. Como o Amor é a força mais poderosa do Universo, acaba por ser um importante componente para o bem-estar de quem recebe essa energia, porque todos nós gostamos de receber amor, certo? Estarei eu errado? [pense um pouco sobre isto]

     Ao longo do tempo tenho tentado explicar o Reiki da melhor forma, mas surgem sempre aqueles que, devido à sua incompreensão, vão tentando a todo custo, associar o Reiki a religiões, bruxarias, seres malévolos e tantas outras coisas. Oh, santa ignorância que, em vez de se tentarem informar correctamente, dão palpites acerca de assuntos que lhes são completamente alheios. Para todos e, especialmente para esses, mosto a minha inteira disponibilidade para os esclarecer, pois em meu entender, uma pessoa reconhecer que não tem conhecimentos suficientes para se pronunciar sobre um certo assunto, é um acto de humildade e não um acto de inferioridade perante outro.

     Espero que possam ter ficado esclarecidos acerca desse assunto, mas se ainda assim tiverem alguma questão a colocar, disponham, pois será com imenso prazer que os tentarei esclarecer sobre esta matéria. Obrigado pela sua leitura e pelo tempo dispendido, e seja muito feliz, porque a felicidade do meu semelhante também me deixa feliz.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 21:16
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2015

Reflexão: O Valor da Palavra

Caríssimos,
     Vivem-se tempo conturbados no planeta Terra. Muitas pessoas transportam consigo sentimentos de saturação laboral, familiar e social, manifestados em pensamentos e palavras ditas em meras conversas de circunstância, em locais públicos ou privados. Além deste tipo de sentimentos que se instalam dentro de si, e que lhe provocam algum mau estar do qual se quer libertar, a generalidade das pessoas acabam por alimentar esse mau estar em conversas de circunstância onde predomina a coscuvilhice, o mal dizer, a critica negativa entre tantas outras coisas que, juntas significam uma elevada carga negativa. Então você não gosta de si mesmo? Porque é que em vez de se ajudar a sair do “buraco” ainda se afunda mais nele? Se você sabe como se por bem e se aquilo que lhe digo não é nada de novo, é apenas recordá-lo de certas coisas porque insiste em permanecer nesse paradigma? [pense um pouco sobre as questões que acabei de lhe colocar]
     Na verdade cada Palavra, dita ou pensada, tem uma energia própria que se liberta manifestando-se no Ser alvo das palavras e pensamentos. Como podem constatar, todos nós através de palavras e pensamentos já envia-mos energias menos positivas para outras pessoas, certo? Pois, na verdade todos nós já fomos e por vezes continuamos a ser “fontes” de energia negativa, mas isto faz com que surja na vossa mente a seguinte pergunta: Mas como posso evitar isso? Na realidade vivemos num mundo complexo, rodeados por “fontes de energia negativas” (televisões, jornais e seres), no qual estamos constantemente a ser “bombardeados” por notícias negativas, o que em nada nos ajuda a preservar um pensamento positivo. Realmente é extremamente difícil mantermos ao longo do dia o pensamento positivo, sem julgar as coisas e os outros, pois a generalidade dos seres foi “formatado” assim. Recordo-lhes ainda que há uma Lei Universal que se chama “Lei do Retorno”, o que significa que a energia que emanamos para com os outros mais tarde é devolvida (pelo universo) à fonte (nós).
     Mas vou-lhes dar uma preciosa dica, algo que aprendi com o tempo e pretendo partilhar com vocês, cada ser tem de ser o seu próprio polícia, estando constantemente a vigiar-se a si mesmo, para que cada vez que surja um pensamento menos positivo o possa contrapor com muitos pensamentos positivos, bem como pedir desculpa ao universo pelo pensamento proferido. Fazer o que acabei de lhe dizer é algo que tem um alto grau de dificuldade, mas nada é impossível e o querer é poder. Acredite em si mesmo e nas suas infinitas capacidades interiores para ultrapassar mais esta etapa, e verifique por si mesmo o bem-estar que isso lhe vai proporcionar, dando assim mais um passo em prol da sua felicidade. Sejam felizes, sejam fontes de luz, paz e harmonia, sejam amor incondicional.
NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:30
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2014

Reflexão: O Materialismo e o Ser

Caríssimos,

     O nosso planeta é composto por inúmeros Seres vivos de várias raças, cores e espécies, mas esta reflexão tem a ver mais propriamente com o Ser Humano. Ao longo do tempo tenho conhecido imensas pessoas, todas elas diferentes, cada uma com as suas virtudes e seus defeitos, tal como eu mesmo. Há aquelas pessoas que se cruzam na nossa vida por acaso, outras por força das circunstâncias e por outras coisas mais, mas na verdade tenho consciência que todos os Seres que cruzam o meu caminho, são “fruto” da vibração energética que tenho “naquele” momento. Todos esses seres “trazem” algum conhecimento ou provação pela qual tenho de passar, para que eu possa ter consciência da minha “evolução” enquanto Ser Espiritual a viver uma experiência terrestre. Desculpem este pequeno parágrafo, mas interpretem como uma introdução à reflexão que se segue.

     Através de conversas que vou tendo, das frases escritas que leio e das notícias que ouço, constato que o Ser Humano continua muito agarrado aos bens materiais. Certo dia, um Ser conhecido (que agora não me recordo) disse uma frase que se tornou iria perpetuar no tempo: “A religião é o ópio do povo”; Em meu entender está correcto pois referia-se ao Deus Criador do Universo, mas na verdade a fé da maioria das pessoas tem venerado deus e não Deus. Talvez não tenha compreendido o que acabei de dizer, mas vou dizer por outras palavras, a maioria dos Seres venera o “deus dinheiro” em detrimento do verdadeiro “Deus Criador”. Mais uma vez acabei por divagar um pouco, mas vou agora abordar o tema em causa.

     O Ser humano, na sua generalidade, continua a viver em função do Ter relegando para último plano o Ser. Ao longo dos tempos outros, tal como eu agora, tentam elucidá-los que essa não é a melhor forma de viver nem de aproveitarem da melhor forma esta vida. A maioria das pessoas vive constantemente preocupada com o Ter (dinheiro, bens materiais, etc.) e acabam por provocar stress a si mesmas devido ao número de coisas que devem fazer (porque se meteram nessas coisas?), dão cabo da saúde para ganhar mais uns tostões, ocupam a sua mente com preocupações desnecessárias porque dão importância a mais às coisas, criam irritações e aborrecimentos porque valorizam demais as outras pessoas e, no final de todas estas coisas chega-se à conclusão que se esqueceram do mais importante, que são eles mesmos. Sim, cada Ser é a pessoa mais importante da sua vida, não se esqueça disto. Nem os filhos, marido, família ou amigos devem ser mais importantes para nós do que nós mesmos, porque se não se amar, dificilmente os outros nos amam. A generalidade dos seres deixam-se levar pelas tendências tentações “perversas” desta sociedade de consumo, na qual o bem-estar de uns é alcançado através da escravatura de outros, o que é uma injustiça. O Materialismo é um dos maiores “virús” da sociedade, e sabem porquê? Porque o materialista cria Apego às coisas, e o Apego é a maior fonte de sofrimento na Terra. [Pare e pense um pouco sobre o que acabou de ler]

     Como certamente concluiu, esse Apego que nós próprios criamos futuramente vai acabar em sofrimento, quer seja apego a bens materiais, animais, pessoas ou ideias. A generalidade dos Seres gosta muito de apontar o dedo aos outros, mas reparem bem que muitas vezes somos nós mesmos os causadores do nosso mal-estar, já pensaram nisso? Bem, por agora nada mais irei escrever, pois penso que o que leram é um bom tónico para reflectirem um pouco sobre vocês mesmos, sobre a essência do Ser, libertando-se um pouco do Ter, o que acha? Despeço-me pedindo desculpa por tão longo texto, mas agradeço a sua leitura e desejo-lhes tudo de bom, esperando tê-los ajudado de certa forma e façam o favor de ser Felizes.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 19:00
Link | Comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 6 de Novembro de 2014

Reflexão: O Reiki e o Espiritismo

Caríssimos,

     Actualmente encontramos imensa informação sobre os dois temas mencionados no título, contudo muitas pessoas levantam dúvidas que, em meu entender, carecem de mais um esclarecimento sobre esta temática.

     Há quem confunda Reiki com Espiritismo, mas na verdade são duas coisas bem distintas, pois o Espiritismo é como uma “religião” e o Reiki é uma terapia e filosofia de vida. Espiritismo, Doutrina Espírita ou Kardecismo é a doutrina codificada por um francês que tinha o pseudónimo de “Allan Kardec” que alia ciência, filosofia e religião. Os adeptos do Espiritismo são frequentadores de centros espíritas e fazem do espiritismo a sua “religião” e os seus princípios de vida.

     O Reiki é em si mesmo um caminho interior e pessoal de cada Ser humano. Todo o Ser que frequenta uma formação de iniciação ao Reiki, entra no universo energético das energias universais do amor incondicional e torna-se um praticante de reiki. Qualquer Ser, depois de ser “sintonizado” (por um mestre) no decorrer de uma formação, dá entrada no maravilhoso mundo energético e passa a ser um praticante de Reiki, juntando-se assim à comunidade de reikianos espalhados por todo o mundo. O Reiki é uma terapia complementar/integrativa que tem por base a canalização energética da energia universal do amor incondicional, e é também uma filosofia de vida, para aqueles que diariamente tentam aplicar 5 princípios do Reiki na sua vida quotidiana. Devo ainda salientar que o Reiki é vertical, ou seja, não está ligado a nenhum tipo de religião, pois há budistas, cristãos, ortodoxos, judeus e até mesmo ateus que praticam Reiki em todo mundo.

     Devo no entanto salientar que a partir do momento em que um Ser se torna reikiano, são dentro do mesmo desencadeadas algumas reacções que provocam mudanças de dentro para fora. Essas mudanças impelem-nos em prol da nossa verdadeira essência, a qual até o momento tem estado algo adormecida dentro de cada um de nós. Todo este processo resulta também em mudanças nos nossos padrões de pensamento, dando assim inicio à nossa caminhada interior, na procura da nossa essência. Todo este processo faz também cair por terra aqueles velhos padrões de padrões de pensamento e querenças que tinha, pois deixam de fazer sentido para si e como tal acreditar nos mesmos torna-se agora inviável. Este conjunto de mudanças acontece devido à nossa elevação do padrão de consciência, que agora em harmonia com o universo nos permite observar tudo o que nos rodeia de uma forma diferente, o que nos leva a concluir que cada nível de Reiki é a subida de um degrau na nossa elevação de consciência.

     Derivado ao que acabei de lhes dizer é que surge muitas vezes a confusão de confundirem Reiki com Espiritismo, mas como puderam verificar são coisas bem diferentes. Há no entanto algo semelhante que poderá estar associado ao Reiki que é a Espiritualidade, mas Espiritualidade não está ligada ao Espiritismo. Espiritualidade é um termo que define todo e qualquer Ser humano que procura um significado para a sua vida através de conceitos superiores, um Propósito Maior, o que alguns seres definem como Supremo.

     Espero que possam ter ficado esclarecidos e assim termino desejando-lhes muita paz, bem-estar, felicidade e amor, em prol de um mundo melhor.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 14:56
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Novembro de 2014

Reflexão: A Humanidade

 

193658_194669700573735_100000921206654_516480_7199

Caríssimos,

     Antes de mais desejo-lhe paz nos vossos corações, nesta época em que a humanidade está dividida entre amarguras e alegrias, o que faz com que o trabalho dos servidores da luz se torne ainda mais necessário. O Ser humano deve entender que atrás do que dizem ser a realidade quotidiana, há um propósito maior, que é a transformação de cada um de vós rumo a um novo mundo. Essa transformação só será possível através da transformação interior de cada Ser humano, que habita neste planeta.

     Um dos aspectos que já deveriam ter entendido é que, a sua realidade externa espelha o que está dentro de si, mas parece que este alerta que lhes tenho feito ainda não foram bem assimilados, mas voltarei a repetir as vezes que forem necessárias. Isso acontece porque muitas vezes dão atenção ao que pouco interessa em detrimento de aquilo que realmente interessa. O Ser humano julga através do “ego inferior” que o engana constantemente, sendo esta a visão do que actualmente se passa com a humanidade.

     Seja flexível e abra a sua mente, permitindo que novos conhecimentos possam entrar, pois é importantíssimo para a sua evolução espiritual. Entenda que é bastante importante mudar as suas crenças, emoções, valores, pensamentos, atitudes e sentimentos, o que resulta numa mudança da sua forma de vida enquanto Ser humano. Estas alterações permitem-lhe fazer a transposição do plano material para o plano espiritual. Libertem-se dessa prisão, pois os vossos pensamentos ainda estão amarrados às antigas crenças, impedindo-o de prosseguir na sua caminhada. Enquanto a humanidade viver dividida, onde os sentimentos de ódio, discórdia e falta de respeito mútua coexistir, a humanidade encontra-se “presa” aos velhos paradigmas da Terra, e da vida na dualidade que já se encontra ultrapassada.

     Recordo-os que no planeta, há muitos seres entre vós, que lhes estão a tentar ensinar a encontrar o caminho da paz e do amor, porque dentro da dualidade existem as coisas mais negativas e a inexistência de amor.

     Aquilo que podemos observar na Terra como instrumentos de gestão global, não fazem parte das dimensões superiores que tantos almejam alcançar, pois continuam sob o véu da ilusão. O conflito é algo que desgasta as energias de todos os intervenientes, logo é algo que nesta Nova Era devemos evitar. Longe do que gostariam de ser, espera-lhes um grande trabalho de transformação interior de cada um de vós.

     Entendam que a liberdade do Ser reside no aspecto “Importância”, logo quanto menos importância der às coisas mais densas, mais abertos ficam para a vida espiritual que lhes vai permitir ver o mundo com outros olhos. Para alcançar este objectivo devem exercer a prática do Amor em união uns com os outros e todos no mesmo sentido, fazendo com que o objectivo seja comum a todos, mas isto só se alcança libertando-se do ego inferior e vivendo em humildade, através da energia amorosa do Amor Incondicional.

     Observar apenas o que se passa no mundo físico provoca uma cegueira espiritual. Enquanto os Seres escolhem a religião, eu escolho a luz; enquanto os Seres se focam numa parte, eu observo o todo; Assim consigo, e vocês também, trabalhar na unidade (Uno) e não na dualidade (partes). Tudo tem um Propósito Maior, mesmo que vá para lá da nossa compreensão mental.

     O universo da dualidade cada vez nos consome mais as nossas energias, logo para nossa própria protecção devemos adoptar novas formas de estar e novos métodos de agir, impedindo que aqueles que se “alimentam” das nossas energias nos provoquem medos, receios, angustias, guerras, em suma, mal-estar generalizado. O Ser humano continua à espera de um Salvador, tal como foi acontecendo ao longo da história, mas isso é um enorme erro, pois ninguém o poderá salvar a não ser você mesmo. Esperar sempre que sejam os outros, é tornarem-se dependentes dessas pessoas e dos outros, o que faz com que condicionem o seu próprio livre-arbitrio (por favor não se aprisione). Mantenha sempre a sua auto-estima elevada, porque no dia em que a perder tornar-se-á escravo do planeta, principalmente daqueles que o rodeiam, pois esperam por alguém que os salve, o que certamente não irá acontecer, pois a salvação reside dentro de si.

     Ao longo do tempo tenho-os alertado para diversas situações e para o que realmente se passa, pois parece que teimam em não querer ver aquilo que está mesmo à vista. Não sou mais do que ninguém, sou apenas um Ser (com as suas virtudes e defeitos) que vai partilhando com vocês o seu conhecimento e as suas experiências, para que possa contribuir para um mundo melhor para todos, no qual reine a Paz e o Amor Incondicional com um profundo sentimento de Compaixão. Sejam felizes, sejam Luz, sejam Amor.

NAMASTÊ

 

Publicado por Viktor às 11:33
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 8 de Outubro de 2014

Frases para Reflectir

 

Publicado por Viktor às 09:06
Link | Comentar | favorito
Sábado, 4 de Outubro de 2014

Reflexão: Linhagens de Reiki

Caríssimos,

     A questão das linhagens de Reiki é algo que se mantém pertinente, gerando debates entre curiosos, praticantes de Reiki e até mesmo mestres de Reiki. As linhagens mais conhecidas são a Tradicional e a Essencial, mas como é claro não se ficou apenas por estas duas linhagens e outros sistemas (linhagens) de Reiki foram surgindo.

     Compreendo perfeitamente que quem criou outros sistemas de Reiki (om-rom, jikidim, el morya, sufi, tibetano, etc…) juntou-lhe outros conhecimentos, para que pudesse ser diferenciado do sistema base, o tradicional. (faça uma pausa para reflectir em cada uma das questões que se seguem) Mas vamos lá pensar numa coisa, seja qual for a linhagem, o aprendiz não vai aprender a canalizar a energia do amor incondicional? (certamente responderam Sim) O objectivo do Reiki, independentemente da linhagem, não é o auxílio ao próximo? (certamente respondeu Sim) Quando pretende fazer Reiki, seja qual for a linhagem, aprendeu a ligar-se à fonte através da invocação? (claro que Sim) Poderia fazer-lhe mais questões como exemplo, mas certamente já chegou a alguma conclusão, certo?

     Agora que já pensou um pouco por si mesmo, vou dizer aquilo que eu acho. Para mim Reiki é Reiki e ponto final, seja ele de que linhagem for. Na verdade até podem dizer que existiu no tempo de Jesus Cristo (ano zero), mas ficou adormecido durante séculos, quem sabe se o Reiki não constava em livros da biblioteca de Alexandria e se perdeu todo esse conhecimento (e outros) quando a mesma ardeu! O que é certo e sabido por todos os reikianos, é que foi pela “mão” de Mikao Usui que o Reiki, foi redescoberto em 1922 no Monte Kurama (Japão), chegando através da senhora Takata aos EUA em meados de 1936 e depois a partir desse país é que se deu o “boom” e se foi difundindo por todo o mundo. Sendo a cultura oriental muito diferente da ocidental, o Reiki começou a ser visto por alguns como uma oportunidade de negócio, pois no ocidente capitalizado, de tudo se pretende fazer negócio. Talvez tenha sido este o motivo pelo qual começaram a surgir novas linhagens de Reiki. Mas é assim, se qualquer reikaino, antes de começar a aplicar Reiki deve ligar-se à fonte universal, e se essa fonte é a mesma para todas as linhagens, facilmente chegamos à conclusão que independentemente da linhagem a fonte é a mesma. Como tal se a “fonte” (universo) me dá “água” (energia) imprópria, também dará a mesma aos outros, assim como se me der “água” boa, irá também dar dessa água aos outros. Podemos assim concluir que não há nenhum Reiki melhor que outro, há apenas Reiki que é a prática do Amor Incondicional (seja que linhagem for) em prol do bem-estar supremo de toda a humanidade.

     Vou terminar este pequeno esclarecimento, pois penso que assim tenham ficado um pouco mais esclarecidos acerca dessas “inúteis” discussões que por vezes surgem, em torno da linhagem do Reiki, pois os princípios do Reiki ensinam-nos que: só por hoje, sou calmo e só por hoje, trabalho honestamente, com bondade e humildade no meu Ser. Obrigado pela sua leitura, desejo-lhe tudo de bom e o resto de um bom dia.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 08:00
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Reflexão: Aproveitamento…

Caríssimos,

     A vida é um constante desafio para qualquer Ser humano, onde devemos estar sempre alertas, pois a qualquer momento pode surgir uma surpresa. Há no entanto imensas formas de dar sentido à vida, que derivam da educação que cada um teve, do meio ambiente onde nasceu, na família em que está inserido, nível académico e tantas outras coisas que fazem parte dos nosso ideais, crenças e convicções de vida.

     Neste “modelo” de planeta e pelo que facilmente podemos observar ao longo dos séculos, tem vivido períodos cíclicos no quais vemos os Seres humanos cometerem os mesmos erros, o que me faz surgir na mente a seguinte questão: “Mas o Ser humano não aprende nada?”. Sim, tem aprendido algumas coisas, mas na generalidade continua a cometer os mesmos erros que cometia à séculos atrás, o que me fez pensar na seguinte questão: “Mas o Ser humano mentalmente não evoluiu?”. (pare a leitura e pense nas duas questões colocadas)

     É com profunda tristeza que lhes digo que na verdade, a humanidade observou grandes evoluções na medicina, ciência e tecnologia, mas ao nível individual do Ser, no que diz respeito à sua mente, parece que ficou “presa” no passado. Repare que em pleno século XXI vivemos crises económicas (tal como no passado), guerras e conflitos (tal como no passado), fome e miséria (tal como no passado), epidemias (tal como no passado), escravatura (tal como no passado), e tantas outras coisas que poderia aqui enumerar. O Ser humano continua “amarrado” ao materialismo (apesar da evolução espiritual que vai tendo) continuando a venerar o “Deus dinheiro” em detrimento do Criador, despertando-lhes a sede de poder, riqueza, luxúria, sexo e até mesmo a soberba, o que faz com que prolifere nas sociedades a corrupção, compadrio, violência, e sobretudo os perigosos jogos psicológicos praticados por quem detém o “poder” sobre aqueles que lhe são “inferiores”. Esse domínio psicológico exercido sobre os seus subalternos vinga devido aos “medos” que lhes incutem na mente. (pare a leitura e pense um pouco no que acabou de ler)

     Infelizmente os jogos psicológicos praticados por aqueles que desempenham cargos de “poder” ou chefia, são práticas comuns em todas as sociedades. Estas manobras de domínio psicológico são também praticadas por seres das mais variadas classes sociais. Por vezes surgem noticias de burlas, geralmente de avultadas quantias, praticadas por “bruxos”, “videntes”, “sócios” e outro tipo de pessoas, por vezes mesmo aquelas que coabitam connosco, o que é algo que me deixa triste, pois aproveitam-se da fragilidade da mente dos outros para lhes incutir falsas crenças, curas milagrosas ou lucros fáceis. Para mim este tipo de atitudes é feita por seres sem escrúpulos, com intuído de malvadez, aproveitando-se dos seus semelhantes. Num país maioritariamente cristão as histórias bíblicas que relatam a vida de Jesus Cristo são conhecidas pela maioria das pessoas, mas nem está escrito nem nunca ouviram dizer que ele cobrou algum dinheiro para ajudar ou curar, certo? Pois é, mas não quero dizer com isto que se deve fazer isto hoje, mas é claro que se devem cobrar quantias simbólicas para que ambas as partes não fiquem a “ganhar” nem a “perder”, cobrando um valor justo.

     Para terminar e para que não se Aproveitem de vocês, deixo-lhes algumas dicas: Mantenha-se sempre atento, pois o “perigo” pode estar ao virar da esquina; Não tome decisões importantes sem dedicar algum tempo a pensar nas mesmas; Quando tiver de tomar uma decisão importante peça a opinião a alguém em quem confie plenamente, mas não se descarte da sua responsabilidade porque a decisão é e será sempre sua; Desconfie de coisas muito fáceis, pois se assim fosse muitas pessoas já tinham aderido; Quando para o ajudarem em algo e lhe pedirem muito dinheiro tenha muito cuidado, desconfie; Cuidado com as aparências, pois elas iludem; Se não se sentir bem, não vá na conversa de ninguém nem tome decisões. Espero que estas dicas o possam ajudar a seguir o seu caminho com mais tranquilidade e felicidade. Façam o favor de ser felizes e tudo de bom para vocês.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 08:43
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Setembro de 2014

Reflexão: Depressão, uma praga social…

Caríssimos,

     A vida é um desafio constante, na qual todos os seres humanos aspiram ou tentam ser algo ou alguma coisa, uma “luta” incessante que cada um de nós mantém, desde o momento da nossa chegada (nascimento). Essa “luta” constante do Ser humano decorre em dois cenários (planos), externo e interno de cada um de nós.

     No plano externo estamos sempre expostos àquilo que nos rodeia, ao meio ambiente e às pessoas com as quais temos de interagir. No plano interno é onde se dá a questão mais complexa, pois é neste plano que o Ser humano tem de se encontrar consigo mesmo, no qual tem a difícil e árdua tarefa de encontrar o equilíbrio entre os planos físico, emocional, mental e espiritual. Esta é a mais difícil de todas as tarefas do Ser humano, a qual exige de cada um de nós uma vigilância constante sobre nós mesmos, em prol do nosso bem-estar.

     Antes de começar esta partilha achei que a explicação anterior fosse necessária para um melhor entendimento da reflexão. Em meu entendimento Depressão define-se assim: “É a não-aceitação do Passado, incerteza no Futuro, que provoca instabilidade no Presente”. (faça uma pausa na leitura e pense na definição que acabou de ler)

     A não-aceitação do Passado em inúmeros casos está intimamente ligada à nossa mente, pois o não entendimento de acontecimentos passados resulta em muitos casos na não-aceitação. Essa não-aceitação vai “prender” a pessoa no “tempo” o que lhe provoca mal-estar no presente, compreendeu? Para melhor compreensão vou-lhe dar um exemplo: Uma determinada pessoa há 5 anos atrás perdeu um parente muito chegado ou terminou um relacionamento (sem que tal tenha sido de sua vontade), incapaz de ultrapassar essa “perda”, a pessoa fica como que “presa” na linha do tempo (na data do acontecimento). Por esse facto torna-se complicado hoje (2014) essa pessoa sentir-se bem, pois a sua mente ficou presa ao acontecimento passado (2009). Como tal e por mais que lhe possa custar, o que lhe vou dizer é apenas e só para seu bem, aceite plenamente o que aconteceu e liberte-se desse acontecimento, causa de muitos dos seus problemas de saúde atuais, e verá como a vida lhe irá sorrir novamente.

     A incerteza no futuro é algo que está ligado directamente à nossa mente, e associado às expectativas, ansiedade, incertezas, medos e receios. Todas estas coisas derivam do facto de atribuirmos demasiada importância a alguns acontecimentos mas principalmente a algumas pessoas. Dar demasiada importância a quem não deveríamos é um erro que quase todos os seres humanos cometem, pois é prejudicial para a nossa estabilidade e equilíbrio. Este é um dos aspectos ao qual você deve dedicar algum tempo e pensar, correcto? Um dia que esteja em sua casa sozinho, pense um pouco na importância que está a atribuir a algumas pessoas, começando por colocar a si mesmo as seguintes perguntas: “Que falta faz esta pessoa na minha vida?”; “Esta pessoa faz parte da minha vida?”; “Qual o contributo desta pessoa para a minha felicidade?”. Outra recomendação que lhe dou é não criar expectativas sobre pessoas e acontecimentos, pois em 99% dos casos nunca acontece o que nós pensamos, relaxe e aceite aquilo que tiver de ser, pois assim evitará dissabores para si mesmo.

     Claro é que, com todas as situações referidas nos 2 parágrafos anteriores, a nossa situação resulta numa instabilidade no presente. Presentemente como é que um Ser humano consegue estar de corpo e alma numa relação, se a alma (mente) ficou presa no passado? Presentemente como consegue ser feliz quando você é a pessoa que mais mal pensa de si mesmo? Presentemente como quer que lhe aconteçam coisas boas quando na sua cabeça predominam os pensamentos ruins? Para encontrar o seu equilíbrio lembre-se que o passado é história, o futuro é um mistério e o presente é uma dádiva que para a podermos viver na plenitude temos de nos libertar do passado e parar de ter preocupações excessivas com o futuro. Seja mentalmente flexível, perdoe o mal que lhe fizeram (sentimentos negativos destroem o nosso interior) e comece hoje a dar a si mesmo o amor e carinho que dá aos outros porque VOCÊ É A PESSOA MAIS IMPORTANTE DA SUA VIDA.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 09:16
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Setembro de 2014

Reflexão: O Futuro…

Caríssimos,

     A Humanidade diverge entre povos, países, culturas, religião, regionalismos e tantos outros aspectos que nos caracterizam e nos “definem” como “oriundos” de uma determinada zona, região ou até mesmo localidade. A Humanidade existe há imensos anos na Terra, e assim, enquanto seres vivos terrestres, foram fazendo a sua evolução ao longo dos tempos, o que é algo natural e legítimo, mas o que muitas vezes me levante a seguinte questão: “Mas que evolução teve a humanidade?”. (pense um pouco sobre a questão)

     Como seres humanos (na sua essência) a evolução tem sido bastante lenta, o que já não se pode dizer relativamente à ciência, medicina, tecnologia, indústria e outras coisas mais. Quando me refiro à evolução enquanto ser humano, refiro-me ao aspecto do Ser no seu todo, o que significa que me refiro às suas partes física (corpo), emocional (sentimentos), mental (cerebral) e espiritual (alma). Psicologicamente falando, desde os seus primórdios, a evolução psicológica/mental foi algo que ficou aquém do que seria esperado, em meu entender. Reparem numa coisa, se pensarmos um pouco na história da humanidade, nas guerras que se travaram, as epidemias que passamos, a pobreza em que vivemos, as ditaduras que suportamos, enfrentar duras batalhas, superar fenómenos naturais, e tantas outras coisas pelas quais a humanidade passou e isso faz-me surgir na mente outra questão: “O que é que a humanidade aprendeu com o seu passado?”. (pense um pouco sobre esta questão)

     Realmente, a expressão popular “o povo tem memória curta” é bem verdade e real, pois hoje em pleno século XXI existe escravatura, fome, guerra, fanatismo religioso, corrupção, regimes ditatoriais, e tantas outras coisas que perduram ao longo de séculos, cuja única diferença são os seres humanos intervenientes, mas será que são mesmo outros? Para aqueles que acreditam na ascensão e nas sucessivas reencarnações (vidas) de uma alma (espírito) em prol do seu aprimoramento, certamente acreditam que são os mesmos que, outrora provocaram tanto mal-estar à humanidade, e apenas estão “encapotados” com outros corpos e outros nomes, mas mantendo no seu ADN o instinto da destruição e malvadez. (pense um pouco sobre estas palavras)

     Assim podemos concluir que a humanidade está “doente” na sua generalidade, logo psicológica/mentalmente a evolução do Ser humano (no contexto geral) está bastante atrasada. Em minha opinião a Humanidade passou a estar em perigo desde o momento que o Ser humano conseguiu fabricar armas de destruição maciça que podem dizimar regiões inteiras, mas porque é que as querem? E se vão parar às mãos de pessoas de má índole? (pense sobre isto) A Humanidade tem entregado os seus desígnios àqueles que detêm poder e às sociedades secretas que manipulam a nossa história e até mesmo as nossas mentes, pois veja-se o ensino, as crianças são “obrigadas” a saber determinadas coisas (estabelecidas pelos governos) ensinando-lhe a história como Eles querem que as crianças saibam, e que em inúmeros casos não se trata do relato real dos acontecimentos. É através desta e outras formas que a humanidade tem sido comandada através da mente, do pensamento colectivo e da influência que isso provoca nos seres humanos.

     Mas afinal de contas, o que é que a humanidade pretende? Fala-se em paz, harmonia, caridade, compaixão e amor, mas constatamos que quem detêm cargos de poder apenas expressa essas palavras bonitas no discurso verbal, mas na prática pouco fazem nesse sentido. Fala-se no Criador (Deus ou outra definição) mas na realidade a maioria das pessoas segue o deus dinheiro, que está ligado aos prazeres da vida terrena (Inveja, Orgulho, Avareza, Ira, Luxúria, Gula e Preguiça) que nada tem a ver com o verdadeiro Criador (Deus ou outra definição). A Humanidade é cada um de nós que, tal como uma gota de água, juntos formamos o Todo (Uno), tal como as gotas de água formam os oceanos, por isso os aconselho a preencherem-se de Amor. Só assim se conseguem transformar em fontes de luz, irradiando o amor para com todos os que o rodeiam, e assim, cada um de nós dando o nosso melhor, poderemos aos poucos ir mudando a humanidade, em prol de um mundo mais pacifico, harmonioso, coerente onde reine a paz, harmonia e o amor incondicional entre os seres humanos, tornando o mundo melhor.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 13:53
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. A Crise de Cura nos Inici...

. Reflexão: Mundo de Ilusão

. As Energias II

. Reflexão: As Energias...

. Reflexão: do Reiki ao Kar...

. Reflexão: O Reiki em inúm...

. Reflexão: A mesquinhez hu...

. Relexão: Guias...

. Reflexão: Caminho do Amor

. Reflexão: A Infelicidade…

. Ensinamentos em Poesia

. Hoje em Poesia

. Reflexão: A Essência do R...

. Reflexão: A Humanidade…

. Reflexão: A Integridade h...

. Reflexão: A Paz Interior…

. Reflexão: Fontes do sofri...

. Agenda de Maio

. Reflexão: Impacto do Reik...

. Projeto de Voluntariado d...

. Reflexão: Enquadramento r...

. Reflexão: O Valor da Pala...

. Reflexão: O Materialismo ...

. Reflexão: O Reiki e o Esp...

. Reflexão: A Humanidade

. Frases para Reflectir

. Reflexão: Linhagens de Re...

. Reflexão: Aproveitamento…

. Reflexão: Depressão, uma ...

. Reflexão: O Futuro…

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007