Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

«Reiki & Terapias Orientais»

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

«Reiki & Terapias Orientais»

24
Set14

Reflexão: Depressão, uma praga social…

Viktor

Caríssimos,

     A vida é um desafio constante, na qual todos os seres humanos aspiram ou tentam ser algo ou alguma coisa, uma “luta” incessante que cada um de nós mantém, desde o momento da nossa chegada (nascimento). Essa “luta” constante do Ser humano decorre em dois cenários (planos), externo e interno de cada um de nós.

     No plano externo estamos sempre expostos àquilo que nos rodeia, ao meio ambiente e às pessoas com as quais temos de interagir. No plano interno é onde se dá a questão mais complexa, pois é neste plano que o Ser humano tem de se encontrar consigo mesmo, no qual tem a difícil e árdua tarefa de encontrar o equilíbrio entre os planos físico, emocional, mental e espiritual. Esta é a mais difícil de todas as tarefas do Ser humano, a qual exige de cada um de nós uma vigilância constante sobre nós mesmos, em prol do nosso bem-estar.

     Antes de começar esta partilha achei que a explicação anterior fosse necessária para um melhor entendimento da reflexão. Em meu entendimento Depressão define-se assim: “É a não-aceitação do Passado, incerteza no Futuro, que provoca instabilidade no Presente”. (faça uma pausa na leitura e pense na definição que acabou de ler)

     A não-aceitação do Passado em inúmeros casos está intimamente ligada à nossa mente, pois o não entendimento de acontecimentos passados resulta em muitos casos na não-aceitação. Essa não-aceitação vai “prender” a pessoa no “tempo” o que lhe provoca mal-estar no presente, compreendeu? Para melhor compreensão vou-lhe dar um exemplo: Uma determinada pessoa há 5 anos atrás perdeu um parente muito chegado ou terminou um relacionamento (sem que tal tenha sido de sua vontade), incapaz de ultrapassar essa “perda”, a pessoa fica como que “presa” na linha do tempo (na data do acontecimento). Por esse facto torna-se complicado hoje (2014) essa pessoa sentir-se bem, pois a sua mente ficou presa ao acontecimento passado (2009). Como tal e por mais que lhe possa custar, o que lhe vou dizer é apenas e só para seu bem, aceite plenamente o que aconteceu e liberte-se desse acontecimento, causa de muitos dos seus problemas de saúde atuais, e verá como a vida lhe irá sorrir novamente.

     A incerteza no futuro é algo que está ligado directamente à nossa mente, e associado às expectativas, ansiedade, incertezas, medos e receios. Todas estas coisas derivam do facto de atribuirmos demasiada importância a alguns acontecimentos mas principalmente a algumas pessoas. Dar demasiada importância a quem não deveríamos é um erro que quase todos os seres humanos cometem, pois é prejudicial para a nossa estabilidade e equilíbrio. Este é um dos aspectos ao qual você deve dedicar algum tempo e pensar, correcto? Um dia que esteja em sua casa sozinho, pense um pouco na importância que está a atribuir a algumas pessoas, começando por colocar a si mesmo as seguintes perguntas: “Que falta faz esta pessoa na minha vida?”; “Esta pessoa faz parte da minha vida?”; “Qual o contributo desta pessoa para a minha felicidade?”. Outra recomendação que lhe dou é não criar expectativas sobre pessoas e acontecimentos, pois em 99% dos casos nunca acontece o que nós pensamos, relaxe e aceite aquilo que tiver de ser, pois assim evitará dissabores para si mesmo.

     Claro é que, com todas as situações referidas nos 2 parágrafos anteriores, a nossa situação resulta numa instabilidade no presente. Presentemente como é que um Ser humano consegue estar de corpo e alma numa relação, se a alma (mente) ficou presa no passado? Presentemente como consegue ser feliz quando você é a pessoa que mais mal pensa de si mesmo? Presentemente como quer que lhe aconteçam coisas boas quando na sua cabeça predominam os pensamentos ruins? Para encontrar o seu equilíbrio lembre-se que o passado é história, o futuro é um mistério e o presente é uma dádiva que para a podermos viver na plenitude temos de nos libertar do passado e parar de ter preocupações excessivas com o futuro. Seja mentalmente flexível, perdoe o mal que lhe fizeram (sentimentos negativos destroem o nosso interior) e comece hoje a dar a si mesmo o amor e carinho que dá aos outros porque VOCÊ É A PESSOA MAIS IMPORTANTE DA SUA VIDA.

NAMASTÊ

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Local/Contacto:

Portugal - Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

Links

FÓRUM DO BLOG

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D