Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

«Reiki & Terapias Orientais»

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

Aqui divulgo Terapias energeticas e/ou holísticas, evolução do Ser e crescimento pessoal. Autor do livro "Partilhas de um Ser" «Mestre de Reiki e Karuna». Tratamentos, Cursos e Workshop's

«Reiki & Terapias Orientais»

02
Jul15

Reflexão: Fontes do sofrimento humano

Viktor

Caríssimos,

     Ao longo dos tempos o “sofrimento” do Ser humano, tem sido relatado e abordado constantemente em inúmeras situações. Infelizmente o “sofrimento” fez parte do passado, existe no presente e permanecerá no futuro, pois enquanto o Ser humano se desrespeitar a Si mesmo, dificilmente se conseguirá libertar desse sentimento.

     O Ser humano, na maioria das vezes, aponta o dedo aos outros, atribuindo-lhes a culpa do seu mal-estar, mas será que é mesmo dos outros? Porque será que as pessoas lhe dizem coisas menos positivas? Porque acha que as pessoas o estão a atacar quando lhe apontam defeitos? Porque teima e observar e criticar os aspetos negativos dos outros? Porque não elogia o seu semelhante nos bons gestos que pratica? [pense um pouco sobre o que leu]

     E se um dia alguém lhe disser que você é 80% culpado do seu sofrimento, gostava? [pense na pergunta] Certamente ninguém gostaria, mas na realidade é uma grande verdade com a qual cada um sente imensas dificuldades em lidar. Quando se irrita com alguém, apenas gera mal-estar para si mesmo, e depois para se voltar a por bem, vai ter uma data de trabalho, será que vale a pena irritar-se? É melhor não se irritar nem permitir que os outros lhe provoquem irritação, pois voltar a sentir-se bem dá trabalho e é chato. Este exemplo que acabei de lhe dar deve-se à excessiva Importância que atribuímos à(s) pessoa(as) que nos provocou essa reação emocional. Este é um pequeno exemplo da grande variedade de exemplos que lhe podia dar, nos quais você imputa sentimentos de “dor” a si mesmo, promovendo a intabilidade do seu plano emocional.

     Seja simples, tenha pequenos objectivos que consiga alcançar (grandes objectivos além de difíceis pode precisar de muito tempo para lá chegar, o que lhe pode provocar ansiedade, exaustão, frustração entre outros sentimentos), analise a quem dá importância, pergunte a si mesmo se aqueles que se dizem seus “amigos” o são verdadeiramente, seja livre não permitindo que outros façam as suas escolhas porque só você vive a sua vida, analise os outros pela sua mente e ética (não seja do tipo “Maria vai com as outras”) não tomando como sua as análises dos outros (Eu mesmo sou amado por uns e odiado por outros), ajude o semelhante sempre que possa mas não tome por suas as dores dos outros. Enfim, muita coisa poderia aqui ser dita, mas não vos pretendo aborrecer com leituras muito grandes.

     Assim, termino esta pequena reflexão, a qual agradeço desde já a sua leitura e caso tenha ficado a pensar é bom sinal, pois significa que pretende fazer algo por si mesmo, amando-se e elevando a sua auto estima. Desejo-lhes boas vibrações, energias, muito amor e sejam felizes.

NAMASTÊ

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Local/Contacto:

Portugal - Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

Links

FÓRUM DO BLOG

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D