.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Segunda-feira, 9 de Maio de 2011

Apego e Ansiedade

APEGO: Há uma história sobre dois irmãos que é assim: Um era mau, porém, muito esperto, o outro era muito teimoso e também muito estúpido. Um belo dia, estavam a correr num campo. O irmão maldoso resolveu divertir-se um pouco e disse: “Fica sentado nesse vale, que eu vou para as colinas e de lá envio-te um grande presente. O presente fará estranhos ruídos e você ouvirá estalos e barulhos esquisitos, mas não deixes de o agarrar até ao meu regresso”. Em seguida subiu o morro, encontrou uma grande rocha branca, aqueceu-a até deixá-la vermelha e fê-la rolar morro abaixo, berrando: “Pronto mano, aqui está seu presente. Pegue-o! Não o largue enquanto eu não voltar!”

     O irmão estúpido estava tão ansioso por ganhar o presente que saiu correndo e agarrou a rocha. O pêlo do couro de animal que estava usando estalou e chiou ao queimar-se. A rocha queimou a pele do animal e depois, queimou-lhe o corpo, mas nem assim ele a deixou cair, supunha que ela fosse valiosa. E por isso falou, dirigindo-se à rocha: “Faça o que quiser comigo que não desistirei de você enquanto meu irmão não chegar”. E teimoso, continuou a mantê-la aconchegada a si, porque a julgava importante para si.

     Nós apegamo-nos da mesma forma a tudo o quanto amamos, ainda que isso pareça ser extremamente frustrante e doloroso, também nos apegamos a nossa meditação, desejando ver cores e visões, experimentar emoções e sensações quentes e conhecer as fases mais elevadas. A nossa mente ainda quer identificar, capturar e manipular a experiência, a fim de ter algo aprazível para relatar-nos. Entretanto, quando nos livramos do nosso apego aos sentidos e sentimentos, podemos nos tornar a própria experiência, e este é o verdadeiro processo da cura.

Tulku

ANSIEDADE: Por meio da atenção, podemo-nos tornar sensíveis às nossas emoções, à medida que elas surgem e, dessa forma, começar a quebrar os nossos padrões emocionais e os apegos a eles. Quanto mais aumenta a nossa atenção, tanto mais tempo dispõe para acção positiva. Para a pessoa que tem percepção do que está a acontecer, três semanas são o mesmo que três meses para pessoas que não a tem. Quando nos lembramos de manter nosso corpo e nossa mente em harmonia com a percepção, familiarizamo-nos com toda a mudança em nossos pensamentos e estados de espírito e podemos nos lembrar de levar a nossa percepção para o meio de qualquer situação capaz de perturbar nosso equilíbrio. Podemos desenvolver a meditação contínua se sustentarmos uma atitude aberta em quaisquer atividades em que estejamos envolvidos. Porque a ansiedade consciente ou inconsciente é a causa de muitos problemas, é importante lidar com ela assim que aparece. O melhor antídoto para a ansiedade é a meditação. Quando aprendemos a controlar as emoções através da meditação, tornamo-nos menos sobrecarregados de problemas, o nosso corpo e a nossa mente imobilizam-se e a ansiedade principia a dissolver-se num calmo relaxamento e quietude. Podemos então começar a trabalhar com os nossos problemas diretamente, pois já não sentimos necessidade de escapar deles. Afrouxam-se naturalmente as nossas tensões e bloqueios. Dessa maneira, já não estamos presos a um ciclo de desejos e ansiedades e podemos desfrutar o viver no nosso corpo e na nossa mente.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 15:45
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 4 de Outubro de 2010

Depois do Adeus

Caros irmãos,

     Aquilo que chama de vida, eu defino como mais uma viagem com estadia na Terra. Apesar de muitos não acreditarem em verdade vos digo que aquilo que define como morte, não é mais que uma pequena viagem de regresso à casa do Pai. Por essa razão e devido à vossa limitação (condição imposta a todos os espíritos que necessitam de passar as provações desse mundo) de mentalidade e consciência, grande parte da humanidade tem pavor da morte, impedindo-os de viver na plenitude. Irmãos, mas após a vossa chegada à Terra essa (morte) é a única coisa certa que têm, pois como qualquer viagem, há sempre ida e volta, portanto vivam os vossos momentos na plenitude tendo sempre a consciência de viver segundo as leis universais e que nada te possa envergonhar perante Deus, mantendo a tua alma pura.

     Mas isto não acontece e as pessoas enquanto visitantes (habitantes) do planeta Terra criam laços profundos, geram sentimentos de inveja, geram apegos a pessoas (também a coisas e ideias) e trabalham em prol do seu ego em detrimento dos trabalhos altruístas. Então quando chega a hora do retorno de alguém que vos é chegado, oh meu Deus, que choros, que gritos, os desesperos, quantas lágrimas e o luto. Isto tudo é fruto do desconhecimento da eternidade do Ser e que cada vida é mais uma viagem na qual embarcámos em prol da nossa aprendizagem no caminho da ascensão, porque afinal todos somos anjos (seres divinos) que andamos a aprender e a estudar para lá chegarmos, através das sucessivas reencarnações ao longo de milénios.

     Desconhecer a verdade não é bom, pois esses seres ficam tão agarrados aos prazeres da vida terrena que, assim que desencarnam ficam em estado de perplexidade com tudo o que estão a visualizar (mundo desconhecido e mentalmente rejeitado) e não aceitando o seu regresso (morte) teimam em ficar a deambular sobre a terra, “prejudicando” os que ainda lá estão, pois para se conseguirem manter nesse estado têm de se agarrar a um ser encarnado (normalmente alguém com o qual sentem afinidade) “sugando” parte da sua energia. Além da energia, a entidade ainda “tenta” que o obsediado (pessoa que tem uma entidade encostada a ela) faça aquelas coisas que enquanto ser vivo (o obcessor) gostava de fazer, para assim ter os seus momentos de prazer. Enfim, é lamentável que assim seja, mas é verdade e a verdade é para ser transmitida em prol da consciencialização dos Seres para o Novo Mundo, fora da dualidade que caracteriza este.

     Termino deixando um apelo a todos os seres de luz: Vamos conjunta e silenciosamente trabalhar em prol do bem-estar de toda a humanidade, ancorando as energias das mais elevadas frequências e emanando a nossa energia de Amor através do nosso coração para todos aqueles a quem a nossa Luz sirva de farol no mar de ideias e caminhos à disposição do nosso semelhante.

     OM… OM… OM…

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Útil ao semelhante...
Música: M80
Publicado por Viktor às 12:09
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Apego e Ansiedade

. Depois do Adeus

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007