.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Quinta-feira, 2 de Julho de 2015

Reflexão: Fontes do sofrimento humano

Caríssimos,

     Ao longo dos tempos o “sofrimento” do Ser humano, tem sido relatado e abordado constantemente em inúmeras situações. Infelizmente o “sofrimento” fez parte do passado, existe no presente e permanecerá no futuro, pois enquanto o Ser humano se desrespeitar a Si mesmo, dificilmente se conseguirá libertar desse sentimento.

     O Ser humano, na maioria das vezes, aponta o dedo aos outros, atribuindo-lhes a culpa do seu mal-estar, mas será que é mesmo dos outros? Porque será que as pessoas lhe dizem coisas menos positivas? Porque acha que as pessoas o estão a atacar quando lhe apontam defeitos? Porque teima e observar e criticar os aspetos negativos dos outros? Porque não elogia o seu semelhante nos bons gestos que pratica? [pense um pouco sobre o que leu]

     E se um dia alguém lhe disser que você é 80% culpado do seu sofrimento, gostava? [pense na pergunta] Certamente ninguém gostaria, mas na realidade é uma grande verdade com a qual cada um sente imensas dificuldades em lidar. Quando se irrita com alguém, apenas gera mal-estar para si mesmo, e depois para se voltar a por bem, vai ter uma data de trabalho, será que vale a pena irritar-se? É melhor não se irritar nem permitir que os outros lhe provoquem irritação, pois voltar a sentir-se bem dá trabalho e é chato. Este exemplo que acabei de lhe dar deve-se à excessiva Importância que atribuímos à(s) pessoa(as) que nos provocou essa reação emocional. Este é um pequeno exemplo da grande variedade de exemplos que lhe podia dar, nos quais você imputa sentimentos de “dor” a si mesmo, promovendo a intabilidade do seu plano emocional.

     Seja simples, tenha pequenos objectivos que consiga alcançar (grandes objectivos além de difíceis pode precisar de muito tempo para lá chegar, o que lhe pode provocar ansiedade, exaustão, frustração entre outros sentimentos), analise a quem dá importância, pergunte a si mesmo se aqueles que se dizem seus “amigos” o são verdadeiramente, seja livre não permitindo que outros façam as suas escolhas porque só você vive a sua vida, analise os outros pela sua mente e ética (não seja do tipo “Maria vai com as outras”) não tomando como sua as análises dos outros (Eu mesmo sou amado por uns e odiado por outros), ajude o semelhante sempre que possa mas não tome por suas as dores dos outros. Enfim, muita coisa poderia aqui ser dita, mas não vos pretendo aborrecer com leituras muito grandes.

     Assim, termino esta pequena reflexão, a qual agradeço desde já a sua leitura e caso tenha ficado a pensar é bom sinal, pois significa que pretende fazer algo por si mesmo, amando-se e elevando a sua auto estima. Desejo-lhes boas vibrações, energias, muito amor e sejam felizes.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 23:35
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Setembro de 2014

Reflexão: O Futuro…

Caríssimos,

     A Humanidade diverge entre povos, países, culturas, religião, regionalismos e tantos outros aspectos que nos caracterizam e nos “definem” como “oriundos” de uma determinada zona, região ou até mesmo localidade. A Humanidade existe há imensos anos na Terra, e assim, enquanto seres vivos terrestres, foram fazendo a sua evolução ao longo dos tempos, o que é algo natural e legítimo, mas o que muitas vezes me levante a seguinte questão: “Mas que evolução teve a humanidade?”. (pense um pouco sobre a questão)

     Como seres humanos (na sua essência) a evolução tem sido bastante lenta, o que já não se pode dizer relativamente à ciência, medicina, tecnologia, indústria e outras coisas mais. Quando me refiro à evolução enquanto ser humano, refiro-me ao aspecto do Ser no seu todo, o que significa que me refiro às suas partes física (corpo), emocional (sentimentos), mental (cerebral) e espiritual (alma). Psicologicamente falando, desde os seus primórdios, a evolução psicológica/mental foi algo que ficou aquém do que seria esperado, em meu entender. Reparem numa coisa, se pensarmos um pouco na história da humanidade, nas guerras que se travaram, as epidemias que passamos, a pobreza em que vivemos, as ditaduras que suportamos, enfrentar duras batalhas, superar fenómenos naturais, e tantas outras coisas pelas quais a humanidade passou e isso faz-me surgir na mente outra questão: “O que é que a humanidade aprendeu com o seu passado?”. (pense um pouco sobre esta questão)

     Realmente, a expressão popular “o povo tem memória curta” é bem verdade e real, pois hoje em pleno século XXI existe escravatura, fome, guerra, fanatismo religioso, corrupção, regimes ditatoriais, e tantas outras coisas que perduram ao longo de séculos, cuja única diferença são os seres humanos intervenientes, mas será que são mesmo outros? Para aqueles que acreditam na ascensão e nas sucessivas reencarnações (vidas) de uma alma (espírito) em prol do seu aprimoramento, certamente acreditam que são os mesmos que, outrora provocaram tanto mal-estar à humanidade, e apenas estão “encapotados” com outros corpos e outros nomes, mas mantendo no seu ADN o instinto da destruição e malvadez. (pense um pouco sobre estas palavras)

     Assim podemos concluir que a humanidade está “doente” na sua generalidade, logo psicológica/mentalmente a evolução do Ser humano (no contexto geral) está bastante atrasada. Em minha opinião a Humanidade passou a estar em perigo desde o momento que o Ser humano conseguiu fabricar armas de destruição maciça que podem dizimar regiões inteiras, mas porque é que as querem? E se vão parar às mãos de pessoas de má índole? (pense sobre isto) A Humanidade tem entregado os seus desígnios àqueles que detêm poder e às sociedades secretas que manipulam a nossa história e até mesmo as nossas mentes, pois veja-se o ensino, as crianças são “obrigadas” a saber determinadas coisas (estabelecidas pelos governos) ensinando-lhe a história como Eles querem que as crianças saibam, e que em inúmeros casos não se trata do relato real dos acontecimentos. É através desta e outras formas que a humanidade tem sido comandada através da mente, do pensamento colectivo e da influência que isso provoca nos seres humanos.

     Mas afinal de contas, o que é que a humanidade pretende? Fala-se em paz, harmonia, caridade, compaixão e amor, mas constatamos que quem detêm cargos de poder apenas expressa essas palavras bonitas no discurso verbal, mas na prática pouco fazem nesse sentido. Fala-se no Criador (Deus ou outra definição) mas na realidade a maioria das pessoas segue o deus dinheiro, que está ligado aos prazeres da vida terrena (Inveja, Orgulho, Avareza, Ira, Luxúria, Gula e Preguiça) que nada tem a ver com o verdadeiro Criador (Deus ou outra definição). A Humanidade é cada um de nós que, tal como uma gota de água, juntos formamos o Todo (Uno), tal como as gotas de água formam os oceanos, por isso os aconselho a preencherem-se de Amor. Só assim se conseguem transformar em fontes de luz, irradiando o amor para com todos os que o rodeiam, e assim, cada um de nós dando o nosso melhor, poderemos aos poucos ir mudando a humanidade, em prol de um mundo mais pacifico, harmonioso, coerente onde reine a paz, harmonia e o amor incondicional entre os seres humanos, tornando o mundo melhor.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 13:53
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Junho de 2014

Auto-destruição Humana

Caríssimos,

     Ao longo dos tempos temos assistido às mais variadas histórias sobre a humanidade, guerras entre povos, povos que foram extintos, jogos de poder, sociedades secretas, religiões, enfim, tantas coisas têm acontecido neste planeta. O Ser humano, desde tempos imemoráveis, sempre ambicionou poder, riqueza e todos os “prazeres” associados à vida terrena do plano material. Tudo isto acontece porque o Ser humano tem, na generalidade, negado a sua espiritualidade ou então faz de conta que a desconhece, com receio de ser criticado perante os outros. Aqueles que não a aceitam porque a desconhecem ainda têm “alguma” desculpa, mas quem a nega tendo conhecimento da mesma, além de não ter desculpa, só vai criar Karma e problemas futuros no seu próprio processo evolutivo.

     Todo o Ser é, através da sua mente o seu próprio “Juiz e Carrasco”, que lhe provoca a sua própria auto-destruição através do seu plano mental. Dogmas, crenças, julgamentos errados, pensamentos negativos, inveja, ansiedade e tantas outras coisas que fazemos a nós mesmos, só servem para nos prejudicar. É como se cada coisa fosse um tipo de “vírus” que instalamos dentro de nós (sistema operativo), que se vai alastrando e “infectando” os componentes (órgãos) do nosso CPU (corpo). Comandando as massas (populações) através da manipulação da opinião pública globalizada, incutindo falsas crenças e notícias, difundida através das religiões e da comunicação social, as organizações secretas vão “comandando” os destinos da Terra e da Humanidade.

     É assim que grande parte da humanidade vive sob um estado de “hipnose” colectiva, vivendo num mundo feito de mentiras que, depois de ditas inúmeras vezes se tornam verdades. Porque é que se esconde a verdade das coisas à humanidade em geral? Porque se andam a destruir uns aos outros e a autodestruírem-se a vocês mesmos? Porque se a verdade fosse partilhada por toda a humanidade, a mesma seria mais equilibrada e assim aqueles que detinham poder não poderiam incutir medos e “escravizar” os estratos sociais mais baixos.

     O conhecimento e a verdade é para ser partilhada e não ocultada, eu vou desempenhando o meu papel nesse sentido, será que tu fazes o mesmo?

     Paz, Harmonia, Felicidade a Amor para toda a humanidade.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 10:47
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Reflexão: Fontes do sofri...

. Reflexão: O Futuro…

. Auto-destruição Humana

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007