Sexta-feira, 13 de Junho de 2014

O Reiki na minha Vida

Caríssimos,

     Muitas vezes as pessoas necessitam de exemplos de vida e/ou vivências para entenderem melhor o que é o Reiki como filosofia de vida, e assim hoje vou partilhar com vocês a minha própria experiência com o Reiki. Desde muito cedo, ainda criança, sentia dentro de mim uma “força” que me impulsionava a ajudar os outros de alguma forma. Enquanto criança e jovem participei em movimentos associativos, fiz muitos trabalhos de grupo (enquanto estudante), fui escuteiro e também bombeiro, este último durante 16 anos.

     Com o decorrer do tempo, arranja-se trabalho, constitui-se família, muda-se de cidade e muitas outras coisas surgem no nosso caminho. Com todas estas coisas, mas principalmente a partir do momento que deixei de ser bombeiro, passado pouco senti que não estava bem. Felizmente não era nenhuma doença, era sim um certo mal-estar dentro de mim mesmo, como se sentisse um vazio dentro de mim, algo que deveria de ser preenchido para me poder sentir “completo”.

     Foi então que, num momento de complexas provações, através da “mão” de um amigo fui levado a uma formação de iniciação ao Reiki. Na verdade, naquele momento desconhecia completamente o que era o Reiki, pois no ano 2000 a informação era extremamente escassa e a internet era algo que ainda não estava tão vulgarizado como nos dias de hoje. Por isso fui literalmente às escuras e sem nenhum tipo de ideias sobre o que era o Reiki, pois até mesmo a pessoa que me levou até ao mestre, também apenas me soube dizer que era uma terapia oriental e que trabalhava com as energias, nada mais.

     Posso dizer que, inesperadamente e sem criar expectativas, fui fazer a formação, a qual gostei bastante. Foi desde esse dia que, como diz o povo, a minha vida deu uma volta, dando inicio a um novo ciclo de vida, uma nova caminhada, uma jornada no universo energético. O Reiki veio preencher “aquele” vazio que sentia dentro de mim, aquela “necessidade” de auxiliar o semelhante, debelando aquele sentimento de mal-estar, que atrás referi, que estava dentro de mim.

     O Reiki fundiu-se comigo transformando-me numa pessoa mais calma, tranquila, sensata, tolerante, amorosa, entre muitas outras coisas que provocaram uma profunda mudança no meu Ser. Ao fundir-se dentro de nós provoca-nos mudanças de dentro para fora, tornando-nos seres mais harmoniosos e integrados com a natureza universal. Claro que todas estas mudanças não se dão apenas e só com a formação de iniciação ao Reiki, é necessário que nós façamos o nosso “trabalho de casa”, mais propriamente a transposição dos 5 princípios do Reiki para a nossa vida quotidiana. No Reiki a regra número 1 é o respeito pelo “livre arbítrio”, seja o nosso ou o do nosso semelhante, por isso as alterações em nós e a capacidade que o mesmo pode exercer no nosso Ser, depende da nossa vontade própria conjugada com as Leis universais, que observam todos os seres de igual forma sem descriminações de nenhum tipo.

     Sejam Luz, sejam Harmonia, sejam Reikianos na sua mais simples e nobre expressão Amor Incondicional.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 11:07
Link | Comentar | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 12 de Maio de 2014

Porque estás triste?

Caríssimos,

     Cada ser humano é muito mais que aquilo que se vê, porque apenas vemos o plano físico do mesmo, mas é também composto pelo plano emocional, mental e espiritual. Por esse facto, ao longo dos tempos têm vindo a ser feitos estudos sobre o ser humano e muito há ainda para ser descoberto.

     Cada um de nós já passou certamente por momentos felizes e infelizes, sendo na generalidade mais frequentes os segundos que os primeiros. Há também um sem número de situações que nos podem causar sentimentos de tristeza, mágoa, solidão, angustia, enfim, tantas situações que nos podem “deitar abaixo”, baixar a nossa auto-estima, nos por de mau humor, nos fazem chorar, nos provocam ira e/ou outros sentimentos negativos. Todas essas situações fazem parte da nossa caminhada e aprendizagem, pois são testes à nossa inteligência emocional, testando a nossa capacidade de controlo das nossas emoções. Controlar as nossas emoções é um grande desafio o qual alguns de nós temos imensas dificuldades em alcançar esse objectivo no decorrer da vida. Em inúmeros casos a tristeza que se “abate” ou “apodera” de nós deriva da incapacidade que temos em controlar as nossas emoções, por isso tenho frisado a importância da nossa Inteligência Emocional (IE).

     Não me querendo alongar demasiado no texto, deixo-lhes algumas dicas para reflectirem de forma a poderem libertar esses sentimentos de tristeza que se instalaram dentro de si: Remova da sua mente a ideia de que os outros são como você, pois isso só lhe vai trazer decepções; Cada um exprime o amor à sua maneira, não espere ser retribuído da mesma forma; Evite criar expectativas para as coisas, aceite apenas com tranquilidade pois o que tiver de ser será; Faça sempre o que for melhor para si, sem desrespeitar o seu semelhante; Quando faz caridade de coração não espere reconhecimento, pois a ingratidão ainda esta dentro de muitas pessoas; Liberte-se de todo e qualquer apego a pessoas ou bens, assim libertar-se-á da maior fonte de sofrimento da Terra. Nada mais tenho a dizer por agora e se conseguirem aplicar as dicas que lhes referi verão o bem que se vão sentir interiormente. Muita paz e amor incondicional para todos.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 15:05
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Reflexão: Quem sou?

Caríssimos,

     Cada ser humano tem as suas vocações, sonhos, convicções, crenças e ambições (na sua infância) e esperam um dia ser médicos, bombeiros, policias, estilistas, professores, engenheiros, jogadores de futebol, enfim, um sem número de coisas que passam na mente das crianças e dos adolescentes. Mas a escolha do que vão ser é condicionada pela vocação que temos, pela família e até mesmo pelos amigos que nos rodeiam. Muitas vezes quando uma pessoa escolhe o que quer ser, mais propriamente a profissão que pretende desempenhar no futuro, condiciona a sua escolha também às perspectivas de mercado (se vai ter trabalho ou não) pensando no seu futuro a longo prazo. Esta foi apenas uma pequena introdução à reflexão que pretendo fazer e que vai começar no parágrafo seguinte.

     Por vezes perguntam-me: Quem és?

       Resposta: Sou aquilo que sou.

     Pergunta: Mas tu trabalhas certo, então és o quê?

       Resposta: Sim trabalho, nesse campo sou… mas continuo a dizer que sou o que sou.

     Pergunta: Mas não respondeu totalmente à minha questão.

       Resposta: Respondi sim. Disse-te o que sou profissionalmente e qual o meu trabalho. Certamente já ouviu falar sobre Jesus Cristo e sobre as palavras por ele ditas, as acções que ele praticava e o exemplo que deixou para a humanidade. Ele mesmo foi amado por uns e odiado por outros, por isso mesmo eu lhe respondo que sou aquilo que sou, nada mais.

     Sou apenas um simples ser humano que, a determinada altura da sua vida, decidiu escolher seguir um determinado caminho, ajudando-me a mim mesmo para poder ajudar aqueles que me procuram com esse propósito. Jamais em tempo algum me achei ser mais que os outros seja naquilo que for, pois cada um é como cada qual e eu sou apenas e só eu, nada mais. Escolhi partilhar com a humanidade (meu semelhante) experiencia e conhecimento que fui adquirindo ao longo dos tempos, uns mais e outros menos conturbados, pelos quais tive de passar para hoje ser aquilo que sou. Senti solidão, rejeição social, desprezo, fome, desgosto, um vazio que se alojou em mim, mas nunca perdi o amor-próprio e a fé, acreditando que ia chegar o dia em que conseguia ultrapassar todas essas barreiras. Foi um caminho moroso, árduo, difícil e doloroso, o qual tive de percorrer sozinho a maior parte das vezes, sem o apoio de ninguém com formação em psicologia ou até mesmo no campo da espiritualidade. Neste caminho nunca me faltou o amor de família, que foi um bom contributo para essa fase da minha caminhada, na qual tive de reaprender conhecimentos, de me encontrar a mim mesmo e de me auto-ajudar, pois exteriormente sentia a crueldade de uma sociedade que não está preparada para este tipo de casos. Encaro tudo isto com tranquilidade, pois sei que tinha de passar por uma experiência de “quase morte” e por todas estas coisas para ser quem hoje sou, um simples ser que tenta ser para o seu semelhante aquilo que nunca foram para ele durante tão conturbado período.

     Por agora vou terminar esta reflexão, desejando-lhes tudo de bom e nunca deixem de ter amor e de acreditar em vocês, porque se eu consegui tu também consegues, sê feliz.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 21:00
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 13 de Abril de 2012

CAMINHADA NA SERRA DE MONCHIQUE COM REIKI

Caminhada na zona do Cerro das Pedras
      Caminhemos em harmonia, paz e amor, impregnando os nossos corpos com as energias da mãe natureza, contemplando a maravilhosa paisagem da Serra Algarvia. Sinta o ar puro percorrer todo o seu corpo em conjunto com a maravilhosa obra do Criador.

Data: Dia 28 de Abril (Sábado)
Ponto de Encontro: 9h jundo ao Heliporto (depois dos Bombeiros)
 Partida: 9:20h
 Distância: 4 Km's
 Duração: 2h

     Depois da caminhada entre trilhos na natureza, em conjunto faremos uma meditação guiada para limpeza e energização corporal de todos os participantes, revitalizando corpo e mente.

13:00h: Almoço Convívio entre todos os participantes com entradas, prato, sobremesa e bebidas.

Valor: 15* [para despesas de logística, seguro individual do passeio e almoço]

INSCRIÇÕES: Para poder participar deve solicitar a ficha de inscrição para um dos seguintes e-mail's:
 - reinaldoalves@sapo.pt
 - mestreviktor@gmail.com

ACTIVIDADE ZEN NO SEIO DA NATUREZA, ESPERAMOS POR SI...

Publicado por Viktor às 18:00
Link | Comentar | favorito
Domingo, 24 de Julho de 2011

Cont. da Reflexão...

          Muitos seres pretendem dar um novo rumo/sentido às suas vidas, iniciando uma nova caminhada/etapa da sua mais ou menos longa estadia na Terra. É claro que cada um de nós é moldado mediante a educação que lhe é dada, que servirá de base para a caminhada no decurso da vida. Essa evolução dá-se também ao nível da consciência do Ser, pois consoante a idade vai avançando, a mesma vai evoluindo na procura do aperfeiçoamento, conhecimento, harmonia e felicidade (evolução da consciência). Mas para uma coisa os alerto, esse progresso faz-se calmamente e terá de se fazer acompanhado por outras pessoas, pois o Ser por si só tem inúmeras dificuldades que sem uma orientação de outro Ser o caminho torna-se árduo e desesperante. Existe no “mercado” uma grande quantidade de livros sobre os mais variados temas, muita informação na internet e vai surgindo também na televisão, a qual tem grande utilidade para o fenómeno de consciencialização global a que assistimos. Contudo porém, depois de ler ou ouvir todo o Ser Humano tira as suas ilações, mediante o seu nível de consciência, mas surgem sempre algumas questões e dúvidas que pretende esclarecer. Por estas e outras razões é de importância vital ser acompanhado por alguém que lhe possa dar os devidos esclarecimentos, ou então participar num grupo de reflexão que, semanalmente se reúne, para a realização de diversas actividades em prol de todos os participantes e de terceiros.

          Anteriormente quando mencionei “grupo de reflexão”, estava-me a referir ao REIsocialKI®, Projecto Social que desenvolvo semanalmente. Este é levado a cabo por mim aqui em Albufeira todas as quartas-feiras às 21h e pela Drª Isabel em Vermoim (V.N.Famalicão) de 15 em 15 dias. No que a este projecto diz respeito, os participantes levam os seus donativos (roupas e/ou alimentos) que posteriormente são canalizados para Instituições de Solidariedade Social, ou até mesmo entregues em campanhas de rua directamente aos sem-abrigo e desfavorecidos da sociedade. Estes encontros são abertos a todos os que pretendem participar, pois as mais diversas actividades que se levam a cabo são de carácter geral, não sendo obrigatório ser-se Reikiano para participar. O objectivo principal do projecto é sem dúvida alguma o de promover a recolha de donativos para serem doados aos mais carenciados, não obstante também o de promover as boas práticas terapêuticas e o bem-estar entre todos os participantes.

     Assim, cada Ser que está a iniciar-se pelos caminhos da espiritualidade, pelo que a minha experiência me indica, deve-o fazer acompanhado ou então ter alguém de conhecimento espiritual mais elevado, de forma a que o possa ir elucidando e esclarecendo, pois a caminhada é longa e muitas vezes tem-se esta sensação: “Quanto mais leio e estudo menos sei…” . Na espiritualidade o caminho é assim, mas para que o possa fazer de uma forma melhor, faça-o sempre com amor, respeito e compaixão pelo semelhante, respeitando as escolhas dos outros.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 19:52
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2011

Ajuda…

Irmão,

      O Reiki é uma terapia holística, tal como outras, que tem por base a manipulação/canalização das energias corporais, em prol do bem-estar nos níveis físico, emocional, mental e espiritual, de quem recebe a aplicação / sessão / tratamento. É claro que uma consulta ou sessão não se resume apenas a uma aplicação energética, mas também a uma conversa de consciencialização psicológica do paciente. Esta é a minha forma de estar e ser, muito própria.

      Ajudar o semelhante não é colocar-lhe o peixe no prato para comer, é dar-lhe a cana e ensiná-lo a pescar. Dar-lhe uma orientação, atenção e carinho, dedicando-lhe algum tempo é algo que conforta qualquer pessoa, mas não nos podemos esquecer de nós próprios. Sim, este é também um aspecto a ter em linha de conta, pois por vezes a nossa vontade de ajudar é tanta que literalmente nos esquecemos de nós, e depois lá estamos a servir de esponja, absorvendo as energias menos positivas do paciente, o que provoca um certo “sofrimento” a quem pratica, sobretudo àqueles que ainda estão a iniciar que se encontram algo limitados em termos de ferramentas para proceder à sua respectiva limpeza e restauro de bem-estar. O que lhes digo é a mais pura das verdades, pois é isso que deve ser dito e explicado às pessoas e não encapotado. É claro que ajudar o semelhante me dá uma enorme felicidade interior, mas também nos gera algum desgaste, sobretudo quando por esquecimento não nos protegemos. Sim, isto deve ser dito e esclarecido às pessoas, porque a verdade é aquela que sempre prevalece em detrimento da calúnia, infâmia, injúria e encobrimento. As pessoas necessitam de ser esclarecidas sobre as coisas, principalmente quando pretendem saber o que vão encontrar quando entrarem no mundo do Reiki. É sem dúvida um fantástico mundo onde muitas coisas incríveis acontecem, mas tem também algumas coisas menos boas, tal qual uma rosa tem os seus espinhos no caule, porque explicar às pessoas o Reiki só falando dos aspectos positivos faz lembrar os vendedores de banha da cobra.

      Outra coisa é o nosso trabalho social, ou seja, os serviços que no percurso da nossa vida, vamos realizando em prol do nosso semelhante. Antes de mais deixe que lhe diga que, para podermos executar um trabalho desses temos de estar bem. Estar bem é sentirmo-nos bem connosco mesmos, aceitarmo-nos e amarmo-nos mais do que a qualquer outra pessoa, pois assim vão conseguir irradiar luz e amor por todos os poros corporais, tornando-se um foco de luz e amor para com todos os que cruzam o nosso caminho. Gosto de ser assim, e isto dá-me uma enorme felicidade interior e bem-estar comigo mesmo. Neste planeta todos temos as mesmas capacidades e como tal, o que eu sou capaz de fazer vocês também são e se estou aqui vocês também podem cá chegar. Dê valor a si mesmo, ame-se, acredite mais em si, seja mais confiante e verá que o seu dia ficará repleto de luz, amor e harmonia.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: RFM
Publicado por Viktor às 11:43
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 25 de Janeiro de 2011

Querem saber…

Caros Irmãos,

      Ao longo dos anos tenho-me dedicado cada vez mais a esta causa que empreendi. É algo que faço com imenso gosto e dedicação diariamente. Normalmente estou pelo Sul (Albufeira), mas também me desloco frequentemente para outras zonas, tais como Lisboa, Famalicão, Guarda e Odemira. Nesses locais e arredores há sempre pessoas que manifestam algum interesse em saber onde e quando realizo por lá as minhas actividades ou quando estarei por lá, de forma a participarem ou até mesmo conhecerem-me pessoalmente. Já em tempos aqui os informei que, caso pretendam receber regularmente informações sobre as minhas actividades holísticas no seu e-m@il, faça-me chegar esse pedido para o meu mail [mestreviktor@gmail.com].

      Desde já os informo que se encontram abertas inscrições para as formações na Covilhã, Famalicão, Serpa, Albufeira e Lisboa, para as diversas formações (iniciação ao Reiki, Reiki nível 2 e Karuna).

       Em prol do meu semelhante, continuo a desenvolver o Projecto Social REIsocialKI® bem como a publicar textos no blogue e no facebook, sempre com o intuito de divulgar e difundiras terapias holísticas e também contribuir para o bem-estar do meu semelhante. Há variadas formas de ajudar (palavra, voz e acção) as quais disponibilizo sempre com muito amor e compaixão. Todos aqueles que me procuram são o fuel que me dá cada vez mais ânimo para continuar na minha caminhada, fazendo da felicidade deles a minha felicidade.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: RFM
Publicado por Viktor às 11:40
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. O Reiki na minha Vida

. Porque estás triste?

. Reflexão: Quem sou?

. CAMINHADA NA SERRA DE MON...

. Cont. da Reflexão...

. Ajuda…

. Querem saber…

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007