Terça-feira, 22 de Março de 2011

Pelos outros… …por nós

Caros Irmãos,

     Viver neste recanto do universo (Terra) deverá ser encarado como um privilégio, ainda mais numa altura destas em que o planeta se encontra numa fase de transição. Ao longo do tempo tenho-lhes vindo a dizer que a melhor forma de viver neste planeta é viver no Amor, acordar com Amor, passar o dia com Amor e deitar-se repleto de Amor. Viver assim é amar em vez de odiar, dar amor a quem dá desprezo, acalentar a alma daqueles que se sentem marginalizados, servir de orientação a quem se sente perdido, servir de luz àqueles que estão na escuridão, dar apoio àqueles que se encontram desequilibrados, servir de amparo àqueles que estão em queda, dar vós aqueles que tantas vezes são silenciados, dá carinho àqueles que estão carentes, enfim, é ser diferente daquilo que o Ser humano define como “ser vulgar”.

     Viver no molde que anteriormente mencionei não é algo fácil, dá o seu trabalho e é algo também que leva tempo, pois inúmeros factores têm de ser conjugados em certo sentido, para que se possa abraçar essa missão de corpo e alma. Ter uma vida idêntica à de tantas outras pessoas (trabalho, família, casa, etc…) mas dedicar-se de corpo e alma em prol do semelhante é um trabalho bonito, mas para o qual é necessário em muitos casos ter a coragem de avançar e fazer, pois infelizmente há sempre quem ache que este tipo de coisas são literalmente uma perca de tempo.

     Para poder levar o bem-estar a todos os que participam e usufruem das actividades que desenvolvo gratuitamente, criei e registei o Projecto Social REIsocialKI® em funcionamento desde 2009. A página oficial do mesmo é: http://reisocialki.blogs.sapo.pt/ . O mesmo é levado a efeito todas as quartas-feiras às 21h em ALBUFEIRA (semanalmente), de três em três semanas em VERMOIM no “SOS – Saúde e Beleza” pela Dr.ª Isabel Romba e algumas vezes (não regulares) na COVILHÃ pela Dr.ª Anabela Martins na Avenida da Anil. Todos os donativos angariados nestes eventos (roupas, alimentos, livros e outro material) são posteriormente entregues aos sem-abrigo (em mão própria) ou a instituições se solidariedade social credíveis. Este é um projecto que se encontra em expansão que pretende servir o maior número de pessoas, em prol de um mundo melhor, mais coerente, mais social e humano em prol do bem-estar comum universal.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: RFM
Publicado por Viktor às 14:13
Link | Comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2011

Reflexão… humanidade...

Caros Irmãos,

     Todo Homem que observa e reflecte não pode dissimular que a sociedade moderna atravessa uma crise ameaçadora. Uma profunda decomposição a corrói surdamente. Os ódios que dividem as classes, o engodo do lucro, o desejo dos gozos, tornam-se a cada dia mais rudes, mais ardentes. Quer-se possuir a todo preço. Todos os meios são bons para adquirir o bem-estar, a fortuna, único objectivo que se julga digno da vida. Tais aspirações não podem produzir senão duas consequências: o egoísmo impiedoso entre os felizes, o desespero e a revolta entre os infortunados. A situação dos pequenos, dos humildes é dolorosa, e muito frequentemente, mergulhados numa noite moral onde nenhuma consolação ilumina, são levados a procurar no suicídio o fim de seus males.

     O espectáculo das desigualdades sociais, os sofrimentos de uns, em oposição às aparentes alegrias e a indiferença de outros, atiçam entre os deserdados ardentes cobiças. Daí então a reivindicação de bens materiais se acentua. Basta que as massas inferiorizadas se levantem, e o mundo estará perto de ser abalado por atrozes convulsões.

     A ciência é impotente para conjurar o mal, recuperar caracteres, curar as feridas dos combates da vida. Na realidade na nossa época, quase que só existem ciências especializadas em certos aspectos da natureza, reunindo fatos, trazendo ao espírito humano uma soma de conhecimentos que lhe é própria. Foi assim que as ciências físicas se tornaram prodigiosamente enriquecidas após meio século, mas nessas construções falta o laço de união e de harmonia. A ciência por excelência, aquela que da série de fatos remonta à causa que os produziram, que deve religar, unir essas diversas ciências numa grande e magnífica síntese, fazendo brotar uma concepção geral da vida, fixando os nossos destinos, destacando uma lei moral, uma base de melhoria social, esta ciência universal, indispensável, ainda não existe.

     Se as religiões agonizam, se a fé vigilante morreu, se a ciência está impotente para fornecer ao homem o ideal necessário, para regulamentar sua marcha e melhorar as sociedades, ficaremos todos, então, sem esperança?

     Não, porque uma doutrina de paz, fraternidade e progresso se eleva sobre o mundo conturbado, vindo apaziguar os ódios selvagens, acalmar as paixões, ensinar a todos a solidariedade, o perdão, a bondade e o AMOR.

     Ela oferece à ciência esta síntese, aguardada, sem a qual tudo permaneceria para sempre em estado estéril. Triunfa da morte e, para adiante desta vida de provas e de males, abre ao espírito as perspectivas radiosas de um progresso sem limites na imortalidade.

     Diz a todos: Venham a mim, eu os aquecerei, os consolarei, tornarei as vossas vidas mais doces, a coragem e a paciência mais fáceis, as provas mais suportáveis. Acalmarei com uma poderosa razão os seus obscuros e tortuosos caminhos. Àqueles que sofrem darei a esperança; aos que procuram, darei a luz; aos que duvidam e desesperam, darei a certeza e a fé.

     Diz ainda: «Sejam irmãos, ajudem-se, socorram-se em sua marcha colectiva. Os seus objectivos estão além desta vida material e transitória; será nesse porvir espiritual que vocês se reunirão como membros de uma só família, ao abrigo das preocupações, das necessidades e dos inúmeros males. Mereçam-no então pelos seus esforços e trabalhos!»

     A humanidade se erguerá grande e forte no dia em que esta doutrina, fonte infinita de consolações, for compreendida e aceite. Nesse dia, a inveja e a raiva se extinguirão no coração dos pequeninos; o poderoso, compreendendo que tem sido fraco, e que pode redimir-se, que a sua riqueza é apenas um empréstimo do alto, tornar-se-á mais caridoso e mais dócil com os seus irmãos infelizes. A ciência, concluída, fecundada pela nova filosofia, verá cair diante dela as superstições e as trevas. Não mais ateus e cépticos. Uma fé simples, grande, fraterna, se estenderá sobre as nações, fazendo cessar os seus ressentimentos e as profundas rivalidades. A Terra, liberta dos flagelos que a devoram, prosseguindo a sua ascensão moral, elevar-se-á um degrau na escala dos mundos.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Feliz por partilhar com todos
Música: M80
Publicado por Viktor às 11:02
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 14 de Setembro de 2010

Porquês...

Caros amigos,

O ser Humano vive constantemente numa azáfama (stress, tensão, pressão, cansaço, etc.) entre trabalho, casa e família. As pessoas vivem assim porque continuam a viver pelas regras “ditadas” pela sociedade em que estão inseridas e eu pergunto, mas porquê? Porquê viver quase num constante sobressalto? Acha que isso é saudável? Porque não age por si? Porque fazes tudo aquilo que as outras pessoas fazem? Porque achas estranho ver um casal homossexual? Porque não admites quando erras? Então agora seguem-se as respostas às questões supracitadas.

Porquê viver quase num constante sobressalto?

A maioria das pessoas vive assim porque muitas vezes se esquecem do seu corpo e da integridade do seu Ser, nos níveis físico, emocional, mental e espiritual. Vivem para a sua realização pessoal e profissional que muitas vezes não é mais do que alimentar o seu ego, vivendo competindo com os outros. Sim lembram-se do corpo, porque sentem que estão mais gordos, porque lhe surge uma doença, porque têm uma dor, mas é claro, quando o corpo se queixa lembram-se dele, mas quando estão bem não lhe dão importância e assim não zelam pela manutenção de aquilo que os permite estar neste plano (terra). Viver em sobressalto não é nada saudável nem para si nem para quem o rodeia.

Porque não age por si?

Pare, pense e faça uma reflexão sobre isto: Quantas decisões importantes na sua vida foram tomadas única e exclusivamente por si, consoante a sua mente, pensamento e vontade? Pois é, muitas das decisões que tomas são coadunadas com os paradigmas da sociedade actual e das leis humanas que são falíveis em muitos aspectos que apenas servem uma sociedade capitalista na qual o papel social é sempre relegado para segundo plano.

Porque fazes tudo aquilo que as outras pessoas fazem?

Levas uma vida dita normal porque fazes aquilo que toda a gente faz (casa->trabalho, trabalho->casa). Se gostas de fazer outras coisas, se tens sonhos e projectos que gostarias de realizar, porque não tomas a iniciativa de arrancar com eles? Não receies se acham que és diferente.

Porque achas estranho ver um casal homossexual?

És quem és e os teus gostos bem como a tua orientação sexual só a ti diz respeito por isso sê tu próprio, na tua verdadeira essência. Sentes-te desconfortável porque te apontam? Não sintas, pois isso é uma atitude de pessoas de nível espiritual baixo que vivem agarradas aos paradigmas da velha sociedade. Assumires que és é um acto de coragem pessoal, mas os outros marginalizarem-te por isso é porque têm graves problemas com aquilo que se define como Aceitação, pois não conseguem aceitar a diferença, ou seja, o facto de seres diferente. Como vivemos em comunidade, aceitemo-nos uns aos outros com as nossas virtudes e defeitos pois ninguém é 100% perfeito.

Porque não admites quando erras?

Admitir o erro é um acto de coragem e revela humildade por parte da pessoa, ao contrário do que a maior parte das pessoas faz. As pessoas têm enorme dificuldade em assumir os seus erros porque gostam de viver de aparências e fachadas e assumir isso seria, no entender delas, estar a desvalorizar-se perante os outros indo contra o seu ego. Vamos humildemente aceitar e agradecer quando nos alertam para algo e nos mostram uma solução, pois isso é aquilo que defino como crítica construtiva ( o mesmo já não, caso a critica seja meramente destrutiva).

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:52
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Outubro de 2009

Energia Inesgotável

De séculos de actividade chegamos ao ponto focal, onde as experiências das idades entram em acção instantânea, onde todo o tempo e espaço converte-se na única Presença de Deus em acção agora.

Sabendo que é a Presença de Deus "EU SOU” que bate no vosso coração, sabeis que o vosso coração é a Voz de Deus e que, à medida em que vocês meditam e dizem: "EU SOU” a Suprema e inteligente actividade de minha Mente e do meu Coração" trareis para vós o verdadeiro e divino sentimento em que podeis confiar:

Há tanto tempo vem a humanidade amando apenas na periferia do círculo. Uma vez que o estudante se torne verdadeiramente convincente que Deus é Amor e que a actividade de Deus-Amor projecta-se pelo coração, compreenderá que, ao enfocar sua atenção no desejo de projectar Amor para qualquer propósito, pode produzir este sentimento em grau ilimitado. Este é o privilégio supremo da actividade externa da consciência. A humanidade não compreendeu, até agora, que o Amor é um Poder, uma Presença, uma Inteligência, uma Luz e uma Entidade, que pode ser exaltada até tornar-se uma fogueira ilimitada. Está na capacidade de todo o indivíduo, especialmente se é estudante da Luz, de gerar esta Presença de Amor que se converte em uma invencível, inesgotável, pacificadora entidade, presente onde quer que o indivíduo a dirija.

Há os que dizem e crêem que "ao Amor não se dá ordens". E eu vos digo que o Amor é o Primeiro Principio da Vida e pode ser gerado em qualquer grau e sem limite nenhum, para uso infinito. Tal é o privilégio majestoso, o uso da direcção cons­ciente que se pode dar ao Amor.

Quando digo "gerar", quero dizer o abrir a porta pela devoção consciente à emanação desta fonte inesgotável de Amor Divino; que é o Coração de vosso Ser, o Coração do Universo.

Pela contemplação deste poder infinito do Amor, os estudantes convertem-se em uma fonte dessa emanação, de cujo uso infinito poderão dispor, dirigindo-o conscientemente.

Quando desejais expressar vossa liberação de tais e quais actividades externas, males dolorosos etc., Eu vos recomendo afirmar: EU SOU a Presença que ordena, a Energia inesgotável, a Sabedoria Divina fazendo com que meu desejo seja cumprido". Isto vos libertará de quaisquer condições indesejáveis de acordo com o grau de energia que a lei do vosso Ser possa permitir. E, agora, que sabeis isto, podeis saber, também que: "Na Presença "EU SOU" agora permaneço intocado por toda condição exterior perturbadora: Sereno, eu cruzo meus braços e confio na acção perfeita da Lei Divina e na Justiça do meu Ser, ordenando que tudo em meu círculo apareça em perfeita Ordem Divina".

Este é o maior privilégio do estudante e deve ser sua inspiração a todo momento. Aqui vos direi algo que deve ser muito animador para cada estudante que está lutando por alcançar a Luz. Ele está sendo temperado com o melhor aço, para que dure o maior tempo possível e suporte melhor a tudo, e seja o mais forte. Isto é o que a experiência da vida traz ao indivíduo. Quando alguém anseia ser liberado e continua sofrendo experiências atribuladoras, estas não são mais do que o fortalecimento do carácter para dar a ele a última, perfeita e eterna Maestria sobre todas as coisas exteriores. Podeis, pois, com esta compreensão, regozijar-vos da experiência, pois ela vos está aproximando da gloriosa, maravilhosa Presença "EU SOU", para que mergulheis nela.

Assim, amados estudantes, não vos desespereis em meio às experiências que parecem pesar sobre vós. Enfrentai-as com alegria, porque, cada passo para a frente, leva à Meta Eterna e não tem que ser repetido. Que o estudante recorde-se sempre do afirmar: "EU SOU a Força, a Coragem, o Poder de adiantar, através de toda experiência, qualquer que seja, e permaneço alegre, elevado, cheio de Paz e harmonia em todos os momentos, pela gloriosa Presença que EU SOU".

Para o atleta, o momento antes da disputa está cheio de gloriosa expectativa, porém, à medida que se avizinha da meta e o adversário se aproxima, usa todos seus últimos esforços, o ar esgota-se e, com o último salto, alcança a linha da vitória. Assim também ocorre com os estudantes na Senda. Sabem que, com a prática da Presença "EU SOU", não podem errar, de modo que só devem "apertar o cinto", armar-se para o que seja necessário, e dizer adeus ao adversário. Porém, mais feliz que o atleta é o estudante que sabe, desde o princípio, que ele não pode fracassar porque, "EU SOU a Energia Inesgotável e Inteligente, sustentando-me”.

O poder de transmutação está contido na Presença "EU SOU". Isto deve ser lembrado em todo o momento. "EU SOU o Princípio vital neste meu corpo. Em todas partes, até no coração de Deus, sou a Inteligência governante do Universo. Logo, quando eu quiser transmutar algo, não importa o que seja, eu sei que "EU SOU" o Poder actuante, EU SOU a Inteligência dirigente, "EU SOU” a substância que está sendo utilizada e que agora trago à manifestação visível para meu uso".

A meditação desta frase, que acabo de dizer, permitirá às pessoas entrarem nesta Actividade sem tensão nem ansiedade.

Fonte: Livro de Ouro de Sait Germain

Saudações Estelares

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 02:20
Link | Comentar | favorito
Sábado, 20 de Junho de 2009

Oração por aqueles que sofrem…

         Meus Deus, cuja bondade é infinita, dignem suavizar a amargura da situação de (nome da pessoa), se for essa a vossa vontade.

         Bons espíritos, em nome de Deus Todo-Poderoso, suplico-vos que o assistais nos seus sofrimentos. Se, no interesse dele, não lhe puderem ser poupados, fazei-o compreender que são necessários ao seu progresso. Dai-lhe a confiança em Deus e no futuro que os tornará menos amargos. Dai-lhe também a força para não sucumbir ao desespero que lhe faria perder o proveito e tornaria a sua situação futura ainda mais penosa. Conduzir o meu pensamento para ele e fazei que o ajude a manter a sua coragem.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:00
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Junho de 2009

O Grande Doador

Ele não era médico e levantou paralíticos e restaurou leprosos, usando o divino poder do amor.

Não era advogado e elegeu-se o supremo defensor de todos os injustiçados do mundo.

Não possuía fazendas e estabeleceu novo reino na Terra.

Não improvisava festas e consolou os tristes e reergueu o bom ânimo das almas desesperadas.

Não era professor consagrado e fez se o Mestre da Evolução e do Aprimoramento da Humanidade.

Não era Doutor da Lei e criou a universidade sublime do bem para todos os espíritos de boa vontade.

Padecendo amarguras - reconfortou a muitos.

Tolerando aflições - semeou a e a coragem.

Ferido - curou as chagas morais do povo.

Supliciado - expediu a mensagem do perdão e do amor, em todas as direcções.

Esquecido pelos mais amados - ensinou a fraternidade e o reconhecimento.

Vencido na cruz – revelou a vitória da vida eterna, em plena e gloriosa ressurreição, renovando os destinos das nações e

santificando o caminho dos povos.

Ele não era, portanto, rico e engrandeceu os celeiros dos séculos.

Quem oferecer, assim, o coração, em homenagem ao Divino Amor na Terra, poderá, desse modo, no exemplo de Jesus, embora anónimo, aflito, apagado ou crucificado, atender à santificada colaboração com Deus, a benefício da Humanidade.

Espírito: ANDRÉ LUIZ

Médium: Francisco Cândido Xavier

Livro: “Antologia Mediúnica da Natal”

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:04
Link | Comentar | favorito
Sábado, 13 de Junho de 2009

O Egoísmo

O egoísmo, chaga da Humanidade, tem que desaparecer da Terra, a cujo progresso moral obsta. Ao Espiritismo está reservada a tarefa de fazê-la ascender na hierarquia dos mundos. O egoísmo é, pois, o alvo para o qual todos os verdadeiros crentes devem apontar suas armas, dirigir suas forças, sua coragem. Digo: coragem, porque dela muito mais necessita cada um para vencer-se a si mesmo, do que para vencer os outros. Que cada um, portanto, empregue todos os esforços a combatê-lo em si, certo de que esse monstro devorador de todas as inteligências, esse filho do orgulho é o causador de todas as misérias do mundo terreno. É a negação da caridade e, por conseguinte, o maior obstáculo à felicidade dos homens.

Jesus vos deu o exemplo da caridade e Pôncio Pilatos o do egoísmo, pois, quando o primeiro, o Justo, vai percorrer as santas estações do seu martírio, o outro lava as mãos, dizendo: Que me importa! Animou-se a dizer aos judeus: Este homem é justo, por que o quereis crucificar? E, entretanto, deixa que o conduzam ao suplício.

É a esse antagonismo entre a caridade e o egoísmo, à invasão do coração humano por essa lepra que se deve atribuir o fato de não haver ainda o Cristianismo desempenhado por completo a sua missão. Cabem-vos a vós, novos apóstolos da fé, que os Espíritos superiores esclarecem, o encargo e o dever de extirpar esse mal, a fim de dar ao Cristianismo toda a sua força e desobstruir o caminho dos pedrouços que lhe embaraçam a marcha. Expulsai da Terra o egoísmo para que ela possa subir na escala dos mundos, porquanto já é tempo de a Humanidade envergar sua veste viril, para o que cumpre que primeiramente o expilais dos vossos corações.

Emmanuel (Paris, 1861.)

Do Livro: “O Evangelho Segundo o Espiritismo” – Capítulo XI – Item 11

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 21:03
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Pelos outros… ...

. Reflexão… humanidade...

. Porquês...

. Energia Inesgotável

. Oração por aqueles que so...

. O Grande Doador

. O Egoísmo

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007