.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Terça-feira, 7 de Janeiro de 2014

Crença ou Descrença…

Caros leitores,

Os tempos estão conturbados,

Vivem-se momentos de agitação,

Com tantas duvidas na mente,

Sentimos receio de qualquer acção;

         A nossa mente é atormentada,

         Por pensamentos e conceitos errados,

         Que nos provocam aquela sensação,

         De estarmos completamente isolados;

Ao sermos educados numa religião,

Acabamos por gerar certas crenças,

Assim com o passar dos anos,

Vamos observando e ditando sentenças;

         Muitos seres andam confusos,

         Com muitas coisas para tratar,

         Agora estão desorientados,

         Sem saber para que lado se virar;

Pedem ajuda a Deus,

Pois dizem ser essa a sua crença,

Mas o Deus que deviam venerar,

Já o colocaram em descrença;

         Em detrimento do único Deus,

         Veneram o Deus dinheiro,

         Como paga andam carecas,

         Como alguns que vão ao barbeiro;

Vivo algo atormentado,

Não sei o que fazer,

Com decisões importantes para tomar,

Mas sem saber o caminho a escolher;

         Devo parar e reflectir,

         para chegar a uma conclusão,

         Sem dúvida que a sua melhor escolha,

         Será sempre a do coração;

Seguir o caminho do coração,

Tem as suas ambiguidades,

Podem sempre tomar essa decisão,

Independentemente das idades;

         Escolha o que é melhor para si,

         Começando por se libertar do passado,

         Não transporte consigo esse fardo,

         Assim ficará muito cansado;

Ame-se acima de tudo,

Você é a pessoa mais importante da sua vida,

Se colocar os outros à sua frente,

Esta será mais uma vida perdida;

         Você é o responsável pela sua vida,

         Por tudo aquilo que lhe acontece,

         Faça sem o seu melhor,

         Independentemente de quem o reconhece;

O mais importante é estar bem,

Com a sua consciência,

Se não acreditarem no que diz,

Tenha para com eles paciência;

         A verdade vem sempre ao de cima,

         Tudo acaba por se saber,

         Julgar apenas pelas aparências,

         É um erro que se costuma cometer;

Tenha fé no verdadeiro Deus,

Aquele que todos ama por igual,

Não aos falsos “Deus” que nos iludem,

Fazendo-nos acreditar no caminho do mal;

         O único e verdadeiro Deus,

         Ensina o caminho da compaixão e amor,

         Através dos gestos e das palavras,

         Libertando os seres do mal e da dor;

Emana luz divina para todos,

Através do amor e do perdão,

Somos todos fontes de luz,

Provenientes do seu coração;

         Sou apenas o que sou,

         Sem ser um grande ser humano,

         Espero poder dar mais compaixão,

         E amor ao semelhante neste novo ano.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 11:41
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Março de 2010

…mais questões…

Então mas já curas-te pessoas com o Reiki, além de haver relatos sobre isso. Porque dizes que não cura por si só?

Digo isto porque as pessoas menos informadas acerca desta prática, quando procuram um terapeuta parece que vão com a ideia que Ele tem uns pozinhos de “perlim pim pim”, deita-os em cima do paciente e Ele fica curado. A cura é um acordo entre 3 partes (paciente, terapeuta, divino), sendo que o divino engloba algumas Leis, tais como a do merecimento, a causa/efeito, da vida e sobre a Lei Maior que regue um conjunto de Leis menores que é a Lei da Morte.

Como é que o Terapeuta vê a doença?

Para muita gente a doença é um problema, para o Terapeuta a doença é apenas um obstáculo no nosso caminho de aprendizagem na grande escola da vida.

Assim sendo como se combatem esses obstáculos?

Os mesmos devem ser combatidos na sua origem e não na causa, pois assim apenas se está a proporcionar algum bem-estar momentâneo, que mais tarde virá novamente ao de cima. Procurar a origem e combater o obstáculo lá, permite que o mesmo seja definitivamente eliminado.

O Reiki pode-nos ajudar nos nossos relacionamentos pessoais e sociais?

Sim pode, seguindo as orientações que o terapeuta lhe dá nas consultas, mas sobretudo ao iniciar-se no maravilhoso mundo do Reiki. Ao fazer a iniciação ou sintonização no Reiki, a pessoa passa por um momento onde irá ser sintonizada com as energias cósmicas universais onde lhe vão ser abertos os chakras das mãos. Seguem-se os 21 dias seguintes definido como “período de purificação interior”, onde o iniciado passará por uma purificação do seu Eu Sou em que se vão operar mudanças de dentro para fora. Essas mudanças fazem, variadas vezes cair “máscaras”, e assim a pessoa torna-se mais humana, social, tranquila e simpática, ou seja, no geral o iniciado passará a ver o tudo o que o rodeia de uma forma mais coerente, humana, social, com todo o Amor Incondicional

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 01:35
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Março de 2010

Algumas questões…

Ao longo do tempo e através de conversas que vou tendo com outras pessoas surgem algumas questões prementes, as quais vulgo ser necessário esclarecer.

O que é o Reiki?

         O Reiki é uma terapia holística energética oriunda do Japão que tem por base a imposição de mãos sobre nós ou outros, canalizando assim a energia cósmica ou fluidos vitais universais.

O Reiki é somente uma terapia holística?

         Não, pois é também uma filosofia devida através da aplicação no dia-a-dia dos 5 princípios, originários do Imperador Meijin, e implementados pelo Sensei Mikao Usui.

Então o Reiki é uma crença, uma religião?

         Esse tipo de associação é totalmente errado, pois ao longo do tempo a prática de imposição de mãos foi efectuada por Hindus, Cristãos, Budistas, Judeus, Ortodoxos, enfim, por um sem número de pessoas associadas às mais diversas cores, raças e credos. Porque os 5 princípios não são “mandamentos” mas sim ensinamentos que nos levam a ser mais humildes, ponderados e sociáveis, desde que os tenhamos presentes no nosso dia-a-dia.

Então o Reiki cura?

         O Reiki é uma terapia holística complementar, ou seja, é utilizada conjuntamente com a medicina convencional e outras pois o Reikiano não faz diagnósticos médicos. O Reiki por si só não cura, promove a auto-cura dentro do receptor, sob a regra das Leis divinas cósmicas universais.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 14:58
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 14 de Abril de 2009

BICORPOREIDADE

A faculdade emancipadora da alma, e seu desligamento do corpo durante a vida, podem dar lugar a fenómenos análogos àqueles que apresentam os Espíritos desencarnados.

Enquanto o corpo está no sono, o Espírito, se transportando para diversos lugares, pode se tornar visível e aparecer sob uma forma vaporosa, seja em sonho, seja no estado de vigília; pode, igualmente, se apresentar sob a forma tangível, ou pelo menos com uma aparência de tal modo identificada com a realidade, que várias pessoas podem estar na verdade afirmando tê-lo visto, no mesmo momento, em dois pontos diferentes; ele o fora com efeito, mas de um lado só estava o seu corpo verdadeiro, e do outro não havia senão o Espírito.

De resto, esse fenómeno é muito raro, é que deu lugar à crença nos homens duplos, e que é designada sob o nome de bicorporeidade.

Por extraordinário que ele seja, não entra menos, como todos os outros, na ordem dos fenômenos naturais, uma vez que repousa sobre as propriedades do perispírito e sobre uma lei da Natureza.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:05
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

Problemas da Existência…

O que importa ao Homem saber, acima de tudo, é: o que é, de onde vem, para onde vai e qual o seu destino. As ideias que fazemos do universo e das suas leis, da função que cada um deve exercer sobre este vasto teatro, são de uma importância vital. Através delas dirigimos os nossos actos. Consultando-as, estabelecemos um objectivo nas nossas vidas e para ele caminhamos. Esta é a base que verdadeiramente motiva toda civilização.

Tão superficial é o seu ideal, quanto superficial é o homem. Para as colectividades, como para o indivíduo, é a concepção do mundo e da vida que determina os deveres, fixa o caminho a seguir e as resoluções a adoptar.

Mas a dificuldade em resolver esses problemas, muito frequentemente, faz-nos rejeitá-los. É o mal da época, a causa da perturbação à qual se mantém presa. Tem-se o instinto do progresso, pode-se caminhar mas, para chegar onde? É nisto que não se pensa o suficiente. O homem, ignorante dos seus destinos, é semelhante a um viajante que percorre maquinalmente um caminho sem conhecer o ponto de partida nem o de chegada, sem saber porque viaja e que, por conseguinte, está sempre disposto a parar ao menor obstáculo, perdendo tempo e descuidando-se do objectivo a atingir.

A insuficiência e obscuridade das doutrinas religiosas e os abusos que têm engendrado, lançam numerosos espíritos ao materialismo. Acreditam voluntariamente, que tudo acaba com a morte, que o homem não tem outro destino senão o de se esvanecer no nada.

Demonstrarei a seguir como esta forma de observar está em total oposição à experiência e à razão. Digamos, desde já, que está destituída de toda noção de justiça e progresso.

Se a vida estivesse circunscrita ao período que vai do berço à tumba, se as perspectivas da imortalidade não viessem esclarecer a sua existência, o homem não teria outra lei senão a dos seus instintos, apetites e gozos. Pouco importaria que se gosta do bem e a equidade. Se só aparece e desaparece neste mundo, se traz consigo o esquecimento das suas esperanças e afeições, sofreria tanto mais quanto mais puras e mais elevadas fossem as suas aspirações; adorando a justiça, soldado do direito, acreditar-se-ia condenado a quase nunca ver sua realização; apaixonado pelo progresso, sensível aos males dos seus semelhantes, imaginaria que se extinguiria antes de ver o triunfo dos seus princípios.

Com a perspectiva do nada, quanto mais tivesse praticado a justiça, mais sua vida seria fértil em amarguras e decepções. O egoísmo, bem compreendido, seria a suprema sabedoria; a existência perderia toda sua grandeza e dignidade. As mais nobres faculdades e as mais generosas tendências do espírito humano acabavam por se dobrar e extinguir inteiramente.

A negação da vida futura suprime também toda a sanção moral. Com ela, quer sejam bons ou maus, criminosos ou sublimes, todos os actos levariam aos mesmos resultados. Não haveria compensações às existências miseráveis, à obscuridade, à opressão, à dor; não haveria consolação nas provas e esperança para os aflitos. Nenhuma diferença se poderia esperar, no porvir, entre o egoísta, que viveu somente para si, e frequentemente na dependência dos seus semelhantes, e o mártir ou o apóstolo que sofreu, que sucumbiu em combate para a emancipação e o progresso da raça humana. A mesma treva lhes serviria de mortalha.

Se tudo terminasse com a morte o Ser não teria nenhuma razão de se constranger, de conter os seus instintos e gostos. Fora das leis terrestres, ninguém o poderia deter. O bem e o mal, o justo e o injusto confundiriam-se igualmente e misturavam-se no nada. E o suicídio seria sempre um meio de escapar aos rigores das leis humanas. A crença no nada, ao mesmo tempo em que arruína toda sanção moral, deixa sem solução o problema da desigualdade das existências, naquilo que toca à diversidade das faculdades, das aptidões, das situações e dos méritos. Com efeito, porquê a uns todos os dons de espírito, do coração e os favores da fortuna, enquanto que tantos outros não têm compartilhado senão a pobreza intelectual, os vícios e a miséria? Por que, na mesma família, parentes e irmãos, saídos da mesma carne e do mesmo sangue, diferem essencialmente sobre tantos pontos? Tantas questões insolúveis para os materialistas e que podem ser respondidas tão bem pelos crentes.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:37
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Junho de 2008

Reiki, o que é isso?

Eis aqui uma questão que com certa regularidade vou ouvindo. Mas isso não me deixa muito admirado, pois não está ainda muito divulgado. O que me preocupa é por vezes as pessoas associarem o nome “Reiki” a práticas de bruxaria e charlatanismos. Este tipo de associação só pode ser feito por pessoas que desconhecem nenhum conhecimento sobre esta terapia alternativa possui. O Reiki é uma terapia milenar praticada no oriente desde os tempos antes de Cristo. Apesar de apenas ter chegado em meados da década de 90 a Portugal, ainda se encontra numa fase de divulgação e expansão. Para isso tento contribuir através de post’s aqui colocados no blog, workshop’s, sessões terapêuticas, palestra, formações e informações por e-mail ou pessoalmente. É um trabalho árduo, que me obriga a perder algum tempo, mas que faço com todo o amor incondicional. Faço porque acredito em todo o seu potencial pelas provas que o mesmo me tem dado aquando da sua aplicação àqueles que me procuram; Pelas pessoas porque precisam de ajuda pois devido ao stress laboral, preocupações familiares, económicas e psicológicas, necessitam de ajuda para reequilibrar as emoções e as energias. Este é o meu papel enquanto Mestre de Reiki, ajudando a divulgar e auxiliando quem me procura. O Reiki é já nos dias de hoje utilizado em alguns hospitais estrangeiros, bem como terapia complementar de tratamentos, em alguns hospitais nacionais. É uma terapia Holística.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 08:02
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Crença ou Descrença…

. …mais questões…

. Algumas questões…

. BICORPOREIDADE

. Problemas da Existência…

. Reiki, o que é isso?

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007