Domingo, 12 de Fevereiro de 2012

REIsocialKI®… Pedido…

Queridos anjos,

     Os projetos sociais, mais do que nunca são necessários nos dias que correm. Hoje as necessidades de uns tornaram-se as necessidades de todos. Grandes transformações se operam no seio das sociedades atuais e nas mentalidades do comum dos mortais (seres humanos).

     Este projeto social no decorrer da próxima semana irá distribuir roupas aos mais carenciados na “Cantina Social de Albufeira” quarta-feira às 19h e quinta-feira em Portimão. Em Portimão temos uma família identificada que necessita de alimentos para as crianças. É um casal que tem 3 filhos: uma menina de 9 anos, um menino de 7 e a Tatiana Araújo que tem 3 anos [A Tatiana tem uma Paralisia Cerebral com hipertonia (aumento anormal do tónus muscular e da redução da sua capacidade de estiramento (aumento da rigidez). É geralmente acompanhada de espasticidade aumentada) dos quatro membros, a Tatiana raramente sorri... ]. Assim, peço a vossa solidariedade para estas crianças, contribuindo cada um de vós com leite, iogurtes, cereais, brinquedos, bolachas e outros alimentos para estas crianças, até quarta-feira.

     Para me entregarem as coisas podem ligar para um dos seguintes números: 913096548 ou 962856134, ou participando na partilha semana às 21h no Montechoro. Hoje por Eles, amanhã por Nós.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 19:52
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 7 de Dezembro de 2010

Natal...

Caros Irmãos,

         Muito se fala sobre esta e outras quadras que se vão festejando ao longo dos 365 ou 366 dias de cada ano. Nesta quadra assinala-se o nascimento de Jesus Cristo, e como tal é a grande festa do cristianismo que surgiu baseando-se nessa pessoa, bem como na mensagem e ensinamentos por ele transmitidos. Quando se diz que o cristianismo tem 2000 anos não é rigorosamente verdade, uma vez que naquela época surgiram vários movimentos que se auto-intitulavam como os verdadeiros cristãos, uns mais conservadores e outros mais ortodoxos, e como tal ouve certas correntes que foram desaparecendo com o tempo prevaleceram os Católicos Apostólicos Romanos. Em verdade lhes digo que a Bíblia que possam adquirir numa livraria, não é uma cópia do documento original, pois o Vaticano ao longo dos tempos foi retirando determinadas frases dos textos originais, para assim através da fé das pessoas, poderem definir as suas formas de pensamento mediante o conhecimento que pretendem que seja passado, fazendo assim o controlo das mentes em massa através da religião, de uma forma subtil que a maioria das pessoas não entende, mas as quais devem ser respeitadas, pois cada um é dono e senhor do seu livre arbítrio, fazendo as suas escolhas e opções definindo assim o ser caminho. Mais lhes digo que “a Bíblia” não se encontra completa, pois alguns evangelhos não estão lá inseridos nem mencionados, bem como alguns deles foram escritos cerca de 100 anos depois da data de crucificação de Jesus Cristo. O último dos evangelhos, o de Judas, foi apenas descoberto no século XIX e como estava já muito degradado, além de estar escrito em cóptico, encontra-se ainda a ser alvo de restauro para assim se descobrir um pouco mais dos verdadeiros acontecimentos daquela época. Bem mas não era sobre isto que pretendia aqui falar, e como tal, vou-me debruçar acerca do tema inserido no título do texto.

         Na definida quadra da natividade, observamos variadas coisas, tais como uma publicidade agressiva nos meios de comunicação social através da publicidade e até nos programas noticiosos e nos jornais onde se dá uma certa ênfase aos projectos e acções sociais, mas será que só há pobreza nesta altura do ano? Será que as pessoas só nesta altura do ano sentem amor incondicional, compaixão ou até mesmo pena por aqueles que vivem em condições menos favoráveis? Não acho que isto corresponda à verdadeira vontade das pessoas, pois quem gosta de ajudar o próximo, fá-lo sempre que seja impulsionado pelo seu amor incondicional, mediante uma determinada situação ou acontecimento, fazendo-o com toda a naturalidade. Neste mundo tão conturbado, deve o ser humano cada vez mais pensar de forma colectiva em detrimento do pensamento individual que muitas vezes o “leva” a entrar em jogos obscuros, numa teia de inveja, intriga, engano, prejudicando o próximo em prol do seu bem-estar. Se cada um tiver sempre o prazer de emanar o seu amor incondicional e compaixão para com o próximo, e conseguir ir dando uma ajuda ao seu semelhante, não estará apenas a contribuir para aquele Ser mas também para si mesmo, pois é também uma actividade que o ajuda a atenuar o seu karma. Vamos todos em conjunto, fazer deste planeta melhor, acordando com amor, vivendo o dia com amor e deitando-se com amor manifestando o complemento divino que reside dentro de si e o universo encarregar-se-á de lhe retribuir as suas acções.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: M80
Publicado por Viktor às 11:33
Link | Comentar | ver comentários (5) | favorito
Segunda-feira, 30 de Agosto de 2010

Workshop's

Caros amigos,

Tenho reparado, nos passeios que dou pela internet e nos mail’s que me enviam, que muitas pessoas chamam de Workshop aos cursos e outras actividades nas quais se tem de pagar para poder participar. Como eu, outras pessoas constatam isso, quando recebem informação de algum dos meus Workshop’s, ficam logo a pensar que têm de pagar algo para poderem estar presentes o que, mesmo não correspondendo à verdade, torna-se um impedimento à presença das mesmas, mesmo informando-as que a participação é gratuita.

Quando realizo um evento desta natureza, o mesmo pauta-se pelos seguintes objectivos:

- Divulgar a prática terapêutica do Reiki;

- Esclarecer toda e qualquer dúvida que no momento seja colocada;

- Executar algumas demonstrações práticas desta terapia.

No decorrer dos mesmos e para que a informação, que pretendo passar, seja mais facilmente assimilada, gosto de criar um ambiente descontraído, sem tensões e com uma boa vibração energética. No decorrer do mesmo e apesar da liberdade dada aos participantes nas intervenções, os comentários e questões devem ser sempre dirigidos para quem está a desenvolver o seu trabalho, neste caso Eu, para que sejam esclarecidas as eventuais dúvidas.

Independentemente de estarmos em qualquer lado e “termos” de lidar com qualquer tipo de pessoa, quer concordemos ou não com as suas opiniões, devemos aceitar, tal como aqui já lhes expliquei. É claro que qualquer um de vocês quando não é aceite não gosta, então porque não aceitam também os outros? Vamos respeitar todas as pessoas como elas são, independentemente de concordarmos ou não com elas, pois aquele é o caminho delas e devemos respeitar o seu livre arbítrio em prol do bem-estar de ambas as partes.

Espero tê-los esclarecido acerca dos meus Workshop’s e eventos.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:22
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 30 de Julho de 2010

O Pão da Vida

O que lhes vou transmitir é um relato verídico sobre um homem chamado Vítor.

     Depois de meses sem encontrar trabalho, viu-se forçado a recorrer à mendicidade para sobreviver, o que o entristecia e envergonhava muito.

Numa tarde fria de inverno, encontrava-se nas imediações de um restaurante de luxo, quando vê chegar um casal.

Vítor pediu-lhe algumas moedas para poder comprar algo para comer.

- Não tenho trocos - foi a resposta seca.

A mulher, ouvindo a resposta do marido, perguntou:

- Que queria o pobre do homem?

- Dinheiro para comer. Disse que tinha fome - respondeu o marido encolhendo os ombros.

- Lourenço, não podemos entrar e comer comida farta de que não necessitamos e deixar um homem faminto aqui fora!

- Hoje em dia há um mendigo em cada esquina! Aposto que ele quer é dinheiro para beber!

- Mas eu tenho uns trocos comigo. Vou dar-lhe alguma coisa!

Mesmo de costas para eles, Vítor ouviu tudo o que diziam. Envergonhado, queria afastar-se e fugir dali, mas a voz amável da mulher reteve-o:

- Aqui tem qualquer coisa. Consiga algo de comer, e, ainda que a situação esteja difícil, não perca a esperança: há-de haver, nalgum lugar um trabalho para si. Faço votos para que o encontre.

- Muito obrigado, minha senhora. A senhora ajuda-me a recobrar o ânimo! Nunca esquecerei a sua gentileza.

- Você vai comer o Pão de Cristo! Partilhe-o! - acrescentou ela com um largo sorriso, dirigido mais ao marido do que ao mendigo.

Vítor sentiu como se uma descarga eléctrica lhe percorresse o corpo.

Foi a um lugar barato para comer um pouco. Gastou só metade do que tinha recebido e resolveu guardar o restante para o dia seguinte: comeria do 'Pão de Cristo' dois dias.

Mas uma vez mais sentiu aquela descarga eléctrica a percorrer-lhe o corpo: O PÃO DE CRISTO!

"Um momento! - pensou - Eu não posso guardar o 'Pão de Cristo' só para mim".

Parecia-lhe como que escutar o eco de um hino antigo que tinha aprendido na catequese.

Naquele momento, passava um velhote ao seu lado.

- Quem sabe, se este pobre homem não terá fome também - pensou - Tenho de partilhar o 'Pão de Cristo'.

- Ouça - chamou Vítor - Quer entrar e comer uma comidinha quentinha?

O velho voltou-se e encarou-o de olhar incrédulo.

- Está a falar sério, amigo? O homem não acreditava em tanta sorte, até estar sentado à mesa coberta com uma toalha e com um belo prato de comida quente à frente.

Durante a refeição, Vítor reparou que o homem envolveu um pedaço de pão num guardanapo de papel.

- Está a guardar um pouco para amanhã? - Perguntou.

- Não, não. É conheço um miúdo da rua e que tem passado mal ultimamente. Estava a chorar com fome, quando o deixei. Vou levar-lhe este pão.

- O Pão de Cristo! - Recordou novamente as palavras da senhora e teve a estranha sensação de que havia um terceiro convidado sentado naquela mesa.

Ao longe, os sinos da igreja pareciam entoar o velho hino que antes lhe tinha ressoado na cabeça.

Os dois homens foram levar o pão ao menino faminto que o começou a devorar com alegria. Subitamente, deteve-se e chamou um cãozinho, um cachorrinho pequeno e assustado.

- Toma lá. Metade é para ti - disse o menino. O Pão de Cristo também chegará para ti.

O catraio tinha mudado de semblante. Pôs-se de pé e começou a correr com alegria.

- Até logo! - disse Vítor ao velho - Nalgum lugar encontrará emprego. Não desespere! Sabe? - sussurrou - Isto que comemos é o Pão de Cristo. Foi uma senhora que me disse quando me deu aquelas moedas para o comprar. O futuro só nos poderá trazer algo de muito bom!

Enquanto se afastava, Vitor reparou melhor no cachorrinho, que lhe farejava as pernas. Abaixou-se para o acariciar, quando descobriu que ele tinha uma coleira onde estava gravado o nome e o endereço do dono.

Vítor pegou nele e caminhou um bom bocado até à casa dos donos do cão, e bateu à porta.

Ao ver que o seu cãozinho tinha sido encontrado, o homem primeiro ficou todo contente; depois, tornou-se mais sério, pensando que se calhar o teriam roubado; mas, encarando a cara séria de Vítor e vendo no seu rosto um ar de dignidade, disse então:

- Pus um anúncio no jornal oferecendo uma recompensa a quem encontrasse o cão. Tome!

Vítor olhou o dinheiro, meio espantado, e disse:

- Não posso aceitar. Eu apenas queria fazer bem ao animal.

- Pegue-lhe! Para mim, o que você fez vale muito mais que isto! E olhe, se precisar de emprego, vá amanhã ao meu escritório. Faz-me falta, ao pé de mim, uma pessoa íntegra assim.

Vítor, ao voltar pela avenida, como que volta a ouvir aquele hino que recordava a sua infância e que lhe ressoava no espírito. Chamava-se 'REPARTE O PÃO DA VIDA'.

NÃO TE CANSES DE DAR, MAS NÃO DÊS SOBRAS,

DÁ COM O CORAÇÃO, MESMO QUE DOA.

QUE O SENHOR NOS CONCEDA A GRAÇA

DE TOMAR A NOSSA CRUZ E SEGUÍ-LO, MESMO QUE DOA!

     Jesus: Senhor, eu amo-te muito, e necessito de ti sempre: estás no mais profundo do meu coração.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Feliz por partilhar com todos
Música: M80
Publicado por Viktor às 14:13
Link | Comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 25 de Maio de 2010

REIsocialKI®: Um Projecto Social

Caros leitores,

Desde tenra idade, sempre fui uma pessoa dada ao trabalho de entreajuda e às causas nobres do voluntariado. Quando tinha 5 anos, cheguei a ter uma farda dos Bombeiros feita pela minha querida mãe. Mais tarde estive integrado nos Bombeiros, de uma forma activa, durante 16 anos. Passei também durante 2 anos pelos escuteiros, participei em associações de estudantes e até mesmo em movimentos políticos juvenis durante alguns anos. Mas agora, com as mudanças que a vida de cada um vai tendo e também com a diferente definição de prioridades, tudo isto faz parte do meu passado (história) pois agora, à excepção da minha profissão, dedico o tempo à divulgação, ensino e partilha desta e outras terapias holísticas energéticas. Assim sendo, em 2000 aquando da minha entrada no universo do Reiki, a prática do bem para com o meu semelhante, através do Amor Incondicional, foi ainda mais potencializada.

Realizar actividades em prol dos outros é trabalhar em prol da sociedade e do bem-estar comum de todos os cidadãos nela inserida, pois afinal de contas não estamos sós neste planeta. Apesar de cada um ter determinadas missões mais ou menos específicas a desempenhar na sua vinda à terra, há uma que é comum a todos que se define como: “Viver em Comunidade”. Infelizmente há ainda nos dias de hoje pessoas com imensas dificuldades em cumprir esta incumbência, vivendo muito viradas exclusivamente para si e para o seu ego.

Sendo uma pessoa que sempre gostei de trabalhar e desenvolver trabalhos em grupo, andava já com esta ideia na mente há algum tempo. Então, foi assim que chegado o momento, arregacei as mangas e decidi por em prática este pensamento que pairava na minha mente. Para tal tornava-se necessário criar um nome, para avançar com o projecto e eis que nasce o nome REIsocialKI®, sendo posteriormente registado. Este projecto tem como objectivo principal o desempenho de um papel social em prol dos mais carenciados, tudo com base na gratuitidade. Este projecto encontra-se neste momento apenas em funcionamento em Albufeira desde o ano transacto. O mesmo funcionou também durante 2 meses no Funchal, mas com muita pena minha o mesmo finalizou, mas espero que brevemente o possa implantar noutras zonas do país.

O âmbito deste projecto é mais vasto do que se pode pensar à primeira vista, pois proporciona aos participantes um melhor equilíbrio e integridade do Ser, nos níveis físico, emocional, mental e espiritual. Isto porque nos dias de hoje, devido a um conjunto de factores externos e também a Elas/es próprias/os, não conseguem ter durante as 24h do dia algum tempo só para si. Quando digo “só para si” refiro-me ao facto de estar pelo menos durante uma meia horinha só, sem preocupações com o marido/mulher, filho/os, problema/as, enfim, durante esse tempo estar completamente centrada em si e desligada/o do mundo, concentrada na sua harmonia, equilíbrio e bem-estar. Este aspecto pessoal é muito importante para todos os que participam, até mesmo pelo próprio feedback que tenho constatado pelos mesmos, o que acaba por ser para Eles/as uma satisfação pois além de fazer do seu supérfluo uma valiosa oferta de Amor Incondicional para com o semelhante, está também a “trabalhar” em prol do seu bem-estar supremo.

Contudo, há também aquelas pessoas que me dizem: “Vitor, desculpa não ter ido às tuas partilhas, não é que não tenha vontade, mas é por ser nos Bombeiros”. E qual é o mal de ser nos Bombeiros? Podia ser em qualquer outro espaço público! Até porque pode participar quem quiser, não necessitam convite nem é apenas para um conjunto de pessoas, pois destina-se a toda uma comunidade e aparece quem tiver interesse em participar, contribuindo para o seu bem-estar e fazendo outros felizes com o seu donativo. Antes de continuar vou fazer um pequeno aparte para lhes dizer que os Estatutos do REIsocialKI® definem muito especificamente que apenas são aceites donativos em género ou espécie (roupas, alimentos, brinquedos, móveis, electrodomésticos, etc…) sendo que, todo e qualquer donativo em dinheiro será realizado directamente com a Instituição Social em causa, nunca passando nem por mim nem por nenhuma das outras pessoas que possam vir a integrar este projecto. O facto de ser nos Bombeiros não deve ser impedimento para ninguém, até porque as Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários, conhecidos também por Soldados da Paz, são pessoas que nos merecem todo o respeito e credibilidade, pois afinal de contas todos necessitamos deles porque são esses “soldados” que diariamente estão presentes nos momentos de maiores aflições, dando muito do seu suor e esforço em prol do semelhante e por isso têm o lema de: Vida por Vida. Aproveito também assim, para aqui prestar uma homenagem a todos os soldados da paz do nosso país que asseguram diariamente assistência a cerca de 90% do território nacional.

Assim, uns com umas funções e outros com outras, vamos conjunta e colectivamente trabalhar em prol de um mundo melhor, contribuindo com um pouco de nós para aqueles que necessitam hoje porque amanhã quem sabe se não irá também necessitar um pouco da solidariedade dos outros.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Energéticamente bem...
Música: M80
Publicado por Viktor às 10:43
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 9 de Novembro de 2009

Reflexão

Caros leitores e irmãos de luz,

Trabalhar diariamente para auxiliar o próximo e em solidariedade para com os outros é algo que me enriquece interiormente. Na minha óptica, os trabalhadores de Luz devem trabalhar em conjunto de uma forma colectiva e não individualmente, pois todos temos a aprender uns com os outros e cada um de nós tem o seu papel. Partilho o meu conhecimento diariamente com aqueles que me procuram e aprendo também com eles numa troca interactiva de conhecimento a qual eu defino como dádiva.

Relativamente ao PROJECTO REIsocialKI já me foram colocadas algumas questões tais como: 1. Então não ganhas nada com isso? 2. Se não aparecer ninguém ficas lá a olhar para as paredes? 3. Se não ganhas nada com isso não achas uma perca de tempo? 4. Achas que as pessoas merecem? As quais respondo da seguinte forma: 1. Aqui na terra não ganho nada, mas ganho no céu (plano espiritual); 2. Aproveito sempre para meditar um pouco e limpar energeticamente o meu cantinho, mesmo que não apareça ninguém; 3. Eu não perco tempo, dedico esse tempo ao meu semelhante, porque acho que essa é a missão que com tanto gosto e amor abracei; 4. Todas as pessoas merecem assim como tu que hoje estás bem mas não sabes se amanhã estarás. E uma das leis do universo é o dar e receber, ou seja, recebemos tudo aquilo que damos e ao praticarmos o bem vamos receber o bem.

Vou aqui partilhar com vocês um episódio que se passou entre mim e o meu filhote (5 anos). A conversa foi assim:

         - Pedro. O pai está a fazer partilhas no hotel e as pessoas quando vão não pagam nada. Levam um donativo para o pai dar a uma Associação para as pessoas pobrezinhas. Aquela caixa que ali está, está vazia, não queres colocar lá alguns brinquedos teus que queiras dar aos meninos pobrezinhos?

         - Está bem pai, eu vou já fazer isso. Vou escolher.

Passados 4 minutos ele diz-me assim:

         - Pai, meti o action mam do Skate na caixa para dar aos meninos.

De certa forma admirado com tal acto de bondade por parte dele perguntei:

         - Vais dar um brinquedo caro aos meninos?

         - Sim pai, não me faz falta, pois tenho 3 e posso dar um deles.

Foi então que uma felicidade interior se apoderou de mim transbordando para o exterior através de um enorme sorriso meu, enquanto mentalmente pensei: estou orgulhoso pelo gesto de bondade por ele praticado.

Assim sendo, como podem ver até as crianças têm gestos que por vezes nos deixam admirados com o Amor puro das crianças. Se quiserem comentem ou partilhem também as vossas experiências sociais e humanas em prol do vosso semelhante.

Saudações Estelares

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 10:47
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. REIsocialKI®… Pedido…

. Natal...

. Workshop's

. O Pão da Vida

. REIsocialKI®: Um Projecto...

. Reflexão

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007