Sexta-feira, 12 de Julho de 2013

Responsabilidades e Medos

     Cada Ser Humano define o seu percurso de vida norteado pelas responsabilidades e medos. Cada um de nós vai tendo ao longo do tempo as suas vivências e assim vai adquirindo algumas responsabilidades, umas em virtude da vida que temos e outras que surgem porque nos aventuramos. Há uma expressão bastante conhecida que diz: “O sonho comanda a vida”, concordo com a mesma, mas ainda assim há que ter certas cautelas porque outra expressão diz: “Quanto mais alto se sobe maior é o tombo”, e pensando que ficaram algo baralhados com esta associação passo a explicar de seguida. Se sonharmos muito alto, queremos alcançar esse patamar e caso consigamos lá chegar nada é eterno e podemos de um momento para o outro perder tudo aquilo que levou anos a construir, o que faz com que o tombo seja ainda maior. Devemos sonhar sim, mas com moderação, tendo sempre a consciência do que pode ou não ser alcançado, pois tal poderá ser a nossa ruína. Muitas vezes estas situações estão associadas a pessoas que norteiam a sua vida sob a ideologia do materialismo, do ter, das posses, do mostrar e de outras coisas mais. Neste tipo de vida as responsabilidades são muitas e os medos também existem e estão sempre presentes, pois o apego aos bens materiais gera conjuntamente o medo de os perder e/ou de ser roubado.

     Através desta pequena introdução ao tema, espero que tenham chegado à conclusão que somos os primeiros e principais responsáveis pela nossa vida e que muitos dos medos que temos são gerados, criados e alimentados pela nossa própria mente.

     Isto é sem dúvida o resultado de quem vive com base no Ter em vez do Ser. A essas pessoas eu pergunto de que lhes vai servir ter muitas coisas (grande parte delas desnecessariamente) se quando partirem deste mundo nada vão levar, com excepção do conhecimento e aprendizagens adquiridas ao longo da vida! Agora faça uma pausa na leitura reflectindo um pouco sobre o que acabou de ler.

     Reparou que pode ser mais feliz se viver no Ser em vez do Ter? Espero que o tenha ajudado a reflectir um pouco sobre si mesmo, e assim termino desejando-lhes tudo de bom e FAÇAM FAVOR DE SER FELIZES.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 14:49
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Julho de 2009

Antepassados da família Usui

O símbolo à esquerda aparece na parte da frente do túmulo da família Usui. Este é um símbolo do brasão do Clã do Bodhisattva Myoken e do Usui/Chiba. O círculo mais largo representa o universo, e o mais pequeno é uma estrela – Hokutoshichisei (o Grande Urso, a Ursa Maior, a Estrela Polar). Nos tempos antigos, cria-se que o universo se movia em volta da estrela polar.

Toshitane Chiba-Usui é um ancestral do Sensei, famoso Samurai senhor da guerra, capturado na cidade de “Usui”, em 1551. Quando o seu filho lhe sucedeu na família após a sua morte, mudou o nome da família para Usui. Tsutane (Tsunetane) Chiba pertence à sétima geração da linha da família Chiba, e formou um estilo de defesa que se tornou conhecido como o estilo Hokushin Itto Ryu (Espada estilo Estrela Polar). Este estilo tornou-se tão famoso que rapidamente se tornou – e até hoje – um dos três grandes estilos de defesa no Japão e por todo o mundo. Este estilo transcendeu gerações, tornando-se uma lenda na história do Japão. Ver a página Huston Budokan sobre o estilo Kendo de Chiba.

Nota: No Workshop URRI 2001, em Kyoto, Japão, o sr Hiroshi Doi apresentou um mapa detalhado da família ancestral de Usui, que comprova que Tsunetane NÃO é um antepassado da família Usui. Tsunetane era filho de Tsuneshige, que era o primeiro filho de Tsunekane. Usui Sensei é descendente de Tsuneyasu, o terceiro filho de Tsunekane.

© 1998-2003 Emiko Arai & Richard Rivard

©Copyright versão portuguesa - Monte Kurama – Associação Portuguesa de Reiki

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 08:57
Link | Comentar | favorito
Domingo, 5 de Abril de 2009

Para Além da Terapia...

O Reiki é muito mais que uma Terapia Alternativa Holística milenar, praticada já antes da vinda de Deus personificada (Jesus) ao mundo terreno. É uma filosofia de vida que nos leva a viver em harmonia reciproca com as obras do Criador para todos aqueles que façam do Reiki também a sua forma de estar e encarar o universo.

Assim sendo, deixo aqui um fabuloso vídeo que relata parte dessa essência e forma de estar, em equilibrio e harmonia com tudo o que nos rodeia.

 

Publicado por Viktor às 00:15
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 15 de Outubro de 2008

O que é a Iniciação ao Reiki?

Há pessoas em que, o Reiki tal como outras terapias alternativas, oriundas do oriente lhes desperta o interesse. Inicialmente as pessoas começam por questionar os amigos, depois pesquisam na internet, e no caso do Reiki, chegam mesmo a procurar quem lhe faça uma sessão, para assim poder constatar na primeira pessoa os efeitos benéficos que lhe podem ser proporcionados.

Por este ou outro tipo de razões, as pessoas despertam para o Reiki.

Quando tomam a decisão de entrar no maravilhoso mundo do Reiki através de um curso de iniciação ao mesmo, estão sem dúvida a tomar uma importante decisão na sua vida. Entrar no mundo do Reiki é como dar início a uma nova vida, forma de estar, observar e pensar tudo o que nos rodeia. Cada pessoa, ao ser iniciada no Reiki, através de um harmonioso ritual, onde um sem fim de reacções e emoções podem surgir, marca pessoalmente o início de uma nova etapa de vida. Sendo um pouco mais específico, se o iniciado abraçar por inteiro os fundamentos e princípios da prática, a vida dele não mais voltará a ser o que era, sofrendo algumas alterações positivas no seu todo. Inicialmente, enquanto se encontram na fase de maior aprendizagem, ou seja, no primeiro mês como iniciados, muitas coisas para as quais não têm resposta podem acontecer. Podem acontecer determinadas situações que, anteriormente, jamais lhes tenham passado pela cabeça, e agora estão ao alcance de uma imposição de mãos.

É precisamente neste período que o Mestre que os iniciou, deverá estar particularmente disponível, para lhes retirar as dúvidas e explicar os acontecimentos. Eticamente jamais um Mestre deverá abandonar aqueles que, por ele foram iniciados, mas infelizmente ao longo do tempo vou tendo conhecimento de alguns casos, que lamentavelmente não era suposto acontecerem, pois dessa forma acabam por dar um contributo negativo aos por eles iniciados, bem como à comunidade em geral, através do descrédito.

Fazer uma iniciação ao Reiki não é como tirar um qualquer curso para “encher” curriculum, mas sim abraçar uma nobre causa, em prol do bem comum e do bem supremo de toda a humanidade. É passar a pautar a vida e a forma de estar, através dos 5 princípios, que muito honrosamente o Sensei (Mestre) Dr. Mikao Usui nos deixou. É divulgar a prática terapêutica do Reiki, difundindo a sua mensagem em todos os locais e a todas as pessoas, fazendo assim do Reiki uma prática universal, para o bem comum da Humanidade e do planeta.

Saudações Reikianas

 

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Muita Paz e Luz para todos
Publicado por Viktor às 09:08
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Responsabilidades e Medos

. Antepassados da família U...

. Para Além da Terapia...

. O que é a Iniciação ao Re...

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007