.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Quinta-feira, 21 de Outubro de 2010

A Nossa Responsabilidade…

Caros Irmãos,

         Ao longo de gerações o Ser humano foi passando por um sucessivo conjunto de reencarnações, sempre com o objectivo de ir evoluindo, passando por inúmeras provações, para assim ir evoluir e se tornar num ser melhor, tal qual uma criança no seu período de descoberta e aprendizagem. Mas durante esses períodos sempre houve pessoas “inteligentes” ou “mais evoluídas” como vocês costumam dizer, mas em verdade lhes digo que vocês são tão capazes como eles. Vocês são seres divinos, mas porque ao longo dos tempos sempre foram moldados pela educação que tiveram, bem como pelas rígidas regras impostas pelas religiões, governos e outras instituições que sempre tiveram também o objectivo “encapotado” de controlar as mentes em massa, trazendo as pessoas “agarradas” aos paradigmas por eles impostos, de forma a controlarem os desígnios do desenvolvimento humano e da história do planeta. Trim, trim, o despertador já toca. Vamos lá acordar e deixar de perder tempo com pensamentos negativos e conversas fúteis, para abrirmos a nossa mente às novas realidades universais. Cada um de nós é o responsável, não só pela sua vida mas também por aquilo que nos vai acontecendo ao longo da mesma. Vamos remover esses chips que nos implantaram na mente e libertar-nos das amarras que nos prendem a todos esses paradigmas da antiguidade e das velhas energias que caracterizam a terceira dimensão. Vocês são seres maravilhosos, divinos, eternos, portadores da chama divina e parte integrante de um todo universal, no caminho da vida na unidade. Vocês são seres que têm tanto direito ao equilíbrio, à felicidade, à saúde, ao bem-estar, à paz e à abundância como qualquer outro.

        Muitos de vós quando me procuram vêm com a esperança de que eu os possa ajudar, amparar, esclarecer e/ou curar, porque é assim que entendem o trabalho que vou desenvolvendo e como tal respeito a vossa opinião. Nesse sentido digo-lhes que farei o que ao meu alcance estiver, dentro das minhas capacidades e limitações, para lhe proporcionar o bem-estar e a sua auto-cura. Digo auto-cura porque ela está dentro de si e o conhecimento/esclarecimento sobre a verdade provoca-lhe esse bem-estar, desde que a sua mente não teime em travar a ajuda que lhe está a ser prestada. Tu mereces ter saúde e harmonia, por isso pára de te massacrar e vais ver que vais encontrar o bem-estar.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Feliz...
Música: M80
Publicado por Viktor às 13:26
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

Preexistência da Alma

Sem a preexistência da alma, a doutrina do pecado original não seria somente inconciliável com a justiça de Deus, que tornaria todos os homens responsáveis pela falta de um só, seria também um contra-senso, e tanto menos justificável quanto, segundo essa doutrina, a alma não existia na época a que se pretende fazer que a sua responsabilidade remonte.

Com a preexistência, o homem traz, ao renascer, o gérmen das suas imperfeições, dos defeitos de que se não corrigiu e que se traduzem pelos instintos naturais e pelos pendores para tal ou tal vício. É esse o seu verdadeiro pecado original, cujas consequências naturalmente sofre, mas com a diferença capital de que sofre a pena das suas próprias faltas, e não das de outrem; e com a outra diferença, ao mesmo tempo consoladora, animadora e soberanamente equitativa, de que cada existência lhe oferece os meios de se redimir pela reparação e de progredir, quer despojando-se de alguma imperfeição, quer adquirindo novos conhecimentos e, assim, até que, suficientemente purificado, não necessite mais da vida corporal e possa viver exclusivamente a vida espiritual, eterna e bem-aventurada.

Pela mesma razão, aquele que progrediu moralmente traz, ao renascer, qualidades naturais, como o que progrediu intelectualmente traz ideias inatas; identificado com o bem, pratica-o sem esforço, sem cálculo e, por assim dizer, sem pensar. Aquele que é obrigado a combater as suas más tendências vive ainda em luta; o primeiro já venceu, o segundo procura vencer. Existe, pois, a virtude original, como existe o saber original, e o pecado ou, antes, o vício original.

Do Livro: “A Génese” – Capítulo I – Item 38

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 08:50
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

CARIDADE – A Nossa Bandeira

Meus filhos:

Jesus - o nosso Mestre.

Amor - o nosso clima.

Caridade - a nossa bandeira.

Serviço - a nossa bênção.

Sim, filhos do coração,

quanto nos seja lícito;

tanto quanto pudermos;

seja com quem for;

em toda parte;

em qualquer tempo;

à frente de todos;

ante quaisquer circunstâncias;

por todos os modos justos;

nos mínimos gestos;

sem restrições de qualquer natureza;

como nos seja possível;

através dos sentimentos;

pelo veículo das ideias;

pela forma das palavras;

e pela força das acções

levantemos o nosso estandarte de luz!...

Que, em tudo, a caridade,

por presença do Cristo,

resplandeça de nós para com os outros,

com o esquecimento de nós próprios,

para que o Reino Eterno

do Pai Celestial,

seja instalado, enfim,

em nossos corações,

agora e para sempre.

Espírito: Fabiano de Cristo

Médium: Francisco Cândido Xavier

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 10:06
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Março de 2009

A Adolescência

Meu amigo.

Conduzes o teu filho ao pediatra, preservando-lhe a saúde corpórea.

Sabes guiá-lo ao nutricionista, para que se alimente com segurança.

Despendes louvável atenção para que lhe não falte o concurso do cabeleireiro e do alfaiate, a fim de que se apresente com esmero.

Preocupas-te, como é justo, por situá-lo no convívio de professores distintos, no jardim da infância ou na escola primária, iluminando-lhe a inteligência.

Contudo, a quem lhe conduzirás o coração para que aprenda a viver?

Não te esqueças do Divino Mestre das Almas e auxi­lia o tenro companheiro de tua marcha a buscar em Jesus o Doador das Bênçãos Eternas. Ajuda-o a procurar no Cristo o cinzelador do carácter, para que o amor puro lhe presida a existência e para que a verdade lhe ilumine o caminho.

Lembra-te de que se hoje és o apoio da felicidade de teu filho, amanhã será ele o apoio de tua felicidade.

Colherás nele o que houveres plantado — a abnegação ou a indiferença, o trabalho ou a preguiça, a paz ou a discórdia, a confiança ou a leviandade.

Auxilia-o, pois, a sentir e a pensar com o Celeste Amigo e terás a inspiração do Senhor, assegurando-lhe abençoada luz ao porvir.

EMMANUEL

(Psicografado pelo médium FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER)

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:29
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

TÉDIO NO LAR

Uma vez que os Espíritos simpáticos são induzidos a unir-se, como é que, entre os encarnados, frequentemente só de um lado há afeição e que o mais sincero amor se vê acolhido com indiferença e, até, com repulsão?

Como é, além disso, que a mais viva afeição de dois seres pode mudar-se em antipatia e mesmo em ódio? “Não compreendes então que isso constitui uma punição, se bemafeição,  que passageira? Depois, quantos não são os que acreditam amar perdidamente, porque apenas julgam pelas aparências, e que, obrigados a viver com as pessoas amadas, não tardam a reconhecer que só experimentaram um encantamento material. Não basta uma pessoa estar enamorada de outra que lhe agrada e em quem supõe belas qualidades. Vivendo realmente com ela é que poderá apreciá-la. Tanto assim que, em muitas uniões, que a princípio parecem destinadas a nunca ser simpáticas, acabam os que as constituíram, depois de se haverem estudado bem e de bem se conhecerem, por votar-se, reciprocamente, duradouro e terno amor, porque assente na estima! Cumpre não se esqueça de que é o Espírito quem ama e não o corpo, de sorte que, dissipada a ilusão material, o Espírito vê a realidade. “Duas espécies há de afeição: a do corpo e a da alma, acontecendo com frequência tomar-se uma pela outra. Quando pura e simpática, a afeição da alma é duradoura; efémera a do corpo. Daí vem que, muitas vezes, os que julgavam amar-se com eterno amor passam a odiar-se, desde que a ilusão se desfaça.”

Seja qual seja o motivo em que o tédio se fundamente, recorram os companheiros imanizados em mútua associação no lar ao apoio recíproco mais profundo e mais intensivo. Com isso, estarão em justa defesa da harmonia íntima, sem castigarem o próprio corpo. E reeducar-se-ão, sem hostilizar os que, porventura, lhes demonstrem afecto, mas acolhendo-os, não mais na condição de cúmplices das aventuras deprimentes, a que se renderam outrora, e sim por irmãos queridos, com quem podemos fundir-nos, em espírito, no mais alto amor espiritual.

Emmanuel

Publicado por Viktor às 12:27
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. A Nossa Responsabilidade…

. Preexistência da Alma

. CARIDADE – A Nossa Bandei...

. A Adolescência

. TÉDIO NO LAR

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007