.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Quarta-feira, 26 de Março de 2014

História do Reiki em Poesia

Publicado por Viktor às 09:08
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2014

REIKI: História em Poesia

Caros leitores,

Nasceu no dia 15 de Agosto,

Mais precisamente no Japão,

Este Ser de luz maravilhoso,

Que foi para nós uma bênção;

         Ser de grande humildade,

         Deparou-se com muitas dificuldades,

         Mas com grande vontade de aprender,

         Estudou em várias cidades;

Procurava respostas e explicações,

Para as fantásticas histórias que ouvia,

Assim acreditando verdadeiramente,

Nas curas que Buda fazia;

         Esteve em muitos locais,

         Do oriente ao ocidente,

         Gostava de experienciar o que aprendia,

         Pois era bastante persistente;

Mesmo com variados estudos,

A nenhuma conclusão chegou,

Mas foram de grande importância,

Para o que mais tarde “encontrou”;

         Então pensou e decidiu,

         Fazer 21 dias de meditação,

         Pode-lhe parecer estranho,

         Mas é uma prática usual no Japão;

Informou a família sobre a decisão,

Levou uns sutras, uma garrafa de água,

E um saco com 21 pedrinhas,

Para contar os dias sem nenhuma mágoa;

         Foi nos últimos dias de retiro,

         Que recebeu essa informação divina,

         Provocando tamanha transformação nele,

         Que a sua vida passou a ser peregrina;

Sentiu uma enorme vontade,

Em partilhar o seu conhecimento,

Começando nos subúrbios de Tóquio,

Para aos sem-abrigo dar alento;

         Através do Reiki dava-lhes esperança,

         Mas ao fim de 3 dias voltavam para ali,

         Foi então que adaptou ao Reiki,

         Os princípios do Imperador Meiji;

Foi no ano de 1922,

Que tudo isto aconteceu,

As descobertas dele deixam-nos felizes,

Por podermos continuar o legado que nos deu;

         Chegou a ter uma clínica em Tóquio,

         Onde aplicou os primeiros tratamentos,

         Também iniciou muitas pessoas,

         Ensinando o Reiki e os seus fundamentos;

Aplicava reiki a todas as pessoas,

Mesmo a quem não tinha ordenado,

Iniciando-os depois no reiki,

E “pagando” com voluntariado;

         Os anos foram passando,

         E o Reiki tinha de continuar,

         Foram apenas 16 os mestres,

         Que o Usui acabou por formar;

Foi o Dr. Chujiro Hayashi,

Aquele que mais se destacou,

Acompanhou o Usui nos seus últimos anos,

Para melhor continuar o trabalho que ele iniciou;

         O Hayashi tinha formação médica,

         Era reformado da marinha imperial,

         Dedicando-se de alma e coração ao Reiki,

         Para não deixar o seu mestre mal;

Tal era a importância que davam ao Reiki,

Que era visto como um tesouro do Japão,

Durante vários anos só foi aplicado e ensinado,

Aos naturais daquela nação;

         Implementou o Reiki na sua clínica,

         Onde ajudou muita gente,

         Tratava-os todos de igual forma,

         Fosse qual fosse o estado do doente;

Deu um grande contributo,

Assumindo o seu papel com grande responsabilidade,

Rejeitou quando foi chamado para um conflito,

Em prol do amor incondicional pela humanidade;

         Mas esta bonita e humana história,

         Estava prestes a ser de grande dimensão,

         Deixando de estar apenas nas terras do oriente,

         Para chegar ao ocidente para grande expansão;

Falo da senhora Hawayo Takata,

Que vivia nos Estados Unidos,

Que em 1934 ficou viúva com 2 filhos,

Fazendo com que se sentissem perdidos;

         Isso fê-los regressar ao Japão,

         Sua linda ilha e terra natal,

         Mas com o turbilhão de acontecimentos,

         Chegou a casa dos pais um pouco mal;

Como viram que a filha não estava bem,

Levaram-na ao hospital de Maeda para ser observada,

Foram-lhe diagnosticados vários problemas,

Ao ponto de ter de ser operada;

         Quando estava quase a ser operada,

         Ouviu uma voz dizer que não necessitava,

         Ficou admirada mas disse ao médico,

         Sem sequer imaginar o que a esperava;

Então o médico recomendou-lhe,

A clínica do Dr. Hayashi para a tratar,

Pois através da medicina convencional,

Teriam sempre de a operar;

         Foi então para a clínica do Hayashi,

         Onde permaneceu 4 meses internada,

         Depois de muitos tratamentos de Reiki,

         Estava feliz e completamente curada;

Isso despertou dentro dela,

Uma enorme vontade de aprender,

Pois o Reiki foi para ela um milagre,

Que lhe permitiu continuar a viver;

         Quando os pacientes do Hayashi,

         Não podiam pagar o seu tratamento,

         Sintonizava-os para em voluntariado,

         Fazerem o seu pagamento;

Takata não tinha dinheiro para pagar,

Pediu ao Hayashi para a sintonizar,

Mas o pedido foi recusado,

Pois o Reiki só no Japão devia ficar;

         Era guardado como um segredo de estado,

         Apenas ensinado aos residentes no Japão,

         A Takata era japonesa,

         Mas residia noutra nação;

Mas Takata foi persistente invocando,

Que nos EUA podia auxiliar a comunidade japonesa,

Assim o Dr. Hayashi deu-lhe a iniciação ao Reiki,

E com os 5 princípios caminhou com firmeza;

         Passou um ano na clínica do Hayashi,

         A aplicar Reiki em regime de voluntariado,

         Estava muito feliz por poder aplicar,

         Demonstrando assim o seu aprendizado;

Mais tarde voltou aos Estados Unidos,

Indo para lá trabalhar,

Dando a conhecer o Reiki,

Que logo se começou a espalhar;

         Era uma grande novidade no ocidente,

         Nunca ninguém tinha ouvido falar,

         Isso fez com que muitos a procurassem,

         Pois queriam sentir e experimentar;

Quando o Reiki chegou aos Estados Unidos,

Começou uma grande fase de expansão,

Espalhou-se por diversos continentes,

Praticado por fiéis de qualquer religião;

         Acabou por chegar cá,

         A este pequeno país conservador,

         Para o beneficio de todos nós,

         Ajuda preciosa para eliminar a dor;

Assim termina a história do Reiki,

Que acabei de escrever em poesia,

Despeço-me agradecendo a vossa leitura,

Desejando a todos um bom dia.

Autor: Mestre Viktor (protegido por copyrigth)

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 11:40
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Julho de 2009

Reiki nos Hospitais – o que pode ficar diferente

      Em Portugal, só à relativamente pouco tempo é que o Reiki começou a ser divulgado e praticado. Ao longo do tempo tenho constatado que ainda assim continua a ser necessário um trabalho de divulgação desta prática pois, não sendo a mesma muito divulgada nos meios de comunicação social, ainda tem um longo e trabalhoso caminho a percorrer. Por outro lado existe já um razoável número de pessoas que têm algum conhecimento ou que já tiveram algum contacto com o Reiki, e relataram com os seus amigos os benefícios. Nos E. U., onde o Reiki tem uma longa tradição, (desde a década de 50) os seus benefícios à muito que são reconhecidos, e começaram a ser aceites pela medicina convencional. Actualmente existe um número elevado de enfermeiras com formação em Reiki, que aplicam Reiki nos Hospitais e Clínicas onde trabalham, como forma a melhorar os cuidados aos doentes internados.

      Kathie Lipinski, enfermeira, num artigo que escreveu para a Organização Americana de Reiki, para a página do ReikiNews na Internet, relata a sua experiência com Reiki em pacientes com cancro. Experiência essa que pretendo partilhar com vocês.

Reiki News:

 “(...) gostaria de partilhar convosco, uma forma diferente de vivenciar a experiência do cancro, o da cirurgia oncológica.

      Quando uma pessoa toma conhecimento que tem que ser submetido a uma intervenção cirúrgica, ou recebe o diagnóstico de cancro, é uma situação violenta, provoca no indivíduo sentimentos, pensamentos, e questões muito fortes geralmente de carácter negativo. (...) provoca sentimentos de medo... medo da morte, medo da mutilação, medo de que a sua vida sofra alterações profundas com a quais não consiga lidar.

(...) o tratamento para o cancro cria, muitas vezes, mais problemas nas pessoas e mais difíceis de ultrapassar do que inicialmente a pessoa podia imaginar. É o caso da quimioterapia ou da radioterapia.

Uma forma diferente de ajudar as pessoas a lidar com a experiência do cancro é a utilização do Reiki (...) . O Reiki tem o poder de aliviar as tensões emocionais e os pensamentos negativos, diminui as dores que muitas pessoas sentem e ajuda a encontrar o equilíbrio espiritual (...). Pode tornar a experiência da quimioterapia, radioterapia ou cirurgia mais tolerável.

Na minha experiência pessoal, eu vi muitas pessoas com cancro em estádios iniciais, antes de serem submetidas a cirurgia, durante os tratamentos de quimioterapia e radioterapia, e depois da cirurgia.

Pessoas  com que trabalhei que foram submetidas a tratamentos de quimioterapia e radioterapia revelaram-me que o tratamento de Reiki efectuado simultaneamente com o tratamento médico as ajudava a sentirem-se melhores, ajudava-as a lidarem com a fadiga, e algumas referenciaram que após os tratamentos de Reiki sentiram menos náuseas e vómitos.”

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:03
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

Mestre Takata fala sobre Reiki

Esta é a história do Mestre Mikao Usui, o fundador do Usui Reiki Ryoho, que significa Sistema de Cura Natural Usui Reiki. Na altura, no início da sua história, o Mestre Usui era um reitor da Universidade de Doshisha, em Kyoto. Pastor aos domingos, na Universidade havia uma capela. Por isso, era um sacerdote cristão de estatuto. O meu professor era o Mestre Hayashi, que foi seu aluno e continuou a sua obra após o falecimento do Mestre Usui. Portanto, por outras palavras, o Mestre Chujiro Hyashi foi o seu primeiro discípulo, e foi através dele que fiquei a conhecer a história do Mestre Usui. Não cheguei a conhecê-lo, mas o Mestre Hayashi dizia-me que era um génio, brilhante, inteligente – um grande filósofo e um grande erudito.

Num domingo, estava ele no púlpito a fazer o seu sermão e apercebeu-se de que havia cerca de uma dúzia de alunos na fila da frente. Normalmente, os estudantes da Universidade sentam-se na fila de trás. Então, ele disse: “Bom-dia a todos. Vou começar o nosso sermão dos domingos”. E um dos rapazes levanta a mão e o Mestre Usui reconhece-o. “Sim, o que se passa?”. E o jovem diz: “Nós, os que estamos aqui sentados, somos os que daqui a dois meses vão sair da escola, vamos formar-nos nesta Universidade. Mas, para o nosso futuro, gostaríamos de saber se tem fé absoluta na Bíblia”. E o Mestre Usui responde: “Com certeza que tenho! É por isso que sou sacerdote e que aceito o que diz a Bíblia”.

O Mestre Usui estava surpreso com a pergunta. E o jovem torna a a perguntar: “Eu represento este grupo, esta classe que se vai formar, e nós gostaríamos de saber mais sobre a sua fé. É por ter uma fé incondicional na Bíblia que aceita o que a Bíblia diz?”. O Mestre Usui responde: “Sim, sobretudo eu tenho fé. E também estudei a Bíblia, por conseguinte eu creio.”. Então, o jovem diz: “Mestre Usui, nós somos jovens nos seus vinte anos e temos pela frente um longo futuro. Gostaríamos, por isso, de esclarecer esta questão de uma vez: se possui tanta fé no cristianismo, deveremos crer, e o Mestre Usui crê, que Cristo podia curar pela colocação das mãos?” E o Mestre Usui diz: “Sim, eu creio.” O jovem diz: “Gostava-mos de acreditar como o Mestre Usui acredita, gostaríamos de ter essa fé, mas perguntamos-lhe a si, que é o nosso Mestre e o nosso Professor. Honramo-lo e respeitamo-lo. Por favor, demonstre-nos.” Então, o Mestre Usui responde: “Que tipo de demonstração?” O jovem diz: “Gostaríamos de o ver devolver a visão a um cego ou a curar um deficiente ou a caminhar sobre a água.” E o Mestre Usui responde: “Apesar de ser um bom cristão e de ter fé e de aceitar o que diz a Bíblia, e sei que Cristo o fez, mas não posso fazer essa demonstração porque não aprendi a fazê-lo”.

Então, o jovem diz: “Muito obrigada. Agora escolheremos o nosso caminho e aquilo em que cremos.

Podemos dizer apenas que a sua crença na Bíblia é uma fé cega, e nós não desejamos ter uma fé cega, e para vivermos toda a nossa vida, desejamos ver pelo menos uma demonstração para que possamos segui-lo, e aceitar e ter fé como o Mestre Usui”.

Então, o Mestre Usui disse: “Não posso fazer essa demonstração neste momento. Não vamos discutir sobre isso, mas um dia gostaria de vos provar. Quando encontrar a forma, regressarei e mostrar-vos-ei e demonstrá-lo-ei, eu espero. E, com isto, abdico. Vou descer do púlpito e apresentar a minha demissão de sacerdote de Doshisha e também de reitor desta Universidade. Sendo amanhã segunda-feira, vou tratar do visto. Irei a um país cristão estudar a Bíblia, e estudar o Cristianismo num país cristão. E talvez encontre a resposta. Quando a encontrar, regressarei. E dir-vos-ei que consigo fazer o que me pediram.” E disse “Adeus”. E deixou a igreja a partir desse dia. No dia seguinte, o Mestre Usui começou a tratar do visto e escolheu os Estados Unidos. Quando ficou tudo tratado, apanhou o barco, viajou de comboio, e entrou na Universidade de Chicago. Estudou Filosofia, mas em primeiro lugar queria estudar o Cristianismo e a Bíblia. Quando começou o estudo, apercebeu-se de que a Bíblia e a escola Cristã que frequentara eram idênticas, os ensinamentos eram os mesmos. E nem na Bíblia Cristã nos EUA conseguiu encontrar a fórmula para a cura deixada por Cristo.

Associação Portuguesa de Reiki “Monte Kurama”

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 11:59
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

O Reiki na Actualidade (cont.)

O Reiki encontra-se hoje em dia difundido pelos cinco continentes. Nalguns países foi até já adoptado pelo sistema nacional de saúde, tais como Estados Unidos da América e Inglaterra [UK NHS (National Health Care do Reino Unido) inclui o Reiki no CAM (Complementary Alternative Medicine - programa de acompanhamento de pacientes internados ou em tratamento nos hospitais britânicos)]. Na nossa vizinha Espanha, como já tinha referido no post anterior, estão a ser efectuados os estudos necessários para elaboração da regulamentação necessária à inserção do Reiki como prática complementar hospitalar. Em Portugal a Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro da Mama (organização sem fins lucrativos), tem vindo a promover actividades ocupacionais para os seus associados, de entre as quais destaco o Reiki.

Nos EUA, no ano de 2003, Miles P. realizou um estudo utilizando o Reiki com o objectivo de diminuir a dor e a ansiedade nos pacientes com Sida. Os mesmos foram motivados pela ideia da redução de stress e activação do sistema imunológico. Após a aplicação de uma sessão com a duração de 20 minutos, verificou-se que tanto a dor como a ansiedade foram reduzidas em mais de 35%. Todos estes estudos foram efectuados com equipamentos médicos devidamente creditados e certificados pelas entidades competentes da medicina.

Através dos referidos estudos e de outros mais que ao longo do tempo têm vindo a ser realizados, verifica-se que a aplicação de Reiki aos pacientes, tem contribuído  para um melhor controlo da dor e significativamente uma melhor qualidade de vida.

Por estas e muitas outras razões já referidas neste blog, é que sou a favor da prestação deste tipo de serviços (Reiki) nos mais variados locais, por forma a proporcionar um melhor bem-estar e qualidade de vida a todos que, a esta terapia alternativa recorrem.

Posso referir ainda que, por minha iniciativa, já elaborei algumas propostas para a prestação deste tipo de serviços, principalmente a pessoas de idade mais avançada, mas infelizmente, a minha intenção não foi bem aceite por parte de quem tem o poder de decisão. Espero que esta situação venha um dia a tomar um novo rumo, que o Reiki seja aceite e se generalize no nosso país, contribuindo para a diminuição da dor, sofrimento, stress e mau estar no qual muitas pessoas se encontram.

Assim sendo lanço um apelo a todos os Reikianos no sentido de ajudarem a contribuir para que seja regulamentado e aceite o Reiki como terapia alternativa, para que, dessa forma, façamos com que a população em geral usufrua de um melhor bem-estar.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 00:49
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Abril de 2008

Reiki - Hospitais

Segundo a Mestre de Reiki e Enfermeira americana Pamela Miles, o Reiki já está a ser oferecido como tratamento co-adjuvante nos Estados Unidos e noutros países conjuntamente com uma série de especialidades médicas, incluindo: reabilitação, psiquiatria, geriatria, cirurgia, terapia intensiva, oncologia, obstetrícia e cuidados neonatais, doenças infecciosas, transplante de órgãos, e centros de cuidados paliativos.
A revisão bibliográfica de alguns trabalhos de pesquisa que colocam em evidência de forma objectiva a eficácia do
Reiki como terapia complementar na saúde:
Wardell D. W. & Engebretson J. (2001) avaliaram 23 indivíduos saudáveis e mediram os marcadores biológicos relacionados ao stress, incluindo o estado de ansiedade, os níveis de cortisol, os níveis de imunoglobulina A (IgA) na saliva, a pressão sanguínea, a tensão muscular, a resposta galvânica e a temperatura da pele. Os dados foram recolhidos antes, durante e imediatamente após a sessão de
Reiki. Os resultados evidenciam uma redução significativa do grau de ansiedade, da pressão sanguínea sistólica, e um aumento significativo de IgA na saliva, revelando uma activação do sistema imunológico. Os demais marcadores mostraram igualmente uma modificação em direcção ao relaxamento, embora de forma menos significativa.

Olson et al. publicaram 2 estudos relacionados ao uso do Reiki para aliviar a dor. (1997 e 2003)

No primeiro eles aplicaram Reiki em 20 indivíduos sofrendo de algum tipo de dor (incluindo pacientes com dores secundárias a processos neoplásicos). A dor foi medida pelas escalas Likert e VAS (visual analogue scale) imediatamente antes e depois da aplicação de Reiki. Eles observaram uma redução da dor altamente significativa depois do tratamento.

O segundo estudo comparou a dor, a qualidade de vida e o uso de analgésicos em 24 pacientes sofrendo de cancro e recebendo um tratamento opióide associado ao repouso, ou tratamento opióide associado ao Reiki. Os parâmetros levados em consideração foram a dor (medida pela escala VAS), a pressão sanguínea, a frequência de batimentos cardíacos e a frequência respiratória, antes e depois de cada período de repouso ou de aplicação de Reiki. Os indivíduos que receberam a aplicação de Reiki tiveram uma melhora significativa do controle da dor e uma melhora da qualidade de vida, quando comparados com aqueles que ficaram em repouso.

Pamela Miles (2003) realizou um estudo usando o Reiki com o objectivo de diminuir a dor e a ansiedade de pacientes com VIH Sida. Muitos pacientes foram motivados pela ideia de que a redução do stress contribui para melhorar as defesas imunológicas. Utilizou-se a escala STAI (State Trait Anxiety Inventory) para avaliar o grau de ansiedade e a escala VAS (Visual Analog Scale) para medir a dor dos pacientes antes e depois de uma breve (20 minutos) aplicação de Reiki. Tanto a ansiedade quanto a dor diminuiu em mais de 35%.

Esses artigos, assim como outros trabalhos publicados, estão citados a seguir (alguns deles e outros estão disponíveis no site da Enfermeira Pamela Miles. (em inglês)

Estado de Espiríto: Com muita energia...
Publicado por Viktor às 22:30
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. História do Reiki em Poes...

. REIKI: História em Poesia

. Reiki nos Hospitais – o q...

. Mestre Takata fala sobre ...

. O Reiki na Actualidade (c...

. Reiki - Hospitais

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007