.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Quinta-feira, 27 de Março de 2014

O Sofrimento

Caríssimos,

     Ao longo dos tempos a humanidade tem assistido a inúmeras histórias que relatam o sofrimento de seres humanos, individual e/ou colectivamente. Histórias de vida individuais, colectivas ou até algumas que dizimaram toda a humanidade. Relatos comoventes e profundos que despertam em nós intensos sentimentos de compaixão e amor incondicional pelos semelhantes, fazendo correr lágrimas. Essas histórias muitas vezes são verdadeiras lições de vida, praticadas por seres simples e humildes que detêm uma considerável elevação espiritual, em minha modesta opinião.

     O Sofrimento é algo que é comum a todos os seres humanos, que se pode abater sobre cada um de nós em determinadas circunstâncias, pois somos seres detentores de “inteligência” emocional, que está constantemente a ser posta à prova. Esse sentimento (Sofrimento) pode surgir das mais variadas formas tais como: a não-aceitação de atitudes, acontecimentos e palavras; incapacidade de libertar mágoas; não se perdoar a si mesmo; não perdoar os outros; perca de um ente querido; não-aceitação do divórcio; materialismo; e tantas outras coisas que nos podem infringir sofrimento, como se fosse uma espada que se espeta em nós. Além do que anteriormente referi, o Sofrimento também nos pode ser infringido por factores externos, mas devo-os alertar que a maioria dos nossos sofrimentos são concebidos por nós mesmos. Certamente está um pouco admirado com o que acabei de dizer. O ser humano é composto por quatro planos: Físico, Emocional, Mental e Espiritual; todos eles inter-ligados uns com os outros, e por isso qualquer alteração num deles vai ter a sua correspondente alteração nos outros. Dessa forma, todas as pessoas que têm dificuldades em controlar as suas emoções tornam-se propensas a doenças do foro da gastrenterologia (plano físico, aparelho digestivo) e do foro mental (plano mental, enxaquecas, sinusite). Agora já entende o quão prejudicial pode ser para si mesmo não aceitar e não perdoar?

     Assim podem verificar que o Sofrimento muitas vezes pode ser fruto da nossa própria mente, proporcionando-nos mau estar, infelicidades, sentimentos negativos e em último caso doenças. Muitas vezes através do nosso plano mental somos os nossos juízes e carrascos, porque fazemos o nosso próprio julgamento enquanto juízes e executamos a nossa sentença como carrascos.

     Para terminar esta reflexão, vou-lhes dar algumas dicas para começar a evitar “Sofrimentos” que muitas vezes são desnecessários e nos quais os únicos prejudicados somos nós mesmos. Coloque de lado a teimosia de querer que as coisas sejam sempre como desejaria evitando assim criar expectativas (na maioria dos casos podemo-nos sentir defraudados) que lhes possam causar Sofrimento; Pense se está a dar demasiada importância indevidamente a algo ou alguém, pois isso também se torna num ponto de sofrimento; Evite ter sonhos demasiado elevados, pois de tão altos podem ser inalcançáveis e também lhe provocam Sofrimento; Aguarde tranquila e serenamente pelo amanhã, sem criar ansiedade e expectativas evitando Sofrimentos; Acredite em si desvalorizando o que os outros pensam e/ou dizem, pois isso também lhe pode provocar Sofrimento. Espero que estas dicas lhe possam ter sido úteis para tornar a sua vida mais feliz e harmoniosa.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 15:19
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 17 de Agosto de 2010

Expectativas…

Todos já as tiveram e geraram, relacionadas com pessoas, trabalho, família, filhos e até mesmo sobre acontecimentos que estão para acontecer, contudo há uma coisa para a qual vos pretendo alertar. Não criem expectativas para nada. E dizem vocês:

- Mas isso é impossível.

R: Não é não senhor. Impossível é uma palavra limitadora que além de os impedir de alcançar o objectivo, serve de esconderijo/refugio que o Ser humano utiliza quando na maior parte das vezes nem sequer tenta. Coloca a preguiça na gaveta e tenta fazer algo por ti em prol do teu bem-estar, em vez de passares o tempo a lamentares-te (do que não fazes). Criar Expectativas é idealizar a pessoa de uma determinada maneira ou feitio, que os acontecimentos vão desenvolver-se de determinada forma, determinar que as demais pessoas envolvidas no referido evento façam isto ou aquilo, idealizar o filho com um doutoramento, idealizar que o casamento do primo vai ser de uma determinada forma, etc, etc, é um erro quando essas expectativas são demasiado elevadas. Isso tudo pertence ao Futuro e esse a Deus pertence. Pensem apenas qb (quanto baste) moderadamente e sobretudo não se convençam que as coisas vão ser tal e qual vocês as idealizaram no vosso plano mental, porque assim sendo, diria que em 90% dos casos vão ficar desiludidos. A Desilusão não é nada benéfica, pois baixa a frequência vibratória energética o que os torna mais vulneráveis a alguns problemas de saúde e de certo porém que não é isso que querem. Então tentem não ir por esse caminho, porque se ficarem mal quem é que vos vai por bem? Ah pois, então não se aborreçam com essas coisas e não pensem demasiado porque senão vão ficar tristes, deprimidos e melancólicos. Aceitem simplesmente o mundo e as pessoas como são e vão ver como todo esse rol de preocupações mentais se dissipa promovendo em vós a alegria, paz, calma, equilíbrio e harmonia com a natureza e tudo o que nela está integrado. Aprendam a ACEITAR.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: M80
Publicado por Viktor às 11:05
Link | Comentar | ver comentários (4) | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. O Sofrimento

. Expectativas…

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007