Terça-feira, 19 de Maio de 2009

Energia Humana

As seguintes imagens demonstram o campo biomagnético de uma mulher antes e depois de uma sessão de Reiki.

http://www.reikiteaching.co.uk/page10.html

Verifica-se assim que depois da sessão ficamos energeticamente equilibrados e harmonizados. Todo o universo é energia e nós como parte integrante do mesmo somos seres de composição energética também. O nosso campo energético é formado por células e tecidos que geram os seus próprios campos eléctricos para poderem ser detectadas. As leis da física dizem que cada corrente eléctrica gera o seu campo magnético no seu espaço envolvente. Assim concluí-se que as patologias também se reflectem no campo magnético alterando-o, logo como o Reiki pode actuar directamente sobre o mesmo, pode nesse campo tratar patologias directamente relacionadas com o mesmo, tal como o stress, instabilidade emocional, dificuldades para adormecer e tantas outras que poderia aqui mencionar. Cada vez mais esta Terapia é e será usada como complementar à medicina convencional.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

 

 

Publicado por Viktor às 19:46
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2008

A causa da Doença

Consoante a perspectiva do terapeuta, a doença resulta do desequilíbrio. O desequilíbrio resulta de se ter esquecido de quem é. O esquecimento da própria identidade cria pensamentos e acções que conduzem a um estilo de vida insalubre e, finalmente, à doença. Mensagem directa dirigida a você, diz-lhe não só que está desequilibrado, mas também lhe mostra os passos que o levarão de volta ao verdadeiro eu e à saúde. Essa informação é muito específica; basta-lhe saber chegar a ela.

Nessas condições, a doença pode ser compreendida como uma lição que você dá a si mesmo para ajudá-lo a lembrar-se de quem é. Você pensará imediatamente em todos os tipos de excepções a essa afirmativa. A maioria, porém, o restringirá a uma percepção da realidade que apenas incluí esse determinado período de vida e apenas a vida no corpo físico. O meu propósito, contudo, é mais transcendental. As afirmações supra citadas só serão compreendidas de modo total e saudável se você já admitiu a sua existência além das dimensões físicas do tempo e do espaço. Elas só podem ser consideradas afectuosas se também o incluírem como parte do todo e, por conseguinte, o todo. Isto é, a priori, o todo é constituído das partes individuais, e as partes individuais, portanto, não só são parte do todo, mas também, como um holograma, são o próprio todo.

Durante meu processo de crescimento pessoal, verifiquei quando comecei a fazer observações sobre o campo de energia como conselheira, ocorreram duas mudanças importantes que modificaram drasticamente a minha maneira de trabalhar com as pessoas. Na primeira, comecei a receber orientação, durante as sessões, de mestres espirituais sobre o que fazer então, e solicitei tipos específicos de informações relativas a diferentes níveis da aura. Na segunda, comecei a desenvolver o que denomino “visão interior”; vale dizer, eu via o interior do corpo mais ou menos à maneira de um aparelho de raios X. Aos poucos, minha prática passou da de um conselheiro para a de uma curadora espiritual.

A cura, tornou-se uma extensão da terapêutica e, logo, o núcleo central de toda a terapêutica, porque alcança todas as dimensões da alma e do corpo muito além das que a terapêutica é capaz de alcançar. O meu trabalho tornou-se claro. Eu estava a curar a alma ou a transformar-me num canal para ajudar a alma a lembrar-se de quem é e para onde está sendo dirigida nos momentos em que se esquece de si e sai do caminho por culpa da doença. Esse trabalho é muito satisfatório, cheio de êxtase na experiência de energias superiores e seres angélicos que vêm curar. Ao mesmo tempo, é estimulante enfrentar a dor de uma doença física terrível, que o terapeuta tem de experimentar, até certo ponto, se quiser curar. Eu necessitava de me sujeitar a observar a tremenda energia e os desequilíbrios da alma com que vive um sem-número de pessoas. A humanidade carrega consigo uma dor horrível, uma horrível solidão e um anseio profundo de liberdade. O trabalho do terapeuta é um trabalho de amor. O terapeuta chega a essas áreas dolorosas da alma e, delicadamente, dá-lhe uma esperança. Desperta suavemente a antiga lembrança da identidade da alma. Toca a centelha de Deus em cada célula do corpo e recorda-lhe mansamente que ela já é Deus e que, já sendo Deus, flúi, inexorável, com a Vontade Universal, para a saúde e para a totalidade.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:15
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

Terapia de REIKI ou Químicos?

Caros leitores,

Na noite passada foi tornado público, através dos canais televisivos, o aumento significativo das vendas de antidepressivos, relaxantes e ansiolíticos, sendo o mesmo confirmado pelas entidades farmacêuticas, por alguns médicos e até mesmo por cidadãos entrevistados na via pública. Ao ver as referidas notícias fiquei preocupado pelo que está a acontecer, o que significa que o bem-estar dos cidadãos não anda nada bem, e isso levou-me a escrever as palavras que se seguem.

Numa sessão de Reiki, ao paciente é aplicado um tratamento a quatro níveis: físico, emocional, mental e espiritual. Num ambiente relaxante, energeticamente harmonizado, espiritualmente elevado, com uma música celestial e pensamentos elevados apelando ao amor incondicional, permitem que através do terapeuta sejam canalizadas energias e fluidos cósmicos para o bem estar supremo do paciente. Assim possibilita que se aplique aquela muito conhecida máxima grega: mente sã, corpo são. Todo o nosso organismo funciona através de energias, bem como todos os seres vivos do universo, e assim sendo, um bom equilíbrio energético nos chakras principais, nádis e meridianos permite que se atinjam os quatro níveis já citados de bem-estar, permitindo que o paciente fique num estado relaxamento tal, como há muito não sentia.

Assim sendo, uma maior adesão a este tipo de terapias, contribuía para uma diminuição significativa do consumo desse tipo de medicamentos, e contribuindo ainda para que alguns cidadãos que se tornaram dependentes dos mesmos, deixem essa dependência que o próprio organismo cria com a ingestão continuada dos mesmos por longos períodos de tempo.

Será que se vai continuar a tomar químicos em detrimento das terapias alternativas? O que acham?

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 01:29
Link | Comentar | ver comentários (5) | favorito
Sábado, 26 de Julho de 2008

Exame Geral do Processo de Cura

O terapeuta tem três coisas distintas para oferecer ao paciente e à profissão médica: uma visão distinta e ampliada das causas e tratamentos da doença; o acesso à informação acerca de qualquer situação vital ou médica que talvez não seja possível obter por outros meios; e o trabalho directo com o paciente no intuito de realçar-lhe as capacidades curativas. Por mais milagroso que seja o resultado, o terapeuta, na realidade, induz o paciente a curar-se por intermédio de processos naturais, mesmo que se situem além do que os que não estão familiarizados com a cura consideram natural. O corpo e o sistema de energia movem-se naturalmente na direcção da saúde. O terapeuta tem modos e meios de evocá-la. Está visto que o médico também trabalha com os mesmos princípios. Mas, carregando o fardo de tantos casos impessoais, e defrontando-se constantemente com a doença, muitos médicos se orientam para a cura de determinado conjunto de sintomas, o que nem sempre coincide com a orientação para a saúde. Entende o terapeuta que a saúde não significa apenas saúde no corpo físico, mas também equilíbrio e harmonia em todas as partes da vida [emocional, mental e espiritual].

O processo da cura, na realidade, é um processo de lembrança — lembrança de quem você é. Dentro da aura, o processo da cura reequilibra as energias de cada corpo. Quando todas as energias de cada corpo estão equilibradas, acontece a saúde. A alma aprendeu a sua lição particular e, por conseguinte, tem mais verdade cósmica.

Existem hoje duas abordagens principais da cura. Uma delas, a cura “interior”, estabelece o equilíbrio e a saúde em todos os níveis da pessoa pela focalização e manipulação directas dos aspectos físico, emocional, mental e espiritual do ser humano, do modo com que ele cria seus sistemas de crenças e da realidade. A outra, a cura “exterior”, ajuda a restabelecer o equilíbrio das diferentes camadas da aura, incluindo os sistemas do corpo físico, pela aplicação da energia destilada do Campo da Energia Universal.

Tenho para mim que a cura “interior” é a mais importante, mas os métodos de cura “exterior" são necessários à harmonia completa do processo.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Muito Amor Incondicional...
Publicado por Viktor às 10:38
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Junho de 2008

Chakras Maiores e Função Psicológica Associada

Centro do Sentimento – Centro Público: Qualidade de amor ao sexo oposto, concessão e recebimento do prazer físico, mental e espiritual.

Centro do Sentimento – Plexo Solar: Grande prazer e expansividade, sabedoria espiritual e consciência da universalidade da vida. Quem somos dentro do Universo.

Centro do Sentimento – Centro do Coração: Sentimentos de amor a outros seres humanos e abertura para a vida.

Centro do Sentimento – Centro da garganta: Aceitação e assimilação.

Centro da Vontade – Centro Coccígeo: Qualidade de energia física e vontade de viver.

Centro da Vontade – Centro Sacro: Qualidade de energia sexual.

Centro da Vontade – Centro do Diafragma: Cura, intencionalidade dirigida para a nossa saúde.

Centro da Vontade – Entre as omoplatas: Vontade do ego ou vontade dirigida para o mundo exterior.

Centro da Vontade – Base do Pescoço: Sentido do eu, dentro da sociedade e da nossa profissão.

Centro Mental – Executivo Mental: Capacidade de colocar ideias e obras de um modo prático.

Centro Mental – Centro da Testa: Capacidade de visualizar e compreender conceitos mentais.

Centro Mental – Centro da Coroa: Integração da personalidade total com a vida e aspectos espirituais da humanidade.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:50
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Junho de 2008

O Reiki em Portugal...

O Reiki é uma Terapia Alternativa que apesar de ser já mundialmente conhecida, em Portugal ainda não se encontra muito divulgada entre a população, e isso faz com que continue a minha senda na divulgação desta Terapia milenar. Sei que no nosso modesto país, há vários locais onde o Reiki é aplicado a pessoas doentes, em tratamentos médicos, acamados ou pessoas de idade mais avançada, e isso dá-me alegria por saber que os Reikianos estão a fazer um bom trabalho. Eu já iniciei um projecto deste género, mas ainda está em fase de deliberações. É bom saber que já se proporciona Reiki em locais, tais como: Lares, Centros de dia, Hospitais e Associações.

O Reiki continua apenas a ser entendido como um Terapia Alternativa para combate a doenças e proporcionar algum tipo de cura, mas é bem mais que isso, pois proporciona também um melhor bem-estar, relaxamento mental, activa a totalidade do sistema imunitário e previne a chegada de novos problemas de saúde (física ou mental), tudo isto sem efeitos secundários, o que o torna tão maravilhoso. Quem não conhece, pense um pouco nestas últimas palavras, e verá que vale a pena, dar uma oportunidade a si próprio, através da abertura do espírito, à aquisição de novos conhecimentos (aprendizagem) ou sensações (sessão).

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:34
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 16 de Maio de 2008

O Quê é a Dimensão Astral?

O astral é a dimensão mais próxima da física. Ela envolve e permeia o mundo como uma enorme rede mental, absorvendo e guardando todos os pensamentos. O seu conteúdo é criado pela consciência colectiva da mente do mundo. Ela contém todos os pensamentos, lembranças, fantasias, e sonhos de todas as coisas vivas no mundo. Nela, as leis da atracção simpática, ou igual atrai igual, faz com que este oceano de substância mental se estratifique e estabeleça camadas ou níveis. Estes níveis de pensamento são mais comummente chamados de planos astrais, mundos astrais, sub-planos astrais ou domínios astrais.

A dimensão astral é composta de matéria astral e é habilmente descrita como substância mental. Ela é extremamente sensível ao pensamento e pode ser moldada em qualquer forma ou aspecto. Estas criações são tão perfeitas que são indistinguíveis da realidade.

A melhor maneira de explicar isto, substância mental, é fazer uma comparação entre a matéria astral e um filme fotográfico não exposto. Quando este filme é exposto à luz, enfocado pelas lentes da câmara, uma imagem perfeita da realidade é instantaneamente formada no filme pela reacção química do filme com a luz. Quando a matéria astral é exposta ao pensamento, enfocada pelas lentes da mente, uma imagem perfeita da realidade é imediatamente formada de substância mental astral pela reacção da matéria astral com o pensamento. A complexidade e a durabilidade de qualquer criação na dimensão astral depende grandemente da força da mente realizando a criação.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 10:14
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008

Alma e desencarnação

METAMORFOSE E DESENCARNAÇÃOGraduan­do os acontecimentos da desencarnação, é importante recorrer ainda ao mundo dos insectos para lembrar que, se existem aque­les de metamorfose total, existem os de metamorfose incomple­ta, os hemimetibolos, cuja larva sai do ovo e se converte ime­diatamente num indivíduo, sem passar pela fase pupal, à feição dos malófagos, desprovidos de asas, embora possuam aparelho bucal triturador.
Apresentando características singulares, no capítulo da transfiguração, em todas as ordens nas quais se subdividem, os insectos, de algum modo, exprimem, no desenvolvimento da me­tamorfose que lhes marca a existência, a escala de fenómenos que vigie para a desencarnação dos seres de natureza superior.
Em relação ao homem, os mamíferos que se ligam a nós outros por extremos laços de parentesco, quando se desencarnam agregam-se aos ninhos em que se lhes desenvolvem os companheiros e, qual ocorre entre os animais inferiores, nas múltiplas faixas evolutivas em que se escalonam, não possuem pensamen­to contínuo para a obtenção de meios destinados à manutenção de uma nova forma.
Encontram-se, desse modo, aquém da histogénese espiri­tual, inabilitados ao mais amplo equilíbrio que lhes assegura a ascensão a novo plano de consciência.
Em razão disso, efectuada a electrólise dos tecidos celulares, nos sucessos recônditos da morte física, dilata-se-lhes o período de vida latente, na esfera espiritual, onde, com excepção de raras espécies, se demoram por tempo curto, incapazes de manobrar os órgãos do aparelho psicossomático que lhes é característico, por ausência de substância mental consciente.
Quando não se fazem aproveitados na Espiritualidade, em serviço ao qual se filiam durante certa quota de tempo, caem, quase sempre de imediato à morte do corpo carnal, em pesada letargia, semelhante à hibernação, acabando automa­ticamente atraídos para o campo genésico das famílias a que se ajustam, retomando o organismo com que se confiarão a nova etapa de experiência, com os ascendentes do automatismo e do instinto que já se lhes fixaram no ser, e sofrendo, naturalmente, o preço hipotecável aos valores decisivos da evolução.
Publicado por Viktor às 12:30
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Energia Humana

. A causa da Doença

. Terapia de REIKI ou Quími...

. Exame Geral do Processo d...

. Chakras Maiores e Função ...

. O Reiki em Portugal...

. O Quê é a Dimensão Astral...

. Alma e desencarnação

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007