.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Segunda-feira, 16 de Setembro de 2013

A melhor forma de Viver

     Um homem muito rico procurou um mestre e lhe pediu que o ensinasse a viver a vida da melhor forma possí­vel. Ele queria aproveitar o máximo a vida e ser feliz. O mestre respondeu:

     - Infelizmente isso não será possível, pois tive uma vi­são de que o senhor irá morrer amanhã à noite.

     O homem ficou assustadíssimo com essa  notícia. Saiu de lá rapidamente, e foi ver a sua família. Encontrou sua esposa e filhos, e lhes disse:

     - Meus amores, um sábio me disse, pela sua vidência, que tenho apenas um dia de vida. Queria dizer que amo muito vocês, e que vamos passar este dia todos juntos, em total harmonia, para que na eternidade fi­que registrado o quanto eu sempre os amei. Mas antes, preciso falar com algumas pessoas amanha durante o dia.

     Assim que amanheceu, o homem saiu da casa e foi encontrar-se com seu vi­zinho que, há algum tempo, havia tido um briga bem séria. Pediu perdão ao vizinho por tudo, disse que se arrependia do mal que havia lhe causado e saiu de lá.

     Depois disso, o homem foi encontrar sua mãe, que sendo muito velhinha, havia colocado numa casa dis­tante e estava tendo de se virar sozinha. Assim que viu a mãe, disse:

     - Mãe, perdoe-me por ter me afastado de você. Eu es­tava muito autocentrado e só conseguia ver meu pró­prio umbigo. Estou morrendo e quero que fique co­nnosco agora no  meu último dia de vida.

     O homem foi então perdoando as ofensas das pessoas, ajudando aqueles que antes havia prejudicado, e cada coisa que fazia procurava estar totalmente presente, pois sabia que seria a última vez.

     O dia passou bem rápido, mas foi o dia mais libertador de sua vida. Voltou para casa, reencontrou toda a sua família, e viu a noite cair. Jantaram juntos, ficaram todos abraçados, e o homem esperava o fatídico mo­mento de sua morte.

     O tempo passou, passou, e ele não morreu. Veio o dia seguinte, e o homem ainda estava sentindo-se muito bem, sem nenhum sinal de que estava próximo à morte. Ao contrário de tempos passados, o homem sentia-se maravilhosamente tranquilo e feliz, muito melhor do que qualquer época em toda a sua vida.

     Resolveu então retornar e falar novamente com o sá­bio. Assim que o encontrou, questionou:

     - Mestre, anteontem o senhor me disse que eu morreria ontem, mas veja que hoje continuo saudável e nada me ocorreu. Pelo jeito sua previsão falhou, pois me sinto feliz e bem leve.

     O mestre respondeu:

     - Não falhou, pois não houve nenhuma visão do futuro. Você me perguntou como era possível vi­ver a vida da melhor forma possível. O que você fez neste último dia, acreditando que iria morrer, senão viver intensamente cada momento? Você ficou mais próximo de sua família, perdoou ofensas, arrependeu-se de brigas, aproximou-se de pessoas que ama, e disse a sua família o quanto você a amava, além de ter fi­cado bem próximo a eles. Portanto, este é o ensinamento que deixo a você. Viva cada dia como se fosse o último. Trate as pessoas sem cultivar mágoas, pois um dia tudo isso passa. Sinta-se liberto dessa vida sa­bendo que um dia você não mais estará presente. De­clare seu amor aberta e calorosamente, como se fosse a última vez. Liberte-se das preocupações, das tensões e das culpas, como se elas fossem passar e dissolver-se com o fim de tudo. O que dá sentindo a vida, é o sentido que é dado quando sentimos que tudo está próximo de encerrar. Quando tomamos consciência de nossa mortalidade e da pe­quenez da existência humana, nos libertamos de qualquer prisão, e vivemos de forma leve e feliz.

Autor: Hugo Lapa

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 09:49
Link | Comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2012

O Caminho do Discípulo

     Enquanto o discípulo vai despertando nos seus santuários místicos o seu Sol espiritual, toda a sua estrutura física interna passa por graduais transformações até culminar num equilíbrio mais definitivo em todos os níveis. As transformações são de caráter energético e atingem todos os níveis da matéria, bem como todos os níveis da consciência física, ou seja: consciente e inconsciente.

     O que um discípulo deve fazer nas diversas etapas transformativas é questionar-se sobre as suas ações, hábitos, vícios e comportamentos afetivos, as suas idéias, os seus conceitos e preconceitos, a fim de melhor aproveitar o processo para se conhecer e renovar.

     Nestas etapas, o discípulo vive em conflito consigo mesmo, procurando dentro de si respostas e nem sempre se consegue desprender dos mesmos para as assimilar. Nestes momentos, deve recorrer aos Mestres e companheiros espirituais que o assistem, e humildemente lhes abrem o seu coração expondo a rede de sentimentos que o bloqueiam, porque o Mestre conhece o seu discípulo e tem a missão de libertá-lo de todas as amarras ao seu desenvolvimento espiritual. O Mestre sabe bem como criar condições para que o seu discípulo se desprenda das suas próprias dificuldades.

     Todo discípulo que pretende (com sinceridade de alma e de espírito) servir à Luz, não se deve fechar dentro do casulo do orgulho pessoal, porque ele não é perfeito para, sozinho, trilhar o caminho luminoso que lhe foi destinado.

     Todo discípulo é um aprendiz constante e deve humildemente reconhecer quando precisa da ajuda dos seus companheiros dos outros planos ou de especialistas no plano físico. De nada serve ser doutor de si mesmo se a doença em questão necessita de vários especialistas.

     Quem se fecha em si mesmo impede que todas as respostas que vêm da alma e do espírito cheguem à consciência, perdendo a oportunidade de evoluir porque vive dentro das faixas restritas do entendimento racional. Todo aquele que serve à Luz no plano físico precisa sempre da ajuda dos Seres de Luz para melhor identificar as direções que deve tomar em situações que envolvam uma renovação interior, e deve aprender a saber pedi-la.

     O discípulo que não quer se renovar pouco avança na Senda Oculta, pois, com o passar do tempo, o bloqueio individual não lhe permitirá vislumbrar os novos horizontes que se abrem para o seu caminho.

     Dos mundos de manifestação, o mais complexo é o plano físico por causa da cisão que foi feita entre mente e corpo, intelecto e espírito. Nesta cisão, a humanidade, de um modo geral, criou valores muito superficiais para a sua evolução, e através desses valores é que a personalidade se formou, ou seja, está completamente vazia de propósitos reais dentro da evolução verdadeira da vida humana. Mas esses valores superficiais – e até mesmo os padrões de comportamento dos seres humanos em geral – são muito primitivos e acabam por criar consciências totalmente condicionadas às infantilidades, bloqueando de todas as formas a verdadeira maturidade da personalidade.

     Assim, nenhum ser humano se pode julgar tão consciente para equilibrar sozinho os valores da alma e espírito com os valores da personalidade, porque a primitividade da consciência física não lho permite. Somente aquele que tem o coração aberto e que é capaz de, sincera e insistentemente, buscar a união da alma com a personalidade e a ligação consciente com o Mestre, enfrentando todas as transformações internas que lhe são necessárias para a real união, poderá alcançar a meta.

     Os candidatos a discípulos, na sua maioria, gostam de se iludir achando que por contatarem os Seres de Luz, por terem sido chamados, estão em maior equilíbrio do que os outros que não os contatam. Mas como disse, é só uma pura ilusão, pois muitas vezes perdem a possibilidade de serem os escolhidos, uma vez que nem conseguem conduzir seus próprios passos.

     Esta mensagem é um alerta a todos os discípulos da Luz, porque muitas transformações mundiais estão por vir, e sabemos que muitos discípulos na hora de assumirem uma posição madura perante suas verdadeiras tarefas espirituais regredirão emocionalmente e ficarão estagnados nos seus bloqueios, sem condições para cumprir o que lhes competirá, devido ao choque emocional a que estarão sujeitos. Por isso mesmo, alertamos para aprenderem desde já a reconhecer as vossas próprias fragilidades e limitações emocionais, trabalhando-as gradativamente e transmutando-as a fim de, conscientemente, eliminá-las em nome de uma maior expansão interna individual e espiritual.

     Envio-vos as energias amorosas necessárias, a fim de que possais abrir os vossos canais de compreensão internos.

     Com todo o meu Amor universal, LANTO. [Conhece-se muito pouco deste Mestre; consta que foi o Grande Imperador Amarelo na China. Já foi Mestre do segundo raio e é um dos futuros Cristos Planetários.]

Canal Espiritual: Lourdes Rosa.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 18:00
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2011

Para ti…

Irmão,

      Estas palavras são dirigidas a ti. Sim, não estejas admirado por estar a falar contigo, mas sinto que tenho de me dirigir a ti. Desculpa dirigir-me assim a ti, mas como companheiros de jornada sinto que tenho de te dedicar estas palavras em prol do teu bem-estar.

      Desde a tua chegada/nascimento, foste sendo moldado por aqueles que te educaram e ensinaram, pelos amigos, conhecidos, enfim, por todos aqueles com quem cruzas-te nos trilhos da tua vida. Ao longo desse percurso deambulas-te entre caminhos bons e outros mais ruins. Nos bons caminhos sentias-te forte, bem, saudável, com enorme auto-estima, cheio de amor e energia para seguires o teu caminho e nos momentos menos bons a tristeza, melancolia, dor, desmotivação, culpabilização, irritação e mau estar. De certo porém que não gosta de passar por esses maus momentos, e esperas que alguém te dê a fórmula para ultrapassares estas situações e dessa forma ter uma vida melhor, mas humilde, com mais luz, amor, saúde, harmonia e felicidade. Pensas e sentes muitas vezes que não estas bem, surge dentro de ti uma vontade de mudar a tua vida definindo novos rumos, novos horizontes. Experimentas a Luz que resplandece no teu Ser harmonizando a tua essência, como uma Luz cristalina que surge no crepúsculo, fazendo vibrar em ti a essência do verdadeiro sentido do Amor universal divino.

      Se esteve a ler e chegou até aqui, talvez queira ir um pouco mais longe. Ir mais longe é dar o passo, tomar a atitude, ter a coragem de enveredar pelo caminho de Luz, com todas as suas virtudes e contrariedades. Contrariedades? Sim, contrariedades, ou acha que o caminho da Luz, é apenas devoção, dedicação, amor, bem-estar e felicidade? Pode ser um pouco isso, mas ao entrar nesse caminho o seu nível de consciência eleva-se, fazendo-o observar tudo o que o rodeia de forma diferente, mais humilde, com mais amor e respeito pelas leis divinas cósmicas universais. Observar a paisagem do topo da montanha é diferente de observa-la do meio da encosta. Estar no caminho da luz dá-lhe certamente mais tolerância e compreensão para muitas das situações que até então nem sequer tinham resposta, mas por outro lado passa a ser “atormentado” ou incomodado pelas incoerências sociais e ingratidão que paira no seio da raça humana. Consciente de que a energia do Amor existe em abundância em todo o universo, tem também a consciência que a energia do mal (negativa) existe em oposição à anterior, usando métodos idênticos ou por vezes de uma forma encapotada, para praticar o mal prejudicando o próximo. Sem dúvida que isto não é nada bom, ou será que esses Seres não sabem que existe a Lei universal do retorno e que um dia toda essa energia que emanaram direccionada a outros lhe será devolvida pelo próprio universo. Não pretendo com isto afasta-los do caminho da Luz, mas apenas esclarece-los sobre a verdade do mesmo, muitas vezes ocultada mesmo por aqueles que percorrem o caminho da Luz. Em verdade lhes digo que o caminho da Luz é lindo, agradável e gratificante, apesar de se encontrar ao longo dele inúmeras contrariedades em muitas vezes proporcionadas pela ingenuidade humana relativamente à essência do Ser Humano. Termino deixando um apelo a todos os irmãos de Luz que continuem esse maravilhoso trabalho como “pequenas” estrelas solares que irradiam os seus raios energéticos em todas as direcções, e emanando um enorme fluxo de Amor Incondicional dos vossos corações divinos.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Grato por partilhar...
Música: RFM
Publicado por Viktor às 12:43
Link | Comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 10 de Julho de 2009

A Aura nas Sessões Terapêuticas

A aura é realmente o “elo que faltava” entre a biologia e a medicina física e a psicoterapia, o “lugar” em que se localizam todas as emoções, pensamentos, lembranças e padrões de comportamento que discutimos sem parar na terapêutica. Não estão apenas suspensos nalgum lugar da nossa imaginação, senão localizados no tempo e no espaço. Pensamentos e emoções movimentam-se entre as pessoas no tempo e no espaço através do campo da energia humana, e o seu estudo é o modo de se conseguir um instrumento para lidar com essa actividade. Reparemos nos fluxos de energia fluida de auras enquanto as pessoas se movimentam em sessões terapêuticas. Quando o Terapeuta ou Reikiano está a aplicar Reiki em si ou noutra pessoa, a sua aura expande-se podendo atingir um metro de distância. É como se o Terapeuta estivesse dentro de um pequeno sol a irradiar raios de luz energética pelas mãos directamente em corrente contínua e pelo corpo todo num fluxo menor mas também agradável. O mesmo acontece a quem recebe, pois no final fica com a sua aura expandida, alisada e num constante movimento permitindo um bom fluxo energético entre todos os chakras e nádis.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:24
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

Reiki nos Hospitais

Hospital ou Centro de Saúde são locais onde todos nós já fomos de variadas formas (para trabalhar, para nos tratarem, para visitar um amigo, etc…). Em Portugal é público a prática de Reiki num Hospital no Porto, conforme uma reportagem emitida pelo canal televisivo SIC, há cerca de um mês e meio. É sem dúvida um enorme beneficio para os utentes daquela unidade hospitalar. De facto Médicos e Terapeutas trabalharem em conjunto é uma enorme mais valia para toda a comunidade, pois ambos têm a sua importância uma vez que uns tratam umas coisas e outros tratam outras, e trabalhando conjuntamente o beneficio de que o paciente usufrui, chega a ser superior à soma dos benefícios individuais (médico+terapeuta). Isto reflecte-se numa melhor “doença”, uma vez que a aplicação de Reiki potencia os efeitos benéficos da medicação, elimina ou atenua os efeitos secundários da mesma bem como de tratamentos de quimioterapia e radioterapia, permite uma harmonização energética corporal, equilibra os estados emocionais e mentalmente permite um melhor controlo do pensamento (muitas vezes vêem à memória pensamentos alheios). Por estas e outras razões mais, ter sessões de Reiki nos Hospitais é sem dúvida um enorme benefício para os pacientes a utilização conjugada da medicina convencional com uma terapêutica oriental.

Neste âmbito e para a Associação Portuguesa de ReikiMonte Kurama”, estou a desenvolver um trabalho sobre os “Efeitos do Reiki em Centro de Saúde ou Lares”. Tenho recolhido alguma informação sobre isso mas se algum leitor tiver conhecimento de algum caso que além da medicina convencional tenha também sido tratado através do Reiki, era de grande utilidade fazer-me chegar essa informação, para o bem-estar comum de todas pessoas, uma vez que essa informação depois de recolhida e devidamente tratada servirá para a elaboração de um projecto/estudo a apresentar às entidades governamentais do País, por forma a que esta maravilhosa terapia seja regulamentada e colocada à disposição de todas as pessoas, em prol do seu bem-estar e por conseguinte de aqueles que consigo coabitam. Apesar de estar envolvido neste projecto e sendo a sua coordenação da minha responsabilidade este não é um trabalho meu mas sim de todos os que nele participarem e para toda uma nação que necessita de algo que além de terapêuticamente lhes dê equilíbrio e harmonia, espiritualmente os auxilie a observar o mundo de forma diferente, mais humana e social.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 10:25
Link | Comentar | favorito
Sábado, 7 de Junho de 2008

Energia Universal

Adeptos de todas as religiões falam em experimentar ou ver luz em torno da cabeça das pessoas. Através de práticas religiosas, como a meditação e a oração, eles atingem estados de consciência ampliada que lhes abrem as capacidades da Percepção Sensorial Elevada.

A antiga tradição espiritual indiana, de mais de 5.000 anos, menciona uma energia universal denominada Prana, vista como o constituinte básico e a origem de toda a vida. Prana, o alento da vida, move-se através de todas as formas e lhes dá vida. Os praticantes de ioga manipulam-na por meio de técnicas de respiração da meditação e de exercícios físicos destinados a manter estados alterados de consciência e a juventude muito além do espaço normal de vida.

Os chineses, no terceiro milénio AC., acreditavam na existência de uma energia vital a que davam o nome de Ch'i. Toda a matéria, animada ou inanimada, se compunha dessa energia universal e dela se impregna. O Ch'i contém duas forças polares, o yin e o yang. Quando o yin e o yang estão equilibrados, o sistema vivo reflecte saúde física; quando, porém, estão desequilibrados, daí resulta um estado mórbido. Um excesso de força do yang redunda em demasiada actividade orgânica. Quando o yin predomina, é causa de funcionamento insuficiente. Qualquer um desses desequilíbrios acarreta um problema físico. A antiga arte da acupuntura concentra-se no equilíbrio dessas duas forças, o yin e o yang.

A Cabala, teosofia mística judaica que teve início por volta de 538 AC., refere-se às mesmas energias como a luz astral. As pinturas religiosas cristãs retratam Jesus e outras figuras espirituais cercadas de campos de luz. No Antigo Testamento, existem inúmeras referências à luz em torno das pessoas e ao aparecimento de luzes, mas, no correr dos séculos, esses fenómenos perderam o significado original. A estátua de Moisés ou de Miguel Ângelo, por exemplo, mostra o karnaeem como dois chifres na cabeça em lugar dos dois raios de luz a que o termo originalmente se referia. Em hebraico, essa palavra tanto significa chifre como luz.

No livro “Future Science”, John White enumera 97 culturas diferentes que se referem aos fenómenos áuricos com 97 nomes diferentes.

Muitos ensinamentos esotéricos — os antigos textos védicos hindus, os teosofistas, os rosa-cruzes, o povo da Medicina Americana Nativa, os budistas tibetanos e indianos, a Sra. Blavatsky e Rudolph Steiner, para citar apenas alguns — descrevem pormenorizadamente o Campo da Energia Humana. Há pouco tempo, muita gente com estudos científicos modernos adicionou algumas observações num nível físico, concreto.

Publicado por Viktor às 12:10
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 18 de Setembro de 2007

DEUS E NÓS

Deus nos garante a vida.

Cabe a nós outros aperfeiçoá-la e engrandecê-la.

Deus nos provê de inteligência.

Respondemos pela formação da cultura.

Deus nos ilumina com razão.

O discernimento ocorre por nossa conta.

Deus nos alimenta através do amor.

Obteremos sempre do amor o que fizermos com ele.

Deus suscita as circunstâncias.

De nós depende a escolha da acção para utilizá-las.

Deus cria a possibilidade.
O trabalho é obra nossa.
Deus concede o dom de falar.
A palavra nos diz respeito.
Deus espalha recursos.

Somos chamados a valorizá-los e desenvolvê-los.

Deus sugere o bem.

Está em nós o senso de concordância.

Deus cria a semente.

Temos o privilégio da plantação no cultivo do solo.

Deus me envia o melhor que sou capaz de receber.

Aceitação ou rebeldia vertem de nós com os resultados atribuíveis a cada uma.

Deus estabelece o pensamento livre.

Detemos o poder de manejá-lo na pauta dos princípios de causa e efeito.

Em todos os lugares encontraremos a criatura associada ao Criados nas ocorrências da Criação.

A Divina Providencia e a Humana Cooperação surgem sempre juntas em todas as realizações da vida, isso porque de Deus vem a dádiva e do Homem dimana a aplicação. E já que a Justiça Perfeita nos acompanha e observa em todos os passos da jornada evolutiva, a lei da responsabilidade funciona em todos os climas, determinando méritos ou necessidades de toda pessoa em particular e reduzindo todas as teorias de recompensa e punição ao sábio preceito evangélico: “A cada um segundo as suas obras”.

Espírito: EMMANUEL

Médium: Francisco Cândido Xavier

Publicado por Viktor às 06:30
Link | Comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 3 de Setembro de 2007

NEM PAIS NEM FILHOS

Os grandes espíritos que encarnaram neste mundo para auxiliar o progresso da grei humana, fizeram-no movidos pela ação consciente do dever. Nunca para atender à vontade de quem quer que seja, e muito menos de um suposto pai celestial.

Na esfera espiritual não há pais nem filhos. O que há, o que existe, em verdade, é uma enorme comunhão de espíritos numa infinita graduação evolutiva, em que todos os seres — todos, sem exceção — têm uma origem comum: a Força Criadora ou Inteligência Universal.

Nos mundos dispersos pelo Espaço, encontram-se — usando de reduzidos números para facilitar a compreensão humana — milhões e milhões de espíritos em cada plano de evolução.

Aqui mesmo na Terra têm encarnado, embora raramente, espíritos de evolução superior ao meio para auxiliarem a humanidade a progredir, sendo que inúmeros outros, do mesmo grau de evolução, estão desenvolvendo atividades espirituais em outras regiões do Universo.

Quanto mais adiantado o espírito, tanto maior o desejo que sente de auxiliar a evoluir o semelhante.

Daí a razão de submeter-se, voluntariamente, ao sacrifício de encarnar em mundos da espécie deste, quando a vida, nos planos correspondentes ao seu adiantamento, embora sempre trabalhosa, decorre num ambiente de incomparável bem-estar comum.

Negarem a Jesus o valor, o mérito de haver conquistado a sua evolução espiritual à custa de grandes lutas, de trabalhos, de sofrimentos, de desencarnações e reencarnações, atribuírem as qualidades, a nobreza, os altos atributos que possui esse grande espírito ao privilégio de uma suposta filiação divina, é erro grave que cometem, além de demonstração de lamentável ignorância relativamente à vida espiritual.

Quem demonstra maior valor, o líder que ascendeu ao posto com esforço e merecimento próprios, depois de haver vencido todas as etapas que o levaram à plenitude da experiência e do saber, ou o que foi singularmente colocado nessa posição, com fundamento na hierarquia de antepassados?

Os adoradores de Jesus classificam-no, obcecadamente, nesta segunda posição, influenciados pela concepção deísta. Para esses, o valor de tão admirável e evoluído espírito está mais na filiação ao hipotético deus-pai, do que nos seus próprios méritos, quando, na verdade, deve exclusivamente a si mesmo tudo quanto adquiriu e continua a adquirir para aumentar, mais ainda, os seus valiosos atributos espirituais.

Publicado por Viktor às 08:45
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. A melhor forma de Viver

. O Caminho do Discípulo

. Para ti…

. A Aura nas Sessões Terapê...

. Reiki nos Hospitais

. Energia Universal

. DEUS E NÓS

. NEM PAIS NEM FILHOS

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007