.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Sexta-feira, 3 de Outubro de 2014

Guias de Reiki

 

Caríssimos,

     Hoje vou falar um pouco sobre os Guias de Reiki, pois é algo que levanta dúvidas a muitas pessoas, principalmente aos praticantes de Reiki. No decorrer de um curso de Reiki, podem fazer a “meditação do guia” na qual podem ir ao encontro do mesmo, ficando a saber quem é e além disso pode-lhes também enviar alguma mensagem. Não sei se já fizeram essa meditação, mas para quem não fez e a quer fazer eu vou-lhe dar uma dica: Faça a meditação tranquilamente, sem esperar ver nada para não criar ansiedade, deixe apenas fluir.

     Outra coisa que convém esclarecer sobre os guias é que eles podem-se “apresentar” das mais variadas formas e feitios, por exemplo pode-lhe surgir apenas um ponto de luz, pode surgir na forma de animal, pode ser na forma de animal cruzado (p.ex: cavalo com cabeça de leão), na forma de estátua, como um vulto, ou até mesmo só sentindo sem ver nada. O que acontece a cada um dos participantes desta meditação, está directamente ligado às capacidades de cada um, bem como ao seu nível de desenvolvimento espiritual. Devo salientar ainda que também se pode dar o caso de que a pessoa não consiga visualizar nem sentir nada, mas não se preocupe pois o seu guia está lá sempre disposto a ajudá-lo e talvez ainda não tenha chegado o momento de o ver, fique tranquilo, tudo a seu tempo.

     O Reiki não é apenas uma Terapia e uma Filosofia de vida, é um trajecto que cada praticante percorre ao seu ritmo. Claro que, conjuntamente com esse percurso, cada pessoa vai fazendo o seu desenvolvimento enquanto reikiano, bem como o seu próprio desenvolvimento espiritual. Os guias são como os nossos professores da escola, ou seja, na primária tinha-mos um, na preparatória outros e no secundário outros, ou seja, eles vão mudando consoante o nosso grau de desenvolvimento académico. Assim podemos chegar à conclusão que o nosso guia vai mudando, consoante o nosso nível de evolução espiritual.

     Em determinados momentos da nossa vida sentimos coisas anormais, definição que a nossa mente lhe atribui. Veja-se o seguinte caso: Um certo dia você acorda e ainda nem sequer saiu de casa e começa a sentir-se menos bem, como se um vazio se “apodera” de si, muito semelhante à perda (morte) de um ente querido. Claro que ninguém gosta de se sentir menos bem e como não podia deixar de ser, essa sensação coloca-o a pensar na origem da mesma, pois o ser humano sempre curioso, procura uma resposta para tudo o que acontece. Se essa situação surgir de um momento para o outro fique tranquilo, é sinal de que o seu Guia está de partida. Significa que você subiu mais um degrau na sua evolução espiritual e o Guia que tinha já concluiu a sua missão consigo e está de partida para ir ajudar outro Ser que se encontra no degrau que agora você deixou para trás. Mas se o meu Guia se foi embora, fico sem nenhum? Não tema, pois outro Guia, de capacidades superiores ao anterior, virá para se juntar a si, estando ao seu dispor sempre que necessitar. Tal como expliquei no parágrafo anterior, os Guias são como os nossos professores.

     Penso que sobre esta matéria tenham ficado esclarecidos, e assim me despeço desejando-lhes uma boa caminhada repletos de Amor Incondicional e Compaixão.

    Caso queira seguir mais de perto as minhas actividades pode também adicionar-me no Facebook, clicando no link que se segue: https://www.facebook.com/mestre.viktor

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 08:38
Link | Comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2014

Esclarecimentos sobre Reiki

Caríssimos,

     Relativamente aos cursos de Reiki parece que há um conjunto de dúvidas que paira na mente das pessoas e a quais penso ser do interesse geral esclarecer. O Reiki é uma terapia integrativa oriental que é praticada através da imposição de mãos, sendo o seu objectivo inicial proporcionar o bem-estar ao próprio reikiano. Assim, como podem constatar, o Reiki é um eficaz método de auto-ajuda, o que nos dá a entender que frequentar um curso de iniciação ao Reiki é um investimento que fazemos em nós mesmos e no nosso bem-estar. Quando estamos bem aqueles que nos rodeiam também se ficam melhor, pois tornamo-nos fontes de luz, energia e amor que contagia quem está ao nosso redor.

     A sintonização feita pelo mestre no dia do curso marca a entrada no universo do Reiki, mas o mesmo prolonga-se por mais 21 dias, nos quais o iniciado tem de fazer uma auto-aplicação de Reiki por dia (pelo menos). Os 21 dias seguintes definem-se como o “período da purificação interior” do reikiano, fundamentais e imprescindíveis para qualquer um, pois são parte integrante do curso. Mesmo que inicialmente possa não sentir nada nas suas mãos, mantenha a calma e confie que vai começar a sentir, pois eu mesmo nos primeiros dias tinha a sensação de nada sentir nas mãos. No decorrer deste período podem surgir nas mãos vários sintomas, tais como: formigueiro, picadas, frio, calor, sucção, entre outras sensações. São esses sinais que nos transmitem o estado em que se encontra o chakra, que nos “transmite” o que está menos bem no nosso corpo. É durante o período da “purificação interior” que pode ocorrer o fenómeno denominado de “crise de cura”, pois durante esses 21 dias, através da auto-aplicação de Reiki, o nosso organismo está a receber um tratamento de Reiki. Esse tratamento vai purificar o nosso organismo eliminando bloqueios, libertando toxinas (aquilo que se chama desparazitação em termos médicos), além de poder “puxar” algo que esteja para acontecer brevemente (gripe, infecção, etc…) para ser tratada com o Reiki. Pessoalmente sempre tive crises de cura nos meus 21 dias, que podem ser: Um pico de febre, cheiro mais intenso das fezes, mais vontade de ir ao wc, mais vontade de beber água, entre outros sintomas, pois cada caso é um caso e como tal é impossível generalizar as situações que podem ocorrer.

     Qualquer reikiano deve sempre pautar-se pelo respeito do seu semelhante, por isso só deve aplicar Reiki a outra pessoa se lhe for pedido, porque não temos o direito de interferir no livre-arbítrio seja de quem for. Claro que o reikiano poderá sempre oferecer-se para aplicar Reiki à outra pessoa, mas só o deverá fazer se na verdade a pessoa quiser, e se for a primeira vez deve-lhe explicar bem o que vai fazer para que o receptor fique devidamente esclarecido.

     Por agora fico por aqui, mas caso tenham alguma situação que queiram vez esclarecida não hesitem em perguntar ou sugerir para um próximo texto de esclarecimento geral. Desejo-lhes tudo de bom e façam o favor de ser felizes.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 16:31
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Março de 2009

Os Níveis e o Mestre de Reiki…

Há várias teorias sobre o que é ser mestre de Reiki e inclusivamente quem faça o curso de nível 3 (mestre) apenas porque pretende aumentar a capacidade de fluxo energético. Neste caso, na minha modesta opinião não estou de acordo pois, antes de qualquer pessoa tirar qualquer nível de Reiki, deverá ser bem informada sobre o que é, o que lhe vai permitir fazer bem como deverá ser o seu papel perante a sociedade. Quando digo “papel perante a sociedade”, refiro-me ao facto de caso ser um curso de nível 2, 3, 3A ou 3B, essa pessoa deverá ter alguma responsabilidade perante a sociedade na divulgação desta prática milenar e não tirar por tirar ou porque a amiga também vai tirar. Nos casos de tirar apenas para curriculum de nada lhe servirá, pois ainda não se encontra devidamente regulamentado pelas entidades governamentais, mas que espero que esteja pois para isso tento contribuir no desenvolvimento de alguns projectos em conjunto com a Associação Portuguesa de Reiki. Segundo a minha forma de estar e na minha óptica um Mestre de Reiki é uma pessoa que deverá ter como base e fundamento de vida os cinco princípios do Reiki. Deverá ser uma pessoa sensata, humilde, calorosa e energeticamente forte tal qual o grande ícone Sensei Mikao Usui. Deverá abraçar a causa do Reiki na sua plenitude, nunca tendo receio algum de transmitir a terceiros o seu conhecimento mas sempre com o intuito de auxilia-los no seu caminho de luz, fazendo deste um mundo melhor. Deverá ser uma pessoa sempre disponível para auxiliar quem o procura, sendo essa pessoa não iniciada no Reiki ou caso o seja, seja ela iniciada por ele ou por outro. O conhecimento existe para ser partilhado e não para ser ocultado.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:24
Link | Comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009

…ZEN, por terras do Alentejo

Este fim-de-semana, apesar das viagens serem um pouco cansativas, mas valeu a pena. Sábado em Beja o curso correu bem, tal qual o de Domingo em Odemira. Sinto que as experiências por eles vivenciadas, através do ritual iniciático, lhes despertaram mais interesse pelo Reiki devido às sensações que tiveram, bem como ao bem-estar por elas provocadas. Foi um fim-de-semana ZEN onde imperou a boa disposição e uma elevada vibração energética entre todos os intervenientes. Para cada um dos iniciados espero que esse dia seja o inicio de uma nova caminhada na procura do seu bem-estar e do seu enriquecimento espiritual, podendo cada um, vir a contribuir para o bem-estar comum deles e de todos os que os rodeiam, contribuindo assim para um melhor bem-estar social. Nada mais tenho a dizer, pois sinto-me um pouco cansado e publicarei amanhã (segunda-feira) este texto no meu blogue. Termino desejando a todos os iniciados um bom período de purificação interior e se alguma dúvida surgir, façam o favor de me colocarem as vossas questões.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:19
Link | Comentar | favorito
Sábado, 6 de Dezembro de 2008

Dezembro em Beja…

Caros leitores, amigos, internautas, Senhoras e Senhores,

No dia 13 de Dezembro, realizar-se-á um Curso de iniciação ao Reiki Nível I ou 1º Grau, em Beja, num ambiente harmonizado onde poderá usufruir da calma necessária ao evento. O referido curso será ministrado pela escola “Astro-Reiki” da Associação de Reiki Portuguesa, limitado a 10 inscrições, para assim conseguir manter um bom nível formativo e participativo. Mais informações e esclarecimentos serão fornecidos por e-mail ou telemóvel. Encontrará por aí afixados cartazes alusivos ao evento em diversos locais da cidade.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Muita Luz e Paz...
Publicado por Viktor às 09:00
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Novembro de 2008

Actividades de Dezembro

Caros leitores, amigos, internautas, Senhoras e Senhores,

No dia 8 de Dezembro, vai ser realizado o Segundo Encontro/Convívio Reikiano. Esta segunda edição vai ser realizada em Portimão. Os pormenores, informações e inscrições para o mesmo serão fornecidos por e-mail ou telemóvel, caso encontrem por aí algum cartaz.

No dia 13 de Dezembro, realizar-se-á um Curso de iniciação ao Reiki Nível I ou 1º Grau, em Beja, num ambiente harmonizado onde poderá usufruir da calma necessária ao evento. O referido curso será ministrado pela escola “Astro-Reiki”, limitado a 10 inscrições, para assim conseguir manter um bom nível formativo e participativo. Mais informações e esclarecimentos serão fornecidos por e-mail ou telemóvel. Serão afixados cartazes alusivos ao evento em diversos locais.

Participa e trás um amigo.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Muita Luz...
Publicado por Viktor às 12:00
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 15 de Outubro de 2008

O que é a Iniciação ao Reiki?

Há pessoas em que, o Reiki tal como outras terapias alternativas, oriundas do oriente lhes desperta o interesse. Inicialmente as pessoas começam por questionar os amigos, depois pesquisam na internet, e no caso do Reiki, chegam mesmo a procurar quem lhe faça uma sessão, para assim poder constatar na primeira pessoa os efeitos benéficos que lhe podem ser proporcionados.

Por este ou outro tipo de razões, as pessoas despertam para o Reiki.

Quando tomam a decisão de entrar no maravilhoso mundo do Reiki através de um curso de iniciação ao mesmo, estão sem dúvida a tomar uma importante decisão na sua vida. Entrar no mundo do Reiki é como dar início a uma nova vida, forma de estar, observar e pensar tudo o que nos rodeia. Cada pessoa, ao ser iniciada no Reiki, através de um harmonioso ritual, onde um sem fim de reacções e emoções podem surgir, marca pessoalmente o início de uma nova etapa de vida. Sendo um pouco mais específico, se o iniciado abraçar por inteiro os fundamentos e princípios da prática, a vida dele não mais voltará a ser o que era, sofrendo algumas alterações positivas no seu todo. Inicialmente, enquanto se encontram na fase de maior aprendizagem, ou seja, no primeiro mês como iniciados, muitas coisas para as quais não têm resposta podem acontecer. Podem acontecer determinadas situações que, anteriormente, jamais lhes tenham passado pela cabeça, e agora estão ao alcance de uma imposição de mãos.

É precisamente neste período que o Mestre que os iniciou, deverá estar particularmente disponível, para lhes retirar as dúvidas e explicar os acontecimentos. Eticamente jamais um Mestre deverá abandonar aqueles que, por ele foram iniciados, mas infelizmente ao longo do tempo vou tendo conhecimento de alguns casos, que lamentavelmente não era suposto acontecerem, pois dessa forma acabam por dar um contributo negativo aos por eles iniciados, bem como à comunidade em geral, através do descrédito.

Fazer uma iniciação ao Reiki não é como tirar um qualquer curso para “encher” curriculum, mas sim abraçar uma nobre causa, em prol do bem comum e do bem supremo de toda a humanidade. É passar a pautar a vida e a forma de estar, através dos 5 princípios, que muito honrosamente o Sensei (Mestre) Dr. Mikao Usui nos deixou. É divulgar a prática terapêutica do Reiki, difundindo a sua mensagem em todos os locais e a todas as pessoas, fazendo assim do Reiki uma prática universal, para o bem comum da Humanidade e do planeta.

Saudações Reikianas

 

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Muita Paz e Luz para todos
Publicado por Viktor às 09:08
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Agosto de 2008

PERCEPÇÃO DOS ESPÍRITOS

Uma vez de volta ao mundo dos Espíritos, conserva a alma as percepções que tinha na Terra, além de outras de que aí não dispunha, porque o corpo, qual véu sobre elas lançado, as obscurecia.

Os Espíritos, quanto mais se aproximam da perfeição, tanto mais sabem. Se são Espíritos superiores, sabem muito. Os Espíritos inferiores são mais ou menos ignorantes acerca de tudo.

Para os Espíritos conhecerem o futuro, depende da elevação que tenham conquistado. Muitas vezes, apenas o entrevêem, porém nem sempre lhes é permitido revelá-lo. Quando o vêem, parece-lhes presente. À medida que se aproxima de Deus, com mais clareza o Espírito descortina o futuro. Depois da morte, a alma vê e apreende num golpe de vista as suas passadas migrações, mas não pode ver o que Deus lhe reserva. Para que tal aconteça, é preciso que, ao cabo de múltiplas existências, se haja integrado nele. Nem os Espíritos que alcançaram a perfeição absoluta têm conhecimento completo do futuro, só Deus é soberano Senhor e ninguém o pode igualar.

Conforme a elevação do Espírito e a pureza que tenha atingido, conhece o princípio das coisas. Os Espíritos de ordem inferior não sabem mais do que os homens.

Como o Espírito se transporta para onde quer, com a rapidez do pensamento, pode-se dizer que vê em toda parte ao mesmo tempo. O seu pensamento é susceptível de irradiar, dirigindo-se quase em simultâneo para muitos pontos diferentes, mas esta faculdade depende da sua pureza. Quanto menos puro é o Espírito, tanto mais limitada é a sua visão. Só os Espíritos superiores vêm com clareza.  

Os Espíritos não compreendem a duração do tempo como nós. Daí vem que nem sempre são compreendidos, quando se trata de determinar datas ou épocas.   Os Espíritos vivem fora do tempo como o compreendemos. A duração, para eles, deixa, por assim dizer, de existir. Os séculos, para nós tão longos, não passam, aos olhos deles, de instantes que se movem na eternidade.

Do mesmo modo que aquele, que vê bem, faz uma mais exacta ideia das coisas do que o cego. Os Espíritos vêem o que não vedes. Tudo apreciam, pois, diversamente do modo por que o fazeis. Mas, também isso depende da elevação deles.

O passado, quando com ele o Espírito se ocupa, é presente. Verifica-se então, inteligência dos Espíritos, lembrando-se mesmo daquilo que se te apagou da memória. Mas nem tudo os Espíritos sabem, a começar pela própria criação.

Só os Espíritos superiores o vêem e compreendem a Deus. Os inferiores o sentem e um Espírito inferior não vê Deus, mas sente a Sua soberania e, quando não deva ser feita alguma coisa ou dita uma palavra, percebe, como por intuição, a proibição de o fazer ou dizer.   

O Espírito não tem circunscrita a visão como os seres corpóreos, ela reside em todo ele.

Os Espíritos não precisam da luz para ver. Vêem por si mesmos, sem precisarem de luz exterior. Para os Espíritos, não há trevas, salvo as em que podem achar-se por expiação.

Os Espíritos são sensíveis à música. A música terrena não se compara à música celeste. A esta harmonia nada na Terra pode dar ideia. Uma está para a outra como o canto do selvagem para uma doce melodia. Não obstante, os Espíritos vulgares podem experimentar certo prazer em ouvir a música terrestre, por lhes não ser dado ainda compreenderem outra mais sublime. A música possui infinitos encantos para os Espíritos, devido ao facto de terem muito desenvolvidas as suas qualidades sensitivas. Refiro-me à música celeste, que é tudo o que de mais belo e delicado pode a imaginação espiritual conceber.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:49
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Guias de Reiki

. Esclarecimentos sobre Rei...

. Os Níveis e o Mestre de R...

. …ZEN, por terras do Alent...

. Dezembro em Beja…

. Actividades de Dezembro

. O que é a Iniciação ao Re...

. PERCEPÇÃO DOS ESPÍRITOS

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007