Terça-feira, 29 de Outubro de 2013

A Visão Tibetana do Renascimento

     Cremos sim, que o que estabelece a continuidade entre as vidas não é uma entidade, mas antes o mais subtil e último dos níveis de consciência.

     O modo exacto como o renascimento ocorre foi bem ilustrado com o seguinte exemplo:

Numa série de renascimentos, as sucessivas existências não são como as perlas de um colar, seguras por um fio – a «alma» - que passe através de todas as pérolas, são mais como dados empilhados em cima uns dos outros. Cada dado é independente, mas suporta o que está por cima dele, com o qual está funcionalmente ligado. Entre os dados não existe uma identidade, mas sim uma condicionalidade”.

     Nas escrituras budistas há um relato muito claro sobre este processo de condicionalidade. O sábio budista Nagasena explicou-a ao rei Milinda num conjunto de respostas às perguntas que este lhe fez, respostas essas que ficaram famosas.

Milinda perguntou a Nagasena: «Quando uma pessoa renasce, é a mesma que morreu ou é diferente?»

Nagasena respondeu: «Nem é a mesma, nem é diferente… Diz-me, se um homem acendesse uma candeia, poderia esta fornecer luz durante toda a noite?»

«Sim.»

«E a chama que arde na primeira parte da noite é a mesma que arde na segunda… ou na última?»

«Não.»

»Isso quer dizer que há uma candeia na primeira parte da noite, outra na segunda e ainda outra na terceira?»

«Não. É por causa de uma só candeia que a luz brilha durante toda a noite.»

«O renascimento é semelhante: quando nasce um fenómeno, o outro termina ao mesmo tempo. Assim, o primeiro acto da consciência na nova existência não é o mesmo da existência prévia, nem é diferente.»

     O rei pediu outro exemplo para explicar a natureza precisa dessa dependência, e Nagasena comparou-a ao leite: «O coalho, manteiga ou queijo, podem ser feitos do leite, nunca são o leite, mas dependem inteiramente dele para a sua existência.»

     A seguir Milinda perguntou:

«Se não há um ser que passe de corpo para corpo, então porque não estamos todos livres das acções negativas que cometemos em vidas passadas?»

     Nagasena deu-lhe este exemplo:

«Um homem rouba as mangas de alguém, mas elas não são exactamente as mesmas que a outra pessoa originalmente possuíra e plantara. Nesse caso, por que motivo há de ser merecedor de castigo?» «Merece-o», explicou Nagasena, «apenas porque as mangas que ele roubou cresceram a partir daquelas que o seu proprietário plantou. É por isso que as nossas acções numa vida, sejam elas puras ou impuras, estão ligadas a outra vida, e por isso não nos podemos libertar das suas consequências.»

Sogyal Rinpoche

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 08:41
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Junho de 2010

Ho'oponopono

Música: M80
Publicado por Viktor às 09:22
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

Mantras

É reconhecido por todos que a palavra falada possui um poder relativamente profundo na mente das pessoas, tanto positiva quanto negativamente. Quando algum doente ouve palavras de ânimo, de alento, parece que uma nova força toma conta da sua alma, dando-lhe mais optimismo e segurança num iminente restabelecimento. Quando alguém se deprime por diversos problemas em sua vida, alegra-se ao ouvir um cântico religioso, permitindo-se uma interiorização e contemplação de seu "mundo interior", para uma maior comunhão com Deus, a fonte essencial da cura.

No entanto, o poder da palavra falada, chamada de Mantraterapia (ou Verboterapia), que não se restringe a uma disciplina verbal, no sentido socrático da ideia, ou seja, simplesmente utilizar com precisão e ordem os conceitos intelectuais que se quer transmitir. A Mantraterapia vai mais além, ao defender que por trás da pronúncia de um som se encontra um poder, uma energia, uma força espiritual, capaz de operar magicamente, não só no operador, mas no ambiente à sua volta.

Ao estudarmos algumas passagens de livros religiosos, vemos como o uso dos Mantras sempre foi considerado de seriíssima importância. Encontrando-se num templo de Mistérios egípcio, o sábio grego Sólon perguntou a um dos mestres ali presentes sobre as possíveis causas do afundamento da Atlântida; esse Mestre afirmou com ênfase que não se podia falar inconsequentemente sobre desgraças daquela natureza, principalmente num ambiente carregado de energias de altíssima força espiritual, pois poderia-se atrair as mesmas circunstâncias. Essa resposta foi suficiente para calar o filósofo grego.

Vemos também um caso espantoso, como é o da destruição de Jericó por Josué e seus sacerdotes e guerreiros, os quais rodearam as muralhas dessa cidade durante vários dias e logo após entoaram cânticos, gritaram e tocaram os seus instrumentos, o que fez com que Jericó fosse totalmente destruída pelos fogos subterrâneos. Também vemos o grande Mestre Jesus, o Cristo, realizando múltiplos milagres com a simples pronúncia de umas tantas palavras, muitas delas ininteligíveis aos ouvidos dos não iniciados.

A Bíblia diz-nos claramente, segundo João Batista, que no princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus... E o profeta Moisés, na sua Génese, explica que Deus, Elohim, criou todas as coisas com o uso da Sua Palavra. "Faça-se ", e o caos se transformou nas diversas ordens de Cosmos, de acordo com a Música das Esferas, cantada pelos Construtores (Elohim é uma palavra plural, indicando que foram os Deuses que criaram o mundo).

Por isso vemos porque a palavra sempre foi muito bem empregada, sempre foi reconhecida como fundamental para o crescimento e desenvolvimento dos nossos poderes internos, da nossa saúde mental e física, além do nosso nível de Consciência.

Os magos afirmavam que os sons que emitimos obedecem à Lei cósmica do Retorno, ou seja, à lei da Causa e Efeito, ou Karma.

Toda acção gera uma reacção proporcional e em sentido contrário, em três níveis: físico, mental e consciêncial.

As origens de muitos Mantras, nomes sagrados, termos cabalísticos etc., remontam a épocas arcaicas. Muitos ocultistas afirmam que os Mantras não passam de resquícios de uma Língua de Ouro, perdida quase que totalmente na actualidade, somente falada por Deuses e Anjos. Para o profeta Enoch, esses gigantes eram Seres fantásticos que guiaram nossa evolução em épocas imemoriais, entregando-nos os seus alfabetos sagrados e Mantras de ouro.

Alguns desses Mantras permaneceram até os dias de hoje, graças às Escolas de Mistérios que conseguiram resguardar alguma coisa dessa língua mágica falada pelos Ancestrais, na forma de nomes divinos, palavras misteriosas e sem significado aparente:

ADONAI, YAH, YOM, EHEIEH, ISIS, ALLAH, IAO, AOM, KWAN - YIN, INRI etc...

Diz Eliphas Lévi sobre o poder do Verbo: "Toda Magia está numa palavra, e esta palavra, pronunciada cabalisticamente, é mais forte que todos os poderes do céu e do inferno. Com o nome IOD-HE-VAU-HE comandamos a natureza; os reinos são conquistados em nome de ADONAI e as forças ocultas que compõem o nome de HERMES são todas obedientes àquele que sabe pronunciar o nome incomunicável de AGLA. Por isso, os sábios de todos os séculos temeram diante dessa Palavra absoluta e terrível".

Os Mantras foram usados para diversos fins: curativos, mágicos, ritualísticos, espirituais. Para os descrentes, a pronúncia contínua e concentrada de certos Mantras induz a uma auto-sugestão, a um auto-engano. Na verdade, devido ao desconhecimento da Anatomia Oculta do Homem, somente alguns percebem os efeitos das palavras mantralizadas, que vibram inicialmente na nossa Alma, ressoando nos chacras, nos canais energéticos (Meridianos) e sobre os estados de Consciência.

Por isso, essas mesmas pessoas, principalmente hindus e maias, enfatizam a ideia de que o nosso corpo e nossa alma são a resultante de um Alfabeto Cósmico e cada fonema vibra em determinadas regiões do nosso organismo, actuando terapêutica e magicamente sobre o próprio mantralizador. Ou seja, somos um instrumento musical que deve vibrar com as mais deliciosas melodias cósmicas.

Vejamos alguns exemplos práticos:

Mantras - Finalidade

AOM » Cristaliza o que se desejou, é o nosso Ámen.

Conjunto poderoso de Mantras para se atrair

AOM-TAT-SAT - TAM - PAM - PAZ » a força curativa do Sol. São os Mantras do Arcanjo Michael.

Abre a atmosfera astral para a manifestação HAGIOS dos Mestres, possibilitando maior contacto com eles.

ANTIA - DAUNA - SASTASA » Poderoso Mantra de invocação dos Mestres Ascensionados. Deve ser cantado.

OM...HUM... » Melhora nossa meditação e interiorização.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:45
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

Encarnação

O processo da encarnação dura todo o espaço de uma vida. Não é uma coisa que ocorre no nascimento e depois termina. Para a descrever, é necessário utilizar termos metafísicos. A encarnação é o movimento orgânico da alma em que as suas vibrações ou aspectos mais altos e mais finos são continuamente irradiados para baixo, através dos corpos áureos mais finos, até os corpos áureos mais densos, e dali, finalmente, até o corpo físico. No seu crescimento pela vida fora essas sucessivas energias são utilizadas pelo individuo, mas mais variadas circunstâncias.

Cada uma das fases principais da vida corresponde a vibrações novas e mais elevadas e à activação de chakras diferentes. Em cada fase, nova energia e a nova consciência ficam à disposição da personalidade para a sua expansão. Cada fase apresenta novas áreas de experiência e saber. A essa luz, a vida está cheia de descobertas e desafios emocionantes para a alma.

O processo de encarnação é dirigido pelo eu superior. Esse padrão de vida é mantido na sétima camada da aura, o nível ketérico padrão, um padrão dinâmico, que muda constantemente, à medida que o indivíduo faz opções de livre-arbítrio no processo de viver e crescer. À medida que ocorre o crescimento, o indivíduo abre sua capacidade de sustentar níveis mais elevados de vibrações, energias e consciência, que lhe atravessam os veículos, os corpos áureos e os chakras. Descarte, ele aproveita-se de realidades cada vez maiores, à proporção que progride no caminho da vida. Assim como cada individuo progride, assim progride também mais elevadas do que a anterior, de tal sorte que toda a humanidade se move no seu plano evolutivo no rumo de vibrações mais altas e de realidades dilatadas. O princípio de progressão da raça humana é mencionado em muitos textos religiosos, como a Cabala, o Bhagavad Gita, os Upanishades e outros.

O processo de encarnação antes da concepção foi descrito pela Sra. Blavatsky e, mais recentemente, por Alice Bailey, Phoebe Bendit e Eva Pierrakos. De acordo com Pierrakos, a alma em vias de se encarnar encontra-se com os guias espirituais a fim de planear a vida que haverá de seguir. Nesse encontro, a alma e os guias ponderam sobre as tarefas que lhe incumbe realizar para o seu crescimento, no karma que precisa enfrentar e com o qual lhe é mister lidar, e nos sistemas de crenças negativas que lhe cumpre esclarecer por meio da experiência. O trabalho da vida geralmente é mencionado com a tarefa da pessoa.

Por exemplo, a pessoa pode precisar desenvolver o espírito de liderança. Ao entrar na vida física, ver-se-á em situações em que a liderança é uma questão chave. As circunstâncias, para cada pessoa, serão inteiramente diferentes, mas todas se concentram na liderança. Uma pessoa pode nascer numa família em que a liderança é tradição, como uma longa linha de respeitáveis presidentes de companhias ou de líderes políticos, ao passo que outra pessoa nascerá numa família em que a liderança não existe e na qual os líderes são vistos como autoridades negativas que devem ser postas abaixo ou contra as quais se faz necessária uma rebelião. A tarefa da pessoa consiste em aprender a aceitar essa questão de forma equilibrada e confortável.

Segundo Eva Pierrakos, a dose de aconselhamento que uma alma recebe dos guias na determinação das futuras circunstâncias de vida depende da sua maturidade. Escolhem-se os pais que proporcionarão a necessária experiência ambiental e física. Tais escolhas determinam a mistura de energias que formarão finalmente o veículo físico em que a alma se encarnará para realizar sua tarefa. Tais energias, muito precisas, fornecem à alma o equipamento necessário ao cumprimento da sua tarefa. A alma aceita o encargo não só de uma tarefa pessoal de aprendizagem pessoal (como a liderança) mas também uma “tarefa mundial”, que implica uma dádiva para o mundo, O esquema é tão singular que, ao cumprir a tarefa pessoal, a pessoa se prepara para cumprir a mundial. A tarefa pessoal liberta a alma, soltando energias que então são usadas na tarefa mundial.

No exemplo supramencionado sobre liderança, o individuo precisará aprender essa qualidade ou habilidade antes de assumir o papel de liderança no campo de trabalho que tiver escolhido. Ele pode sentir-se intimidado pela extensa linha de antepassados que foram lideres brilhantes, ou sua reacção a essa herança será de inspiração para prosseguir com a própria liderança. Cada caso é diferente e muito pessoal, conforme a singularidade da alma que aqui veio aprender.

O plano de vida contém muitas realidades prováveis, que permite amplas escolhas de livre-arbítrio. Entrelaçada nesse contexto de vida está a acção de causa e efeito. Criamos nossa própria realidade. A criação, que emerge de muitas partes diferentes do nosso ser, nem sempre é fácil de compreender a partir de um simples nível de causa e efeito, embora muito da nossa experiência possa ser entendido por esse aspecto. Você cria literalmente o que deseja. O que deseja está contido na consciência, no inconsciente, no super consciente e na consciência colectiva, forças criativas que se misturam para criar experiência em muitos níveis do nosso ser à medida que progredimos pela vida afora, O que se denomina karma, no meu entender, é a lei de causa e efeito a longo prazo, e também de muitos níveis diferentes do nosso ser. Assim, criamos a partir da fonte pessoal e da fonte comum e, naturalmente, há grupos menores dentro de grupos maiores, todos emprestando sua contribuição ao grande contexto de experiência da vida criativa. Desse ponto de vista, é fácil olhar para a riqueza da vida com o assombro de uma criança.

Após o “planeamento”, a alma entra num processo de perder aos poucos a consciência do mundo do espírito. Por ocasião da concepção, forma-se um elo energético entre a alma e o ovo fertilizado. Nesse momento também se forma um útero etérico, que protege a alma entrante de quaisquer outras influências que não sejam as maternas. A proporção que o corpo cresce dentro da mãe, a alma, aos poucos, principia a sentir o seu “arrastamento” e, devagarinho, liga-se conscientemente ao corpo. A certa altura, de repente, a alma dá conta dessa conexão, e um vigoroso lampejo de energia consciente desce ao corpo em formação. A alma, então, volta a perder a consciência, e redesperta, a pouco e pouco, no físico, O vigoroso lampejo de consciência corresponde ao tempo dos primeiros movimentos do feto.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:14
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Novembro de 2009

SAMADHI

O

 que é SAMADHI? O que faz? Que processos espirituais, mentais, emocionais, físicos se iniciam em nós?

Samadhi é uma energia fortíssima, de fogo intensíssimo, de fogo celestial. Intensifica e eleva a frequência de sistemas energéticos como o Reiki, Karuna, Seichim e outros tornando-se assim o veiculo multidimensional de cura e a ponte que abre a consciência que precisamos atravessar para a manifestação da co-criação.

Faz a ligação ao nosso Eu divino para a manifestação da energia na matéria... como seres divinos que somos... é uma energia proveniente do lago sagrado do sol branco.

Sintonizando-se em Samadhi através dos seus símbolos sagrados o iniciado conecta-se á chama branca de raios azuis fazendo a conexão com mãe gaia e o seu cálice.

Actua a nível da Kundalini em todos aqueles se conectem entre o sol central e a mãe gaia, activando-a purificando e elevando o estado do ser ao estado de nirvana.

Actua na forma de purificação e limpeza de registos kármicos manifestando o equilíbrio entre alfa & ómega, promovendo a estabilidade da energia da dualidade, preparando a transição para a unidade. Foi activado em 2009 por Swami Álvaro Costa por ser o ano da conexão da chama sagrada com a mãe gaia.

Promove também resgates, levando a sua purificação ao lago sagrado para a sua transmutação. Faz a limpeza de karma ligado á energia sexual mal qualificada nesta ou em vidas passadas... quando este processo é iniciado participamos na limpeza e transmutação da mãe gaia... fazendo a união dos dois sóis... o sol intra-terreno e o cálice da mãe gaia com a energia do sol branco do lago sagrado.

A energia se manifesta através do coronário em ondas envolventes... vai ao sol da mãe gaia... sobe em espiral pela coluna, no cardíaco divide-se e unem-se em espiral.... e em duas linhas de energia sobem e descem... as suas pontas unem-se sempre no cardíaco promovendo o equilíbrio em alfa & ómega, unindo o masculino e o feminino... é a energia que está a envolver a terra que é a chama branca do lago sagrado.... onde somos levados para purificação e preparação para o encontro com as nossas chamas gémeas (casamento celestial)... os nossos complementos divinos.

Saudações Estelares

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 01:57
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009

Terapia de Ascencionamento Consciencial Multidimensional

ENERGIA ESTELAR MAGNÉTICA

A Terapia de Ascencionamento Conscencional Multidimensional com a energia estelar magnética tem por objectivo a ascensão em primeiro da nossa consciência para fazer despertar o nosso coração diamante. Neste sentido, procede-se ao tratamento de assuntos relacionados com a alma e as suas ligações que a limitam ou prendem na sua evolução, tanto no aspecto conscencional primeiro e depois a libertação da consciência do amor pleno.

Existem várias realidades que se sobrepõem na nossa vida. Todas elas se manifestam na nossa realidade tangível. Existe uma realidade em deus que tudo está perfeito, em que nós somos felizes e realizados, em que a nossa saúde está no nosso melhor. Esta terapia curando ou transmutando as várias expressões do nosso ser faz que se manifeste esta realidade  saudável e feliz passando primeiro por um aumento de consciência para depois se centrar no seu coração.

As principais regulações são de natureza interstelar. As equipas de cura que entram em acção são reguladas pelos novos mestres ascenços que estão presentemente a ancorar a nova energia, a energia pentadimensional.
elas trabalham com a energia  do coração, da paz, do perdão, respeitando o valor do merecimento e a sensibilidade de cada um. terão o cuidado de rescindir os contratos antigos, os pactos e as promessas feitas em
vidas passadas que podem impedir a manifestação do seu livre arbítrio.

A terapia envolve a limpeza, estabilização nos chakras, limpeza e transmutação de assuntos dos corpos emocionais e mentais, e de assuntos interstelares.

Para que entremos pelo portal do amor faz-se necessário que trabalhemos a nossa consciência suprema. Para isso é necessário dissolver os bloqueios emocionais e as marcas kármicas, retirar do ser, primeiro na nossa consciência, tudo o que impede a livra circulação do amor incondicional. Elevando a nossa consciência despertaremos o amor e a centelha divina que existe em nós.

Eis alguns processos:

1.     Resgate e encaixe da alma;

2.    Quebra e cura de padrões energéticos negativos [físico, mental emocional];

3.    Ascenção energética aos planos mais subtis da energia;

4.    Limpeza e equilíbrio energético;

5.    Realinhamento e activação dos chakras na nova energia;

6.    Retirada de chips ,implantes e outros limitadores espirituais;

7.    Corte e libertação de antepassados, laços kármicos, magia, votos, contratos;

8.    Reestruturação e limpeza kármica;

9.    Limpeza e cura na linha do tempo;

10. Cura da alma;

11.  Restabelece a ligação com o corpo angélico......e outros..... .

Esta terapia será a que vai ser realizada nos dias 2 e 3 de Outubro com o Swami Álvaro Costa aqui em Albufeira. Também pode ser feita em grupo via Skype.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:57
Link | Comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

Médium Curador

É uma faculdade que alguns médiuns possuem para curarem moléstias. Ocorre de forma espontânea. Podem realizar curas, provocando reacções reparadoras de tecidos e órgãos do corpo humano, através de um toque de mãos, pelo olhar ou por um gesto.

 Não podemos confundir mediúnidade de cura com magnetização. A magnetização é um tratamento contínuo, regular e metódico; ao passo que a cura realizada por um médium curador ocorre espontaneamente e de forma instantânea.

O médium curador além do magnetismo próprio, tem o Dom de captar, condensar, e dinamizar os fluidos cósmicos (substância cósmica fundamental) e transmiti-los para a zona doente de forma ordenada .

Os fluidos transmitidos possuem propriedades e efeitos que variam de acordo com a fonte geradora, de vibração específica, como por exemplo o sentimento do médium durante a emissão dos mesmos.

Nos fenómenos de cura os fluidos são subtis, radiantes e próprios para alterar as vibrações existentes.

O médium curador capta os fluidos leves e benignos da natureza ( através da concentração mental, com o pensamento firme no intuito de fazer a reparação dos tecidos doentes) e irradia-os sobre o doente. Quando está vibrando em ressonância com o Cristo, gera forças de alto poder curador que vertem sobre o doente que também está em vibração de fé e desejo de cura.

Nos médiuns curadores o centro diafragmático, localizado atrás do plexo solar (no chacra umbilical) é muito grande e desenvolvido, e é chamado de Centro de Cura. Também é considerado como um Centro da vontade como aquele entre os omoplatas, este centro também é maior em médiuns curadores.

Estes médiuns também possuem os chacras tatwas( nas palmas das mãos) muito desenvolvidos pois é por onde canalizam os fluidos curadores para os doentes. Exemplo disto é quando qualquer dor que sintamos, colocamos imediatamente a nossa mão sobre o local da dor para que possa ser restabelecido o equilíbrio dos eléctrons. As pessoas fracas gostam de estar segurando as mãos das mais fortes e os enfermos também fazem com os sadios.

Os médiuns curadores captam as energias cósmicas através dos chacras coronário, umbilical e Umeral e as canalizam para as suas mãos ou seus pensamentos. Este fluidos penetram o corpo etérico e físico do doente atingindo as células e seus átomos, bombardeando-os com eléctrons. Isto faz com que a vibração dos mesmos seja harmonizada tornando assim as células mais activas, acelerando as suas trocas químicas. Estas alterações fazem com que as células restabeleçam a sua capacidade regenerativa, equilibrando-se e reactivando as suas funções originais.

Agindo através dos chacras do doente atingem o seu perispírito; purificando-o pela aceleração vibratória auxiliando assim a realizar a cura no corpo astral do doente.

Porém, as moléstias de ordem cármica só podem ser curadas se houver merecimento do doente, mas mesmo assim sempre haverá benefícios para o mesmo.

Para que a cura seja efectiva, o médium curador deve orientar o doente para a reeducação da sua atitude mental, afastando a causa do desequilíbrio patológico, através de pensamentos positivos, fé e esperança.

O médium pode associar várias técnicas ao seu Dom curador, assim como o Reiki, Magnify Healing, a Cromoterapia, Cristalterapia, entre tantas outras.

Todas os requisitos necessários ao médium passista também se aplicam ao médium curador, como os de conduta, de asseio, de reforma moral, etc.

BIBLIOGRAFIA: O livro dos médiuns - Allan Kardec

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 01:16
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

Reiki no Universo de Deus

Ele, o todo poderoso está em todo o lado sempre presente e enche-se de orgulho quando alguma ovelha do seu rebanho age em conformidade com a Lei da Providência. No Reiki isso define-se como “Amor Incondicional”, ou seja, estas duas palavras conjuntamente com os cinco princípios são o pilar e a base sobre o qual todo e qualquer reikiano se deve basear. O Reiki, para quem o abraça, não transmite somente a quem aprende mais uma terapia que se aprende, transmite um conhecimento de como encarar a vida de uma forma diferente, para quem segue os seus verdadeiros ensinamentos. Na minha humilde opinião o reikiano é todo aquele que se preocupa em divulgar esta terapia alternativa milenar em qualquer parte ou lugar, mesmo sendo por vezes incompreendido, e que está sempre pronto para ajudar o seu semelhante a ultrapassar situações desconfortáveis através de breves ou prolongadas sessões de Reiki. A humanidade, a natureza e o universo são uma imensidão de coisas belas que se movem constantemente através de campos energéticos. Os rios que correm incessantemente, as pétalas que flutuam na água como as nuvens no céu, as árvores florescem nas margens dando alegria e sombra para as crianças brincarem, as pedras formam cascatas que nos transmitem um som maravilhoso e harmónico, desaguando no mar imenso com aqueles maravilhosos corais onde as espécies vivem harmoniosamente. Estas são algumas das maravilhosas obras do Divino às quais o comum dos mortais muitas vezes não dá a devida importância. O amor, na sua mais pura essência, pode-se ver nos mais variados e banais actos do dia-a-dia, e aos quais ainda há quem não dê a devida importância. Assim sendo, e não me querendo alongar demasiado, deixo um conselho: Reparem nas pequenas coisas que se passam à vossa volta, nos simples gestos do dia-a-dia e verão que muitos deles são acompanhados de amor, carinho, humildade e simpatia. Sejam mais positivos e vão ver que a vida tem na realidade outro sentido.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Muito calor e muita energia...
Música: Enya - Caribean Blue
Publicado por Viktor às 09:10
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 17 de Maio de 2008

Trabalho dos Chakras com o Reiki

O termo chakra é de origem indiana ou, mais precisamente, sânscrita, e significa, entre outras coisas, “círculo” ou “roda”. A medicina asiática tradicional conhece os chakras há milhares de anos e utiliza-os tanto para fazer diagnósticos como para tratar distúrbios a nível físico, emocional e mental. O sistema de chakras divide-se em chakras principais, ou maiores, e chakras secundários, ou menores. Os chakras estão inseridos num sistema ainda mais desenvolvido (as únicas descrições exactas do plano de ser são dadas pelo misticismo da Índia e da Polinésia). Os chakras têm uma função importante, uma vez que unem os planos elevados subtis aos níveis inferiores e materiais. Se um bloqueio é libertado, por exemplo, no nível kármico com os chakras respectivos não funcionando plenamente, essa energia libertada não será totalmente eficaz no nível material. Nem sempre é suficiente “consertar” um chakra para curar e melhorar as suas circunstâncias de vida. Este tipo de tratamentos será necessariamente superficial se existirem complexos que não foram libertados nos níveis kármicos ocultos nas camadas porfundas.

Walter Lübeck

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 18:56
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Maio de 2008

Hon Sha Ze Sho Nen

Esse é o terceiro símbolo do grupo usado no Nível II de REIKI. Dirige a ENERGIA para o Consciente, para o Corpo Mental. É a chave para o envio do REIKI à distância no espaço e no tempo. Para outro bairro, cidade, país, ao passado ou ao futuro.

Esse símbolo acaba com qualquer barreira entre quem envia o REIKI e o receptor, pois ele faz com que, dirigidos pela intenção, os campos áuricos se interajam independente de qualquer obstáculo. Pode ser usado para transpor o tempo, para intervir nas ondas quânticas, traz a totalidade do tempo, e aí são rompidas as ligações de passado, presente e futuro. Esse símbolo é a chave para o envio da cura a distancia, para a ligação com outros seres, mundos e níveis de percepção. Os Registros Akashicos contem todos os pensamentos, emoções, sentimentos, compromissos kármicos, ou seja, tudo o que a mente de cada ser vivo emitiu desde sua origem, guardado em forma de energia. Esse símbolo permite o acesso e a manipulação desses arquivos, ajudando a, quando possível, amenizar o Karma (Compromisso). Particularmente, em minha experiência com mapas astrológicos, pude constatar a veracidade desse fato em inúmeros casos de pessoas que aí encontraram a felicidade. É também conhecido por vários nomes como “Nem Presente, Nem Passado, Nem Futuro”, “A Divindade que existe em mim saúda a Divindade que existe em você”, “A casa da Luz Brilhante venha a mim nesse momento”, “Stupa”, representação budista tântrica dos chakras ou dos cinco elementos em forma de estátua ou construção.  

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Cheio de Energia...
Publicado por Viktor às 09:35
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 11 de Abril de 2008

REIKI: Mestre

Pergunta Para não deixar dúvidas ao leitor, gostaríamos que vocês falassem sobre a “sintonização” no Reiki. Sobre o papel do “mestre” de Reiki nesse processo?

Resposta O mestre tem um grande papel, sobretudo moral. Ele é o responsável por tudo o que ensina aos outros. Os actos que os alunos tiverem, baseados no que lhes foi ensinado, são da responsabilidade de quem ensinou. É por isso que a missão do professor, seja qual for o nível, é de muita responsabilidade. Os escritores também se encontram nessa categoria. Um livro difamatório, que não divulgue a verdade, que prega preconceitos etc. vai gerar karma ao escritor. Tudo é regido pela Lei da causa e efeito.

Publicado por Viktor às 10:03
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 10 de Abril de 2008

REIKI vs ANIMAIS

Pergunta Foi dito que o Reiki não cura, e que sem o Merecimento do paciente, nada é possível. Como explica a cura de animais?

Resposta Os animais, não estão submetidos á Lei do karma, pelo menos, como acontece com os seres humanos. Eles não têm ainda o livre-arbítrio, logo não podem colher no presente o que semearam no passado, ou seja, os frutos dos seus actos em encarnações passadas.

Os animais não reencarnam com toxinas perispirituais para serem drenadas para o corpo físico. Porém, sofrem os efeitos da vida “selvagem” da Terra ou das imprudências dos seres humanos sobre o meio ambiente, por exemplo. É por isso que também ficam doentes.

Nem todas as doenças que os seres humanos têm são “kármicas”, no sentido das expiações de vidas passadas. Muitas são causadas pelas imprudências na vida actual. Pela alimentação inadequada, pelo consumo de álcool, drogas e cigarros, entre outros factores.

O importante, porém, é ressaltar que os animais não precisam da Fé e nem do Merecimento. Eles não bloqueiam a energia, como uma pessoa sem Fé. Lembro que ter Fé, não é propriamente, uma religião, mas estar aberto e receptivo ao tratamento vibracional. É por isso que sempre disse que não é falta de caridade, deixar de atender uma pessoa que não acredita no Reiki, um céptico.

Publicado por Viktor às 10:11
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Abril de 2008

Classificação Didáctica dos Distúrbios Espirituais – Modelo Lacerda

Perante a classificação, impõe-se o conhecimento em profundidade dos mecanismos íntimos de cada uma das entidades nosográficas (nosografia - descrição metódica das doenças) citadas, lembrando que o diagnóstico de certeza dependerá sempre das condições de desenvolvimento e harmonia do grupo mediúnico, do perfeito domínio da técnica apométrica e da imprescindível cobertura da Espiritualidade Superior.

Em virtude da maioria, talvez, 80% das doenças se iniciarem no corpo astral, pode-se deduzir que nas eras vindouras a Medicina será integral, isto é, um grupo de médicos terrenos atenderá as mazelas patológicas físicas, trabalhando ao lado de outro grupo de médicos desencarnados, que se encarregarão do corpo espiritual. Os distúrbios são:

  • Indução Espiritual;
  • Obsessão Espiritual;
  • Pseudo-Obsessão;
  • Simbiose;
  • Parasitismo;
  • Vampirismo;
  • Estigmas Kármicos não Obsessivos: Físicos e Psíquicos;
  • Síndrome dos Aparelhos Parasitas no Corpo Astral;
  • Síndrome da Mediunidade Reprimida;
  • Arquepadias (magia originada em passado remoto);
  • Goécia (magia negra);
  • Síndrome da Ressonância Vibratória com o Passado Correntes Mentais Parasitas Auto-Induzidas.
Publicado por Viktor às 14:32
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 31 de Março de 2008

REIKI e TRATAMENTOS

Pergunta Sabe-se que, em muitos casos, o paciente adormece e seu corpo astral (perispírito) é levado para tratamento em hospitais do plano espiritual. Quais são os tipos de tratamento que acontecem nesses casos.

Resposta O tratamento será realizado em função da Fé e do Merecimento de cada paciente, sem ferir a Lei do Karma. Os tratamentos são tanto de ordem física como espiritual. Em relação a estes, é importante vocês estudarem a Apometria e as enfermidades diagnosticadas pelo Dr. Lacerda. Sua obra sintetiza as enfermidades espirituais que costumam ser tratadas em uma sessão de Reiki. A diferença é que, como vocês não são treinados, nem todos conseguem se desdobrar e acompanhar o tratamento realizado pela espiritualidade. Às vezes ocorre o desdobramento do terapeuta, mas poucos são os que se conseguem lembrar do que aconteceu ou do encaminhamento dado pela espiritualidade.

Publicado por Viktor às 09:56
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 13 de Março de 2008

ESCLARECIMENTO SOBRE REIKI

PerguntaÉ necessário ser sintonizado no Reiki para se enviar boas energias e auxiliar na recuperação de enfermos?
Resposta - Para se enviar energia são necessárias três coisas: o pensamento elevado, a vontade de ajudar o próximo e o amor desinteressado. Todo o resto é instrumento ou “muletas” criadas pelos homens, em todos os tempos, para auxiliar neste processo. Poucos estão preparados para acreditar no poder mental que possuem. Poucos sabem que a mente é uma poderosa usina. Poucos sabem que é possível direccionar nossa energia para diferentes fins, inclusive ajudar na cura de um irmão enfermo, desde que este tenha o merecimento para ser curado através da imposição das mãos, pois nenhuma técnica, incluindo o Reiki, é capaz de transcender a Lei do karma e o livre arbítrio.
Todos, cristãos ou não, sabem que a plantação é livre, mas a colheita será sempre obrigatória. O que não significa que Deus seja punitivo, apenas que existe uma verdadeira justiça cósmica regendo o universo.
A energia utilizada no Reiki é a mesma que o ser humano, nas mais diferentes e distantes culturas e civilizações, aprendeu a manipular, dando nomes diferentes e utilizando formas distintas para tanto. Assim, o que menos importa é o nome da técnica. Porém, todas sempre funcionarão quando apresentar as três condições básicas: pensamento, vontade e amor.
Estado de Espiríto: Feliz, com 14 graus á sombra
Publicado por Viktor às 09:34
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. A Visão Tibetana do Renas...

. Ho'oponopono

. Mantras

. Encarnação

. SAMADHI

. Terapia de Ascencionament...

. Médium Curador

. Reiki no Universo de Deus

. Trabalho dos Chakras com ...

. Hon Sha Ze Sho Nen

. REIKI: Mestre

. REIKI vs ANIMAIS

. Classificação Didáctica d...

. REIKI e TRATAMENTOS

. ESCLARECIMENTO SOBRE REIK...

. Qual é a diferença entre ...

. DESPERTAMENTO DOS CHAKRAS

. CHAKRA SAGRADO - sacro ou...

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007