.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Domingo, 8 de Outubro de 2017

Reflexão: A mesquinhez humana…

Caríssimos,

     A vida é para cada ser humano um desafio no qual está constantemente a ser colocado à prova nas mais diversas situações e ocasiões. Mas ao longo dos tempos o ser humano tem mudado bastante, na sua forma de ser, na maneira de encarar o mundo e até mesmo pelo respeito ou desrespeito que tem vindo a nutrir por todos os seus semelhantes. Há uma verdadeira crise de valores que tem sido revelada pelas últimas gerações (de 80 e 90), pois a falta de humildade, respeito, compaixão, educação e valores morais parece que se revela cada vez mais. Diariamente surgem noticias sobre agressões aos próprios pais, dos pais aos filhos, de pedofilia, de burlas, corrupção instalada nos mais diversos sectores da sociedade, idosos vitimas de burlas e agressões, pessoas que fingem ter doenças e outras que metem baixa sem sequer estarem doentes, enfim, este é o retrato aproximado da sociedade em que vivemos. Por estas e outras razões eu por vezes questiono, mas onde estão os valores moraís e cívicos destas pessoas?

     A vida de cada um de nós tem mais ou menos dificuldades, consoante as escolhas que fazemos. Se fazemos escolhas menos acertadas porque se queixam? Afinal, a culpa é nossa, tal como foi a escolha e como tal não devemos apontar o dedo aos outros, pois no preciso momento em que o fazemos, teremos 3 dedos a apontar para nós mesmos. Nem sempre a vida é fácil, mas devemos tentar superar as dificuldades, mantendo sempre a nossa consciência tranquila e preservando os valores morais e cívicos, bem como respeitando sempre o nosso semelhante. Haveria muito mais a dizer sobre este tema, mas por agora fico-me por aqui, desejando-lhes uma boa reflexão sobre este tema. Façam favor de ser Felizes.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 23:25
Link | Comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 19 de Setembro de 2015

Reflexão: A Integridade humana…

Caríssimos,

     O tema Integridade humana é transversal a todos os seres humanos. É um aspeto que está direta e intimamente ligado a cada um de nós, às nossas palavras, aos nossos atos, à nossa vida familiar, social, enfim, enquanto cidadãos do mundo. Se perguntar a qualquer pessoa se é íntegra, certamente que a resposta é: Sim sou. Pois, é natural pois nem outra resposta se esperava, mas será a resposta verdadeira? Será que a pessoa sabe o verdadeiro significado de integridade?

     Atualmente a humanidade é bombardeada com imensa informação através das televisões, internet, redes sociais e até nas conhecidas “conversas da coscuvilhice”, informação essa que em muitos casos serve apenas para “ocupar” a nossa mente com futilidades em detrimento de coisas mais úteis para nós mesmos. O Ser humano ávido de conhecimento (muitas vezes alheio) vive numa constante procura de novidades sobre o trabalho ou mais ainda sobre os colegas de trabalho, sobre situações mais fora do comum, sobre assuntos da vida dos outros (a qual não tem absolutamente nada a ver com eles), passam o tempo a tentar saber o que os outros acham de “certa” pessoa (para quando a opinião é a mesma aproveitarem para dizer ainda mais mal dessa pessoa), enfim, parece que a mesquinhes da regateirice é a “ordem do dia” para a generalidade cumprir. Pois, com esta forma de estar e maneira de ser, Integridade é uma virtude que está longe de fazer parte dessas pessoas. Uma pessoa Íntegra, muitas vezes ignora certas conversas, afastando naturalmente esse tipo de pessoas, faz humildemente o seu trabalho, cumpre com retidão as suas obrigações laborais, sociais, cívicas, respeita o seu semelhante, não faz juízos de valor sobre os outros (muitas vezes baseando-se nas opiniões dos outros), “incomoda-se” com a inércia dos outros (principalmente no trabalho), muitas vezes opta pelo silêncio em vez de responder colocando mais agressividade num diálogo já por si rude, age sempre em consciência, não rouba, não usa estratégias maldosas para enganar os seus semelhantes, é verdadeiro e honesto (consigo mesmo e com todos os outros), nem se arma em espertalhão, pois mais tarde ou mais cedo a verdade virá ao de cima. EM traços gerais, este é o quadro geral da sociedade atual, que, quer sejamos a favor quer sejamos contra, temos de “suportar” enquanto seres espirituais a vivermos uma experiência terrestre.

     Talvez algum dia esta frase já tenha passado pela sua mente: “Devo ser um ET, pois acho que não sou deste mundo”, certo? Pela minha já passou, em tempos, mas presentemente sei que deveria estar aqui e agora, pois eu escolhi vir cá, para assim poder adquirir os conhecimentos necessários à minha evolução espiritual, através das inúmeras provações que tenho de passar no meu dia a dia. A melhor das nossas escolas é sem dúvida a escola da vida, pois consegue abranger os nossos 4 níveis (físico, emocional, mental e espiritual), na qual a todo o momento ou instante surge um “professor” que nos faz um teste surpresa, não apenas com o intuito de nos deitar a baixo, mas para que nós mesmos tomemos consciência do nível evolutivo em que nos encontramos e na nossa capacidade de discernimento perante as mais diversas situações. Claro que, quando se está com outra pessoa e se observa uma “cena” feita por uma terceira pessoa, muitas vezes dizem: “Ai se fosse comigo, ia ver com quantos paus se faz uma canoa!”. Pois é, falar quando se está do lado de fora é muito fácil, pois só estamos a observar aquele momento e apenas usamos o plano mental, mas quem está a vivenciar a dita “Cena” tem os 4 planos (físico, emocional, mental e espiritual) envolvidos e como tal a reação será certamente outra. Mas há também um ditado popular que é muito adequado para esta situação, que é o seguinte: “Quem está fora racha lenha”; o que significa que se não é parte envolvida, não tem nada a ver com a situação, nem tão pouco deverá fazer juízos de valor, pois nunca se pode julgar/condenar alguém só ouvindo uma das partes. Fazer isso é injusto e revela falta de humildade e caracter, pois outro ditado popular também se aplica aqui, e diz: “Pela mesma bitola que julgas serás julgado”. [Faça uma pausa na leitura para refletir um pouco sobre o que acabou de ler e sobre a sua forma de estar]

     Qualquer pessoa Íntegra, é alguém que respeita o seu semelhante, é humilde, pensa mais vezes no Todo e não só em si mesmo, tenta pelos seus meios dar o seu contributo para uma sociedade melhor, partilha o seu amor incondicional com o próximo, pensa no bem-estar da comunidade e não apenas no dele, respeita as opiniões, ideais e crenças dos outros, preocupa-se em preservar a natureza para as gerações vindouras, não é materialista, fica feliz com a felicidade dos outros não lhes desejando mal algum, entre várias outras coisas. Sejam Íntegros, sejam Felizes, sejam Amor Incondicional, sejam Compassivos, pois assim dará com mais eficácia um bom contributos para uma sociedade e mundo melhor. Grato pela sua leitura.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 23:24
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 30 de Abril de 2013

A natureza da Alma

Mensagem de Owen Waters.

28 de Abril de 2013.

     Sua alma é o seu ser interior imortal. Ela existia antes do início do tempo e sempre irá existir, até quando você se fundir novamente em seu derradeiro lar espiritual como um aspecto consciente do Ser Infinito.

     Dos 12 níveis ou camadas de dimensões da existência, nós, neste reino físico, estamos na 3ª dimensão. A alma está na 5ª dimensão e o Ser Infinito está além da 12ª. Sua alma é a sua presença espiritual individualizada, operando na 5ª dimensão e ela mantém a comunicação com as almas de todos com quem você interage na vida cotidiana.

     O mundo da alma da 5ª dimensão é não físico. O nosso mundo físico e denso está na 3ª dimensão, embora a 4ª dimensão – o mundo da vida após a morte ou mundo espiritual – seja quase física. O termo quase físico significa que o mundo espiritual é sólido aos seus residentes, ainda que eles sejam etéricos ou como fantasmas, quando comparado as nossas estruturas físicas e densas. Os espíritos podem esbarrar uns nos outros nos reinos espirituais, porque eles são sólidos em relação ao outro.

     A vida no mundo espiritual é como a vida em nosso mundo físico e denso, exceto que há determinadas liberdades que existem pelo fato de possuírem um corpo menos denso. A capacidade de levitar é uma destas liberdades e, melhor ainda, os espíritos podem se projetar quase que de forma instantânea em outro local e subitamente aparecerem lá. É necessário apenas o foco mental e eles aparecem no local de destino.

     Você não vê pessoas usando óculos no mundo espiritual, porque o seu sentido da visão funciona como uma percepção direta, em vez de através dos seus olhos, da maneira com que usamos os nossos olhos. Eles podem se concentrar de forma telescópica em um objeto próximo, até a sua estrutura atômica. O seu sentido de audição, também, pode ser focado para assimilar os sons a grandes distâncias.

     Quando nós, no mundo físico, formos capazes de reaplicarmos os princípios por trás da “projeção astral”, nós, também, teremos o transporte instantâneo a outros locais. Então, adeus aos carros, caminhões, trens, aviões e naves espaciais.

     A 5ª dimensão é o início da existência não física, assim a sua alma é uma esfera não física da consciência. Ela tem a liberdade para se deslocar tanto no tempo quanto no espaço, mas ela passa a maior parte do seu tempo suprindo as necessidades de seu ser físico, encarnado.

     Na 5ª dimensão, quando a nossa alma encontra o outro, eles se reconhecem, não a partir de qualquer aparência física, mas a partir de sua assinatura vibracional única. Cada alma emite um tom de assinatura único, que é uma forma de energia mental que é percebida como um som sutil.

     Sua alma é o arquivista e o catalogador de todas as suas experiências enquanto você adiciona a sua contribuição à vasta gama de experiências humanas na Terra. A maior parte da consciência de sua alma vive aqui na 3ª dimensão com vocês, atendendo a todos as suas necessidades espirituais. Como o seu ser interior, a sua alma o conhece melhor do que a qualquer outra pessoa no mundo, e está disponível para consultas 24 horas por dia, nos 7 dias da semana. O fator limitante é quanto a sua mente física irá permitir e aceitar os pensamentos intuitivos, originados da alma.

     A fim de viver uma vida inspirada pela sabedoria interior, intuitiva, você precisa apenas tomar uma decisão de fazer exatamente isto. Abra a sua consciência aos sussurros de sua natureza intuitiva. Pratique seguir os seus palpites mais íntimos. Anote-os de modo que possa olhar novamente mais tarde e ver o quanto eles se tornaram precisos.

     Acima de tudo, não se intimide se os seus palpites parecerem inexatos durante as suas primeiras tentativas. Isto acontece desta forma para a maioria das pessoas. Apenas continue praticando e muito em breve os seus palpites começarão a se transformar em um recurso tão valioso que você irá se perguntar o que fez sem eles.

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Fonte: http://planetaazul.ning.com/profiles/blogs/a-natureza-da-alma

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:15
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2012

O ESPELHO DA CONSCIÊNCIA CRÍSTICA E O AMOR INCONDICIONAL pelo Mestre Jesus

Mensagem canalizada através de Natalie Glasson

 12 de Fevereiro de 2012.

 

     Eu venho até vocês com um imenso amor. Eu sou o Mestre Jesus. É sempre uma honra compartilhar a sabedoria e comunicar-me diretamente com a sua alma. Eu envio a cintilante Consciência Crística dourada para envolvê-los e ampliar as suas energias. Neste dia há uma maior ampliação da energia do Criador dentro de vocês; é um dia mais sagrado que é uma parte da sua evolução espiritual.

     Neste momento há uma necessidade de se concentrar constantemente na ampliação das suas energias, bem como conhecer cada aspecto do seu ser completamente. Estão conscientes de todas as energias que criam e que vibram em seu ser? Na verdade, quando na Terra, é mais difícil estar plenamente consciente, mas eu gostaria de lhes enfatizar que há uma necessidade de estar mais consciente da energia que compõe todo o seu ser enquanto estão neste momento atual. Se estiverem conscientes de sua própria energia e das vibrações, então estão conscientes das suas forças energéticas, bem como dos seus hábitos repetitivos energéticos. Vocês estão agora transformando cada dia, assim é essencial que permaneçam focados e cientes de suas próprias energias, deste modo estarão cientes das energias que desejam que o Criador amplie.

 

     Aspiro a torná-los conscientes de uma ferramenta que existe no Ashram do Instrutor do Mundo nos planos internos. É uma ferramenta composta da luz da Consciência Crística e parece como um espelho. Vocês têm a capacidade de pedir que o Espelho da Consciência Crística desça a sua realidade e descanse diante de vocês, enquanto vocês meditam ou estão em silêncio. Então há uma necessidade de que construam a energia do amor do interior do seu corpo e a partir do seu corpo, emanando-a ao Espelho.

     Vocês podem desejar saber como construir a energia do amor do interior do seu ser. A minha crença é de que a forma mais pura de amor vem da emoção e da intenção de gratidão. Se forem gratos por tudo o que são, por tudo o que têm e da presença dos seus guias e do Criador dentro do seu ser, vocês podem perceber que a vibração do amor simplesmente evolui a partir do seu ser. Se forem capazes de praticar a criação da presença e do sentimento de gratidão, perceberão que o amor é muito fácil de acessar em seu ser e que vocês têm muito amor para compartilhar com os outros sem razão. Isto também significaria que vocês podem existir em um estado de expressão amorosa sempre que desejarem,seja o que for que estiver ocorrendo ao redor e dentro de vocês.

     Para praticar acessar e expressar o amor, imaginar o seu amor fluindo para o Espelho da Consciência Crística é extremamente poderoso. O Espelho da Consciência Crística aumentará e ampliará o amor que vocês expressam, enviando a energia que vocês criaram e que expressaram prontamente, novamente para o seu ser. Isto pode ser uma prática intensa de se amar incondicionalmente. Quanto mais se concentrarem em se amar incondicionalmente, mais descobrirão que o seu amor por si mesmo  cura-os e os rejuvenesce em um nível físico, emocional, mental e energético. Até a sua realidade e as suas experiências podem ser transformadas com o seu amor por si mesmo. Muitas pessoas estão cientes disto, mas ainda não se permitem praticar o processo do próprio amor incondicional, devido aos medos ou às perspectivas da mente. O Espelho da Consciência Crística permitirá que as energias fluam novamente para o seu ser, dissolvendo hábitos negativos ou padrões recorrentes, ajudando-os a dominar o processo de aceitar o amor, bem como compartilhar o amor.

     Frequentemente, quando vocês se concentram em se amar incondicionalmente, deixam de perceber que algumas vezes nesta existência, vocês não se acostumam ao amor do Criador fluindo em seu ser e inconscientemente bloqueiam a energia do amor, ainda que seja a sua própria expressão de amor. Para os seres humanos, o amor é muitas vezes interpretado erroneamente como uma ligação ou como um processo que cria a dor. Isto é porque o amor é associado aos relacionamentos e ao amor romântico. O amor do Criador não é um vínculo de ligação e nunca lhes causará dor; é simplesmente uma vibração energética ou uma consciência que é sempre puramente amorosa. Há uma necessidade de que a humanidade compreenda que eles são dignos da energia puramente amorosa do Criador. É o seu direito divino aceitar esta energia, especialmente quando ela flui do aspecto puramente amoroso do Criador dentro de si mesmos. Ao enviarem a sua energia amorosa para o Espelho da Consciência Crística, vocês começarão a curar e a restaurar as suas energias em muitos níveis de seu ser, e o mais importante, dissolvendo este aspecto de vocês que não quer aceitar o amor incondicional do Criador. É essencial compreender que o amor que vocês enviam ao Espelho não precisa de um propósito. É mais influente se o seu foco for simplesmente a criação da energia do amor.

     Enquanto o Espelho da Consciência Crística os ajuda a expressar e a receber o amor, ele também ampliará o amor que vocês criam, trazendo a sua atenção novas compreensões em relação a vocês e a sua energia. O Espelho mantém a vibração da Consciência Crística, portanto, trará somente a sua atenção às partes amorosas do seu ser ou às áreas onde mais amor precisa ser ancorado. Esta é uma oportunidade maravilhosa para aprender mais sobre vocês e a sua energia, compreendendo as maravilhosas vibrações internas, que vocês podem ampliar para manter uma maior presença em seu ser. Talvez vocês se tornem conscientes da beleza de sua alma, sejam lembrados das ações gentis, ou se vejam como a sua verdade. Quanto mais começarem a explorar a sua própria vibração do amor, mais estarão explorando a vibração de amor do Criador, tornando-se um com o Criador mais uma vez. Com a vibração do amor surgem muitas qualidades maravilhosas e vocês perceberão enquanto se aproximam de 12/12/12 e de 21/12/12 que vocês têm uma energia abundante, com muitas qualidades, vibrações e habilidades divinas e sagradas, que serão ampliadas pela luz e pela alma amorosa do Criador.

Eu os encorajo a invocar o Espelho da Consciência Crística do Ashram do Instrutor do Mundo nos planos internos. Digam simplesmente:

     “Guiado pela assistência do Mestre Jesus, eu desejo experienciar e trabalhar com o Espelho da Consciência Crística para desenvolver a presença do amor do Criador dentro de mim, de modo que eu possa expressar e receber o amor do Criador, curando o meu ser em todos os níveis. Permita que o Espelho da Consciência Crística amplie as qualidades amorosas, as vibrações e as habilidades do meu ser, permitindo-me alcançar a iluminação apropriada, na forma mais apropriada do Espelho da Consciência Crística. Obrigado.”

     Inspire a Luz do Mestre Jesus em seu ser, enquanto vocês permitem que o Espelho da Consciência Crística se forme diante de vocês.

     Desenvolvam a vibração do amor de dentro do seu ser, enviando-a ao Espelho da Consciência Crística.

(Se tiverem dificuldade em imaginar o Espelho, vocês podem praticar em frente de um Espelho real pedindo que o Espelho da Consciência Crística se funda com o espelho verdadeiro.)

     Enquanto a energia se forma, estejam conscientes de receber a energia do amor enquanto vocês inalam, expressando a energia do amor, enquanto exalam.

     Uma vez que sejam capazes de experienciar verdadeiramente a presença da energia amorosa do Criador dentro de vocês, peçam simplesmente que uma iluminação apropriada ou um insight seja compartilhado, uma energia que precise ser ampliada ou uma área do seu ser e realidade que precise de mais amor. Concedam um tempo para explorar e compreender a sua energia amorosa.

     Espero que achem esta ferramenta extremamente útil. É através da busca de descobrir o amor do Criador em seu interior que vocês poderão manifestá-lo em sua realidade e na Terra para criarem a Era do Amor.

     Com Amor.

Mestre Jesus.

www.omna.org

 

All you need is Love - http://www.youtube.com/watch?v=eVL60emtkDw&feature=related

Publicado por Viktor às 17:30
Link | Comentar | favorito
Sábado, 27 de Novembro de 2010

Autodestruição e Consequências

Caros irmãos,

Qualquer pessoa neste planeta consegue entender a destruição que o Homem causa a si mesmo. Vive numa constante poluição física e mental, que tantas vezes o afecta sem sequer dar por isso. Mas estes tipos de problemas da humanidade não são novos, vindo de tempos longínquos, afectando o Ser humano tanto no plano físico como no etéreo, causando problemas globais à humanidade. Infelizmente este planeta ainda continua a ser controlado pelas forças das trevas, mas felizmente a Luz que está a chegar está-se a impor e brevemente as trevas vão deixar de existir. Mas para se dar o “salto” toda a humanidade vai ser submetida à Lei de causa-efeito, acção-reacção e karma, respondendo cada um de nós pelos seus actos praticados em vida, através da Justiça Divina. É claro que nem todos vamos ser “transportados” para o mesmo lugar, pois aqueles que se encontram num estado bastante atrasado serão colocados em mundos inferiores onde vão sentir interiormente que têm de abandonar as crenças que trazem agarradas a si e assim evoluir através do crescimento espiritual. Estes podem um dia regressar, mas isso apenas lhes será permitido quando alcançarem uma determinada evolução que lhes permita habitarem a nova civilização terrestre. Todos aqueles cuja sua evolução foi condicionada pela negatividade imposta pelo domínio das trevas no planeta, poderão continuar a viver nela nesta no terceiro milénio, mas é claro que com uma diferença, pois a verdade e a luz irá imperar e não vão ser ridicularizados se a aceitarem. Actualmente o mundo vive em contradição, pois o ser humano troca o certo pelo errado, e assim seguem os caminhos menos correctos, devido à sua consciência adormecida, esquecendo-se que já um dia agiram correctamente, fazendo com que o erro seja predominante nesta sociedade. Infelizmente o homem entregou-se ao erro, mas chegou o momento de acordar e despertar para as grandes verdades espirituais, pois a antiga era está a terminar e estamos a entrar na era da evolução espiritual. Vamos acordar porque o tempo é curto e o caminho é longo.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 19:44
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 4 de Outubro de 2010

Perdidos… Sós… Tresmalhados…

Caros irmãos,

Muitos de vós, por vezes já se colocaram as seguintes questões: Porque estou aqui? O que sou?

Em verdade lhes digo que todos nós somos seres divinos, anjos, seres multidimensionais capazes dos maiores e mais nobre feitos. Aquilo que nós chamamos de corpo, não é mais do que um “fato de macaco”, o qual temos de usar para podermos estar aqui no planeta Terra, mas que é um grande fardo para cada um de nós, pois encontra-se muito limitado mas suas verdadeiras capacidades, pois até a própria comunidade cientifica diz que nós só usamos 10% da nossa capacidade cerebral. Todos nós estamos cá com o objectivo de evoluirmos segundo as Leis Universais, tais como a lei da atracção, da criação, da permissão, da liberdade de escolha, e não através das leis obtusas da humanidade, que tendem sempre a proteger uns em detrimento de outros. Ao praticar-mos as leis divinas, nuca ficaremos desamparados, mesmo que em momentos conturbados o nosso plano mental queira constantemente dominar a nossa alma, haverá sempre alguém algures que ouvindo o seu sinal de alerta, abre as assas e parte em seu socorro, na unidade e na verdade. Como seres energéticos que somos, vamos olhar para o lado e ver o nosso semelhante como nosso irmão, fazendo-lhe o que gostaríamos que fosse feito para nós, porque o que lhe fizeres a ti o estarás a fazer. Praticar o amor e a caridade para com os outros é fazer deste local um mundo melhor para nós e para eles, trabalhando assim na Unidade, em detrimento da dualidade que cria desavenças, intrigas, mentiras, ódio, rancor enfim, tudo aquilo que é negativo. Praticar a caridade e o amor para com o próximo é algo que se impõe nos dias de hoje, pela igualdade de direitos e oportunidades para todos os viajantes de passagem por este planeta. Somos seres divinos que, com as nossas capacidades algo limitadas, viemos à terra tal qual um menino vai à escola, para aprender o abc e assim mais tarde se conseguir inserir e vingar na sociedade. Auxiliar o nosso semelhante é algo que nos transmite paz, amor e um estado emocional bastante equilibrado, além de elevar a nossa vibração energética.

Irmãos e irmãs, quando lhes perguntam o que queriam para o mundo a maior parte de vocês responde: Paz, harmonia e Amor. Então, nesta época de mudança eu digo-lhes: Muda-te a ti próprio e verás, mas não podendo mudar o mundo sozinho, se todos mudarem passando a viver por esses ideais em detrimento do seu ego, então o mundo mudará também. Assim, vamos agir com o coração e união mostrando ao mundo que estamos aqui e que queremos o seu melhor. Vamos conjuntamente transmitir e reforçar a onda de amor que se estende por todo o mundo, criando assim um Mundo Novo. Tenham fé que nós vos apoiaremos nas vossas actividades altruístas em prol do semelhante.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 01:00
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Setembro de 2010

O Ser Humano

Meus Irmãos,

A Humanidade está em constante evolução, tal como nós enquanto seres vivos neste planeta. Antigamente matavam-se em nome de Deus, cometendo aquilo que hoje definem como barbaridades, incluindo a morte por apedrejamento que ainda perdura nos dias de hoje. Em contrapartida grandes obras arquitectónicas eram erguidas [as pirâmides de Gizé no Egipto, o templo de Diana na Turquia, o farol de Alexandria no Egipto, estátua de Zeus na Olímpia na Grécia, os jardins suspensos da Babilónia no actual Iraque, as ruínas de Petra] o que nos dá a entender que já naquela época havia um conhecimento avançado relativamente a métodos de construção e cálculo físico e matemático. Isto leva-nos a pensar, então porque é que sendo a maior parte destas maravilhas do mundo antigo construídas ac. (antes de Cristo) porque é que esse conhecimento esteve vetado à comunidade global durante tanto tempo? Porque além dos países, governos e religiões que são do conhecimento geral, existe um governo oculto ligado às forças das trevas, que pretende definir o rumo da história. Para poderem actuar eles encontram-se em cargos políticos, bancos, religiões e organizações internacionais (p.ex.: Nato) e controlam a globalidade dos habitantes da terra através do plano mental, tratando as pessoas como se fossem ovelhas. Vejam o exemplo disso: as ovelhas andam no campo a pastar e a certa altura chega o pastor que as começa a orientar no sentido do ovil (casa) e basta uma começar a andar para lá que de seguida todas as outras a seguem, mas se algumas ficarem para trás o cão vai lá ladrar e então elas começam a ir também. Isto traduzido para o ser humano explica-se assim: Os membros dessa organização ditam as leis e normas (obtusas) que regem a nossa vida e os nossos caminhos, mas se a certa altura nós pensarmos de forma completamente diferente e seguirmos aquele que achamos de facto que é correcto, em primeira instância eles “soltam os cães” para nos intimidar e incutir o medo para que assim façamos e pensemos o que eles querem. Acham que isto é justo? Certamente não acham, mas é isto que vai acontecendo a todos nós e por isso, quando têm a convicção de afirmar que são diferentes sentem-se rejeitados pela sociedade. Não nos sintamos assim porque não estamos errados em seguir as nossas convicções e sermos o que somos, pois as restantes pessoas é que estão erradas pois não têm capacidade de nos aceitar tal como somos na nossa integridade e plenitude.

Todos nós somos maravilhosos seres de luz, pois dela provimos e para ela caminhamos e como tal vamos praticar o bem, difundir o amor e impor uma luz maior sobre a terra em prol do bem-estar de todos nós.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: M80
Publicado por Viktor às 13:50
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 30 de Julho de 2010

Cho Ku Rei

         Este é o primeiro do conjunto de símbolos que fazem parte do sistema energético do Reiki. Este simboliza a entrada ou inicio do seu caminho espiritual. Desta forma o aprendiz toma consciência da existência de um mundo espiritual paralelo, que o leva a ter consciência que o mundo não se restringe apenas ao mundo físico. Ao tomar consciência desta realidade, está assim a entrar e dar os seus primeiros passos neste universo rumo à libertação e evolução espiritual do mesmo. Este símbolo representa a “saída da caverna”, um novo despertar que podemos definir como um renascimento para uma nova etapa na nossa vida.

         Até aqui tudo bem, mas será que adianta de alguma coisa descobrirmos a existência deste novo mundo sem realizar dentro de si uma transformação? Este trabalho apenas e só pode ser realizado por si mesmo, porque além de modificações na sua personalidade terá também de renunciar a várias coisas, tais como poder e riqueza material. Sente-se preparado para esta jornada? Ah, é claro que nunca se deve indicar o caminho às pessoas e deixá-las ir, há que estar sempre no “back ground” e dar-lhe o apoio sempre que necessário, como se fosse uma muleta.

         Este símbolo tem uma ligação muito íntima com o nosso primeiro chacra, ao ponto de ao pronunciar o seu mantra, após traçado o seu yantra, é como se desse uma ordem ao seu perispírito para que este liberte um grande quantidade energética proveniente desse chakra. Sendo essa energia electromagnética mais densa, está particularmente vocacionada para tratamentos no nosso corpo físico.

         Incorporando o ensinamento MORAL que ele nos trás, vai começando a permitir a fluência dos fluidos etéreos para o seu nível físico, fazendo com que se concentre em realidades superiores, associando este símbolo às curas do nível físico de qualquer ser vivo.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: M80
Publicado por Viktor às 10:43
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

Encarnação

O processo da encarnação dura todo o espaço de uma vida. Não é uma coisa que ocorre no nascimento e depois termina. Para a descrever, é necessário utilizar termos metafísicos. A encarnação é o movimento orgânico da alma em que as suas vibrações ou aspectos mais altos e mais finos são continuamente irradiados para baixo, através dos corpos áureos mais finos, até os corpos áureos mais densos, e dali, finalmente, até o corpo físico. No seu crescimento pela vida fora essas sucessivas energias são utilizadas pelo individuo, mas mais variadas circunstâncias.

Cada uma das fases principais da vida corresponde a vibrações novas e mais elevadas e à activação de chakras diferentes. Em cada fase, nova energia e a nova consciência ficam à disposição da personalidade para a sua expansão. Cada fase apresenta novas áreas de experiência e saber. A essa luz, a vida está cheia de descobertas e desafios emocionantes para a alma.

O processo de encarnação é dirigido pelo eu superior. Esse padrão de vida é mantido na sétima camada da aura, o nível ketérico padrão, um padrão dinâmico, que muda constantemente, à medida que o indivíduo faz opções de livre-arbítrio no processo de viver e crescer. À medida que ocorre o crescimento, o indivíduo abre sua capacidade de sustentar níveis mais elevados de vibrações, energias e consciência, que lhe atravessam os veículos, os corpos áureos e os chakras. Descarte, ele aproveita-se de realidades cada vez maiores, à proporção que progride no caminho da vida. Assim como cada individuo progride, assim progride também mais elevadas do que a anterior, de tal sorte que toda a humanidade se move no seu plano evolutivo no rumo de vibrações mais altas e de realidades dilatadas. O princípio de progressão da raça humana é mencionado em muitos textos religiosos, como a Cabala, o Bhagavad Gita, os Upanishades e outros.

O processo de encarnação antes da concepção foi descrito pela Sra. Blavatsky e, mais recentemente, por Alice Bailey, Phoebe Bendit e Eva Pierrakos. De acordo com Pierrakos, a alma em vias de se encarnar encontra-se com os guias espirituais a fim de planear a vida que haverá de seguir. Nesse encontro, a alma e os guias ponderam sobre as tarefas que lhe incumbe realizar para o seu crescimento, no karma que precisa enfrentar e com o qual lhe é mister lidar, e nos sistemas de crenças negativas que lhe cumpre esclarecer por meio da experiência. O trabalho da vida geralmente é mencionado com a tarefa da pessoa.

Por exemplo, a pessoa pode precisar desenvolver o espírito de liderança. Ao entrar na vida física, ver-se-á em situações em que a liderança é uma questão chave. As circunstâncias, para cada pessoa, serão inteiramente diferentes, mas todas se concentram na liderança. Uma pessoa pode nascer numa família em que a liderança é tradição, como uma longa linha de respeitáveis presidentes de companhias ou de líderes políticos, ao passo que outra pessoa nascerá numa família em que a liderança não existe e na qual os líderes são vistos como autoridades negativas que devem ser postas abaixo ou contra as quais se faz necessária uma rebelião. A tarefa da pessoa consiste em aprender a aceitar essa questão de forma equilibrada e confortável.

Segundo Eva Pierrakos, a dose de aconselhamento que uma alma recebe dos guias na determinação das futuras circunstâncias de vida depende da sua maturidade. Escolhem-se os pais que proporcionarão a necessária experiência ambiental e física. Tais escolhas determinam a mistura de energias que formarão finalmente o veículo físico em que a alma se encarnará para realizar sua tarefa. Tais energias, muito precisas, fornecem à alma o equipamento necessário ao cumprimento da sua tarefa. A alma aceita o encargo não só de uma tarefa pessoal de aprendizagem pessoal (como a liderança) mas também uma “tarefa mundial”, que implica uma dádiva para o mundo, O esquema é tão singular que, ao cumprir a tarefa pessoal, a pessoa se prepara para cumprir a mundial. A tarefa pessoal liberta a alma, soltando energias que então são usadas na tarefa mundial.

No exemplo supramencionado sobre liderança, o individuo precisará aprender essa qualidade ou habilidade antes de assumir o papel de liderança no campo de trabalho que tiver escolhido. Ele pode sentir-se intimidado pela extensa linha de antepassados que foram lideres brilhantes, ou sua reacção a essa herança será de inspiração para prosseguir com a própria liderança. Cada caso é diferente e muito pessoal, conforme a singularidade da alma que aqui veio aprender.

O plano de vida contém muitas realidades prováveis, que permite amplas escolhas de livre-arbítrio. Entrelaçada nesse contexto de vida está a acção de causa e efeito. Criamos nossa própria realidade. A criação, que emerge de muitas partes diferentes do nosso ser, nem sempre é fácil de compreender a partir de um simples nível de causa e efeito, embora muito da nossa experiência possa ser entendido por esse aspecto. Você cria literalmente o que deseja. O que deseja está contido na consciência, no inconsciente, no super consciente e na consciência colectiva, forças criativas que se misturam para criar experiência em muitos níveis do nosso ser à medida que progredimos pela vida afora, O que se denomina karma, no meu entender, é a lei de causa e efeito a longo prazo, e também de muitos níveis diferentes do nosso ser. Assim, criamos a partir da fonte pessoal e da fonte comum e, naturalmente, há grupos menores dentro de grupos maiores, todos emprestando sua contribuição ao grande contexto de experiência da vida criativa. Desse ponto de vista, é fácil olhar para a riqueza da vida com o assombro de uma criança.

Após o “planeamento”, a alma entra num processo de perder aos poucos a consciência do mundo do espírito. Por ocasião da concepção, forma-se um elo energético entre a alma e o ovo fertilizado. Nesse momento também se forma um útero etérico, que protege a alma entrante de quaisquer outras influências que não sejam as maternas. A proporção que o corpo cresce dentro da mãe, a alma, aos poucos, principia a sentir o seu “arrastamento” e, devagarinho, liga-se conscientemente ao corpo. A certa altura, de repente, a alma dá conta dessa conexão, e um vigoroso lampejo de energia consciente desce ao corpo em formação. A alma, então, volta a perder a consciência, e redesperta, a pouco e pouco, no físico, O vigoroso lampejo de consciência corresponde ao tempo dos primeiros movimentos do feto.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:14
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009

Mundos de Escolaridade

Os mundos de escolaridade são de natureza idêntica ao nosso planeta. Chegam até eles, por várias razões, espíritos de várias classes para promover, entre si, o intercâmbio de conhecimentos intelectuais, morais e espirituais.

A Terra é um mundo de escolaridade em que as dezassete primeiras classes da série de trinta e três promovem a sua evolução, partindo da primeira e chegando à décima sétima, em períodos que variam muito, de espírito para espírito, mas que se elevam, sempre, a milhares e milhares de anos.

Para a ascensão de uma classe a outra imediatamente superior, não existem privilégios nem protecções. O princípio de justiça funda-se na lei da igualdade. Todos têm de enfrentar idênticas dificuldades e chegar ao triunfo pelo próprio esforço.

O mau aproveitamento de uma encarnação resulta, inabalavelmente, na necessidade de a repetir, tendo o espírito de passar pelas mesmas atribulações até conseguir dominar os vícios e as fraquezas e recuperar o tempo que perdeu.

No mundo que lhe é próprio o espírito tem conhecimento do que se passa nos mundos das classes inferiores à sua, mas ignora o que ocorre nas superiores.

Constatando, porém, as enormes vantagens da ascensão a classes mais elevadas, vive sob o incontido desejo de passar para a frente, a fim de alcançar novos conhecimentos e conquistar mais amplos atributos espirituais.

No mundo correspondente à sua classe, o espírito traça os planos para a nova encarnação que deseja, ardentemente, aproveitar ao máximo. A sua maior esperança é não perder tempo na Terra, não fracassar, não tornar inútil o sacrifício de encarnar.

Os espíritos das classes inferiores, especialmente os da primeira, encarnam sob a orientação de outros mais evoluídos. Esses espíritos são como as crianças que precisam de quem as acompanhe ao Jardim-de-infância.

Nos mundos de escolaridade, as emoções fazem parte da vida quotidiana. Essas emoções são experimentadas, indistintamente, por todos os seus habitantes. Quando o homem se torna superior às sensações da pobreza e da fortuna que completam o quadro das referidas emoções, aí sim, o sentido da vida espiritual começa nele a despertar.

À medida que evolui, o espírito vai-se tornando conhecedor das coisas do Espaço. Se na Terra tanto há que aprender, muito mais, ainda, no Universo. A este, oferece campo o Espaço. O Universo, porém, representa a evolução em marcha.

Prendem-se umas às outras — como elos de uma só corrente — estas três expressões: Espaço, Universo e Evolução. Pesquisar o Espaço, por isso, é estudar o Universo e reconhecer a Evolução.

Há um dever que a todos atinge por igual: Trabalhar para evoluir. Cada qual precisa ocupar o seu lugar e esforçar-se por dar conta das suas atribuições, certo de que tem no Espaço uma posição definida e insubstituível.

Milhões de espíritos encarnados no planeta sentem-se apreensivos por falta de uma bússola norteadora.

Se a que Jesus trouxe, há cerca de vinte séculos, não tivesse sido parcialmente dissipada pela ganância especuladora, muitos e muitos milhões de seres ainda encarnados teriam, há muito, concluído o curso na Terra, e estariam a exercer as suas actividades noutras regiões do Espaço. Tempo perdido não se recupera. É como as águas passadas que não movem moinhos. Ao Racionalismo Cristão cabe uma grande e sublime missão, ainda que bem árdua e por muitos não compreendida: restabelecer a Verdade e reimplantar os magníficos ensinamentos de Jesus na Terra.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:06
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Maio de 2009

Aliança da Ciência e da Religião

A Ciência e a Religião são as duas alavancas da inteligência humana: uma revela as leis do mundo material e a outra as do mundo moral. Tendo, no entanto, essas leis o mesmo princípio, que é Deus, não podem contradizer-se. Se fossem a negação uma da outra, uma necessariamente estaria em erro e a outra com a verdade, porquanto Deus não pode pretender a destruição de sua própria obra. A incompatibilidade que se julgou existir entre essas duas ordens de ideias provém apenas de uma observação defeituosa e de excesso de exclusivismo, de um lado e de outro. Daí um conflito que deu origem à incredulidade e à intolerância.

São chegados os tempos em que os ensinamentos do Cristo têm de ser completados; em que o véu intencionalmente lançado sobre algumas partes desse ensino tem de ser levantado; em que a Ciência, deixando de ser exclusivamente materialista, tem de levar em conta o elemento espiritual e em que a Religião, deixando de ignorar as leis orgânicas e imutáveis da matéria, como duas forças que são, apoiando-se uma na outra e marchando combinadas, se prestarão mútuo concurso. Então, não mais desmentida pela Ciência, a Religião adquirirá inabalável poder, porque estará de acordo com a razão, já se lhe não podendo mais opor a irresistível lógica dos fatos.

A Ciência e a Religião não puderam, até hoje, entender-se, porque, encarando cada uma das coisas do seu ponto de vista exclusivo, reciprocamente se repeliam. Faltava com que encher o vazio que as separava, um traço de união que as aproximasse. Esse traço de união está no conhecimento das leis que regem o Universo espiritual e suas relações com o mundo corpóreo, leis tão imutáveis quanto as que regem o movimento dos astros e a existência dos seres. Uma vez comprovadas pela experiência essas relações, nova luz se fez: a fé dirigiu-se à razão; esta nada encontrou de ilógico na fé: vencido foi o materialismo. Mas, nisso, como em tudo, há pessoas que ficam atrás, até serem arrastadas pelo movimento geral, que as esmaga, se tentam resistir-lhe, em vez de o acompanharem. E toda uma revolução que neste momento se opera e trabalha os espíritos. Após uma elaboração que durou mais de dezoito séculos, chega ela à sua plena realização e vai marcar uma nova era na vida da Humanidade. Fáceis são de prever as consequências: acarretará para as relações sociais inevitáveis modificações, às quais ninguém terá força para se opor, porque elas estão nos desígnios de Deus e derivam da lei do progresso, que é lei de Deus.

Evangelho segundo o Espiritismo

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Em paz e Harmonia...
Publicado por Viktor às 09:21
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Violência Doméstica

Este é um problema que afecta muitos lares infelizmente. A vida não é feita apenas de coisas boas, mas também de pequenas conquistas diárias. Se fosse tudo bom e fácil tornava-se de certa forma monótona sem os pequenos prazeres das vitórias no dia-a-dia. Vitórias pessoais em prol bom bem-estar comum sem prejudicar ninguém. Deus criou o homem e a mulher para viverem em comunidade, compartilhar as coisas boas, apoiarem-se nos momentos mais complicados, zelarem um pelo outro, ou sejam, viverem numa entreajuda mutua em todos os momentos complementando-se como se fossem duas peças dispostas a trabalhar em conjunto fazendo parte da engrenagem do motor da vida. Encontrar o príncipe ou a princesa com o(a) qual sonhamos e pretendemos compartilhar a nossa vida e os nossos segredos mais íntimos encontram-se nos livros e contos de fadas. Na realidade há imensos factores com os quais nos temos de adaptar. Escolher ou parceiro(a) errado(a) é uma coisa que pode acontecer a qualquer pessoa e tal situação não deve ser observada com total negatividade mas sim como parte integrante do nosso processo de aprendizagem e evolução espiritual, porque os erros não servem apenas para nos deitar a baixo mas sim como um método de aprendizagem na vida. Para conseguirmos viver em comunidade e total harmonia com o universo temos em primeiro lugar de conhecer o nosso intimo, encontrar o nosso equilíbrio e harmonia e assim poder dar aos outros todo o Amor Incondicional que está ao nosso alcance. Esse Amor vai-nos permitir aceitar os outros como são, com todas as suas virtudes e defeitos, tal qual como nós. Mas por vezes, depois das pessoas contraírem matrimónio, depois de se tornarem pais, assim que têm de enfrentar dificuldades maiores, problemas de alcoolismo ou atritos oriundos de heranças e partilhas fazem brotar nas pessoas os seus instintos mais primários (animalescos) fugindo assim da realidade partindo para a agressão física e verbal (psicológica). Neste ponto inicia-se a decadência de um relacionamento, pois o amor começa a diluir-se, os níveis de auto-estima baixam drasticamente, alterações no metabolismo nervoso impedem-no(a) de descansar (dormir) e aos poucos sintomas depressivos vão-se apoderando de si. Neste preciso momento necessita que alguém lhe estique a mão para o(a) auxiliar, mas a negatividade que transporta consigo e o medo de denunciar fazem com que continue a viver em condições muito precárias para o seu bem-estar e sanidade mental. Atingindo este ponto as pessoas chegam mesmo a cometer actos de loucura tais como a ingestão de comprimidos de uma forma demente provocando a morte por suicídio. Não, esta não é a solução, porque apenas àquele que nos permite viver (Deus) lhe é dado o direito de decidir quando é chegada a nossa hora de partir. Tenha consciência que não veio ao mundo para viver uma vida de martírio e sacrifício e, aceitando humildemente a condição de vida que lhe calhou em sorte, tome as necessárias medidas para a alterar e assim procurar a sua felicidade, bem como a dos que o(a) rodeiam. Faça uma introspecção e verá que você também tem a sua quota parte de responsabilidade e culpa naquilo que lhe está a acontecer.

Neste tipo de casos, o Reiki pode ser uma valiosa ferramenta para o(a) ajudar a ultrapassar a situação, pois através de sessões terapêuticas o mesmo vais actuar no seu nível físico(n1), emocional, mental(n2) e espiritual(n3). A aplicação de Reiki permite-lhe desbloquear as bioenergias corporais, regular o sistema nervoso, relaxa o copo físico, equilibra os seus níveis emocionais (medos), possibilita um melhor controlo mental (através do que pensa e se permite pensar), remove o stress e fadiga e complementa qualquer tipo de tratamento médico (sem contra indicações).

Dê uma oportunidade a si mesmo, à sua saúde e ao seu bem-estar através de uma sessão de Reiki. Termino dizendo-lhe: FAÇA O FAVOR DE SER FELIZ.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Triste por falar destas coisas
Publicado por Viktor às 09:24
Link | Comentar | ver comentários (6) | favorito
Quinta-feira, 9 de Abril de 2009

O que o Divino dá só Deus pode tirar

DEUS é e sempre será o Senhor que nos dá a vida e define o final da mesma. Nenhum ser humano se pode sobrepor a Ele neste campo. Tu, que te julgas perdido, que achas que a tua vida não faz sentido, que não tens nenhum papel neste mundo, que sentes que não consegues ultrapassar as provações às quais te submetes-te, achas que por termo à vida é solução? Não faças isso, porque no momento em que o fizeres, entras num obscuro mundo de tristeza, angustia e dor que certamente não queres. Ninguém quer, pois todos procuramos a Felicidade mas, a nossa cegueira mental não nos a deixa observar mesmo quando ela está dentro de nós. Para terem uma noção do que podem encontrar caso cometam tal acto de desespero e loucura, deixo-vos umas palavras de Leon Dénis onde fala sobre as memórias de um espírito SUICIDA:

“Precisamente no mês de Janeiro do ano da graça de 1891, fora eu surpreendido com meu aprisionamento em região do Mundo Invisível cujo desolador panorama era composto por vales profundos, a que as sombras presidiam: gargantas sinuosas e cavernas sinistras, no interior das quais uivavam, quais maltas de demónios enfurecidos. Espíritos que foram homens, dementes pela intensidade e estranheza, verdadeiramente inconcebíveis, dos sofrimentos que os martirizavam. Nessa paragem aflitiva a vista torturada do grilheta não distinguiria sequer o doce vulto de um arvoredo que testemunhasse as suas horas de desespero; tão pouco paisagens reconfortantes, que pudessem distraí-lo da contemplação cansativa dessas gargantas onde não penetrava outra forma de vida que não a traduzida pelo supremo horror!

O solo, coberto de matérias enegrecidas e fétidas, lembrando a fuligem, era imundo, pastoso, escorregadio, repugnante! O ar pesadíssimo, asfixiante, gelado, obscuro por vulcões ameaçadores como se eternas tempestades rugissem em torno; e, ao respirarem-no, os Espíritos ali enclausurados sufocavam-se como se matérias pulverizadas, nocivas mais do que a cinza e a cal, lhes invadissem as vias respiratórias, martirizando-os com suplício inconcebível ao cérebro humano habituado às gloriosas claridades do Sol - dádiva celeste que diariamente abençoa a Terra - e às correntes vivificadoras dos ventos sadios que tonificam a organização física dos seus habitantes.

Não havia então ali, como não haverá jamais, nem paz, nem consolo, nem esperança: tudo no seu âmbito marcado pela desgraça era miséria, assombro, desespero e horror. Dir-se-ia a caverna tétrica do Incompreensível, indescritível a rigor até mesmo por um Espírito que sofresse a penalidade de habitá-la.

O vale dos leprosos, lugar repulsivo da antiga Jerusalém de tantas emocionantes tradições, e que no orbe terráqueo evoca o último grau da objecção e do sofrimento humano, seria consolador estágio de repouso comparado ao local que tento descrever.

Pelo menos, ali existiria solidariedade entre os renegados! Os de sexo diferente chegavam mesmo a amar-se! Adoptavam-se em boas amizades, irmanando-se no seio da dor para suavizá-la! Criavam a sua sociedade, divertiam-se, prestavam-se favores, dormiam e sonhavam que eram felizes!

Mas no presídio de que vos desejo dar contas nada disso era possível, porque as lágrimas que se choravam ali eram ardentes demais para se permitirem outras atenções que não fossem as derivadas da sua própria intensidade!

Mas na caverna onde padeci o martírio que me surpreendeu além do túmulo, nada disso havia!

Aqui, era a dor que nada consola, a desgraça que nenhum favor ameniza, a tragédia que ideia alguma tranquilizadora vem orvalhar de esperança! Não há céu, não há luz, não há sol, não há perfume, não há tréguas!

O que há é o choro convulso e inconsolável dos condenados que nunca se harmonizam! O assombroso "ranger de dentes" da advertência prudente e sábia do sábio Mestre de Nazaré! O que há é a raiva envenenada daquele que já não pode chorar, porque ficou exausto sob o excesso das lágrimas! O que há é o desaponto, a surpresa aterradora daquele que se sente vivo a despeito de se haver arrojado na morte! É a revolta, a praga, o insulto, o ulular de corações que o percutir monstruoso da expiação transformou em feras! O que há é a consciência conflagrada, a alma ofendida pela imprudência das acções cometidas, a mente revolucionada, as faculdades espirituais envolvidas nas trevas oriundas de si mesma! O que há é o "ranger de dentes nas trevas exteriores" de um presídio criado pelo crime, votado ao martírio e consagrado à emenda! É o inferno, na mais hedionda e dramática exposição, porque, além do mais, existem cenas repulsivas de animalidade, práticas abjetas dos mais sórdidos instintos, as quais eu me pejaria de revelar aos meus irmãos, os homens!

Quem ali temporariamente estaciona, como eu estacionei, são grandes vultos do crime! É a escória do mundo espiritual - falanges de suicidas que periodicamente para seus canais afluem levadas pelo turbilhão das desgraças em que se enredaram, a se despojarem das forças vitais que se encontram, geralmente intactas, revestindo-lhes os envoltórios físico-espirituais, por sequências sacrílegas do suicídio, e provindas, preferentemente, de Portugal, da Espanha, do Brasil e colónias portuguesas da África,

infelizes carentes do auxílio reconfortante da prece; aqueles, levianos e inconsequentes, que, fartos da vida que não quiseram compreender, se aventuraram ao Desconhecido, na procura do Olvido, pelos despenhadeiros da Morte!

O Além-túmulo acha-se longe de ser a abstracção que na Terra se supõe, ou as regiões paradisíacas fáceis de conquistar com algumas poucas fórmulas inexpressivas.

Ele é, antes, simplesmente a Vida Real, e o que encontramos ao penetrar suas regiões é Vida! É no Invisível, mais do que em mundos planetários, que as criaturas humanas colhem inspiração para os progressos que lentamente aplicam no orbe.

Não sei como decorrerão os trabalhos correccionais para suicidas nos demais núcleos ou colónias espirituais destinadas aos mesmos fins e que se desdobrarão sob céus portugueses, espanhóis e seus derivados. Sei apenas é que fiz parte de sinistra falange detida, por efeito natural e lógico, nessa paragem horrenda cuja lembrança ainda hoje me repugna à sensibilidade.

Não os convidarei a crer. Não é assunto que se imponha à crença, simplesmente, mas ao raciocínio, ao exame, à investigação. Se sabem raciocinar e podem investigar - que o façam, e chegarão a conclusões lógicas que os colocarão na pista de verdades assaz interessantes para toda a espécie humana!

Em nenhuma parte se encontraria a abstracção, ou o nada, pois que semelhantes vocábulos são inexpressivos no Universo criado e regido por uma Inteligência Omnipotente! Negar o que se desconhece, por se não encontrar à altura de compreender o que se nega, é insânia incompatível com os dias actuais.

O que conhece o homem, aliás, do próprio planeta onde tem renascido desde milénios, para criteriosamente rejeitar o que o futuro há de popularizar sob os auspícios do Psiquismo?...

Por toda a parte, em torno dele, existem mundos reais, exarando vida abundante e intensa: e se ele o ignora será porque se compraz na cegueira, perdendo tempo com futilidades e paixões que lhe sabem ao carácter.

No próprio ar que respira, no solo onde pisa encontraria o homem outros núcleos organizados de vida, obedecendo ao impulso inteligente e sábio de leis magnânimas fundamentadas no Pensamento Divino, que os acciona para o progresso, na conquista do

mais perfeito! Bastaria que se munisse de aparelhamentos precisos, para averiguar a veracidade dessas colectividades desconhecidas que, por serem invisíveis umas, e outras apenas suspeitadas, nem por isso deixam de ser concretas, harmoniosas, verdadeiras!

Era eu, pois, presidiário dessa cova ominosa do horror!

Não habitava, porém, ali sozinho. Acompanhava-me uma colectividade, falange extensa de delinquentes, como eu.

Então ainda me sentia cego. Pelo menos, sugestionava-me de que o era, e, como tal, me conservava, não obstante minha cegueira só se definir, em verdade, pela inferioridade moral do Espírito distanciado da Luz. A mim cego não passaria, contudo, despercebido o que se apresentasse mal, feio, sinistro, imoral, obsceno, pois conservavam meus olhos visão bastante para toda essa escória contemplar.

Dotado de grande sensibilidade, para maior mal tinha-a agora como superexcitada, o que me levava a experimentar também os sofrimentos dos outros mártires meus compares, fenómeno esse ocasionado pelas correntes mentais que se despejavam sobre toda a falange e oriundas dela própria, que assim realizava impressionante afinidade de classe, o que é o mesmo que asseverar que sofríamos também as sugestões dos sofrimentos uns dos outros, além das insídias a que nos submetiam os nossos próprios sofrimentos.”

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Muita Luz e Amor...
Publicado por Viktor às 09:09
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

Regressão da Memória

Se regressámos à Terra para esquecer o nosso passado, valorizar o presente e preparar, em nosso benefício um futuro melhor, porque provocar a regressão da memória do que fomos ou fizemos, simplesmente por questões de curiosidade vazia, ou procurar aqueles que foram os nossos companheiros, a fim de regressar aos desequilíbrios que hoje resgatamos?

A nossa própria existência actual nos apresentará as tarefas e provas que, em si, são a recapitulação do nosso passado nas nossas diversas vidas, ou mesmo, somente da nossa última passagem pela Terra fixada no mundo físico, curso de regeneração em que estamos integrados nas chamadas provações de cada dia.

Porquê efectuar a regressão da memória, unicamente para chorar a lembrança dos pretéritos episódios infelizes, ou exibirmos grandeza ilusória em situações que, por simples desejo de leviana retomada de acontecimentos, fomos protagonistas, se já sabemos, especialmente com Allan Kardec, que estamos eliminando gradativamente as nossas imperfeições naturais ou apagando o brilho falso de tantos descaminhos que apenas nos induzirão a erros que não mais desejamos repetir?

Sejamos sinceros e lancemos um olhar para as nossas tendências.

Espírito: EMMANUEL

Médium: Francisco Cândido Xavier

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:04
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 24 de Março de 2009

A Essência do Reiki

O Reiki é muito mais do que aquilo que podemos ouvir ou ler. Ser Reikiano na sua plenitude é abraçar uma causa maior e viver em harmonia com os seres do reino animal, vegetal e mineral que nos rodeiam. É uma causa nobre que exige de quem a aceitar um enorme espírito de ajuda ao seu semelhante com todo o amor incondicional. Seguir este caminho é uma árdua tarefa muitas vezes incompreendida pois as pessoas não estão habituadas a ser bem tratadas, por parte de quem, com toda a boa vontade os pretende ajudar, gerando algumas desconfianças inúteis que em nada abonam o bem-estar de ambos. Digo isto porque quando me solicitam ajuda, a minha felicidade maior é o bem-estar de aquele irmão que por motivos de variada ordem não se encontrava bem. O Reiki além de ser uma terapia holística alternativa é também uma filosofia de vida ou uma forma de estar, pois altera de uma forma bastante positiva todos aqueles que a escolhem como caminho. É um caminho lindo mas sinuoso que, através da prática do bem para com o nosso semelhante nos engrandece a alma, transmitindo uma enorme satisfação e leveza interior cujos sentimentos são de tal forma belos e agradáveis que, por mais que procure não existe no nosso parco vocabulário palavras que os consigam definir. Por isso entrar no caminho do Reiki e vivenciá-lo na sua plenitude é necessário uma enorme vontade de ajudar os outros e ter esses pensamentos e acções no dia-a-dia por mais pequeno e insignificante o gesto que pratiquemos. Esta é quanto a mim a verdadeira e mais pura essência do Reiki.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

 

Estado de Espiríto: Feliz...
Publicado por Viktor às 10:27
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
18
19
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Reflexão: A mesquinhez hu...

. Reflexão: A Integridade h...

. A natureza da Alma

. O ESPELHO DA CONSCIÊNCIA ...

. Autodestruição e Consequê...

. Perdidos… Sós… Tresmalhad...

. O Ser Humano

. Cho Ku Rei

. Encarnação

. Mundos de Escolaridade

. Aliança da Ciência e da R...

. Violência Doméstica

. O que o Divino dá só Deus...

. Regressão da Memória

. A Essência do Reiki

. Diferentes estados da Alm...

. Fluxo de Energia

. Pós parto, as dificuldade...

. A Experiência fora do Cor...

. O Amor

. Para descontraírem um pou...

. PERCEPÇÃO DOS ESPÍRITOS

. O Quê é a Dimensão Astral...

. PNEUMATOGRAFIA OU ESCRITA...

. Como se define ESPIRITISM...

. Alma e desencarnação

. REGRESSÃO DA MEMÓRIA

. Conquista Íntima

. CRIANÇA ÍNDIGO

. ADULTÉRIO E PROSTITUIÇÃO

.Arquivos

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007