.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Quinta-feira, 14 de Outubro de 2010

Como Viver a Vida

Caros irmãos,

     Falar da existência em dois mundos ou planos (terrestre e espiritual) é sempre algo complicado, principalmente para aqueles que em nada acreditam, a não ser que vejam. Essas mesmas pessoas dizem ter fé e acreditar em Deus, mas afinal de contas se nunca o viram será que acreditam? Se calhar são devotos do São Tomé, que precisa de ver para crer. Mas vou aproveitar os recentes acontecimentos no Chile para explicar esta dualidade.

     Nestes últimos dias muitas pessoas foram acompanhando pelos mais variados meios de comunicação social, o resgate dos Mineiros no Chile. Isto é sem dúvida um excelente exemplo da vida em dois mundos. Para compreenderem a explicação que se segue vamos observar ou definir os “mineiros encurralados” como os habitantes da Terra, e o “resto do mundo” os Seres do plano espiritual. Como podem constatar, enquanto seres encarnados (habitantes da Terra), “animando” cada um com o seu fato-de-macaco (corpo), estamos bastante condicionados nas nossas verdadeiras capacidades enquanto seres divinos que somos, tanto no plano de consciência como na nossa capacidade de criação. Se observarmos o período compreendido entre o dia da entrada na mina e o dia de saída, como sendo o período de uma vida (do nascimento à morte), podemos verificar que estes Seres, apesar de todas as barreiras físicas, emocionais, mentais e até mesmo espirituais, conseguiram superar a missão através da entreajuda mútua sempre com um grande sentimento de Amor Incondicional e Compaixão. Através dessa forma de estar humilde e desenvolvendo um trabalho altruísta recíproco, todos, com mais ou menos dificuldades, ultrapassaram as adversidades que enfrentavam minuto após minuto. E então, quando chegou a morte (hora do regresso), deram inicio ao percurso de retorno ao plano espiritual (viagem dentro da cápsula) e no final dessa viagem de regresso, obtiveram a recompensa da missão cumprida (depois da saída da cápsula) no plano espiritual. Já pensaram se vocês estivessem no lugar deles, eram capazes de aguentar? Pois é, não pensem muito nisso, mas em verdade lhes digo, este é um bom exemplo de como Cada Um de Nós deve viver diariamente, rejeitando guerras, intrigas, ódio, rancor, inveja, gula, ego, corrupção, assédio, violência e roubo, e verá que as recompensas futuras valem mais do que qualquer fortuna momentânea na Terra, pois são eternas.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: M80
Publicado por Viktor às 14:55
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Maio de 2010

Portas Dimensionais

Os chakras são as verdadeiras portas dimensionais que podem nos conduzir a outros universos. Esses centros ou vórtices energéticos quando estimulados ou desenvolvidos em alto grau, alteram toda vibração atómica do corpo, projectando a nossa consciência desperta através de outros veículos mais subtis. Por isso podemos afirmar que as portas para outras dimensões abrem-se, onde quer que estejamos.

Mesmo que não nos possamos projectar para o “outro lado” por algum motivo, fazendo uso das faculdades extra-físicas podemos ver, ouvir e sentir coisas que estão além dos nossos cinco sentidos.

Os chakras principais são sete e estão distribuídos ao longo da espinha dorsal.

Estão baseadas sobre órgãos muito importantes, quase todas glândulas endócrinas (secreções interna) do organismo: o chakra superior, situado no topo da cabeça, tem seu fundamento na glândula pineal ou epífase; o frontal fica no entrecenho sobre a glândula pituitária ou hipófise; o da garganta está ligado às glândulas tiróide e paratiróides; o do coração não fica exactamente sobre uma glândula, mas tem seu fundamento no coração e na timo; o chakra do plexo solar (umbigo) está vinculado ao fígado e ao baço principalmente; o chakra sacro fica na próstata no homem e no útero na mulher; por último o chakra fundamental baseado nas glândulas sexuais (testículos e ovários).

É importante citar que os chakras tão comummente conhecidos na literatura esotérica estão relacionados somente ao corpo etéreo ou energético. No entanto, cada corpo ou veículo superior possui os seus chakras correspondentes. Se ainda formos mais longe podemos afirmar ser cada átomo ou molécula do nosso corpo contém um pequenino chakra ou vórtice de energia.

Saudações Reikianas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 02:48
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2010

Mensagem de Metatron

Canalizada por de Sandra M. Luz
02 de fevereiro de 2010

Amados, eu sou METATRON e trago minha luz a todos vocês.

O assunto que compartilharei com vocês hoje é sobre a “Trajectória de um Ser”.

Todos vocês tem sua trajectória, tem sua caminhada na busca de sua evolução espiritual.

A Terra é uma grande escola com grandes oportunidades de crescimento espiritual e aprendizado.

Vocês vieram sozinhos e também retornarão para seu lar verdadeiro sozinhos.

Cada um de vocês traz consigo o que irá passar, a família que irão nascer.

Dentro de vocês foram colocados os registos, as informações que um dia precisarão usar.

Tudo é feito para que o aprendizado de vocês seja coroado de êxito.

Então vocês descem a Terra na família que desejaram, para que possa iniciar seu “aprendizado”.

Começa então, a jornada de vocês.

Durante muito tempo vocês passam pelas situações sem as perceber. Pessoas e situações surgem na vida de cada um de vocês e muitas vezes, vocês não entendem o por que.

Para aqueles que já trazem consigo em seus registos um despertar espiritual, os encontros, as situações mostram alguma coisa, algum ensinamento.

Para aqueles que ainda não tem em seus registos informações espiritual, digamos assim, o despertar demora um pouco mais.

Mas acreditem, todos em algum momento despertarão para a grande oportunidade que estão recebendo.

Tudo tem um propósito, mas são vocês que através de seu livre arbítrio, faz de seu propósito algo bom ou não.

A maioria de vocês não entende as situações que estão passando e se revoltam, se culpam e se colocam num papel de “vitima”.

Meus Amados entendam que as situações surgem para ajudá-los. Não as vejam como problemas, mas como algo a aprender.

Não diga “não mereço isso”, mas diga “O que tenho que aprender com essa situação”? Ao dizer: o que tenho que aprender com essa situação sua mente se abre e você permite que chegue a você toda clareza e ajuda que necessitar.

Ao abrir suas mentes e seus corações uma grande Luz Divina os envolve e traz a vocês a ajuda que necessitam.

Muito tempo se perde julgando e criticando situações e pessoas.

Aceite sua existência, agradeça a DEUS pela oportunidade de crescimento. Conecte a DEUS, sinta seu imenso amor por todos vocês.

Olhem o mundo com olhos de amor.

Veja a beleza do céu, das flores, das coisas ao seu redor.

Veja nas pessoas aquilo que ela tem de melhor, pois todos estão preenchidos de virtudes divinas.

Se você focar nas coisas boas é isso que aumentará.

Se você focar nas coisas negativas é isso que aumentará.

Deseje um mundo melhor. Deseje que as pessoas sejam melhores, mais felizes.

A sua trajectória depende de você. Dê o primeiro passo em direcção a um mundo melhor.

Não pense que as pessoas não irão mudar. Às vezes elas só estão esperando o seu primeiro passo, o seu exemplo, a sua ajuda, a sua coragem.

Ninguém é totalmente mal, nem totalmente insensível. Todos são filhos de DEUS e, portanto, estão preenchidos com suas qualidades divinas.

Se você já encontrou suas qualidades, deixe que elas aumentem doando o seu melhor.

Um dia você verá que contribuiu para a felicidade de alguém.

Quando você doa, você é o primeiro a receber.

Quando você doa, você recebe bênçãos de DEUS e daquele que você ajudou.

A trajectória de um ser pode ser construída de felicidade, amor, esperança, fé, aprendizado e de muita luz.

A sua trajectória é feita pelo que você é em essência, não pelo que você tem.

Reflicta sobre isso, você pode mudar sempre. Mas lembre-se: é você que faz sua trajectória, não delegue a ninguém a sua felicidade, a sua vida.

As pessoas que estão ao seu lado poderão acrescentar felicidade e luz a sua vida, mas antes você precisa doar felicidade e luz.

Desejo que todos vocês façam sua trajectória com felicidade, equilíbrio, paz e muita luz.

Deixo a todos a minha luz.

Eu sou METATRON, o Senhor da Luz.

Luz de Gaia.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

 

Publicado por Viktor às 18:00
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009

Projecto REIsocialKI

Caros leitores e irmãos de luz,

Vocês que oram e servem e cuja vossa felicidade se compadece no trabalho de Luz que realizam, não se deixem abater por quem desconhece a verdade total, porque cada um tem de viver a verdade consoante o seu estado de consciência. Poder-mos realizar este trabalho levando connosco outros irmãos e solicitando a estes uma contribuição para aqueles que necessitam é uma bênção. Fazer deste trilho o nosso caminho interior é trabalhar na Luz e agir com o coração nas mãos, porque quem trabalha na Luz para o bem nunca pode fazer mal. Despertem assim a Divindade do vosso Eu Sou Maior, compartilhando no mundo da Dualidade as bênçãos da Vida em Unicidade.

O PROJECTO REIsocialKI é um projecto que criei com base nas necessidades colectivas da população global. Diariamente ouço pessoas a dizer que têm coisas em excesso em casa e que por vezes as deitam fora. Porque deitar desperdiçar esses bens quando podemos transformar o pó (desnecessário) em ouro (útil)? Já pensou que aquilo que não lhe faz falta pode ter um valor inestimável para quem necessita? Porque dar um pacote de arroz a quem não tem nada para comer, uma peça de roupa para agasalhar quem tem frio ou um brinquedo para quem nunca teve nenhum é um acto de AMOR de valor incalculável para quem recebe a vários níveis (físico, mental, emocional e espiritual). Este gesto bondoso repleto de carinho, ternura e Amor para com o semelhante transmuta-me interiormente e reflecte-se num enorme sentimento de bem-estar, harmonia e paz interior fundamental no meu caminho de ascensão, em prol da sabedoria Divina do meu Eu Sou. Tendo esse tipo de efeito em mim, vulgo que em vós tenha também este tipo de efeitos.

Após dois dias de partilha, na passada segunda e quarta-feira, felizmente já se recolheram alguns donativos por parte dos participantes. Nas segundas e quartas-feiras a partilha no meu cantinho (Oura Hotel) é das 20:30h às 21:30h. Caso pretendam deslocar-se lá com um grupo de pessoas noutro horário, podem-me contactar (mestreviktor@gmail.com) e assim definirmos um dia e uma hora que seja possível a ambas as partes.

A pedido de um pequeno grupo de pessoas, amanhã (sexta dia 6) vou realizar partilha às 19h no meu espaço. Assim, quem não tem oportunidade de ir na segunda ou na quarta, pode aproveitar e comparecer amanhã.

Saudações Estelares

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: SOLIDÁRIO...
Publicado por Viktor às 13:52
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009

Mundos de Escolaridade

Os mundos de escolaridade são de natureza idêntica ao nosso planeta. Chegam até eles, por várias razões, espíritos de várias classes para promover, entre si, o intercâmbio de conhecimentos intelectuais, morais e espirituais.

A Terra é um mundo de escolaridade em que as dezassete primeiras classes da série de trinta e três promovem a sua evolução, partindo da primeira e chegando à décima sétima, em períodos que variam muito, de espírito para espírito, mas que se elevam, sempre, a milhares e milhares de anos.

Para a ascensão de uma classe a outra imediatamente superior, não existem privilégios nem protecções. O princípio de justiça funda-se na lei da igualdade. Todos têm de enfrentar idênticas dificuldades e chegar ao triunfo pelo próprio esforço.

O mau aproveitamento de uma encarnação resulta, inabalavelmente, na necessidade de a repetir, tendo o espírito de passar pelas mesmas atribulações até conseguir dominar os vícios e as fraquezas e recuperar o tempo que perdeu.

No mundo que lhe é próprio o espírito tem conhecimento do que se passa nos mundos das classes inferiores à sua, mas ignora o que ocorre nas superiores.

Constatando, porém, as enormes vantagens da ascensão a classes mais elevadas, vive sob o incontido desejo de passar para a frente, a fim de alcançar novos conhecimentos e conquistar mais amplos atributos espirituais.

No mundo correspondente à sua classe, o espírito traça os planos para a nova encarnação que deseja, ardentemente, aproveitar ao máximo. A sua maior esperança é não perder tempo na Terra, não fracassar, não tornar inútil o sacrifício de encarnar.

Os espíritos das classes inferiores, especialmente os da primeira, encarnam sob a orientação de outros mais evoluídos. Esses espíritos são como as crianças que precisam de quem as acompanhe ao Jardim-de-infância.

Nos mundos de escolaridade, as emoções fazem parte da vida quotidiana. Essas emoções são experimentadas, indistintamente, por todos os seus habitantes. Quando o homem se torna superior às sensações da pobreza e da fortuna que completam o quadro das referidas emoções, aí sim, o sentido da vida espiritual começa nele a despertar.

À medida que evolui, o espírito vai-se tornando conhecedor das coisas do Espaço. Se na Terra tanto há que aprender, muito mais, ainda, no Universo. A este, oferece campo o Espaço. O Universo, porém, representa a evolução em marcha.

Prendem-se umas às outras — como elos de uma só corrente — estas três expressões: Espaço, Universo e Evolução. Pesquisar o Espaço, por isso, é estudar o Universo e reconhecer a Evolução.

Há um dever que a todos atinge por igual: Trabalhar para evoluir. Cada qual precisa ocupar o seu lugar e esforçar-se por dar conta das suas atribuições, certo de que tem no Espaço uma posição definida e insubstituível.

Milhões de espíritos encarnados no planeta sentem-se apreensivos por falta de uma bússola norteadora.

Se a que Jesus trouxe, há cerca de vinte séculos, não tivesse sido parcialmente dissipada pela ganância especuladora, muitos e muitos milhões de seres ainda encarnados teriam, há muito, concluído o curso na Terra, e estariam a exercer as suas actividades noutras regiões do Espaço. Tempo perdido não se recupera. É como as águas passadas que não movem moinhos. Ao Racionalismo Cristão cabe uma grande e sublime missão, ainda que bem árdua e por muitos não compreendida: restabelecer a Verdade e reimplantar os magníficos ensinamentos de Jesus na Terra.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:06
Link | Comentar | favorito
Sábado, 8 de Agosto de 2009

7º Chakra – Coronário ou Sahasrara

Este chakra localiza-se no topo da cabeça, na zona da moleirinha. Em sânscrito denomina-se de Sahasrara. É representado pela flor de lótus com 960 pétalas. A cor associada a este é o violeta. Este chakra está directa e intimamente ligado com a glândula pineal. Este estabelece a ligação directa de cada um de nós com o nosso Eu espiritual, nos diversos planos e mundos. Como muitas vezes somos o que pensamos, este chakra fixa a nossa responsabilidade relativamente às criações que efectuamos no plano mental preparando-nos assim para as consequências dessas acções, quer sejam mais ou menos positivas. Não está associado a nenhum elemento, mas ao mundo invisível.

Este chakra, ao contrário dos outros (excepto o primeiro) comunica para cima em forma de funil. Bloqueios neste chakra podem indicar problemas do foro da auto-estima e emocionais.

Este chakra coloca cada um de nós em contacto com a energia divina e cósmica que se encontra abundantemente espalhada por todo o universo. A depressão é sinal de uma desarmonia neste chakra. Este é de vital importância pois é a morada do nosso Ser espiritual. Pessoas com perturbações emocionais, deprimentes e tentam por todos os meios atrair atenção à sua pessoa indicam um bloqueio neste chakra que será tratado apenas por Reikianos nível 3A ou Mestres.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 08:08
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

Onde Existimos…

A Humanidade não se limita à Terra; habita inúmeros mundos que no Espaço circulam; já habitou os desaparecidos, e habitará os que se formarem. Tendo-a criado de toda a eternidade, Deus jamais cessa de criá-la. Muito antes que a Terra existisse e por mais remota que a suponhamos, outros mundos havia, nos quais Espíritos encarnados percorreram as mesmas fases que ora percorrem os de mais recente formação, atingindo seu fim antes mesmo que houvéramos saído das mãos do Criador.

De toda a eternidade tem havido, pois, puros Espíritos ou anjos; mas, como a sua existência humana se passou num infinito passado, eis que os supomos como se tivessem sido sempre anjos de todos os tempos.

Realiza-se assim a grande lei de unidade da Criação; Deus nunca esteve inactivo e sempre teve puros Espíritos, experimentados e esclarecidos, para transmissão de suas ordens e direcção do Universo, desde o governo dos mundos até os mais ínfimos detalhes. Tão pouco teve Deus necessidade de criar seres privilegiados, isentos de obrigações; todos, antigos e novos, adquiriram suas posições na luta e por mérito próprio; todos, enfim, são filhos de suas obras.

E, desse modo, completa-se com igualdade a soberana justiça do Criador.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:08
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Março de 2009

Diferentes estados da Alma na Erraticidade

Não se turbe o vosso coração. - Credes em Deus, crede também em mim. Há muitas moradas na casa de meu Pai; se assim não fosse, já eu vo-lo teria dito, pois me vou para vos preparar o lugar. - Depois que me tenha ido e que vos houver preparado o lugar, voltarei e vos retirarei para mim, a fim de que onde eu estiver, também vós aí estejais.

( S. JOÃO, cap. XIV, vv. 1 a 3.)

A casa do Pai é o Universo. As diferentes moradas são os mundos que circulam no espaço infinito e oferecem, aos Espíritos que neles encarnam, moradas correspondentes ao adiantamento dos mesmos Espíritos.

Independente da diversidade dos mundos, essas palavras de Jesus também podem referir-se ao estado venturoso ou desgraçado do Espírito na erraticidade. Conforme se ache este mais ou menos depurado e desprendido dos laços materiais, variarão ao infinito o meio em que ele se encontre, o aspecto das coisas, as sensações que experimente, as percepções que tenha. Enquanto uns não se podem afastar da esfera onde viveram, outros se elevam e percorrem o espaço e os mundos; enquanto alguns Espíritos culpados erram nas trevas, os bem-aventurados gozam de resplendente claridade e do espectáculo sublime do Infinito; finalmente, enquanto o mau, atormentado de remorsos e pesares, muitas vezes insulado, sem consolação, separado dos que constituíam objecto de suas afeições, pena sob o guante dos sofrimentos morais, o justo, em convívio com aqueles a quem ama, frui as delícias de uma felicidade indizível. Também nisso, portanto, há muitas moradas, embora não circunscritas, nem localizadas.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

 

Publicado por Viktor às 02:04
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

Corpo e Perispírito

O perispírito é o nosso corpo espiritual (tem uma constituição semi-material e é a “veste” do espírito) que sobrevive após o desencarne e cujas suas principais funções são: organização biológica, sede da memória, intermediário entre o corpo físico e o espírito e actua nas comunicações mediúnicas.

Abordando o terceiro aspecto (intermediário entre o corpo físico e o espírito), pois é exactamente aí que actuam os centros de força.

Os Centros de Força, também conhecidos pelo termo oriental Chacras, são pontos de conexão entre o corpo físico e o perispírito pelos quais as forças espirituais e cósmicas fluem.

André Luiz diz que o perispírito é um complexo que movimenta energias; as forças espirituais e cósmicas penetram nos Centros de Força, passam para os plexos(chakras) e transitam para todo o organismo.

Os Centros de Força são pontos de conexão entre o corpo físico e o perispírito e estão ligados intimamente ao funcionamento e equilíbrio do corpo físico.

Os Centros de Força são também chamados de “Chacras”, palavra de idioma Sânscrito que significa “circulo de energia”.

Cada um destes pontos corresponde ao seu Chacra que é considerado como um centro de consciência que está voltado para aspectos muito específicos do comportamento e do desenvolvimento humano.

A cada Centro de Força corresponde tonalidade vibratória ¾ luz, calor, cor, som, etc.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:20
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

Pós parto, as dificuldades da Criança…

O processo do lento despertar para o mundo físico continua após o nascimento. O bebé dorme frequentemente durante esse tempo; a alma enche o seu corpo da energia mais elevada. Deixa os corpos físico e etéreo desimpedindo-os e permite que eles se ocupem com o trabalho da construção do corpo.

Nas primeiras fases da vida, à criança incumbe acostumar-se às limitações da sensação física e ao mundo tridimensional. Há muitos recém-nascidos que lutam neste processo. Tendo ainda alguma percepção do mundo espiritual, forçam por se descartar dos parceiros espirituais e das figuras dos pais e por transferir as afeições para os novos pais. Os recém-nascidos que vejo possuem o chakra da coroa bem aberto). Lutam por caber, espremendo-se, nas limitações de um corpinho de bebé. Travam uma luta enorme para abrir o chakra da raiz inferior e estabelecer conexão com a terra.

Exemplo disso foi o caso de um menino nascido um mês depois do que se esperava. Após um nascimento muito rápido, foi incomodado por um estado febril. Os médicos realizaram uma sangria espinhal para verificar se não se tratava de cefalite. Administrou-se a sangria espinhal na região do chakra sacro. A criança lutava para desfazer-se de dois companheiros de brincadeiras e de uma mulher espiritual que tão pouco o queria soltar. Na luta, ele abria-se e estabelecia conexão com a terra todas as vezes que o seu guia estava presente. Em seguida, perdia o contacto com o guia, avistava os companheiros e a mulher, e lutava vigorosamente entre os dois mundos. Nessas ocasiões, sentia maior afinidade com a mulher espiritual do que com a própria mãe física. Na luta para não encarnar, deitava energia fora pelo chakra sacro e para a direita, a fim de evitar o crescimento de raízes directamente através do chakra básico (primeiro chakra). Conseguia fazê-lo, em parte, à conta do buraco áurico deixado pela sangria espinhal. Depois de um momento de luta, voltava a estabelecer conexão com o guia e se acalmava, abria a raiz e recomeçava o processo de entrada.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:05
Link | Comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

Quem se Cura?

O curador precisa de se lembrar que é para a cura da alma que ele trabalha. É importante para o curador compreender a morte dessa maneira e tratar a pessoa inteira, e não apenas nesta sua encarnação. O curador não deve desistir de curar alguém só porque esse pode estar morrendo fisicamente.

Importa ter em mente duas coisas quando tentamos compreender com precisão o que estamos a fazer como curadores. Uma delas é que existe um significado profundo na experiência que tem cada pessoa da própria doença, e a outra é que a morte não implica fracasso, mas, provavelmente, em cura. Recordando isto o curador precisa viver em dois mundos, o espiritual e o físico. Somente estando centrado dentro de si mesmo ele pode passar pelas experiências de testemunhar continuamente a dor profunda, tão disseminada na humanidade. Interroguei o Emmanuel a esse respeito fazendo-lhe esta pergunta: “Se nós criamos a nossa doença, o facto de procurarmos um curador não é um modo de nos distrair-mos do trabalho sobre nós mesmos, do trabalho sobre a origem da mesma?

Disse Emmanuel: “Isso tudo depende da razão por que procura o curador, e do curador que você procura. Eis aí uma excelente pergunta, aliás, que me tenho feito a mim mesmo muitas vezes. Qual é a responsabilidade e, portanto, o que há para ser dado e o que há para ser recebido, e se se imagina alguma coisa, deve dizer-se? As perguntas nunca se acabam e, todavia, existe uma realidade fundamental, que deve proporcionar-lhe conforto. No momento da compreensão de que talvez exista outra maneira de curar, abre-se uma porta, a consciência ultrapassa os cuidados médicos acessíveis fisicamente manifestados. Note que não estou, de maneira alguma a desacreditar a profissão médica. Os médicos fazem um trabalho excelente; alguns são muito bem guiados e seriam até capazes de admiti-lo em sigilo entre quatro paredes. Outros existem que, seja na profissão médica, seja noutra forma qualquer de sobrevivência, não se dão conta disso e, a esta altura, não estão em condições de dar-se conta de nada.

“Isso não quer dizer que eles são mesquinhos, cruéis, perversos ou maus; quer dizer simplesmente que ainda não chegaram à área do conhecimento. Compete a você dispor-se a abençoá-los e seguir o seu caminho até encontrar alguém mais compatível com a sua consciência, e todos vocês sabem como fazê-lo. Quando ouvirem o chamamento para entrar na área da cura espiritual (reparem que não me refiro à cura psíquica; refiro-me à cura espiritual), ocorre a percepção do espírito, e vocês serão recebidos com prazer pelo curador e pelos espíritos que ali estão para trabalhar com aquele curador.

“Ora, muitas vezes, a cura que se espera não acontece. Muitas vezes acontece, talvez, a identificação e o alívio do mal-estar, mas nenhum milagre. Pois é, o que significa isso? Significa que esse é o ponto mais distante a que sua consciência poderá chegar a essa altura. Significa que há mais alguma coisa para aprender; que há mais alguma coisa para conhecer. Pois cada corpo físico é uma sala de aulas, e cada moléstia uma lição. Não num sentido punitivo, pois você redigiu o seu próprio texto; você escolheu o seu próprio corpo, que carrega consigo todas as fraquezas genéticas, porque sua avó ou seu avô tinham qualquer coisa.

“Lembre-se, porém, de que você também os escolheu. Assim sendo, precisa confiar no seu corpo, não só na doença, mas principalmente na doença, pois o que é que ele lhe está a dizer? Existem muitas maneiras de o ouvir, e um curador espiritual qualificado pode ser muito eficaz nesse ponto, ajudando-o a ouvir o que o corpo lhe diz. Você, por certo, é o único que pode compreendê-lo, já que o seu corpo foi formado na sua linguagem, e é a você, directamente, que ele fala.

“Mas um curador espiritual pode alterar essa consciência, conduzindo-a de novo à unicidade e pode alinhá-lo com a verdade. Se você é capaz de sustentar essa verdade ou se é capaz de curar um corpo enfermo, isso depende, no momento, de tantos factores que eu não poderia enumerá-los agora. Mas vocês são perfeitamente capazes de fazê-lo.

“Se acontecer, finalmente, o que em termos humanos é um fracasso — se alguém, que Deus não o permita, vier a morrer — vocês devem ver nisso um acontecimento abençoado. A alma completou a sua tarefa, e há um grande e alegre comité de recepção à sua espera para a saudar na realidade primária. Afinal de contas, o seu ser físico não se destinava a ser eterno. Você não está aqui para permanecer nessas roupas por todo o sempre. Espero que isso lhe agrade. Por conseguinte, não existem fracassos na cura espiritual; existem etapas. Nunca receie colocar a mão sobre outra pessoa com amor e compaixão. Nunca hesite em rezar por alguém. Não exija resultados, pois não há maneira de saber, com certeza, o que determinada alma requer. Compreendo que isso exige, ou parece exigir, uma dose incrível de fé. Exige, sim.”

À medida que o corpo e a mente são mais e mais purificados pelos processos de transformação mencionados, aumenta a quantidade de força que flúi através do curador, como também aumenta o alcance das vibrações. Quanto mais elevada a força, tanto mais eficaz a cura e tanto mais sensível o curador.

Para passar por esses testes, necessitamos de ser meticulosamente sinceros com o Eu. É nas pequenas auto-ilusões, em que tendemos a não olhar para as intenções ou acções do nosso próprio Eu inferior, que traímos a nossa integridade e diminuímos a nossa força, que vem de dentro. Cada teste relaciona-se com as questões de que tratamos na vida, no momento presente, sejam elas quais forem; elaboramos bem os nossos testes, de modo que, depois de aprendermos, não há problemas a respeito da formatura.

Mãos de Luz

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:25
Link | Comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008

AS VIDAS SUCESSIVAS

Como já neste blog tinha sido dito o homem deve antes de tudo aprender a se conhecer a fim de clarear seu porvir. Para caminhar com passo firme, precisa saber para onde vai. É conformando seus actos com as leis superiores que o homem trabalhará eficazmente para a própria melhoria e do meio social. O importante é discernir essas leis, determinar os deveres que elas nos impõem, prever as consequências de suas acções. O dia em que estiver compenetrado da grandeza de sua função, o ser humano poderá melhor se desapegar daquilo que o diminui e rebaixa; poder-se-á governar com sabedoria, preparar os seus esforços na união fecunda dos homens numa grande família de irmãos.

Mas estamos longe desse estado de coisas. Ainda que a humanidade avance na via do progresso, pode-se dizer, entretanto, que a imensa maioria dos seus membros caminha pela via comum, no meio da noite escura, ignorante de si mesma, nada compreendendo do propósito real da existência.

Espessas trevas obscurecem a razão humana. As radiações da verdade chegam empalidecidas, enfraquecidas, impotentes para aclarar as rotas sinuosas trilhadas pelas inumeráveis legiões em marcha e para fazer resplender aos seus olhos o objectivo ideal e longínquo.

Ignorando os seus destinos, flutuando sem cessar entre o preconceito e o erro, o homem maldiz, por vezes, a vida. Curvando-se sob seu fardo, lança sobre seus semelhantes a culpa das provas que suporta e que, muito frequentemente, são geradas pela sua imprevidência. Revoltado contra Deus, a quem acusa de injustiça, chega mesmo, algumas vezes, na sua loucura e desespero, a desertar do combate salutar, da luta que, por si só, poderia fortificar sua alma, esclarecer o seu julgamento, prepará-lo para os trabalhos de uma ordem mais elevada.

Por que é assim? Porque o homem desce fraco e desarmado na grande arena onde trava sem trégua e descanso, a eterna e gigantesca batalha? É porque este globo, a Terra, está em um degrau inferior na escala dos mundos. Aqui residem em sua maior parte espíritos infantis, isto é, almas nascidas há pouco tempo para a razão. A matéria reina soberana em nosso mundo. Nos curva sob seu jugo, limita as nossas faculdades, estanca os nossos impulsos para o bem e as nossas aspirações ao ideal.

Além disso, para discernir o porquê da vida, para entrever a lei suprema que rege as almas e os mundos, é preciso saber-se libertar dessas pesadas influências, desapegar-se das preocupações de ordem material, de todas essas coisas passageiras e cambiantes que encobrem o nosso espírito e que obscurecem os nossos julgamentos. É nos elevando pelo pensamento acima dos horizontes da vida, fazendo abstracção do tempo e do lugar, pairando, de alguma forma, acima dos detalhes da existência, que perceberemos a verdade.

Por um esforço de vontade, abandonemos um instante a Terra e gravitemos nessas alturas imponentes. De cima se desenrolará para nós o imenso panorama das idades sem conta, e dos espaços sem limites. Da mesma forma que o soldado, perdido no conflito, não vê senão confusão em torno dele, enquanto o general, cujo olhar abraça todas as peripécias da batalha, calcula e prevê os resultados; da mesma forma que o viajante, perdido nas sinuosidades do terreno pode, escalando a montanha, vê-as fundirem-se num plano grandioso; assim a alma humana, da altura onde plana, longe dos ruídos da terra e longe dos baixios obscuros, descobre a harmonia universal. Aquilo que, aqui em baixo, lhe parece contraditório, inexplicável e injusto, quando visto do alto, se reata, se aclara; as sinuosidades do caminho se endireitam; tudo se une, se encadeia; ao espírito, fascinado, aparece a ordem majestosa que regula o curso das existências e a marcha do universo.

Dessas alturas iluminadas, a vida não é mais, para os nossos olhos, como é para os da multidão - uma vã perseguição de satisfações efémeras - mas antes um meio de aperfeiçoamento intelectual, de elevação moral, uma escola onde se aprende a doçura, a paciência e o dever. E essa vida, para ser eficaz, não pode ser isolada. Fora dos seus limites, antes do nascimento e após a morte, vemos, numa espécie de penumbra, desenrolar-se inúmeras existências através das quais, ao preço do trabalho e do sofrimento, conquistamos, peça por peça, retalho por retalho, o pouco de saber e de qualidades que possuímos; por elas igualmente conquistaremos o que nos falta: uma razão perfeita, uma ciência sem lacunas, um amor infinito por tudo que vive.

A imortalidade assemelha-se a uma cadeia sem fim e se desenrola para cada um de nós na imensidade dos tempos. Cada existência é um elo que se religa, na frente e atrás, a elos distintos, a vidas diferentes, mas solidárias entre si. O presente é a consequência do passado e a preparação do futuro. De degrau em degrau, o ser se eleva e cresce. Artesã de seu próprio destino, a alma humana, livre e responsável, escolhe seu caminho e, se este caminho é mau, as quedas que advirão, as pedras e os espinhos que a dilacerarão, terão o efeito de desenvolver sua experiência e esclarecer a sua razão nascente.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:08
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 7 de Agosto de 2008

Chakras, Formação do Corpo Astral e Evolução

Os chakras são responsáveis pela formação do corpo espiritual. É o que ensina André Luiz ao dizer que "vibrando em sintonia uns com os outros, ao influxo do poder directriz da mente, estabelecem, para nosso uso, um veículo de células eléctricas, que podemos definir como sendo um campo electromagnético, no qual o pensamento vibra em circuito fechado." (Entre a Terra e o Céu, p. 126).

Esta também é a opinião emitida por Coquet: "... Os centros são as causas primárias na formação e na construção do templo do homem ou, em outros termos, do mecanismo da alma. É, pois, normal constatar as dificuldades que têm as glândulas endócrinas de se adaptarem aos ritmos que lhes impõe a consciência objectiva em curso da evolução e particularmente neste século rico de novidades.

“Mas isto faz parte do plano de evolução e cada um deve estar consciente disso. À medida que a natureza emocional se desenvolve e o intelecto torna-se mais activo, os centros correspondentes tornam-se igualmente mais activos e pode-se observar a emergência de determinadas perturbações. Tomemos o exemplo do centro laríngeo que, em se desenvolvendo, arrasta consigo uma crescente actividade do intelecto e determina assim uma grande complexidade do pensamento: nós veremos a aparição de perturbações de ordem psicológica. Cada centro determina, pois, um número bem preciso de perturbações inerentes à qualidade de sua energia respectiva" (op. cit., p.85).

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Muito Amor Incondicional...
Publicado por Viktor às 09:03
Link | Comentar | favorito
Domingo, 6 de Janeiro de 2008

Mantra: HON SHA ZE SHO NEN

Esse é o terceiro símbolo do grupo usado no Nível II de REIKI. Dirige a ENERGIA para o Consciente, para o Corpo Mental. É a chave para o envio do REIKI a distancia no espaço e no tempo. A outro bairro, a outra cidade, pais, ao passado ou ao futuro. Esse símbolo acaba com qualquer barreira entre quem envia o REIKI e o receptor, pois ele faz com que, dirigidos pela intenção, os campos auricos se interajam independente de qualquer obstáculo. Pode ser usado para transpor o tempo, para intervir nas ondas quânticas, traz o continuum de tempo, e aí são rompidas as ligações de passado, presente e futuro. Esse símbolo é a chave para o envio da cura a distancia, para a ligação com outros seres, mundos e níveis de percepção.
Estado de Espiríto: Bem
Música: Yani
Publicado por Viktor às 01:46
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007

EVOLUÇÃO EM DOIS MUNDOS

Fluído cósmico
 PLASMA DIVINOO fluído cósmico ê o plasma divi­no, poder do Criador ou força nervosa do Todo-Sábio.

Nesse elemento primordial, vibram e vivem constelações e sóis, mundos e seres, como peixes no oceano.

CO-CRIAÇÃO EM PLANO MAIORNessa substân­cia original, ao influxo do próprio Senhor Supremo, operam as Inteligências Divinas a Ele agregadas, em processo de comu­nhão indiscutível, os grandes Devas da teologia hindu ou os Arcanjos da interpretação de variados templos religiosos, ex­traindo desse hálito espiritual os celeiros da energia com que constroem os sistemas da Imensidade, em serviço de Co-criação em plano maior, de conformidade com os desígnios do Todo-Mi­sericordioso, que faz deles agentes orientadores da Criação Ex­celsa.

Essas Inteligências Gloriosas tomam o plasma divino e convertem-no em habitações cósmicas, de múltiplas expressões, radiantes ou obscuras, gaseificadas ou sólidas, obedecendo a leis predeterminadas, quais moradias que perduram por milé­nios e milénios, mas que se desgastam e se transformam, por fim, de vez que o Espírito Criado pode formar ou co-criar, mas só Deus é o Criador de Toda a Eternidade.

IMPÉRIOS ESTELARESDevido à actuação desses Arquitectos Maiores, surgem nas galáxias as organizações estela­res como vastos continentes do Universo em evolução e as nebulosas intragalácticas como imensos domínios do Universo, en­cerrando a evolução em estado potencial, todas gravitando ao redor de pontos atractivos, com admirável uniformidade coordenadora.

É aí, no seio dessas formações assombrosas, que se estruturam, inter-relacionados, a matéria, o espaço e o tempo, a se re­novarem constantes, oferecendo campos gigantescos ao pro­gresso do Espírito.

Cada galáxia quanto cada constelação guardam no cerne a força centrífuga própria, controlando a força gravítica, com de­terminado teor energético, apropriado a certos fins.

A Engenharia Celeste equilibra rotação e massa, harmoni­zando energia e movimento, e mantêm-se, desse modo, na vas­tidão sideral, magnificentes florestas de estrelas, cada qual transportando consigo os planetas constituídos e em formação, que se lhes vinculam magneticamente ao fulcro central, como os electrões se conjugam ao núcleo atómico, em trajectos perfeita­mente ordenados na órbita que se lhes assinala de início.

NOSSA GALÁXIAPara idealizarmos, de algum modo, a grandeza inconcebível da Criação, comparemos a nossa galáxia a grande cidade, perdida entre incontáveis grandes cidades de um país cuja extensão não conseguimos prever.

Tomando o Sol e os mundos nossos vizinhos como apar­tamentos de nosso edifício, reconheceremos que em redor reponham outros edifícios em todas as direcções.

Assestando instrumentos de longo alcance da nossa sala de estudo, perceberemos que nossa casa não é a mais humilde, mas que inúmeras outras lhe superam as expressões de magnitu­de e beleza.

Aprendemos que, além de nossa edificação, salientam-se palácios e arranha-céus como Betelgeuze, no distrito de Órion, Canópus, na região do Navio, Arctúrus, no conjunto do Boieiro, Antares, no centro do Escorpião, e outras muitas residências se­nhoriais, imponentes e belas, exibindo uma glória perante a qual todos os nossos valores se apagariam.

Por processos ópticos, verificamos que a nossa cidade apresenta em forma de espiral e que a onda de rádio, avançan­do com a velocidade da luz, gasta mil séculos terrenos para per­correr-lhe o diâmetro. Nela supreenderemos milhões de lares, nas mais diversas dimensões e feitios, instituídos de há muito, recém-organizados, envelhecidos ou em vias de instalação, nos quais a vida e a experiência emergem vitoriosas.

FORÇAS ATÓMICASToda essa riqueza de plasma­gem, nas linhas da Criação, ergue-se à base de corpúsculos sob irradiações da mente, corpúsculos e irradiações que, no estado atual dos nossos conhecimentos, embora estejamos fora do pla­no físico, não podemos definir em sua multiplicidade e configu­ração, porquanto a morte apenas dilata as nossas concepções e nos aclara a introspecção, iluminando-nos o senso moral, sem resolver, de maneira absoluta, os problemas que o Universo nos propõe a cada passo, com os seus espectáculos de grandeza.

Sob a orientação das Inteligências Superiores, congre­gam-se os átomos em colmeias imensas, e, sob a pressão, espiri­tualmente dirigida, de ondas electromagnéticas, são controladamente reduzidas as áreas espaciais intra-atómicas, sem perda de movimento, para que se transformem na massa nuclear adensa­da, de que se esculpem os planetas, em cujo seio as mônadas ce­lestes encontrarão adequado berço ao desenvolvimento.

Semelhantes mundos servem à finalidade a que se desti­nam, por longas eras consagradas à evolução do Espírito, até que, pela sobre-pressão sistemática, sofram o colapso atómico pelo qual se transmutam em astros cadaverizados. Essas esferas mortas, contudo, volvem a novas directrizes dos Agentes Divi­nos, que dispõem sobre a desintegração dos materiais de superfície, dando ensejo a que os elementos comprimidos se libertem através de explosão ordenada, surgindo novo acervo corpuscu­lar para a reconstrução das moradias celestes, nas quais a obra de Deus se estende e perpetua, em sua glória criativa.

        LUZ E CALOROs mundos ou campos de desenvolvi­mento da alma, com as suas diversas faixas de matéria em va­riada expressão vibratória, ao influxo ainda dos Tutores Espiri­tuais, são acalentados por irradiações luminosas e caloríficas, sem nos referirmos às forças de outra espécie que são arrojadas do Espaço Cósmico sobre a Terra e o homem, garantindo-lhes a estabilidade e a existéncia.

        Temos, assim, a luz e o calor, que teoricamente classifica­mos entre as irradiações nascidas dos átomos supridos de ener­gia. São estes que, excitados na Íntima estrutura, despedem as ondas electromagnéticas.

        Todavia, não obstante tocarmos com relativa segurança as realidades da matéria, definindo a natureza corpuscular do calor e da luz, e embora saibamos que outras oscilações electro­magnéticas se associam, insuspeitadas por nós, na vastidão uni­versal, aquém do infravermelho e além do ultravioleta, comple­tamente fora da zona de nossas percepções, confessamos com humildade que não sabemos ainda, principalmente no que se re­fere à elaboração da luz, qual seja a força que provoca a agita­ção inteligente dos átomos, compelindo-os a produzir irradiações capazes de lançar ondas no Universo com a velocidade de 300.000 quilómetros por segundo, preferindo reconhecer, em toda a parte, com a obrigação de estudarmos e progredirmos sempre, o hálito divino do Criador.

        CO-CRIAÇÃO EM PLANO MENOREm análogo alicerce, as Inteligências humanas que ombreiam conosco utili­zam o mesmo fluído cósmico, em permanente circulação no Universo, para a Co-criação em plano menor, assimilando os corpúsculos da matéria com a energia espiritual que lhes é pró­pria, formando assim o veículo fisiopsicossomático em que se exprimem ou cunhando as civilizações que abrangem no mundo a humanidade Encarnada e a Humanidade Desencarnada. Den­tro das mesmas bases, plasmam também os lugares entenebreci­dos pela purgação infernal, gerados pelas mentes desequilibra­das ou criminosas nos círculos inferiores e abismais, e que va­lem por aglutinações de duração breve, no microcosmo em que estagiam, sob o mesmo princípio de comando mental com que as Inteligências Maiores modelam as edificações macrocósmi­cas, que desafiam a passagem dos milênios.

        Cabe-nos assinalar, desse modo, que, na essência, toda a matéria é energia tornada visível e que toda a energia, origina­riamente, é força divina de que nos apropriamos para interpor os nossos propósitos aos propósitos da Criação, cujas leis nos conservam e prestigiam o bem praticado, constrangendo-nos a transformar o mal de nossa autoria no bem que devemos reali­zar, porque o Bem de Todos é o seu Eterno Princípio.

Compete-nos, pois, anotar que o fluído cósmico ou plas­ma divino é a força em que todos vivemos, nos ângulos varia­dos da Natureza, motivo pelo qual já se afirmou, e com toda a razão, que “em Deus nos movemos e existimos”. (2)

 Uberaba, 15/1/58.
 

(2) Paulo de Tarso, em Atos, capítulo 17º, versículo 28. — (Nota do Autor espiritual)

Publicado por Viktor às 16:18
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Como Viver a Vida

. Portas Dimensionais

. Mensagem de Metatron

. Projecto REIsocialKI

. Mundos de Escolaridade

. 7º Chakra – Coronário ou ...

. Onde Existimos…

. Diferentes estados da Alm...

. Corpo e Perispírito

. Pós parto, as dificuldade...

. Quem se Cura?

. AS VIDAS SUCESSIVAS

. Chakras, Formação do Corp...

. Mantra: HON SHA ZE SHO NE...

. EVOLUÇÃO EM DOIS MUNDOS

. VOCÊ ESCOLHE A SUA VIDA.....

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007