.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Terça-feira, 30 de Abril de 2013

A natureza da Alma

Mensagem de Owen Waters.

28 de Abril de 2013.

     Sua alma é o seu ser interior imortal. Ela existia antes do início do tempo e sempre irá existir, até quando você se fundir novamente em seu derradeiro lar espiritual como um aspecto consciente do Ser Infinito.

     Dos 12 níveis ou camadas de dimensões da existência, nós, neste reino físico, estamos na 3ª dimensão. A alma está na 5ª dimensão e o Ser Infinito está além da 12ª. Sua alma é a sua presença espiritual individualizada, operando na 5ª dimensão e ela mantém a comunicação com as almas de todos com quem você interage na vida cotidiana.

     O mundo da alma da 5ª dimensão é não físico. O nosso mundo físico e denso está na 3ª dimensão, embora a 4ª dimensão – o mundo da vida após a morte ou mundo espiritual – seja quase física. O termo quase físico significa que o mundo espiritual é sólido aos seus residentes, ainda que eles sejam etéricos ou como fantasmas, quando comparado as nossas estruturas físicas e densas. Os espíritos podem esbarrar uns nos outros nos reinos espirituais, porque eles são sólidos em relação ao outro.

     A vida no mundo espiritual é como a vida em nosso mundo físico e denso, exceto que há determinadas liberdades que existem pelo fato de possuírem um corpo menos denso. A capacidade de levitar é uma destas liberdades e, melhor ainda, os espíritos podem se projetar quase que de forma instantânea em outro local e subitamente aparecerem lá. É necessário apenas o foco mental e eles aparecem no local de destino.

     Você não vê pessoas usando óculos no mundo espiritual, porque o seu sentido da visão funciona como uma percepção direta, em vez de através dos seus olhos, da maneira com que usamos os nossos olhos. Eles podem se concentrar de forma telescópica em um objeto próximo, até a sua estrutura atômica. O seu sentido de audição, também, pode ser focado para assimilar os sons a grandes distâncias.

     Quando nós, no mundo físico, formos capazes de reaplicarmos os princípios por trás da “projeção astral”, nós, também, teremos o transporte instantâneo a outros locais. Então, adeus aos carros, caminhões, trens, aviões e naves espaciais.

     A 5ª dimensão é o início da existência não física, assim a sua alma é uma esfera não física da consciência. Ela tem a liberdade para se deslocar tanto no tempo quanto no espaço, mas ela passa a maior parte do seu tempo suprindo as necessidades de seu ser físico, encarnado.

     Na 5ª dimensão, quando a nossa alma encontra o outro, eles se reconhecem, não a partir de qualquer aparência física, mas a partir de sua assinatura vibracional única. Cada alma emite um tom de assinatura único, que é uma forma de energia mental que é percebida como um som sutil.

     Sua alma é o arquivista e o catalogador de todas as suas experiências enquanto você adiciona a sua contribuição à vasta gama de experiências humanas na Terra. A maior parte da consciência de sua alma vive aqui na 3ª dimensão com vocês, atendendo a todos as suas necessidades espirituais. Como o seu ser interior, a sua alma o conhece melhor do que a qualquer outra pessoa no mundo, e está disponível para consultas 24 horas por dia, nos 7 dias da semana. O fator limitante é quanto a sua mente física irá permitir e aceitar os pensamentos intuitivos, originados da alma.

     A fim de viver uma vida inspirada pela sabedoria interior, intuitiva, você precisa apenas tomar uma decisão de fazer exatamente isto. Abra a sua consciência aos sussurros de sua natureza intuitiva. Pratique seguir os seus palpites mais íntimos. Anote-os de modo que possa olhar novamente mais tarde e ver o quanto eles se tornaram precisos.

     Acima de tudo, não se intimide se os seus palpites parecerem inexatos durante as suas primeiras tentativas. Isto acontece desta forma para a maioria das pessoas. Apenas continue praticando e muito em breve os seus palpites começarão a se transformar em um recurso tão valioso que você irá se perguntar o que fez sem eles.

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Fonte: http://planetaazul.ning.com/profiles/blogs/a-natureza-da-alma

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:15
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009

O Reiki e os Idosos

Os lares nos dias de hoje são instituições que não “conseguem absorver” a totalidade de idosos, ficando aquém das necessidades globais da população portuguesa, cada vez mais envelhecida. Mesmo aqueles que, cujas suas possibilidades económicas permitem colocar os familiares nessas instituições, provocam neles um certo sentimento de revolta, abandono, injustiça, angustia e mágoa que se traduz numa profunda solidão, pois grande número deles a última vez que viram os seus familiares foi no dia em que entraram para o lar.

Há ainda os casos em que os mesmos sofrem de maus-tratos em algumas instituições tal como por vezes sabemos por conversas com amigos ou até mesmo pela comunicação social. As pessoas que residem nesses locais, tantas vezes mal compreendidas pelos outros (funcionários e idosos), são seres vivos como cada um de nós e como tal, merecem todo o nosso apoio, respeito e carinho porque afinal de contas foram essas pessoas que nos permitiram vir ao mundo, nos deram a nossa primeira guarida, nos ensinaram e fizeram de nós homens e mulheres de hoje. Todo o ser vivo na terra, independentemente da cor, língua ou credo, tem direito à vida. Definir estas pessoas como um “fardo” na sociedade não se coaduna minimamente com os princípios e fundamentos do Reiki, que respeitam todos os seres vivos e como filosofia de vida pretende que todos coabitem em harmonia com o seu semelhante e natureza.

Ao longo do tempo tenho vindo a desenvolver alguns trabalhos junto dos idosos. É gratificante quando eles demonstram interesse em ouvir uma palestra de Reiki e mais ainda quando se mostram interessados em receber uma aplicação de Reiki, quer tenha uma duração de 10 minutos (mini aplicação ou focalizada) ou 40 minutos (aplicação completa). Aproveito agora para relatar uma passagem gira que aconteceu comigo. Um dia num Workshop de Reiki que fui fazer a um lar, alguns contratempos fizeram que o mesmo tivesse começado um pouco mais tarde e quando chegou o momento de fazer a demonstração prática, após efectuar quatro mini aplicações de Reiki, uma senhora ia-se levantar. Ao aperceber-me de tal, agarrei o braço direito dela para a auxiliar e ela iniciou um diálogo comigo assim:

Ela: Sr. doutor!

Eu: Diga.

Ela: Pode-me fazer uma benzedura?

Eu: Com certeza, sente-se lá que já vou tratar do seu assunto.

É claro que não sou doutor. É claro que não lhe fiz nenhuma benzedura.  Mas se aquela Senhora pensou que eu benzia as pessoas, coisa muito antiga vinda de tempos medievais onde havia e ainda nos dias de hoje há quem o faça e, assim sendo, deixei-me levar na conversa e fui na onda da senhora.

Aplicar Reiki aos idosos não vai sanar todos os seus males, mas é gratificante para quem recebe e para quem faz, pois no final da aplicação reparar no seu rosto tranquilo e de satisfação preenche-nos com uma enorme alegria interior. Através deste gesto de Amor Incondicional que actua nos níveis físico, emocional, mental e espiritual, pode-se atenuar dores, relaxar o sistema nervoso e muscular, activar o sistema imunitário entre outras coisas mais que, no final se englobam todos no equilíbrio e harmonia geral do Ser (Eu interior).

Reflecte, naqueles que te preservaram a existência ainda frágil, nos panos do berço; nos que te equilibraram os passos primeiros; nos que te afagaram os sonhos da meninice e nos outros que te auxiliaram a pronunciar o nome de Deus.

Já atravessaram um caminho de muitas jornadas, por isso pensa no heroísmo silencioso com que te ensinam a valorizar os tesouros do tempo, nas dificuldades que terão vencido para serem quem são, no suor que lhes alterou as linhas da face e nas lágrimas que lhes alvejaram os cabelos...

E quando, porventura, te mostrem azedume ou desencanto, escuta-lhes a palavra com bondade e paciência... Não estarão, decerto, a ferir-te e sim provavelmente algo murmurando contra dolorosas recordações de ofensas recebidas, que trancam no peito, a fim de não complicarem os dias dos seres que lhes são especialmente queridos!...

Ama e respeita os companheiros idosos! São eles as vigas que te escoram o teto da experiência e as bases de que hoje te levantas para seres quem és...

Auxilia-os, quanto puderes, enquanto é possível para que, no dia da existência humana, venhas igualmente a conhecer o brilho e a sombra que assinalam, no mundo, a hora do entardecer.

Trabalhar com estes maravilhosos seres dá-me uma enorme alegria interior que eleva o meu Ser para níveis de bem-estar elevados. Ter a sensação do dever cumprido e observar aquelas pessoas com rostos de satisfação e a irradiar alegria do seu coração é encantador. Como o Universo é infinitamente bom e generoso, devolvendo sempre aquilo que damos, não se fiquem apenas com os pensamentos de bondade para com os idosos, coloquem em prática esses pensamentos de uma forma humilde e terão a oportunidade de sentir a gratificação pelo acto praticado para com o vosso semelhante.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:49
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

Regressão da Memória

Se regressámos à Terra para esquecer o nosso passado, valorizar o presente e preparar, em nosso benefício um futuro melhor, porque provocar a regressão da memória do que fomos ou fizemos, simplesmente por questões de curiosidade vazia, ou procurar aqueles que foram os nossos companheiros, a fim de regressar aos desequilíbrios que hoje resgatamos?

A nossa própria existência actual nos apresentará as tarefas e provas que, em si, são a recapitulação do nosso passado nas nossas diversas vidas, ou mesmo, somente da nossa última passagem pela Terra fixada no mundo físico, curso de regeneração em que estamos integrados nas chamadas provações de cada dia.

Porquê efectuar a regressão da memória, unicamente para chorar a lembrança dos pretéritos episódios infelizes, ou exibirmos grandeza ilusória em situações que, por simples desejo de leviana retomada de acontecimentos, fomos protagonistas, se já sabemos, especialmente com Allan Kardec, que estamos eliminando gradativamente as nossas imperfeições naturais ou apagando o brilho falso de tantos descaminhos que apenas nos induzirão a erros que não mais desejamos repetir?

Sejamos sinceros e lancemos um olhar para as nossas tendências.

Espírito: EMMANUEL

Médium: Francisco Cândido Xavier

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:04
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. A natureza da Alma

. O Reiki e os Idosos

. Regressão da Memória

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007