.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Quinta-feira, 15 de Maio de 2014

Reflexão: Pobreza...

Caríssimos,

     Regra geral quando se fala de pobreza, a nossa mente pensa logo nos sem-abrigo, pedintes, escravos e outro tipo de pessoas que vivem em condições bastante precárias, aquilo que se diz “abaixo do limiar da pobreza”. Sobre este tema muitas coisas poderia escrever, mas apenas pretendo abordar um ou dois aspectos do mesmo, aqueles que eu penso ser necessário esclarecer e que são muito pouco falados. Na maioria dos casos a pobreza de que se fala está ligada à falta de dinheiro, porque vivemos numa época “dominada” pelo consumismo, as aparências, a ganância, o ego, a vida social para mostrar, a inveja e tantas outras coisas que estão ligadas aos prazeres meramente terrestres.

     Em meu modesto entendimento, a maior das pobrezas é a de espírito. Um pobre de espírito, regra geral é uma pessoa que não respeita o seu semelhante, usando manhas e artimanhas na maioria dos casos em seu estrito benefício pessoal. Este tipo de atitude revela falta de princípios, educação, valores morais, e sobretudo de respeito sobre os outros e isso levanta-nos uma questão. Conhece alguém que não respeite os outros e se respeite a si mesmo? Eu não, pois todo aquele que vive unicamente como ser terrestre vive intensamente o plano material, procurando obter riqueza a qualquer custo, nem que seja desrespeitando e escravizando o seu semelhante, inclusivamente contra pessoas do mesmo sangue (familiares). Estes são sem dúvida seres de baixo nível que utilizam a força ou incutem o medo nos outros, para se sentirem superiores e assim encherem o seu ego. Pobres seres, pois apesar de terem uma vida economicamente estável, espiritualmente são pobres, são definidos como “espíritos inferiores” ou de “baixa densidade” escrito em textos de natureza espiritual.

     A pobreza espiritual não afecta apenas os seres que mencionei anteriormente, mas atinge seres de todas as camadas e estratos sociais, ou seja, afecta todos aqueles que pensam que a vida se resume apenas ao período entre a vida e a morte, aqueles que não acreditam na reencarnação (imortalidade da alma), aqueles que devido às atrocidades da vida guardaram dentro de si sentimentos de vingança (ódio, retaliação, rancor e muitos outros) entre vários outros que se enquadram nesta explicação.

Este tipo de pobreza (espiritual) pode ser passageiro ou definitivo, conforme a escolha que é feita através do livre arbítrio de cada um. Caso se tenha identificado nas palavras anteriormente ditas e pretenda libertar-se dessa “pobreza” deixo-lhe algumas dicas nas quais deverá reflectir um pouco:

  • Permita que a sua mente adquira novos conhecimentos, libertando-se assim de “velhas” querenças e dogmas e de uma certa rigidez mental;
  • Adore o verdadeiro Deus criador do universo e deixe de idolatrar o Deus dinheiro;
  • Organize o seu tempo de forma a poder ter tempo para si mesmo, trabalhando o seu interior.

     Várias outras coisas poderiam aqui ser descritas, mas não me pretendo alongar demasiado no texto porque cada caso é um caso e a melhor coisa é falar directamente com quem necessite de auxílio. Viva o amor, partilhando intensamente com o universo e sejam muito felizes.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 14:22
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Abril de 2012

Reflexão...

 

     Por vezes é complexo viver num mundo onde tudo parece estar desorganizado. Liga-se a televisão e acabamos por “levar” com toda a carga de energia negativa associada aos blocos noticiosos, as primeiras páginas dos jornais expõem maioritariamente notícias de choque (em nada positivas), os governos parecem querer governar desconhecendo as reais carências de quem neles depositou um voto de confiança, as sociedades secretas que tentam a todo o custo dominar os desenvolvimentos da humanidade, enfim, um sem número de situações neste jogo das polaridades que tem como objectivo comum servir de escola da vida, para que a consciência colectiva das populações se desenvolva de forma colectiva universal.

     De que vale a pena andar pelos blogues, redes sociais, cafés, centros espíritas, cabeleireiro entre muitos outros locais, a falar de pobreza, crise, desemprego e tantas outras coisas mais? É inútil e indiferente apenas e só manifestar sentimentos de compaixão, amor, pesar, misericórdia, desgosto, tristeza, mágoa e desagrado, pois isso apenas e só gera naquele momento e local um certo mau estar pois esse tipo de conversa toca emocionalmente as pessoas e faz com que baixe a sua frequência energética vibratória. Escrever textos de apoio e proferir palavras de animo são apenas alimentos para a Alma, mas os mais carenciados e desfavorecidos necessitam de pessoas pró-activas que coloquem em prática (no terreno) todas essas coisas que dizem, partilhando com o seu semelhante um pouco do seu pão, algumas das suas roupas, alguns dos seus agasalhos, enfim, dividindo com o semelhante um pouco daquilo que temos, em prol de uma sociedade mais justa, social, humana e coerente.

     Termino esta reflexão deixando uma palavra de apoio a todos aqueles que, muitas vezes “relegando” as suas famílias para segundo plano, se dedicam à maravilhosa e fantástica causa humanitária de ajuda ao seu semelhante, abdicando da vida na materialidade e de outras tantas coisas, acabando por ter uma vida de quase inteira dedicação à ajuda do ser semelhante. Parabéns a todos os projectos sociais, associações ou iniciativas individuais de ajuda ao próximo.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 20:00
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Março de 2012

Reflexão… pobreza…

 

Caros leitores,

     Neste planeta existem dois tipos de pessoas (homem e mulher) falando de forma simples e global, pois existem inúmeras formas ou maneiras de diferenciar as pessoas, através da raça, da cor, evolução humana, evolução espiritual, além das classes sociais (alta, média, baixa).

     Muitas pessoas dizem nos seus discursos determinadas palavras, tais como solidariedade, amor, compaixão, auxílio, combate entre outras, para apenas comporem tais dissertações. Mas será que estas pessoas sabem qual o significado de tais palavras? Será que as dizem apenas porque socialmente fica bem? Na minha modesta e humilde opinião, mais vale nada dizerem e concentrarem as suas palavras nos discursos políticos, partidários, governativos, ou de outro tipo qualquer. Veja-se por exemplo, no concurso de misses, quando lhe perguntam o que desejam para o mundo, todas acabam por dizer: “paz entre os seres e acabar com a fome no mundo”. Neste caso eu pergunto, depois de se tornarem “famosas” quantas passagens de modelos fazem, angariando fundos ou donativos para essas causas que disseram ser os seus desejos?

     Tanto a pobreza como a fome jamais será vencida apenas e só com as palavras bonitas ditas pelas mais variadas pessoas, pois nunca vi nenhuma pessoa encher a barriga apenas com as palavras de solidariedade. Eles necessitam daquilo que cada um de nós necessita, pois todos somos semelhantes na essência e diferentes na existência e como tal, Eles necessitam de alimentos e roupa para o corpo essencialmente. Contudo porém, a maioria dos Seres humanos continua a manter uma atitude de indiferença para com os mais carenciados e necessitados, manifestando apenas palavras de pesar (palavras que apenas escapam pelos lábios sem provirem do coração) pela situação em que se encontram os mais desfavorecidos. Até aqueles Seres que dizem ser mais espiritualizados muitas vezes dizem: “isso é karma”… enfim, por ventura algum de nós sabe se um dia não se irá encontrar numa situação dessas? Hoje Eles necessitam, quem lhe garante que amanhã não é Você? Porque é que o Ser humano teima em olhar para o seu umbigo querendo sempre mais e mais, vivendo agarrado ao materialismo? Quando chegar a sua hora de partida, cada um leva aquilo que trouxe quando chegou, ou seja, nada.

     A existência desse tipo de pessoas também tem a sua razão de ser, pois Eles têm também a missão de ensinar o que é compaixão, amor e solidariedade a todos aqueles que vivem exclusivamente a pensar em si, no seu bem estar e interesses a todos os níveis.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: R. Comercial
Publicado por Viktor às 17:29
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 30 de Novembro de 2011

Doença...

Caros irmãos,

     Todo o Ser humano vive, no plano terrestre, procurando a sua verdadeira essência, pois todos já se interrogaram nestes termos: “quem sou?”, “de onde venho?”, “para onde vou?”, “o que tenho de fazer aqui?”.

     Sem dúvida que a “estadia” do Ser neste planeta é algo atribulada, repleta de altos e baixos, recheada de emoções mais e menos intensas. Movendo-se por caminhos mais ou menos sinuosos, inúmeros obstáculos surgem nesses trilhos que dificultam as passagens na persecução dos ideais. Além destas contrariedades, outros Seres que julgam deter “direitos” sobre as nossas escolhas, desrespeitando o nosso livre arbítrio, sobrecarregando o nosso já pesado fardo (cruz).

     Como Seres terrestres que agora somos e tal como anteriormente foi referido, imensas coisas exteriores ao nosso Ser afetam-nos de certa forma, mas na verdade tal acontece porque nós permitimos algumas e de outras acabamos por ser os próprios causadores. Esta é infelizmente para muitos seres, uma realidade que não querem enfrentar, mas muito presente. Aquilo que se define por “Doença” é muitas a manifestação da voz do nosso plano físico (corpo) que estabeleceu um diálogo connosco, dando-nos indicações, pistas ou apontando soluções, para a nossa aprendizagem, de forma a prosseguirmos nos trilhos da evolução, enquanto Seres espirituais a viver uma experiência terrestre.

     Podemos então concluir que acabamos por ser, em muitos casos, os causadores dos nossos próprios males, tudo fruto da nossa própria dificuldade de viver em sociedade, bem como de toda a energia por nós emanada através dos nossos pensamentos menos positivos que nos “invadem” a mente.

     Encontra-se numa destas situações? Está intrigado e não entende porque está constantemente com alguns problemas de saúde? Já não sabe o que fazer? Experimente dar a si mesmo uma oportunidade diferente, através de uma consulta terapêutica holística. Estou e estarei sempre à disposição do meu semelhante, pois foi essa a missão que amorosamente abracei.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 22:15
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 28 de Novembro de 2011

Palavras, e o resto?

Caros irmãos,

     Ao longo dos tempos, todos os seres vão aqui e ali proferindo bonitas palavras. Muitas vezes essas palavras são ditas para agradecer, ajudar, transmitir afetos, ternura, carinho, compaixão e amor, e qual é o efeito que isso tem nas pessoas? Sem dúvida que psicologicamente tem um bom efeito, mas por si só é insuficiente.

     Cada vez que se pergunta a uma pessoa (seja em que ponto do globo terrestre): “O que deseja para o planeta?”, a grande maioria responde: “Um planeta sem guerras, sem fome, sem pobreza, com muito amor, paz e prosperidade para todos.”. Sem sombra de dúvida que são desejos e sentimentos nobres, mas como e porque são ditos? São proferidos para se ficar bem “na fotografia”, porque socialmente tem um certo valor, porque “fica bem” e é bonito dizerem-se essas coisas.

     Irmãos, se as palavras matassem a fome, então era inexistente no planeta Terra, mas essas pessoas “mais desfavorecidas” necessitam bem mais de ações do que palavras. Se cada um de nós der um pouco do que tem e de si mesmo, podemos fazer deste um mundo melhor, mais social, mais positivo, com mais amor entre os seres, se cada um der o seu contributo. Vamos ter a coragem e passar das palavras aos atos, e vão poder constatar a felicidade interior que se apodera de vocês através da prática de atos altruístas, da dádiva de amor desinteressada. Vamos todos em conjunto fazer deste um mundo melhor, pois muitos anjos têm as assas amarradas, ficando extremamente condicionados. Vamos-lhe devolver a liberdade, libertando-os dessas amarras que os impede de “voar” como seres livres, donos dos nossos sonhos, pensamentos e do nosso caminho.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 15:31
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Outubro de 2011

Jantar Convívio REIsocialKI®

Queridos amigos,

     A união faz a força e como cada Ser pretende evoluir em vez de regredir, todos devemos tomar atitudes em prol dessa vontade, não ficando apenas por palavras bonitas, porque essas apenas nos dão conforto ao nível mental e psicológico, mas como diz o povo: “não enchem a barriga”.

     Mais uma vez convido todas as pessoas interessadas nas áreas das Terapias holísticas, reikianas ou não, voluntários do REIsocialKI® ou noutros projetos de cariz social, para estarem presentes no Jantar/Convívio, dia 28 às 20h no restaurante “Bistro-Oásis” da Guia. O jantar tem um custo de 10 estrelinhas, e quem pretender contribuir para o REIsocialKI® pode também levar um donativo que posteriormente será entregue aos mais carenciados.

NOTA: Só são aceites donativos sob a forma de alimentos, livros, roupa ou brinquedos, que revertem a favor dos mais carenciados.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 21:33
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 15 de Outubro de 2011

No Facebook...

Mestre Viktor | Cria o teu cartão de visita

REIsocialKI: Projecto Social em Prol do Semelhante

Divulga também a tua página

Publicado por Viktor às 16:59
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Agosto de 2011

REIsocialKI® em Reflexão…

Caros Seres de Luz,

     Desde o início deste Projecto Social que todos vocês sabem que o mesmo tem o objectivo de trabalhar em prol do semelhante. Este Projecto é levado a efeito por todos aqueles, quer sejam ou não Reikianos, em regime de voluntariado, com amor e dedicação, em prol do seu semelhante, fazendo deste um mundo melhor, onde a entreajuda mútua dos seres se torne uma prática regular.

     Fala-se imenso sobre desigualdades sociais, pobreza extrema, fome envergonhada, violência doméstica, entre vários outros problemas, que assolam muitas pessoas, mas por outro lado observam-se as entidades governamentais a não adoptar políticas sociais coerentes (que respeitem todos os seres por igual), vimos a grande maioria Associações e/ou IPSS a funcionar sob a égide do “compadrio” onde é fornecido vestuário e alimentação a pessoas que não têm assim tanta necessidade e aqueles que vivem desprezados, rejeitados e marginalizados pelas ruas e/ou em edifícios degradados continuarem na mesma, sem nenhum tipo de apoio associativo, a não ser a caridade de alguns cidadãos conscientes dessas realidades e que não se importam de ir partilhando o pouco que têm com os mais necessitados.

     As situações que mencionei no parágrafo anterior devem-se ao facto do Ser Humano ter ainda, nos dias de hoje, uma enorme dificuldade em se desprender dos prazeres da vida terrena, em prol dos da vida espiritual. Muitos Seres acham que dedicar parte do seu tempo livre aos outros é uma enorme perca de tempo (então, vou deixar de ir ao ginásio? Já tinha um lanche marcado, não posso. Tenho muitas coisas para fazer, não tenho tempo), querem ter sempre mais e mais (incapacidade de se libertarem do materialismo, sendo diariamente gratos pelo que têm), pensam que a pobreza é um estado que só afecta os outros (vários Seres com boas vidas [achavam eles] de um momento para o outro viram-se na pobreza). Eis então que quando esses Seres dão verdadeiramente conta que estão numa situação de pobreza, pois viviam num mundo de certa forma virtual (gerado pelas suas mentes), e chegados a esse ponto, a vergonha de pedir invade o seu Ser (tudo por causa do status quo) e a tristeza e a dor de estarem assim é ainda maior. Nunca digam: “Desta água não beberei”; hoje o nosso semelhante necessita e amanhã podemos necessitar nós.

     Vamos todos em conjunto fazer deste um mundo melhor, mais coerentes, sem desigualdades, com mais amor, mais fraternidade, mais humildade, pois afinal todos os Seres são “filhos” de Deus e até Ele ascendem no seu caminho de ascensão. Termino lançando um repto a todos os interessados em participar neste Projecto, podem fazê-lo estando presentes nas partilhas semanais (às quartas-feiras em Albufeira às 21h no Montechoro) e/ou doando bens (vestuário, calçado, livros, brinquedos e alimentos), fazendo assim do seu supérfluo uma valiosa oferta de amor incondicional, que para os mais carenciados é como fazer renascer ouro das cinzas.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 02:56
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Setembro de 2010

Problemas Existenciais…

Caros leitores,

     Umas das grandes questões sobre as quais se debate o Ser humano são: o que sou, de onde vim, para onde vou, que destino terei. As mais variadas ideias que temos sobre o Universo e as suas Leis, o papel de cada um neste teatro, primordial para cada um de nós, para podermos dirigir as nossas atitudes. Aqui reside a base que motiva toda uma civilização, pois tão superficiais são os seus ideais quanto superficial for o Ser. Colectiva e individualmente, a criação do mundo e da vida define os deveres de cada um, bem como os caminhos a seguir e as soluções a adoptarem.

     Como nem sempre são fáceis de resolver estes problemas, é típico simplesmente rejeitarem-nos. Tipicamente a maioria das pessoas são indecisas e vacilantes, o que faz com que sofram com que sofram com a consequência dos seus actos. Todas as épocas têm um determinado mal que causa perturbações no Ser mantendo-o preso a esses paradigmas. É claro que quando se fala em progresso, as pessoas perguntem, mas para chegar onde? É nisso que não pensam o tempo suficiente. Todo o Ser, inconsciente dos seus desígnios, é como se fosse um viajante que automaticamente percorre-se um caminho sem conhecer o ponto de partida e chegada e sem saber porque está a viajar mas, contudo sempre disposto a parar ao primeiro obstáculo que se lhe depare, o que o faz perder tempo descuidando-se assim do objectivo que pretende alcançar. A mediocridade e obscuridade das mais variadas doutrinas religiosas bem como os abusos que têm engendrado ao longo de gerações, faz com que imensos Seres sejam lançados para o materialismo. Como tal, estes crêem que tudo acaba com a morte, e que o destino do Homem é desvanecer-se no nada.

     Vamos então observar como esta forma de ver as coisas está oposta à experiência e razão. À partida não se coaduna com toda a noção de justiça e progresso. Se as nossas vidas se resumissem ao tempo que vai desde o nascimento à morte, apenas nos regeríamos pela lei dos instintos, apetites e gozos e de pouco nos valia amar-mos o Bem e a igualdade entre os Seres neste mundo. O egoísmo bem entendido, seria a suprema sabedoria e a existência perderia a sua grandeza e dignidade. As mais generosas e nobres faculdades do Ser humano, terminavam por se dobrar e extinguir inteiramente. A negação da vida futura eliminava todas as sanções morais, pois assim quer sejam bons ou maus, humildes ou criminosos, todos acabavam na morte. Mas que pensamento tão errado. Assim não haveria compensações relativamente às existências miseráveis, à opressão, à ansiedade e à dor. Não haveria também uma consolação relativamente às provas prestadas nem esperança para os aflitos. Não haveria diferenças nas esperanças e na evolução entre uma pessoa egoísta e egocêntrica que viveu única e exclusivamente para si muito dependente dos outros e uma pessoa humilde que sucumbiu em “combate” para a libertação da raça humana. Se tudo terminasse com a morte, não havia motivos para aborrecimentos e para conter os seus gostos e instintos, porque fora das leis terrenas ninguém o poderia julgar. Nestes moldes o bem e o mal seriam confundidos, acabando por se diluir no nada e o suicídio acabava por ser sempre uma forma de fugir às leis humanas. Acreditar que nada mais existe para lá da morte, deita por terra toda a condenação moral, o que deixava sem solução o problema que existe relativamente à desigualdade das existências, relativamente às nossas faculdades, situações e méritos relativamente às vivências. Já agora, vamos pensar no seguinte, porque é que uns têm todos os dons de riqueza enquanto outros vivem apenas na pobreza intelectual (vícios e miséria)? Porque é que Seres da mesma família, provindo da mesma carne e sangue, são tão diferentes em tantos pontos e feitios? Estas e outras questões não têm resposta possível para os materialistas e que têm uma resposta tão simples para os crentes.

     Vamos viver em comunidade e em conjunto, pensando colectivamente e agindo em prol do bem-estar comum da humanidade, pondo de lado a prepotência, egocentrismo, materialismo, inveja e apego do individualismo, pois todos estes pontos são fontes de sofrimento para qualquer Ser.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Grato por partilhar...
Música: M80
Publicado por Viktor às 10:45
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

Operação Coração

Caros leitores e amigos,

Hoje, fugindo um pouco ao conteúdo directo deste blogue, vou manifestar toda a minha indignação ao que é feito às crianças que trabalham no Lago Volta no Gana.

Caso não tenha visto a reportagem da Jornalista Alexandra Borges (tvi), clique em cima da imagem que se segue.

Como membro da Comissão Organizadora da Petição, venho aqui solicitar a todos o vosso apoio a estas crianças. Para demonstrar o seu amor e apoio, clique aqui e assine a Petição. Portugal não pode ficar indiferente a esta dramática situação em pleno século XXI. Ajude também a divulgar esta Petição.

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

 

Publicado por Viktor às 02:06
Link | Comentar | ver comentários (2) | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Procurar no Blog

 

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Lisboa, Loures, Porto, Odemira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: Partilhas de um Ser - APR

.LINKs

.posts recentes

. Reflexão: Pobreza...

. Reflexão...

. Reflexão… pobreza…

. Doença...

. Palavras, e o resto?

. Jantar Convívio REIsocial...

. No Facebook...

. REIsocialKI® em Reflexão…

. Problemas Existenciais…

. Operação Coração

.Arquivos

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.subscrever feeds

.tags

. todas as tags

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Error running style: Style code didn't finish running in a timely fashion. Possible causes: