Sexta-feira, 7 de Fevereiro de 2014

Reflexão: Espelhos da vida…

Caros leitores,

     Ao longo da nossa caminhada, vamos construindo algumas coisas e destruindo outras, é o processo natural do desenvolvimento do ser humano. Conforme vamos tendo mais idade é natural que cada vez mais construímos e cada vez menos destruímos, segundo a natural lei e ordem da evolução da espécie. Mas na realidade a nossa vida é repleta de espelhos e até de simbologias associadas a espelhos, em várias décadas e pontos do globo. Veja-se neste pequeno texto extraído da edição on-line da Porto Editora:

“O espelho é um símbolo da pureza, da verdade e de sinceridade. Traduz o verdadeiro conteúdo dos corações dos homens e também o da sua consciência. O espelho é também um sinal de sabedoria, conhecimento e iluminação nas tradições orientais…

O espelho é utilizado no julgamento das almas dos mortos na tradição indo-budista. Nas lendas e histórias de fadas, os espelhos mágicos têm uma função adivinhatória de prever o futuro… A tradição dos espelhos mágicos é muito antiga e remonta muito provavelmente à antiga Pérsia. Dizia-se que Pitágoras sabia ver o futuro através dos espelhos. Na Ásia, os espelhos são utilizados nos rituais de feitiçaria para adivinhação, virando-os para o Sol ou para a Lua para ler o futuro. Na tradição hinduísta e budista, o espelho tanto é associado ao Kharma, à lei universal, como ao Dharma, a lei dos homens. No budismo praticado no Tibete, o espelho demonstra a verdade suprema e a inutilidade do mundo das formas, traduzindo a verdadeira natureza de Buda. Na tradição mitológica do Japão, o espelho espalha a luz divina sobre o mundo. Na Índia de tradição védica, o espelho assume todas as formas através de uma miragem proporcionada pela luz solar e exprime a sua natureza mutável e perene. O espelho é um símbolo solar, na medida em que reflete a inteligência suprema, mas também é um símbolo lunar, porque a lua funciona como um espelho da luz do Sol. Na China, para além de lunar e feminino, o espelho é o símbolo da rainha, da harmonia e da união conjugal. Platão comparava a alma a um espelho, no que foi seguido por alguns padres da Igreja. Entre os sufis do Islão, o espelho exprime o medo que os seres humanos têm de se conhecerem a si próprios. O termo especular, que resultou do latim speculum, começou por significar a observação do céu e dos movimentos dos astros com a ajuda de um espelho. Nos jardins árabes, os lagos eram comparados a espelhos.”

     Como podem verificar, a importância e utilidade dada aos espelhos difere de zona para zona ou de região para região. Mas na realidade a minha reflexão prende-se com outro tipo de espelhos, aqueles que deram origem à célebre expressão: “As costas dos outros são os nossos espelhos”. Sem dúvida que esta expressão é muito verdadeira, pois todos os seres humanos têm uma tendência inata para julgar e criticar o próximo, o que não passa de uma manobra psicológica, fazendo com que foquemos os pensamentos na “dita” pessoa. Aproveito para lhes relatar um caso que se passou comigo: Um certo dia, no meu local de trabalho estavam 2 pessoas no fundo do corredor a falar, sendo que uma delas estava a criticar (ou cortar na casaca) de outra pessoa e eu ia ouvindo a conversa até que passei junto dessas duas pessoas. Achando incorrecto aquilo que estavam a fazer parei (entretanto a pessoa que estava a falar calou-se) e eu disse a essa pessoa: “Nunca te ouvi falar tão bem de ti mesma. Parabéns pela tua coragem ao estares a partilhar os teus defeitos com outra pessoa”; A pessoa ficou estática a olhar para mim, despedi-me dizendo: “até logo” e segui o meu caminho. Enfim, o ser humano é mesmo assim, como manobra de defesa psicológica o ser humano aponta (além de ser feio apontar, quando o fazemos temos 3 dedos a apontar para nós) para outros com o receio de lhe “descobrirem a careca” pois todas as pessoas querem mostrar só as suas boas coisas, ocultando as menos boas que acabam por apontar aos outros. É difícil superarmos as coisas menos boas em nós, mas conseguimos se formos persistentes e acreditarmos que vamos conseguir. Na verdade por mais que tente esconder essas coisas, no dia da sua partida (morte) perante o seu “juízo final”, terá de enfrentar todas essas questões menos positivas que você tão bem conhece, que jamais poderá ocultar do Criador (Deus). Seja mais positivo, aceite-se como é com as suas virtudes e defeitos, e tente ajudar-se a si mesmo, deixando de andar por ai armado em Juiz e carrasco dos outros, porque isso já você o é, mas apenas e só de si mesmo. Assuma uma atitude mais positiva deixando de criticar negativamente, para passar a criticar de forma positiva e construtiva, e repare como vai mudar o mundo à sua volta. Termino deixando-os em paz, harmonia e com muito amor incondicional.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 16:28
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 30 de Agosto de 2013

Pensamento, fonte co-criadora…

Caros leitores,

     Hoje vou fazer uma pequena reflexão sobre o Pensamento. O Pensamento é uma das ferramentas mais poderosas que o Ser humano tem. Ao longo de milénios a mente/cérebro (Pensamento) tem sido e continua a ser alvo de estudos, devido à sua complexa estrutura. A nossa mente, através do Pensamento tem uma enorme capacidade de co-criação mental, o que significa que através de pensamentos consecutivos sobre uma determinada situação estes acabam por materializar a “tal” situação que muitas vezes não queremos ou da qual fugimos.

     Sermos Seres com emoções e sentimentos cria-nos uma barreira acrescida para o “domínio” do Pensamento, pois este tem uma ligação íntima às emoções e aos sentimentos, o que nos dificulta o seu “controlo”. Além disso vivemos numa sociedade onde nascemos e vivemos a ouvir as pessoas a fazer juízos de valor sobre os outros, dar opiniões sobre a “vida alheia”, falar de terceiros entre muitas outras “atitudes” menos correctas. Esta “educação social” e a ideia que se tem de “é normal, toda gente é assim” são como chips que ficam implantados na nossa mente, que funcionam como difusores de energia negativa ao serviço das trevas. Esta energia negativa á idêntica à energia da inveja, pois ao termos alguma destas atitudes estamos a emanar energia negativa para a outra pessoa, energia essa que nos vai ser devolvida por parte do universo, pois o nosso pensamento tem um funcionamento energético tal qual uma antena emissora de rádio, emitindo ondas mais ou menos positivas consoante o nível do energético do pensamento. Poderia resumir isto que acabei de dizer numa célebre expressão redigida em inúmeros textos antigos: “A força do Verbo ou da Palavra”; Isto porque também todas as palavras que dizemos têm a sua correspondente “carga” energética que vai actuar directamente no receptor.

     Aquilo que acabei de dizer é uma barreira que a maioria das pessoas gostaria de ultrapassar, mas para que isso seja possível temos de estar constantemente vigilantes quanto aos nossos pensamentos promovendo os pensamentos positivos como “borracha” para os pensamentos menos próprios que possam surgir, podemos praticar meditação ou outras técnicas que aquietem a mente. Ao encontrar o amor dentro de si, descobrirá a energia positiva necessária, para “dominar” a sua mente e os seus pensamentos, porque o Amor é a energia mais poderosa do Universo.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 22:17
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Julho de 2013

Reflexão: O Reiki

Caros leitores,

     Hoje vou falar e reflectir um pouco sobre o Reiki. É claro que todos os que se interessam por esta temática já leram imensas coisas sobre Reiki, em revistas, nas redes sociais e aqui na internet (sites e blogues). O Reiki além de uma terapia vibracional energética é também uma filosofia (estilo) de vida. Quando uma pessoa decide fazer essa aprendizagem através de uma formação (curso de iniciação), o primeiro passo á a escolha de um mestre de Reiki (devidamente habilitado), com o qual irá fazer a sua entrada no universo reikiano. Pela experiência que tenho, cada vez mais verifico que esta formação é um marco na vida de qualquer Ser. Marca sem dúvida o inicio de um novo percurso de vida, provocando alterações em cada um de nós, mudanças que se dão de dentro para fora, pois permite-nos descobrir interiormente, facetas da nossa personalidade que até então estavam bem escondidas dentro do nosso Ser.

     O Reiki é vulgarmente conhecido pela terapia do AMOR INCONDICIONAL e há também quem o defina como “terapia vibratória energética integrativa”. Ambos os termos estão correctos mas têm significados diferentes. O Reiki tem por base o respeito integral da vontade do semelhante e o amor universal, como tal pode-se definir como “terapia do amor incondicional” pois é a energia do Amor Incondicional que o terapeuta capta do universo e canaliza para o receptor. Contudo se o definirem como “terapia vibratória energética integrativa” também está correcto, pois é uma terapia que funciona através da energia canalizada, energia essa que vai provocar vibrações (ao nível físico) do receptor e complementa todo o tipo de tratamentos médicos convencionais e/ou natural, o que faz com que seja integrativa.

     Pessoalmente digo-lhes que o Reiki mudou de uma forma muito positiva a minha vida, e pelos relatos que tenho ouvido ao longo do tempo, também provocou mudanças positivas a muitas outras pessoas, o que sem dúvida me deixa satisfeito, por isso se diz também que o Reiki é uma filosofia de vida. Esta filosofia (estilo) de vida tem como base os 5 princípios do Reiki, e a sua aplicação na vida quotidiana, em cada momento, palavra e pensamento do Ser humano. Devido ao contexto actual, a sua aplicabilidade carece de um esforço, dedicação e controlo mental quase permanente, que com a prática diária se vai tornando cada vez mais simples.

     Termino deixando-lhes uma recomendação: “Se acha que a sua vida está menos bem, pondere e tome uma atitude de mudança, sem nunca se esquecer que qualquer mudança na sua vida começa sempre por Si. Seja Positivo, seja Feliz”.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 21:00
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 17 de Maio de 2013

Reflexão: Reiki, uma filosofia de vida.

Caríssimos,

     Cada Ser humano tem as suas aprendizagens, as suas vivencias e a sua filosofia de vida. A filosofia de vida de cada Ser é inicialmente incutida pelos pais, depois pela sociedade (religião, estado, continente) onde residimos, através do nosso ensino, através das nossas amizades, enfim, são enumeras as coisas que nos colocam na mente e nas quais nos “fazem” acreditar. Estas coisas acontecem a cada um de nós até atingirmos uma certa maturidade, ou seja, quando atingimos uma certa idade que nos permite pensarmos por nós mesmos, agirmos por nós mesmos, sermos autónomos.

     Ao alcançar essa autonomia, podemos fazer as nossas reflexões interiores, organizar as nossas ideias na mente separando o trigo do joio e assim podermos escolher a filosofia de vida que queremos, consoante a nossa consciência (crenças, aprendizagens, etc…). Assim, podemos concluir que, cada ser humano tem uma filosofia de vida própria, pautada pelas coisas anteriormente mencionadas, bem como pela sua própria maneira de ser (essência).

     Após esta breve introdução, vou agora abordar o tema do título deste texto. Para a maioria das pessoa, quando se fala sobre Reiki, associam esta palavra a “terapia alternativa/integrativa”, “terapia energética”, “terapias orientais” ou “terapia holística”, mas o Reiki é muito mais que isso. Numa formação de iniciação ao Reiki, um dos ensinamentos transmitidos ao formando são os 5 princípios do Reiki. Estes ensinamentos são de grande importância, pois são o fundamento básico da filosofia de vida Reikiana, os quais devem ser aplicados diariamente em todos actos praticados pelo Reikiano. Esta é a mudança mais significativa, de maior vulto, mais positiva que o iniciado pode obter através dessa aprendizagem, pois redescobrir o amor incondicional dentro do nosso Ser e aprender a aplicá-lo diariamente em todos os nossos actos, empreende em cada um de nós grandes mudanças. Ao permitirmos que a filosofia de vida do Reiki se impregne na nossa vida, temos consciência das grandes mudanças que nos provoca inicialmente e depois em todos aqueles que nos rodeiam, pois a inesgotável fonte criadora de vida (Amor), é algo que apenas trás benefícios para todos nós. São inúmeros os relatos que ouvimos sobre isso, e acreditem que quando ouço isso fico muito feliz, pois é sempre bom saber que mais alguém aderiu a essa filosofia de vida, tornando-se assim um “pólo” difusor de amor incondicional, paz, luz, harmonia e compaixão pelos seus semelhantes.

     Termino deixando uma frase para vossa reflexão: Persistir na raiva é como apanhar um pedaço de carvão quente com a intenção de o atirar a alguém. É sempre quem levanta a pedra que se queima.” Buda.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 13:30
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 28 de Novembro de 2012

Só por hoje

     Só por hoje, vou procurar viver unicamente no presente (o momento) sem querer resolver só de uma vez todos os problemas da minha vida. Durante doze horas, faça qualquer coisa que o aterrorizava se achasse que tinha de o fazer por uma vida inteira.

     Só por hoje vou estar feliz, pois muitas pessoas são felizes quando se dispõe a sê-lo, seja feliz.

     Só por hoje, vou-me ajustar à realidade em vez de adapta-la aos meus desejos. Vou aceitar a minha vida e “sorte” como vier, aceitando-a de braços abertos.

     Só por hoje, vou tentar fortalecer o meu espírito. Estudarei para aprender coisas úteis, mantendo o espírito centrado em algo que exija esforço, pensamento e concentração.

     Só por hoje, irei exercitar a minha alma de três formas: com muito prazer vou fazer um favor a alguém subtilmente e mesmo que se note jamais irei enaltecer tal gesto. Farei pelo menos duas coisas sem vontade de fazer (só por exercício). Ocultarei os meus sentimentos de dor e mesmo que esteja magoado jamais revelarei essa dor.

     Só por hoje, vou ser agradável. Apresentar-me-ei aos outros da melhor forma possível: vou vestir-me convenientemente, dialogar baixo, ser delicado, elogiarei o meu semelhante em detrimento da crítica, apenas transmitirei coisas e palavras positivas aos outros, apenas me controlarei a mim mesmo.

     Só por hoje vou idealizar o meu dia. Mesmo que possa correr de maneira diferente, tentarei com que seja como idealizei. Irei evitar a pressa e a indecisão.

     Só por hoje, vou ter pelo menos meia hora apenas e só para mim. Durante esse tempo, vou descansar, relaxar, impedir-me de pensamentos negativos, meditar e tentar vislumbrar a minha vida de uma melhor maneira.

     Só por hoje, evitarei ter medo, em especial vou ter prazer em apreciar a beleza, acreditando que o que eu der ao universo ele me vai retribuir.

Fonte: João XXIII revisto e adaptado por: Mestre Viktor

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:30
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 30 de Agosto de 2010

Mudando a Palavra, Mudam a Energia

Queridos Seres de Luz!

EU SOU Metatron e trago minha Luz e a energia do Amor Incondicional.

Hoje falaremos sobre a energia das palavras e a importância da mudança de algumas delas.

Quando digo as seguintes palavras: “problema” e “solução”. Qual delas vem primeiro a sua mente?

Acredito que para a maioria a palavra “problema” deva estar mais gravada dentro de seus registros.

E qual é a energia que vibra ao dizer essa palavra a vocês? Medo, dúvidas, descrenças e etc.

Vejam como sentem ao verbalizar a palavra “solução”.

Para cada um trará  uma sensação, mas, sobretudo, trará uma vibração de alívio, paz e tantos outros sentimentos.

Mas o que quero demonstrar são a importância da palavra e sua energia.

Essa sensação de desconforto e de confiança que algumas palavras trazem vem de registros, crenças que definiram para vocês o que é bom e o que não é. O que é certo e o que não é.

Se vocês ao ouvirem a palavra “problema” substituir por “aprendizado”, “novas experiências”. A sensação de desconforto mudará, não mudará?

O que quero que vocês sintam é que podem mudar sempre!

Que as experiências que surgem a cada dia é um grande aprendizado, onde você descobre o quanto é divinamente preenchido de qualidades que o faz poderoso. Mas só descobrirá  essas qualidades indo mais além, caminhando sempre para frente, conhecendo novas paisagens em suas vidas.

As grandes conquistas acontecem quando se transpõe a barreira do “difícil”, do “impossível”.

Se você mudar o “difícil” usando as qualidades da “perseverança”, “determinação”, “persistência” terá uma grande recompensa ao descobrir que você pode sim vencer, basta apenas Acreditar e seguir em frente.

O “difícil” o “impossível” foram palavras usadas, para que vocês ficassem sempre num patamar de “controle” de “falsa segurança”.

Uns dos grandes prazeres do ser humano é sua alta superação.

Vocês precisam fazer mudanças em suas vidas, sair da aparente “sensação de segurança”, pois ela não fará a mudança que o seu Interior esta pedindo.

Dentro de vocês bate um coração desejoso de felicidade, paz.

E quando essa “pecinha” acende dizendo que não se esta feliz ela esta sinalizando a você que deve fazer algo.

Apenas ouvir palavras bonitas, que trazem confiança a vocês trará apenas uma sensação momentânea de conforto.

Entretanto precisam de algo mais, precisam fazer essa sensação permanecer dentro de vocês.

E como fazer isso?

Criando as mudanças em suas vidas. Mudando palavras, sentimentos, crenças, energia.

Procurem sentir o que as palavras dizem a vocês e mude quando for necessário.

A princípio algumas delas parecerão não ter um sinónimo apropriado, pois vocês conviveram tanto tempo levando sua atenção ao negativo.

Mesmo que tenham alguma dificuldade em encontrar a palavra para substituí-las, insistam até encontrar.

Com o passar do tempo, isso se tornara automático e acessarão apenas o que é positivo, o que traz felicidade e paz a você.

Imagine se seus grandes ídolos tivessem desistido em suas primeiras derrotas. Eles se tornaram ídolos porque ultrapassaram a “zona de segurança” procurando o ilimitado, ampliando suas probabilidades, experimentando, superando.

E essa mesma conquista esta ao acesso de todos vocês.

Nosso trabalho junto a vocês só estará completo quando vocês fizerem o que cabe a cada um, mudando seus padrões de pensamento, de energia, transpondo as “barreiras de aprendizado” conquistando sua elevação, felicidade e paz.

DEUS enviará  toda ajuda, entretanto precisam experimentar para aprender, precisam confiar.

Podemos repetir inúmeras vezes o que devem fazer, mas se não derem seu passo de confiança nenhuma mudança se processará em suas vidas.

Para que algo mude é preciso alguma acção.

Para atrair coisas boas, precisam estar abertos pensando coisas boas.

Mude sua vida, seus pensamentos, palavras e acções.

Deixo minha vibração de Luz e Amor Incondicional.

EU SOU Metatron, O Senhor da Luz.

Canalizada por Sandra M. Luz

29/08/2010

Fonte: http://www.luzdegaia.org/metatron/outros/palavra.htm

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:41
Link | Comentar | favorito
Domingo, 5 de Outubro de 2008

Numa sessão de Reiki vou usufruir de?

Vai usufruir benefícios a quatro níveis, tais como:

FÍSICO: No corpo, dores e bloqueios energéticos;

EMOCIONAL: Através dos sentimentos;

MENTAL: O que a pessoa pensa, permitindo um melhor controlo mental;

ESPIRÍTUAL: A capacidade de se amar e amar os outros e observar o mundo.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 08:15
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

O Amor

Muitos de nós temos uma visão estreita do amor. Passados oito anos concentrando-me em dar amor da maneira que pudesse, fosse qual fosse o modo de o fazer, o modo por que ele se fizesse necessário, encontrei muitas formas de amor e todas diziam: “Interesso-me pelo seu bem-estar de todas as formas que posso”; “respeito a sua alma e respeito a sua luz”; “apoio a sua integridade e a sua luz, e confio nelas, como um companheiro de jornada ao longo da estrada da vida.” Você, então, começa a compreender que dar é receber, é dar, é receber.

O mais difícil é aprender o amor-próprio. Se você não se impregnar de amor, como o dará aos outros? O amor-próprio exige prática. Todos precisamos dele. O amor-próprio advém do facto de vivermos de maneira que não nos atraiçoam. Advêm de vivermos segundo a nossa verdade.

O amor-próprio necessita de ser praticado. Aqui estão alguns exercícios simples que serão um desafio para você.

Descubra a coisa mais fácil de você amar, como, por exemplo, uma flor, uma árvore, um animal ou uma obra de arte. De seguida, simplesmente, sente-se ao lado dela e dê-lhe o seu amor. Depois de o fazer um certo número de vezes, comece por estender um pouco desse amor a si mesmo. Quem possui um dom precioso como esse amor é, sem dúvida, digno de ser amado.

Outro exercício consiste em você se sentar à frente do espelho cerca de dez minutos e amar a pessoa que vê ali. Não se meta a criticá-la. Todos somos óptimos em olhar para o espelho e descobrir umas falhazinhas possíveis da imagem que olha para nós. Isso aqui não é permitido; neste exercício só se admitem cumprimentos positivos. Se você quiser um verdadeiro desafio, todas as vezes que se critica, recomece tudo. Verifique se lhe é possível contemplar-se com amor sem fazer uma única crítica.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 11:56
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Reflexão: Espelhos da vid...

. Pensamento, fonte co-cria...

. Reflexão: O Reiki

. Reflexão: Reiki, uma filo...

. Só por hoje

. Mudando a Palavra, Mudam ...

. Numa sessão de Reiki vou ...

. O Amor

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007