.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Quarta-feira, 5 de Junho de 2013

Reiki cada vez mais usado em doentes com cancro para reduzir efeitos da quimioterapia

     No Hospital de São João, no Porto, o Conselho de Administração autorizou já a aplicação de terapia reiki aos doentes oncológicos em ambulatório

     A terapia reiki é cada vez mais usada em doentes com cancro em Portugal para reduzir os sintomas da quimioterapia e ajudar ao relaxamento destes pacientes, segundo médicos e terapeutas.

     No Hospital de São João, no Porto, o Conselho de Administração autorizou já a aplicação de terapia reiki aos doentes oncológicos em ambulatório, sendo aplicada por enfermeiros com formação naquela terapia alternativa e em regime de voluntariado.

     O reiki é uma terapia japonesa que consiste em canalizar a energia colocando as mãos em cima do corpo e pretende promover o equilíbrio global, segundo a Associação Portuguesa de Reiki.

     A médica oncologista Fátima Ferreira explicou à agência Lusa que os doentes em quimioterapia submetidos ao reiki dizem conseguir aguentar melhor os efeitos secundários, como náuseas e vómitos, e acabam por sentir-se mais relaxados, aceitando melhor a sua doença.

     "Tem sido uma ajuda muito positiva para os nossos doentes. Mas isto não vai substituir qualquer tratamento de quimioterapia ou radioterapia, nem é esse o objetivo. Funciona como um complemento, como uma ajuda psicológica", indicou a médica.

     No Hospital de São João este projeto foi impulsionado pela Associação de Apoio aos Doentes com Leucemia e Linfoma, com base numa investigação realizada por uma enfermeira naquela unidade que demonstrou os benefícios do reiki para os doentes com cancro.

     A terapia é disponibilizada, em regime de voluntariado, por enfermeiros do hospital com formação em reiki e não é fornecida pelo Serviço Nacional de Saúde.

     Este projeto, que começou no ano passado, dirige-se sobretudo para os doentes oncológicos em ambulatório, mas tem sido também aplicado a pacientes em internamento.

     Sónia Gomes, da Associação Portuguesa de Reiki, diz que existem diversos estudos científicos internacionais que "comprovam que a terapia reiki ajuda o processo de desintoxicação do organismo após a quimioterapia".

     Ainda não há dados sobre quantos doentes oncológicos em Portugal se submeteram a esta terapia complementar, mas Sónia Gomes dá conta de que têm sido assinados protocolos de colaboração com várias associações de doentes.

     Exemplo disso é a Associação de Luta Contra o Cancro do Intestino -- Europacolon Portugal, que passou a fornecer aos seus associados a possibilidade de terem sessões de reiki.

     "Estamos ligados a uma doença que é uma tragédia, com 7.000 novos casos todos os anos e uma mortalidade superior a 11 casos por dia", disse à Lusa o presidente da Europacolon, Vítor Neves.

     Foi a partir de relatos e experiências de doentes oncológicos que esta associação chegou à conclusão de que o reiki poderia ajudar a "melhorar a vida e o conforto" de pacientes em quimioterapia.

     "Decidimos, assim, disponibilizar aos nossos doentes, a custo zero, o acesso a esta terapia complementar, que pode ser solicitada através da nossa linha telefónica de apoio 808 200 199", indicou Vítor Neves.

     Segundo Sónia Gomes, da Associação de Reiki, chegam já a ser os próprios médicos a recomendar a esta terapia aos seus doentes, depois de terem observado "bons resultados" noutros pacientes, sobretudo com benefícios a nível do humor e disposição.

     Os estudos têm demonstrado "bastante sucesso" no bem-estar dos doentes em qualquer tipo de tumor, segundo indica a terapeuta: "O reiki acaba por equilibrar o sistema do corpo humano. A pessoa relaxa e isso provoca diminuição da corrente sanguínea, a oxigenação melhora e isso produz o tal estado de relaxamento profundo e de bem-estar".

     Atualmente, a Associação Portuguesa de Reiki tem cerca de uma centena de terapeutas disponíveis para fazer voluntariado a doentes oncológicos que estejam a ser submetidos a quimioterapia.

*Este artigo foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico aplicado pela Agência Lusa

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 13:10
Link | Comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Julho de 2009

Reiki nos Hospitais – o que pode ficar diferente

      Em Portugal, só à relativamente pouco tempo é que o Reiki começou a ser divulgado e praticado. Ao longo do tempo tenho constatado que ainda assim continua a ser necessário um trabalho de divulgação desta prática pois, não sendo a mesma muito divulgada nos meios de comunicação social, ainda tem um longo e trabalhoso caminho a percorrer. Por outro lado existe já um razoável número de pessoas que têm algum conhecimento ou que já tiveram algum contacto com o Reiki, e relataram com os seus amigos os benefícios. Nos E. U., onde o Reiki tem uma longa tradição, (desde a década de 50) os seus benefícios à muito que são reconhecidos, e começaram a ser aceites pela medicina convencional. Actualmente existe um número elevado de enfermeiras com formação em Reiki, que aplicam Reiki nos Hospitais e Clínicas onde trabalham, como forma a melhorar os cuidados aos doentes internados.

      Kathie Lipinski, enfermeira, num artigo que escreveu para a Organização Americana de Reiki, para a página do ReikiNews na Internet, relata a sua experiência com Reiki em pacientes com cancro. Experiência essa que pretendo partilhar com vocês.

Reiki News:

 “(...) gostaria de partilhar convosco, uma forma diferente de vivenciar a experiência do cancro, o da cirurgia oncológica.

      Quando uma pessoa toma conhecimento que tem que ser submetido a uma intervenção cirúrgica, ou recebe o diagnóstico de cancro, é uma situação violenta, provoca no indivíduo sentimentos, pensamentos, e questões muito fortes geralmente de carácter negativo. (...) provoca sentimentos de medo... medo da morte, medo da mutilação, medo de que a sua vida sofra alterações profundas com a quais não consiga lidar.

(...) o tratamento para o cancro cria, muitas vezes, mais problemas nas pessoas e mais difíceis de ultrapassar do que inicialmente a pessoa podia imaginar. É o caso da quimioterapia ou da radioterapia.

Uma forma diferente de ajudar as pessoas a lidar com a experiência do cancro é a utilização do Reiki (...) . O Reiki tem o poder de aliviar as tensões emocionais e os pensamentos negativos, diminui as dores que muitas pessoas sentem e ajuda a encontrar o equilíbrio espiritual (...). Pode tornar a experiência da quimioterapia, radioterapia ou cirurgia mais tolerável.

Na minha experiência pessoal, eu vi muitas pessoas com cancro em estádios iniciais, antes de serem submetidas a cirurgia, durante os tratamentos de quimioterapia e radioterapia, e depois da cirurgia.

Pessoas  com que trabalhei que foram submetidas a tratamentos de quimioterapia e radioterapia revelaram-me que o tratamento de Reiki efectuado simultaneamente com o tratamento médico as ajudava a sentirem-se melhores, ajudava-as a lidarem com a fadiga, e algumas referenciaram que após os tratamentos de Reiki sentiram menos náuseas e vómitos.”

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:03
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 26 de Maio de 2009

O que é o Reiki?

Reiki é a junção de duas palavras japonesas. REI que significa Energia Universal ou Energia Cósmica e KI que significa Energia Vital do indivíduo. A harmonização destas duas energias promove a saúde e o bem-estar dos individuo-os em prol do bem supremo universal.

         O Reiki não está ligado a nenhuma religião nem tem dogmas, é vertical. É uma terapia natural que, através da imposição das mãos, passa os fluidos vitais para o receptor, harmonizando-o nos planos físico, emocional, mental e espiritual. Pode também definir-se por carícia energética ou toque terapêutico.

Há já Hospitais que reconhecem a importância do Reiki nos tratamentos de oncologia, uma vez que esta terapia reduz em 35% os efeitos da quimio e radioterapia, potencia os efeitos benéficos da medicação e atenua ou elimina os efeitos secundários da mesma. No caso do Hospital Oncológico Ramón y Cajal e 12 de Octubre de Madrid, a direcção está a realizar todos os esforços para que o Reiki seja aceite pelo governo. O UK NHS (National Health Care do Reino Unido) inclui o Reiki no CAM (Complementary Alternative Medicine - programa de acompanhamento de pacientes internados ou em tratamento nos hospitais britânicos). Nos Estados Unidos o Reiki é aplicado em emergências e acamados de média e longa duração.

Todo o Reikiano antes de iniciar o seu acompanhamento com a Energia Reiki certifica-se de que o paciente está a ter acompanhamento médico. O Reikiano não faz diagnóstico de nenhuma espécie. Apenas complementa o tratamento pelos profissionais de saúde com capacidades para diagnosticar, aconselhando sempre este trajecto.

         O Sistema terapêutico Reiki actua nos 4 campos energéticos do indivíduo (físico, emocional, mental e espiritual), através de “portais” de entrada e saída de energia, chamados Chacras.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:30
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008

Pedido Geral Reikiano

Caros colegas reikianos,

foi diagnosticado a uma colega minha de trabalho um temor maligno em ambos os lados do colo do útero. Assim sendo eu e algumas vezes em conjunto como meu amigo Mestre Joaquim vamos-lhe fazer umas sessões de Reiki presenciais, e agradecia que alguns mestres ou reikianos nível 2 me contactassem para lhes fornecer os dados para fazerem envios de Reiki à distância ajudando a minha colega. Finalmente, após algum tempo e terem deixado que o cancro se alastrá-se, ela vai hoje pelas 15h fazer a sua primeira sessão de Quimioterapia, numa clínica particular que presta serviços para o Hospital de Faro. Normalmente pedem-me para enviar mas desta vez sou eu que vos peço, agradecendo a vossa compreensão.

Saudações Reikianas.

NAMASTÉ

Estado de Espiríto: Vamos Iluminar uma Estrela...
Publicado por Viktor às 13:45
Link | Comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 29 de Abril de 2008

REIKI nos Hospitais – o que faz a Diferença

      Em Portugal, só à relativamente pouco tempo o Reiki começou a ser divulgado e praticado, no entanto são já em grande número as pessoas que têm conhecimento ou que tiveram algum contacto com o Reiki, e relataram os sus benefícios. Nos E. U., onde o Reiki tem uma longa tradição, os seus benefícios à muito que são reconhecidos, e começaram a ser aceites pela medicina convencional. Actualmente existe um número elevado de enfermeiras com formação em Reiki, que aplicam Reiki nos Hospitais e Clínicas onde trabalham, como forma a melhorar o cuidado aos doentes internados.

      Kathie Lipinski, enfermeira, num artigo que escreveu para a Organização Americana de Reiki, para a página do ReikiNews na Internet, relata a sua experiência com Reiki em pacientes com cancro. Experiência essa que gostaria de vos transmitir.

Reiki News:

“(...) gostaria de partilhar convosco, uma forma diferente de vivenciar a experiência do cancro, o da cirurgia oncológica.

Quando uma pessoa toma conhecimento que tem de ser submetido a uma intervenção cirúrgica, ou recebe o diagnóstico de cancro, é uma situação violenta, provoca no indivíduo sentimentos, pensamentos, e questões muito fortes geralmente de carácter negativo. (...) provoca sentimentos de medo... medo da morte, medo da mutilação, medo de que a sua vida sofra alterações profundas com as quais não consiga lidar.

(...) o tratamento para o cancro cria, muitas vezes, mais problemas nas pessoas e mais difíceis de ultrapassar do que inicialmente a pessoa podia imaginar. É o caso da quimioterapia ou da radioterapia.

Uma forma diferente de ajudar as pessoas a lidar com a experiência do cancro é a utilização do Reiki (...) . O Reiki tem o poder de aliviar as tensões emocionais e os pensamentos negativos, diminui as dores que muitas pessoas sentem e ajuda a encontrar o equilíbrio espiritual (...). Pode tornar a experiência da quimioterapia, radioterapia ou cirurgia mais tolerável.

Na minha experiência pessoal, eu vi muitas pessoas com cancro em estádios iniciais, antes de serem submetidas a cirurgia, durante os tratamentos de quimioterapia e radioterapia, e depois da cirurgia.

Pessoas  com que trabalhei que foram submetidas a tratamentos de quimioterapia e radioterapia revelaram-me que o tratamento de Reiki efectuado simultaneamente com o tratamento médico as ajudava a sentirem-se melhores, ajudava-as a lidarem com a fadiga, e algumas referenciaram que após os tratamentos de Reiki sentiram menos náuseas e vómitos.”

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 16:00
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Reiki cada vez mais usado...

. Reiki nos Hospitais – o q...

. O que é o Reiki?

. Pedido Geral Reikiano

. REIKI nos Hospitais – o q...

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007