Segunda-feira, 16 de Setembro de 2013

A melhor forma de Viver

     Um homem muito rico procurou um mestre e lhe pediu que o ensinasse a viver a vida da melhor forma possí­vel. Ele queria aproveitar o máximo a vida e ser feliz. O mestre respondeu:

     - Infelizmente isso não será possível, pois tive uma vi­são de que o senhor irá morrer amanhã à noite.

     O homem ficou assustadíssimo com essa  notícia. Saiu de lá rapidamente, e foi ver a sua família. Encontrou sua esposa e filhos, e lhes disse:

     - Meus amores, um sábio me disse, pela sua vidência, que tenho apenas um dia de vida. Queria dizer que amo muito vocês, e que vamos passar este dia todos juntos, em total harmonia, para que na eternidade fi­que registrado o quanto eu sempre os amei. Mas antes, preciso falar com algumas pessoas amanha durante o dia.

     Assim que amanheceu, o homem saiu da casa e foi encontrar-se com seu vi­zinho que, há algum tempo, havia tido um briga bem séria. Pediu perdão ao vizinho por tudo, disse que se arrependia do mal que havia lhe causado e saiu de lá.

     Depois disso, o homem foi encontrar sua mãe, que sendo muito velhinha, havia colocado numa casa dis­tante e estava tendo de se virar sozinha. Assim que viu a mãe, disse:

     - Mãe, perdoe-me por ter me afastado de você. Eu es­tava muito autocentrado e só conseguia ver meu pró­prio umbigo. Estou morrendo e quero que fique co­nnosco agora no  meu último dia de vida.

     O homem foi então perdoando as ofensas das pessoas, ajudando aqueles que antes havia prejudicado, e cada coisa que fazia procurava estar totalmente presente, pois sabia que seria a última vez.

     O dia passou bem rápido, mas foi o dia mais libertador de sua vida. Voltou para casa, reencontrou toda a sua família, e viu a noite cair. Jantaram juntos, ficaram todos abraçados, e o homem esperava o fatídico mo­mento de sua morte.

     O tempo passou, passou, e ele não morreu. Veio o dia seguinte, e o homem ainda estava sentindo-se muito bem, sem nenhum sinal de que estava próximo à morte. Ao contrário de tempos passados, o homem sentia-se maravilhosamente tranquilo e feliz, muito melhor do que qualquer época em toda a sua vida.

     Resolveu então retornar e falar novamente com o sá­bio. Assim que o encontrou, questionou:

     - Mestre, anteontem o senhor me disse que eu morreria ontem, mas veja que hoje continuo saudável e nada me ocorreu. Pelo jeito sua previsão falhou, pois me sinto feliz e bem leve.

     O mestre respondeu:

     - Não falhou, pois não houve nenhuma visão do futuro. Você me perguntou como era possível vi­ver a vida da melhor forma possível. O que você fez neste último dia, acreditando que iria morrer, senão viver intensamente cada momento? Você ficou mais próximo de sua família, perdoou ofensas, arrependeu-se de brigas, aproximou-se de pessoas que ama, e disse a sua família o quanto você a amava, além de ter fi­cado bem próximo a eles. Portanto, este é o ensinamento que deixo a você. Viva cada dia como se fosse o último. Trate as pessoas sem cultivar mágoas, pois um dia tudo isso passa. Sinta-se liberto dessa vida sa­bendo que um dia você não mais estará presente. De­clare seu amor aberta e calorosamente, como se fosse a última vez. Liberte-se das preocupações, das tensões e das culpas, como se elas fossem passar e dissolver-se com o fim de tudo. O que dá sentindo a vida, é o sentido que é dado quando sentimos que tudo está próximo de encerrar. Quando tomamos consciência de nossa mortalidade e da pe­quenez da existência humana, nos libertamos de qualquer prisão, e vivemos de forma leve e feliz.

Autor: Hugo Lapa

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 09:49
Link | Comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 13 de Janeiro de 2013

O Terrível custo de Não Perdoar

“A pessoa que mais precisamos perdoar é NOS MESMOS, por que SOMOS NOS QUE ESCOLHEMOS PERMITIR QUE OUTROS NOS MAGOEM.”

“Não perdoar é visto como um dos mais severos e limitadores problemas da experiência humana.”

     Existem custos inevitáveis para nos que estamos presos no não perdoar. Todos estes custos estão em operação, continuamente, em cada não perdoar não importa se nos o reconheçamos conscientemente ou não. Estas consequências acontecem com todos, toda vez que somos apanhados por alguma situação que não resolvemos e não perdoamos. Todos nos pagamos este alto custo nas nossas vidas repetidas vezes. Nos provavelmente ainda pagamos em muitas áreas da nossa psique e do nosso espírito que precisam de cura. Considere estas como consequências do julgamento, da crítica e do não perdão.

     1. Nós continuamos a sentir a dor psicológica da ofensa recebida.

     2. Nós bloqueamos uma comunicação saudável e a potencial reconciliação com o “ofensor”.

     3. Nós recebemos ofensas similares por outros que lembram-nos o ofensor.

     4. Nós atraímos situações similares, pessoas e insultos para nos.

    5. Nós entregamos o nosso poder pessoal para outros determinarem como nos sentimos e respondemos(de fato, nos “reagimos”) em situações similares.

     6. Nos nós rendemos incapazes de realmente, conhecer e aprender a verdade sobre o evento que “danificou” o relacionamento.

     7. Nós adicionamos negatividade tóxica nos relacionamentos presentes.

     8. Nos isolamos/prevenimos/evitamos/limitamos nós mesmos de termos novos relacionamentos, mais saudáveis e mais satisfatórios.

     9. Nos tornamos vulneráveis, maliciosos, ressentidos e amargos.

     10. Nos desrespeitamos, destruímos e depreciamos a nos mesmos em níveis profundos da nossa mente.

     11. Nos bloqueamos espiritualmente de receber ajuda e cura do Fonte Superior.

     12. Nosso espírito e alma contraem (paralisam) mais e mais.

     Certamente muito mais pode ser adicionado a esta lista. Ainda muitos de nós tem algumas destas atitudes queimando no fundo de nossas mentes subconscientes.
     Tomando uma atitude de superioridade com a intenção de causar mal ou perda para alguém, incluindo a si próprio, é um problema espiritual maior, bem como psicológico. Considere isto. Quando eu assumo uma posição julgadora, critica, punitiva, vingativa ou de rejeição contra alguém, incluindo a mim mesmo, o que eu estou fazendo espiritualmente?
Bem eu estou a brincar com Deus!

     Eu estou me colocando como juiz, júri e executor. Eu estou, consequentemente, violando o Primeiro Mandamento! Isto significa que Deus não pode sequer me ajudar com o meu dilema de Não Perdoar. Eu estou por conta própria com meu sofrimento e o terrível custo do meu próprio não perdoar.
     Se você olhar para esta violação da perspectiva religiosa ou filosófica, ou não, ela ainda ferve fazendo-me o centro do poder e o centro do universo. Esta é uma posição muito perigosa para estar por que nenhum de nos tem este poder ou autoridade em nos. Isto é reservado para nosso Poder Superior. Logo, esta é uma batalha perdida para nos com todos os custos descritos acima.

     O maravilhoso pagamento de trabalhar o não perdoar é que você pode erradicar todo o terrível custo!! Perdoar todos e desfrutar as bênçãos da nova e maravilhosa liberdade que você tem!

Fonte: http://www.besetfreefast.com

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 16:48
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 29 de Outubro de 2010

Amizade

Caros Irmãos,

         Neste planeta encontramos as mais variadas pessoas dos mais variados feitios, cores e crenças. Em geral, no universo de pessoas que conhecemos, o Ser humano tem uma tendência de as conotar das mais variadas formas, tal como: familiar, esposa/o, namorado/a, colega, conhecido, conhecido de vista, amigo da onça, amigo colorido, desconhecido, figura pública e amigo. Ao longo da minha vida já passaram na minha vida todo este tipo de pessoas e não me sinto mal por tal, pois cada um à sua maneira deu o seu contributo para o meu caminho de aprendizagem, independentemente dessa contribuição ser mais ou menos positiva, há sempre algo de bom que aprendemos e nos faz amadurecer. Assim, em verdade lhes digo que para mim existem dois tipos de pessoas, que se dividem da seguinte forma: 1º - Aquelas com as quais sinto afinidade e empatia; 2º - Aquelas com as quais sentimos antipatia energética.

         As que se referem à segunda forma (antipatia energética), englobam-se aquelas pessoas que, quer nos dirijam ou não a palavra, provocam em nós um sentimento de um certo mal-estar ou até mesmo uma antipatia. Esse tipo de sentimento é um indicador de que está perante um Ser com o qual tem uma certa ligação kármica, que poderá ou não tratar nesta vida. Como o não tratamento implica um bloqueio no seu caminho de ascensão, deixando-o assim “amarrado” à vida da 3ª dimensão e da dualidade, é recomendável tratarmos de remover esse bloqueio em tempo oportuno, pois este tipo de situações podem-se repercutir num conjunto de sucessivas reencarnações.

         Aqueles pelos quais sinto afinidade, nutro por eles uma amizade. Amizade é um bonito e nobre sentimento que se nutre por outra pessoa com o intuído de lhe transmitir o nosso Amor Incondicional. São aquelas pessoas que tratamos da mesma forma que gostamos que nos tratem a nós, sem qualquer tipo de interesses próprios com o intuito de ludibriar a pessoa em causa em prol de um qualquer objectivo pessoal. Estes/as são os verdadeiros amigos, pois são aqueles que sem dó nem piedade, nos mostram a realidade dos nossos defeitos, nos dizem na cara as coisas que “custam” a ouvir (verdades), são aqueles que estão connosco nos bons momentos e que nunca nos abandonam quando estamos mal, dando o seu contributo para a nossa recuperação. Estes muitas vezes têm sido nossos companheiros de jornada, desde imemoráveis tempos da nossa existência, no caminho da nossa eternidade e imortalidade, como seres divinos e angélicos que somos (apesar de alguns teimarem em andar mascarados de demo, mas lá no fundo têm também uma essência divina). Vamos aceitar e perdoar mesmo aqueles que nos querem mal, emanando o nosso Amor Incondicional para com Eles e então assim podemos abrir as nossas assas de Anjos.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: M80
Publicado por Viktor às 11:46
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. A melhor forma de Viver

. O Terrível custo de Não P...

. Amizade

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007