.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Sexta-feira, 26 de Julho de 2013

Believe or not believe...

     A reflexão de hoje tem precisamente a ver com o título, o qual traduzido significa: “Acreditar ou não Acreditar”. Esta é uma questão com a qual o ser humano se debate diariamente, pois na sociedade actual somos “bombardeados” com as mais diversas informações, sobre os mais variados assuntos, mas é sobre o próprio Ser que pretendo falar.

     Quantas vezes acredita mais nos outros do que em si mesmo? Quantas vezes necessitam que os outros confirmem que está bem, para ter a certeza de que o que fez foi bem feito? Que prazer tem ao prejudicar o semelhante para se enaltecer? Porque se preocupa com a vida do seu semelhante quando a sua é suficiente para se manter ocupado? Qual o prazer que dá falar mal dos outros? Estas e muitas outras perguntas podem colocar a vocês mesmos para reflectirem um pouco sobre a vossa atitude (se de facto se enquadra nessas questões). Este tipo de situações deve-se à falta de AUTO-ESTIMA que têm, situação menos positiva, a qual deve ser resolvida com brevidade.

     Todos nós somos seres divinos humanamente mortais e espiritualmente imortais (alma), mas a nossa vinda a este planeta para testarmos as nossas aprendizagens é como se fosse-mos uns hamsters colocados numa caixa de testes laboratoriais, daí a maioria da humanidade esquecer verdadeiramente as suas origens vivendo como se estivesse em transe hipnótico, dentro de determinadas regras e padrões sociais e religiosos. LIBERTEM-SE desse “transe hipnótico” e dessas “amaras” que lhe prendem as asas e voe como um anjo, seja livre, feliz e amor, porque na verdade você é isso mesmo. Adore-se, surpreenda-se e sobretudo ame-se acima de todas as coisas, porque você é um ser maravilhoso, um ser divino cuja essência se encontra tão bem escondida em si, que até a sua mente dúvida da existência da mesma. Aceite-se quem verdadeiramente É. Seja AMOR e assim conseguirá envolver os outros em amor, ser para eles um farol de orientação nos conturbados caminhos da vida, uma luz ao fundo do túnel ou até mesmo uma candeia quando outros se sentem perdidos na escuridão.

Desejo-lhes tudo de bom.

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 12:29
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Março de 2012

Juiz e Carrasco…

Caros leitores,

     A nossa vida é repleta de acontecimentos, sentimentos e emoções, que devemos observar como “testes” à nossa aprendizagem e evolução interior, os quais tentarei explicar para que possam entender melhor o que lhes pretendo dizer.

     Observo que na generalidade o Ser humano tem mais facilidade em apontar o dedo aos outros, em vez de reconhecer o que em si está mal e assim fazer o seu trabalho de casa (as costas dos outros são os nossos espelhos). Apontado e/ou julgando estamos a ser juízes e carrascos, pois atribuímos uma determinada “sentença” e quem somos nós para julgar os outros? Serei eu alguém sem defeitos? O papel de Juíz e Carrasco cabe ao divino quando fizer a análise desta nossa estadia (vida) na Terra, e o Ser humano nunca deve conotar as pessoas dizendo que são isto e aquilo, pois até mesmo os Seres humanos mais puros por vezes também têm os seus momentos mais fracos (veja-se a “Madre Teresa de Calcutá” que em determinada altura pôs em causa a existência divina de Deus). Com isto quero-lhe dizer que, mesmo aqueles seres que definem como “pessoas boas” podem determinada altura dizer ou ter uma atitude menos própria ou coerente, mas eu pergunto quem nunca errou na vida? É claro que podemos divergir desta ou aquela atitude ou palavra que certa pessoa disse, mas isso não significa que seja uma pessoa de má índole.

     Agora dirigindo-me a si mesmo, vamo-nos centrar no seu “Eu Sou Interior”. É precisamente aí que reside a sua essência, a qual é julgada e punida pela sua mente (juiz e carrasco), através de todos os condicionalismos que constantemente impõe a si mesmo. Condicionamos a nossa evolução, através dos medos, dos pensamentos negativos, pela falta de auto confiança entre muitas outras coisas e o atrapalham em todas as circunstâncias da vida. Faça o favor de tratar bem de si e de ser feliz.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Feliz e Repleto de Energia...
Publicado por Viktor às 17:50
Link | Comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2012

Reflexão... Vida...

Caros leitores,

     No ano transato (2011) muito se disse e falou sobre o que se ia passar em 2012. Profecias e previsões entre outras coisas, trouxeram mais motivos de “discussão” e debates entre os Seres Humanos, pois uns defendem umas coisas e outros defendem outras, mas o que é certo é que ninguém sabe concretamente o que se vai passar. Desde tempos imemoráveis todos os acontecimentos neste planeta se deram assim, com mágicos, mestres, sábios, videntes e outros a fazerem previsões sobre acontecimentos futuros, mas eu questiono qual é o interesse em se saber o futuro para além da curiosidade do Ser humano?

     Na minha opinião, bem como filosofia de vida e forma de estar divide-se em 3 partes: Passado, Presente e Futuro.

   - Do Passado fazem parte todos os acontecimentos e pessoas que se cruzam no nosso caminho, independentemente a sensação, emoção ou experiência que nos tenham proporcionado. Nada, mesmo nada acontece por acaso, mesmo que a razão de tal ultrapasse os limites da nossa compreensão, tudo tem uma razão de ser. O Passado de cada Ser foi a sua escola da vida, que através do “jogo das polaridades” e experiências nos foi dando o conhecimento necessário ao nosso caminho de ascensão e aprendizagem. Em simultâneo vamos sendo testados acerca da aquisição desses conhecimentos diariamente quando menos esperamos, pois a surpresa ou o inesperado é a melhor forma para nós termos consciência se de facto aprendemos ou não a lição.

   - O Futuro é um mistério, ou seja, devemos ter alguma preocupação em estar preparados convenientemente para o que venha ao invés de nos preocuparmos se vai ser desta ou daquela maneira, através da aprendizagem da aceitação.

   - O Presente é uma dádiva, ou seja, devemos de viver o momento, libertos de toda e qualquer amarra do passado, pois só assim conseguimos viver o momento na sua plenitude. Lembre-se que muitos dos ditos “fantasmas” e “bloqueios” por vezes são gerados e alimentados pela nossa própria mente, que para muitos seres é o seu maior inimigo, como tal recomendo a prática de terapias e sobretudo de meditação, a forma mais eficaz de acalmar a mente.

     Termino dizendo que estou a escrever estas palavras no Presente para que vocês no Futuro leiam o que escrevi no Passado.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Estado de Espiríto: Feliz por partilhar com todos
Publicado por Viktor às 17:35
Link | Comentar | favorito
Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Pesquisas Cientificas sobre REIKI

Pesquisas científicas na área de imposição de mãos estão a ser conduzidas há algum tempo. Há agora algumas experiências que validam a utilidade do Reiki como técnica de cura. Alguns dos resultados mais interessantes destas experiências demonstram que os resultados positivos são mais do que efeito placebo.

Wendy Wetzel, uma enfermeira descreve uma experiência de Reiki que ela conduziu: "Cura por Reiki - Uma Perspectiva Fisiológica". No seu estudo, quarenta e oito pessoas formaram o grupo experimental enquanto dez, o de controle. Os grupos tiveram amostras de sangue retiradas no princípio e término da experiência. O grupo experimental recebeu formação em Reiki I. O grupo de controlo não foi envolvido na formação de Reiki.

Das amostras de sangue foram analisados a hemoglobina e o hematócrito. Hemoglobina é a célula vermelha do sangue que leva oxigénio. Hematócrito é a relação das células vermelhas do sangue com o volume total de sangue. As pessoas do grupo experimental tiveram mudança significativa nestes valores com vinte e oito por cento sofrendo um aumento e o resto uma diminuição. As pessoas do grupo de controlo não tiveram mudança significante. As alterações, aumento ou diminuição, são consistentes com o propósito de Reiki que é trazer equilíbrio numa base individual.

Uma paciente teve 20% de aumento nestes valores. Ela continuou a tratar-se diariamente com Reiki e depois de três meses, o aumento foi mantido. A paciente vinha de um quadro de anemia por deficiência de ferro.

Outra experiência demonstrou aumento nos valores de hemoglobina; conduzida pela médica, Otelia Bengssten, num grupo de setenta e nove pacientes com diagnósticos de pancreatite, tumor cerebral, enfisema, desordens endócrinas múltiplas, artrite reumática, e paragens cardíacas. O tratamento de Reiki foi feito em quarenta e seis pacientes, sendo trinta e três controles. Os pacientes mostraram aumentos significantes nos valores de hemoglobina. A maioria dos pacientes informou melhoras ou desaparecimento completo dos sintomas. Esta experiência e a anterior demonstrou que as aplicações de Reiki produzem melhoras biológicas.

No centro médico St. Vincent em Nova Iorque a experiência foi efectuada por Janet Quinn, director assistente de enfermagem na Universidade da Carolina do Sul. A meta desta experiência era eliminar o efeito placebo. Trinta pacientes do coração receberam vinte perguntas de um teste psicológico para determinar o nível de ansiedade. Eles foram tratados por um grupo de Reikianos. Um grupo de controle de pacientes também foi tratado por pessoas, não treinadas em Reiki, que imitaram as mesmas posições de imposição de mãos. No primeiro grupo dezassete por cento tiveram o nível de ansiedade diminuído depois de cinco minutos de tratamento; o outro grupo não apresentou nenhuma modificação.

Daniel Wirth da Ciências Internacional de Cura em Orinda, Califórnia conduziu uma experiencia controlada usando Reiki. Quarenta e quatro estudantes de faculdade, do sexo masculino, receberam feridas idênticas infligidas por um doutor no ombro direito ou esquerdo. Vinte e três receberam Reiki e os outros vinte não. Os tratamentos eram ministrados de tal modo que a possibilidade de um efeito placebo estava eliminada. Todos os quarenta e quatro estudantes estendem os braços através de um buraco na parede. No outro quarto, estava o Reikiano a fazer aplicações de Reiki sem os tocar. Nem todos receberam Reiki. Foi-lhes informado que a experiência era sobre a condutividade eléctrica do corpo. Ninguém sabia que a experiência era sobre cura. No oitavo e décimo sexto dia foram feitas avaliações dos ferimentos. Depois de oito dias, as feridas do grupo tratado tinham melhorado 93,5% comparados com 67,3% dos não tratados. Depois de dezesseis dias, o quadro era de 99,3% e 90,9%.

Dr. John Zimmerman da Universidade de Colorado usando um SQUID (Dispositivo Supercondutor de Interferência Quântica) descobriu que campos magnéticos são criados ao redor das mãos de aplicadores de Reiki. As frequências dos campos magnéticos que cercam as mãos dos Reikianos eram de ondas do tipo alfa e gama semelhante para as observadas no cérebro de meditadores.

Dr. Barnard Grad de Universidade de McGill em Montreal, usa sementes de cevada para testar o efeito de energias curativas psíquicas em plantas. As sementes foram plantadas e regadas com uma solução salina que retarda o crescimento. Uma parte das sementes, lacradas em um recipiente foi regada com a solução energizada por um Reikiano durante quinze minutos e outra não foi. A pessoa que regava as plantas não sabia qual o grupo que estava a ser regado com a solução energizada e qual não estava. As plantas regadas com a solução salina cresceram mais rapidamente e mais saudáveis, com 25% mais peso e um teor de clorofila mais alto.

Estas experiências com plantas, além de confirmar a natureza de não placebo da cura psíquica, confirmam a antiga compreensão metafísica de que energias curativas podem ser armazenadas em água para uso futuro.

Noutra experiência envolvendo a curadora psíquica Olga Worrall, o Dr. Robert Miller usou um transdutor electromecânico para medir a taxa de crescimento microscópica da grama de centeio. O dispositivo usado tem uma precisão de milésimos de polegada por hora. O Dr. Miller fez a experiência no seu laboratório, com a porta fechada para eliminar qualquer perturbação. Foi pedido à Olga, que se encontrava a mais de 600 milhas, para enviar Reiki para a planta da experiência exactamente às 21 horas. Quando o Dr. Miller voltou ao laboratório no dia seguinte, o equipamento de teste tinha registado crescimento contínuo normal de 6,25 milésimos de polegada por hora até às 21 horas. Naquele momento, o registo começou a divergir para cima e tinha subido a 52,5 milésimos de polegada por hora que correspondia a um aumento de 840 por cento! Esta taxa de crescimento permaneceu até de manhã quando diminuiu, mas nunca para seu nível original.

O grupo de Spindrift fez extensas pesquisas envolvendo Reiki e plantas. Os resultados indicaram que as plantas para as quais as preces foram dirigidas crescem mais rapidamente e são mais saudáveis em comparação com as que não receberam Reiki, embora as condições sejam iguais para ambos os grupos de plantas.

Mais experiências estão a ser feitas e teorias científicas desenvolvidas para descrever o Reiki como técnica de cura. O desenvolvimento de equipamentos mais sensíveis permitirá a ciência entender, validar, e aceitar a realidade do Reiki. Com isto vamos ver um uso crescente do Reiki individualmente, na família, em hospitais e consultórios. Um conhecimento mais profundo da natureza da saúde e a unidade de toda a vida, redescobrirá a velha sabedoria que diminuirá o sofrimento, tornando a vida na terra mais agradável e promovendo a cura do planeta.

Por William Lee Rand

Fonte: Reiki News Magazine

Saudações Reikianas

NAMASTÉ

Publicado por Viktor às 09:19
Link | Comentar | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Procurar no Blog

 

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Lisboa, Loures, Porto, Odemira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: Partilhas de um Ser - APR
CURRENT MOON
------------------------------- REIsocialKI: Projecto Social em Prol do Semelhante

Divulga também a tua página -------------------------------

.LINKs

.posts recentes

. Believe or not believe...

. Juiz e Carrasco…

. Reflexão... Vida...

. Pesquisas Cientificas sob...

.Arquivos

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.subscrever feeds

.tags

. todas as tags

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31