.Já em Agenda

*Cursos de Reiki e Karuna de Todos os níveis*-*Workshop's de Técnicas de Reiki*
Terça-feira, 21 de Maio de 2013

Apego

     Cada Ser humano tem as suas aprendizagens e vivencias.  Há uma história a respeito de dois irmãos que lhes vou contar. Um deles era mau, porém, muito esperto, e o outro era muito teimoso e também muito estúpido. Um belo dia, estavam a correr num campo e o irmão maldoso resolveu divertir-se um pouco e disse: “Fica sentado neste vale, que irei para aquelas colinas e de lá vou-te mandar um grande presente. O presente fará estranhos ruídos e vais ouvir estalos e barulhos esquisitos, mas não deixes de o segurar até eu voltar”. De seguida subiu o morro, encontrou uma grande rocha branca, aqueceu-a até ficar vermelha e fê-la rolar morro abaixo, gritando: “Pronto mano, aqui está o teu presente. Agarra-o! Não o largues até eu voltar!”

     O irmão estúpido estava tão ansioso por ganhar o presente que saiu a correr e agarrou a rocha. O pêlo do couro de animal que estava a usar estalou e chiou ao queimar-se. A rocha queimou a pele do animal e depois queimou-lhe o corpo, mas nem assim ele a deixou cair, supunha que ela fosse valiosa. Por isso falou, dirigindo-se à rocha: “Faça o que quiser comigo pois não vou desistir enquanto meu irmão não chegar”. E teimoso, continuou a mantê-la aconchegada a si, porque a julgava importante para si.

    Nós apegamo-nos da mesma maneira a tudo o que amamos, ainda que isso pareça ser extremamente frustrante e doloroso. Também nos apegamos à meditação, desejando ver cores e visões, experimentar emoções e sensações quentes e conhecer as fases mais elevadas. A nossa mente ainda quer identificar, capturar e manipular a experiência, a fim de ter algo aprazível para relatarmos. Entretanto, quando nos livramos do nosso apego aos sentidos e sentimentos, podemo-nos tornar a própria experiência, e este é o verdadeiro processo da cura.

Tulku

Nota: Um tulku (tibetano: སྤྲུལ་སྐུ; Wylie: sprul sku; ZWPY: Zhügu; também grafado tülku ou trulku) é, no budismo tibetano, um lama que conseguiu, através da phowa e da siddhi, escolher conscientemente ser reencarnado, às vezes por mais de uma vez, de maneira a continuar seu juramento de bodisátva. [Fonte wikipédia]

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 13:15
Link | Comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Março de 2012

Reflexão… Dia Internacional da Mulher…

Caros leitores,

     Sendo hoje celebrado o “Dia Internacional da Mulher”, vou aproveitar para lhes deixar uma informação acerca da história do mesmo (fonte wikipédia) e uma reflexão minha acerca desses seres.

   O Dia Internacional da Mulher, celebrado a 8 de março, tem como origem as manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada do seu país na Primeira Guerra Mundial. Essas manifestações marcaram o início da Revolução de 1917. Entretanto a ideia de celebrar um dia da mulher já havia surgido desde os primeiros anos do século XX, nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas de mulheres por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito de voto.

   No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado no início do século, até a década de 1920.

   Na antiga União Soviética, durante o stalinismo, o Dia Internacional da Mulher tornou-se elemento de propaganda partidária.

   Nos países ocidentais, a data foi esquecida por longo tempo e somente recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960. Na atualidade, a celebração do Dia Internacional da Mulher perdeu parcialmente o seu sentido original, adquirindo um caráter festivo e comercial. Nessa data, os empregadores, sem certamente pretender evocar o espírito das operárias grevistas do 8 de março de 1917, costumam distribuir rosas vermelhas ou pequenos mimos entre suas empregadas.

   Em 1975, foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e económicas das mulheres.

     Depois da explicação segue-se a reflexão.

     Na minha modesta opinião, eu acho que o “dia internacional da mulher” tal como “dia da mãe”, o “dia do pai” e o “natal” são sempre que as pessoas queiram. Esses fantásticos Seres (mulheres) merecem toda a consideração, pois foi e é através Delas que passa o desenvolvimento e repovoamento do planeta, dando assim continuidade à espécie humana. Estes seres que, em muitos casos e ao longo de vários séculos, foram “denominados” inferiores relativamente ao sexo masculino, sofreram na “pele” a complexidade, estupidez, mitos e dogmas da mente do Ser Humano. Vejamos um exemplo do que acabei de dizer no seio da religião católica apostólica romana. A única mulher venerada e imaculada pelo catolicismo foi Maria a mãe de “Jesus Cristo”, todas as outras foram vilipendiadas e até mesmo “apagadas” das passagens bíblicas, nas constantes revisões aos conteúdos bíblicos feitos pelo próprio Vaticano. Visto por esse prisma, a única mulher pura foi a mar de Jesus, teoria que se reveste de uma profunda falta de bom senso, incoerência e diria até de inteligência, pois devo recordar que todo o homem que habita o planeta foi gerado dentro do ventre de uma Mulher. Vamos respeitar esses maravilhosos Seres, pois hoje aqueles que são homens outrora, noutra vida, certamente já foram mulheres e lembrem-se que foi a vossa mãe que vos transportou 9 meses no ventre.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Publicado por Viktor às 17:15
Link | Comentar | favorito
Quarta-feira, 27 de Abril de 2011

Adeus SRI SATHYA SAI BABA… até um dia

Caros Irmãos,

 “Eu vim para acender a lâmpada de Amor nos vossos corações, para ver que ele brilha de dia para dia, com brilho intenso. Eu não vim em nome de qualquer religião exclusiva. Eu não vim em missão de publicidade para uma seita ou credo ou causa, nem vim para recolher os seguidores de uma doutrina. Não tenho nenhum plano para atrair discípulos ou devotos para o meu abraço ou qualquer dobra. Vim para lhe falar desta fé unitária, este princípio espiritual, este caminho de Amor, essa força do Amor, este dever de Amor, esta obrigação de Amor. [04 de Julho de 1968, Baba]”

      Milhares de devotos compareceram nesta segunda-feira ao ashram do guru hindu Sathya Sai Baba, um dia depois de sua morte. O corpo do líder religioso foi colocado em uma redoma de vidro em seu ashram em Puttaparti, na Índia.

O corpo do Líder ficará no local até terça-feira, e um funeral com honras de estado está previsto para a quarta-feira. Sai Baba, de 84 anos, era um dos mais populares líderes religiosos da Índia, considerado por milhares de seguidores como o Deus vivo.

      Sai Baba estava internado há um mês e respirava com ajuda de aparelhos. Ele morreu de falência múltipla dos órgãos, por conta de complicações no coração e pulmões, informou a imprensa local.

      Seus seguidores, estimados em número de seis milhões, incluem líderes políticos indianos, empresários e estrelas de Hollywood.

       A morte causou a tristeza dos devotos. Centenas de milhares de fiéis são esperados para o funeral do líder, conhecido por seus cabelos encaracolados e suas vestes na cor de açafrão.

      Sai Baba nasceu Sathyanarayana Raju em Puttaparti, em 1926. Aos 13 anos, anunciou que era a reencarnação de um líder religioso do século 19, venerado tanto por hindus quanto por muçulmanos. Ele arrebatou milhões de seguidores mundo afora com seus ensinamentos que eram um misto das duas crenças, que recitava com uma fala sempre suave.

      O guru também dizia ter o poder de materializar objetos como anéis e relógios, habilidade desqualificada por seus críticos como meros truques para enganar as pessoas. Os fiéis, porém, acreditavam que ele tinha ainda a capacidade de curar doentes terminais.

      Graças às doações dos fiéis, muitas delas de milionários convertidos à sua crença, Sai Baba construiu em Puttaparti um hospital, uma universidade, hotéis e até um aeroporto privado. Sua fundação também mantém um serviço de alimentação para a população carente.


Baghavan Sri Sathya Sai Baba, pseudônimo de Sathya Narayana Raju foi um guru indiano. É considerado por muitos como um Avatar (encarnação numa forma humana de um ser divino). O próprio Sai dizia ser a segunda de uma tríplice encarnação: teria sido Shirdi Sai Baba, um religioso indiano do século XIX venerado por hindus e muçulmanos, e futuramente seria Prema Sai Baba. Nasceu em 23 de novembro de 1926, em Puttaparthi, pequena vila no sul da Índia, no estado de Andhra Pradesh.

Muitos dos seus seguidores consideravam-no uma divindade e atribuíam-lhe poderes sobrenaturais, como a levitação[1].

Em 1950, Baba fundou o seu primeiro templo ashram. Desde então, construiu uma poderosa organização, que financia projectos de saúde e educação e promove as medicinas alternativas[1]. Mas a sua carreira não está isenta de controvérsia, nomeadamente queixas por abuso sexual (que nunca resultaram em acusações formais) e fraudes nos seus supostos "milagres"[1].

Morreu em 24 de abril de 2011 por problemas cardíacos e pulmonares, em Puttaparthi, após prolongado internamento hospitalar. Como reacção à sua morte, o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, afirmou "Ele inspirou milhões a levar uma vida mais moral e significativa, independentemente da religião que seguiam. A sua morte é uma perda irreparável para o país”[1] Milhões de pessoas acorreram ao seu ashram para as cerimónias do funeral.

Saudações Holísticas

NAMASTÊ

Música: EVAN - O Todo Poderoso
Publicado por Viktor às 19:37
Link | Comentar | ver comentários (1) | favorito
::: GUESTBOOK :::

.Autor do Livro "Partilhas de um Ser"

.Eu

.Local/Contacto:

«Albufeira, Estremoz e Guarda». Cursos, Palestras, Partilhas & Workshop's. Tlm: 962856134 mail: mestreviktor@gmail.com Fundador do Projecto Social "REIsocialKI®" & Autor do Livro: "Partilhas de um Ser" - APR

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.subscrever feeds

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.LINKs

.posts recentes

. Apego

. Reflexão… Dia Internacion...

. Adeus SRI SATHYA SAI BABA...

.Arquivos

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Outubro 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Agosto 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007